Vereadores pedem que restaurantes possam ficar abertos até as 22h em Curitiba

A Câmara Municipal de Curitiba (CMC) aprovou duas sugestões de alteração no decreto municipal 650/2021 para que restaurantes possam ficar abertos por mais duas horas, encerrando seu atendimento para consumo no local às 22 horas, ao invés de 20 horas. A flexibilização nas medidas restritivas estabelecidas pela prefeitura durante a vigência da bandeira laranja – retomada no dia 5 de abril – foi debatida pelos vereadores nesta quarta-feira (7).

Uma das sugestões foi apresentada por Alexandre Leprevost (SD), que argumentou que as medidas de flexibilização tem sido importantes para a economia, com várias sugestões feitas em plenário acatadas pela Prefeitura de Curitiba e que “aliviaram a situação complicada de muitas pessoas que estavam passando por dificuldades”. O vereador ainda lembrou que esta não é a primeira vez que a ampliação do horário de funcionamento dos restaurantes é sugerida e que, após o retorno da bandeira laranja, é urgente que o setor possa deixar suas portas abertas até às 22 horas.

“Funcionamento até 20 horas não faz sentido. O empresário se programa com compras de produtos, escala de funcionários e esse horário até 20h inviabiliza, não torna viável as operações, principalmente para aqueles que têm sua atividade principal no turno da noite. Era melhor não ter feito, do que liberar até às 20 horas”, analisou. Ainda segundo Leprevost, existe o toque de recolher até às 20h, mas a alimentação é essencial e os restaurantes fornecem esse serviço. “Por isso nada impede o funcionamento até às 22h. E no meu entendimento, nada vai mudar na fila dos leitos [exclusivos para o tratamento da covid-19] se esses restaurantes tomarem as medidas necessárias, trabalharem com responsabilidade. Não vai mudar em nada a questão da saúde [termos] duas horas a mais para que esses empresários possam sobreviver.”

Marcelo Fachinello (PSD), autor da segunda sugestão aprovada e que pede a extensão do horário de atendimento presencial de restaurantes e lanchonetes, corroborou com a fala do colega. Para ele, ampliar em duas horas o horário do setor corrige uma “pequena incoerência no decreto que recolocou Curitiba na bandeira laranja, que para o setor de alimentação tem um impacto gigante”. “São duas horas [a menos, atualmente,] que fazem grande diferença para quem serve jantar e muitos [restaurantes] só trabalham no período da noite, são estabelecimentos que só servem jantar”, afirmou.

Ainda segundo o vereador, se restaurantes e lanchonetes podem cumprir os protocolos sanitários e atender clientes presencialmente até 20 horas, nada muda até 22 horas. Ao comentar reportagem da seção Bom Gourmet do Jornal Gazeta do Povo, que aponta que 5 mil trabalhadores do ramo da alimentação foram demitidos em menos de 1 mês na capital, Fachinello reforçou que as sugestões, se acatadas pela prefeitura, podem salvar empresas da falência e empregos.

Apoio do plenário

Observando que a cidade ainda vive “um momento difícil”, apesar da redução gradativa dos números de infectados pela covid-19, o presidente do Legislativo, Tico Kuzma (Pros) concordou com Fachinello sobre a incoerência dos decretos municipais que decretaram a bandeira vermelha e, na sequência, a laranja. Segundo o vereador, na fase mais restritiva, era possível retirar pedidos no balcão dos restaurantes até 22 horas, e agora, o chamado “take away” está limitado até 20 horas.

Indiara Barbosa (Novo) também vê como incoerente os postos de combustíveis poderem funcionar todos os dias da semana, sem restrição de horário, mas não poderem vender produtos e alimentos nas lojas de conveniência após às 20h. Nori Seto (PP), por sua vez, informo que vai apresentar uma indicação ao Executivo para que as lanchonetes possam abrir a partir de 7 horas. “Muitas servem café da manhã para os trabalhadores, e podendo abrir somente a partir de 10 horas isso inviabiliza o serviço”, justifica.

“Se você sabe que o mercado à meia noite tem menos gente, você vai no mercado à meia noite, não vai às quatro, seis horas da tarde. Isso deveria ser [adotado] pelo próprio empresário, para ajudar”, disse Ezequias Barros (PMB), ao defender que a extensão do horário de funcionamento para outros setores da economia, como medida para evitar aglomerações. “É uma questão lógica, quanto menor o horário de funcionamento, mais aglomeração. As sugestões são coerentes e bem-vindas”, corroborou do posicionamento do vereador, João da 5 Irmãos (PSL).

Ao declarar que todos os 38 vereadores de Curitiba “têm a mesma causa”, Mauro Ignácio (DEM) sugeriu que projetos de lei relacionados ao enfrentamento da pandemia da covid-19 e seus desdobramentos tramitem com maior celeridade no Legislativo. Segundo ele, proposta de sua autoria que reconhece restaurantes e atividades similares como atividade essencial no município ficou quase um mês “parado” na Procuradoria Jurídica (Projuris), para instrução técnica. “Temos buscado soluções. Naturalmente, o Legislativo é limitado na sua atuação, mas esta Casa não tem se furtado ao debate sobre a pandemia, a busca de soluções que precisamos enfrentar. É um momento difícil, o mundo enfrenta essa dificuldade. Vamos continuar lutando, empenhados”, continuou.

Líder do governo na CMC, Pier Petruzziello (PTB) respondeu ao plenário que o atendimento presencial dos restaurantes e lanchonetes não foi ampliado devido à restrição de circulação imposta pelo Governo do Paraná e que ainda está em vigor – a prefeitura, de acordo com ele, está seguindo o decreto estadual 7.230/2021, que prorrogou o toque de recolher no estado entre 20h e 5h para serviços não essenciais. Para que as sugestões de Leprevost e Fachinello fossem viáveis, o parlamentar orientou uma articulação, junto ao gabinete do Palácio Iguaçu, pela alteração das medidas restritivas estaduais.

A justificativa de Petruzziello, no entanto, foi rebatida por Denian Couto (Pode), que afirmou que o decreto municipal se sobrepõe ao decreto estadual. “Não é correto transferir a responsabilidade para algo que é de interesse local. De modo que, entender que o Governo do Paraná precisa alterar seu decreto do toque de recolher, para que possa haver uma adequação do horário de funcionamento dos restaurantes é uma visão simplista e que transfere a responsabilidade do Poder Executivo municipal.” Também participaram do debate os vereadores Amália Tortato (Novo), Eder Borges (PSD) e Hernani (PSB).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Curitiba terá mais de 40 atrações musicais neste fim de semana, maior parte gratuita

Curitiba terá mais de 40 atrações musicais neste fim de semana, maior parte gratuita

O primeiro final de semana da 40ª Oficina de Música de Curitiba está repleto de opções de palestras, mesas-redondas, passeios musicais, recitais, concertos e grandes shows. Mais de 40 atividades estão programadas para este sábado e domingo (28 e 29/1), movimentando toda a cidade e fazendo de Curitiba a capital musical do país.

Confira a programação completa da Oficina de Música no Guia Curitiba.

Os destaques são os shows Pixinguinha como Nunca (sábado) e Led Zeppelin Sinfônico (domingo), no Guairão; os concertos de música de câmara e os recitais de piano de Jerusa Miller e do português Mário Laginha na Capela Santa Maria; o Coral da PUC-PR no Teatro da Reitoria; a palestra de Paulo Nobre na Cinemateca dentro da programação da Oficina Verde; masterclass com o pianista português Pedro Burmester; os espetáculos do palco itinerante da unidade móvel do Sesi; além de muitos shows no Circuito Off (de bares e restaurantes).

Confira a programação da 40ª Oficina de Música de Curitiba neste fim de semana

Sábado, 28

Mesa-redonda  – Mulheres na regência no Brasil

Mesa-redonda formada por mulheres que atuam como regentes de ópera, coros e orquestras para discutir os desafios enfrentados tanto no início da carreira quanto para se consolidarem no mercado de trabalho. Mediação de Natália Laranjeira e participação de Mara Campos, Priscila Bomfim e Renata Jaffe.

10h30 – Teatro Londrina – Memorial de Curitiba – gratuito

Oficina Verde – Palestra sobre Aquecimento Global, Florestas e Clima no Antropoceno, com Paulo Nobre

O climatologista Paulo Nobre aborda o papel das florestas no equilíbrio climático global, na compreensão dos processos e ações que têm levado ao aquecimento global durante a era geológica do Antropoceno.

14h30 – Cinemateca de Curitiba – Gratuito

Recital de Violão com Francisco Luz

Ativo camerista, fez sua estreia internacional como integrante do Brazilian Guitar Quartet, na série da Frick Collection, em Nova York e, aos 24 anos, foi solista em concerto com a Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo. No programa estão obras do compositor brasileiro Francisco Mignone (1897 – 1986).

15h – Oratório Bach – Gratuito

Abendumusik – Música Germânica do Séc. XVII

Grupo de instrumentistas de música antiga apresenta a célebre série de concertos, que reuniu importantes nomes da música entre os séculos XVII e XIX. O termo Abendmusick passou a ser sinônimo de concertos em igrejas.

18h – Capela da Glória – gratuito

Recital Lírico

A apresentação ocorrerá com os maiores nomes da cena lírica nacional: os cantores Rosana Lamosa (soprano) e Inacio de Nonno (barítono), com acompanhamento de Priscila Bomfim (piano).

18h – Auditório Regina Casillo – gratuito

Coral Champagnat – PUC PR

” As raízes do Samba” – Show em homenagem aos 50 anos do coral.

Com regência de Rosemeri Paese, o show apresenta a obra de alguns dos mais representativos compositores do final do século XIX e início do século XX: Chiquinha Gonzaga, Ernesto Nazareth, Sinhô e Noel Rosa.

19h – Teatro da Reitoria – R$ 35 e R$ 17,50 (Compra de ingresso pelo site www.minhaentrada.com.br)

Música de Câmara – Johannes Brahms 

Concerto com repertório dedicado à obra do compositor alemão do século 19, um dos mais importantes representantes do romantismo musical europeu. Com Erika Ribeiro – piano, Betina Stegmann – violino, Otinilo Pacheco – clarinete e Rafael Cesário – violoncelo.

18h – Capela Santa Maria  – R$ 35 e R$ 17,50 (Compra de ingresso pelo site www.minhaentrada.com.br)

Orquestra de Câmara de Curitiba

Concerto com a participação dos solistas russos Andrey Baranov – violino e Anna Serova – viola, e da flautista brasileira Cássia Carrascoza. No programa, obras de Mozart.

20h – Capela Santa Maria – R$ 35 e R$ 17,50 (Compra de ingresso pelo site www.minhaentrada.com.br)

Sol nascente: Um cine-concerto por Guilherme de Almeida

“Sunrise” de  Friedrich Wilhelm Murnau.

Cine-concerto que propõe a criação de uma trilha sonora para o filme Sunrise, de Murnau, um dos principais realizadores da época do cinema mudo e do expressionismo alemão.

19h – Cine Passeio – Gratuito (ingressos disponíveis 60 minutos antes na bilheteria do espaço).

Thaís Morell – Quatro Cantos

A cantora, compositora e multi-instrumentista Thaïs Morell apresenta seu novo show “Quatro Cantos”. Neste espetáculo ela une seu característico som acústico aos beats e sons eletrônicos do músico e produtor Vinicius Nisi.

19h30 – Teatro Cleon Jacques – Memorial Paranista – gratuito.

Pixinguinha como nunca

Espetáculo com músicas inéditas de Pixinguinha com curadoria de Marcelo Vianna (ator, cantor e neto de Pixinguinha) e direção musical de Henrique Cazes. O elenco conta com um sexteto de notáveis: Carlos Malta (flauta e sax), Silvério Pontes (trompete), Marcelo Caldi (sanfona), Marcos Suzano (percussão), João Camarero (violão de 7 cordas) e Henrique Cazes (arranjos e cavaquinho).

20h – Auditório Bento Munhoz da Rocha Neto – R$ 50 e R$ 25 – (Compra de ingresso pelo site www.ticketfacil.com.br).

Piano Drag com Jerusa Müller

Jeruza Miller, drag queen pianista, é criadora do projeto PianoDrag. Sua proposta é levar a riqueza e a beleza da música para piano. No programa, compositores como Claude Debussy, Robert Schumann, Erik Satie, Rita Lee, Chiquinha Gonzaga, entre outros.

22h – Capela Santa Maria – R$ 35 e R$ 17,50 (Compra de ingresso pelo site www.minhaentrada.com.br).

Gênesis Orquestra de Metais e Percussão

Regência de Vagner Gonçalves Franco. No repertório, obras para metais e percussão: Marcha eslava, Jesus meu guia, Horizons, O melhor lugar do mundo, Majesty, Escape Velocity.

19h – Memorial de Curitiba – Gratuito

Big Belas Band

Com regência de Eduardo Mutz e coordenação geral de Marco Aurélio Koentopp, a Big Belas Band da Unespar é formada por alunos e ex-alunos de diversos cursos. No repertório, composições de Tom Jobim, Vinícius de Moraes, Luiz Bonfá, Michael Philip Mossman, Hugo Leonardo M. Correa, Rodrigo Oliveira, Bill Whithers, William Salter e Ralph MacDonald,  entre outros.

21h – Memorial de Curitiba –  Gratuito

Palco Itinerante – Rua da Cidadania do Cajuru

O palco itinerante patrocinado pelo Sesi percorrerá quatro locais durante a Oficina de Música levando atrações musicais para praças, parques e Ruas da Cidadania.

11h30 – Borogodó dos Pererês

13h30 – Oswaldo Rios e amigos

15h30 – Djangada Trio

17h – Raíssa Fayet e Du Gomide

CIRCUITO OFF DE BARES E RESTAURANTES

Vale da Música – Ópera de Árame

15h20 – André Ribas – acordeon e Fábio Peron – bandolim

Petrettriesserie

16h – Janaína Fellini – vocal e Joel Müller – violão

Don Max

19h – Daniel Migliavacca – bandolim e Fábio Peron – bandolim

Nnada Bar

19h – Tangará Trio – Rhuan Rodrigues bateria, Jean Quevedo – teclado e Leo Montenegto – baixo

Ushuaia Bar

20h30 – Débora Gurgel – piano, Sérgio Coelho – trombone e Thiago Duarte – baixo

Porão Cabalo Baio

20h30 – Celso Joabe trompete/piano e Rebeca Friedman violoncelo

Full Jazz Hotel

20h30 – Cris Tarran – voz, Mário Conde – guitarra e Djalma Lima – guitarra

Ponto Jazz

20h30 – Tiago Alain – guitarra, Júnior Dunga – baixo e Flávio Coimbra – bateria

A Caiçara

21h – Alexandre Rodrigues Pife e Convidados

Camaleão Cultural

23h – Melanina no Fubá – Wes Ventura convida Larissa Umaitá


Domingo, 29

Mesa-redonda – Desconstruindo o mito do Maestro

As relações hierarquizantes de trabalho na música de concerto resultam em situações abusivas, que em casos extremos envolvem agressões e assédios. Pesquisa aponta que 66% dos profissionais da música mundial já enfrentaram racismo e assédio sexual. Mediação de Ingrid Stein.

10h30 – Teatro Londrina – Memorial de Curitiba – gratuito

Gênise Orquestra de Metais e Percussão

Regência de Vagner Gonçalves Franco. No repertório, obras para metais e percussão: Marcha eslava, Jesus meu guia, Horizons, O melhor lugar do mundo, Majesty, Escape Velocity.

11h – Memorial de Curitiba. – Gratuito

Bicicletando na Oficina  – Passeio ciclistíco para pais e filhos

Tradicional na Oficina, o passeio ciclístico musical passará por vários parques da cidade com apresentações de pocket shows. O trajeto começa às 10h30 na Praça de Bolso do Ciclista, passa pelo Bosque do Papa e Termina no Memorial Paranista, com shows nos três locais:

10h30 – Praça de Bolso do Ciclista, Grupo Awallonia

11h15 – Bosque do Papa, Quinteto de Cordas Guará

12h – Memorial Paranista, Grupo Jumpjazz

    • O passeio é organizado por Fernando Rosembaum da Bicicletaria Cultural. Os interessados poderão locar bicicletas na Bicicletaria Cultural.

Led Zeppelin Sinfônico 

No programa, com regência de Abel Rocha, obras da icônica banda britânica de rock formada em Londres, em 1968. O concerto será executado pela Orquestra Sinfônica da 40ª Oficina de Música de Curitiba, tendo como convidada uma banda de rock para acompanhar a orquestra com os músicos: Rodrigo Godoy – Vocal, Mateus Brandão – Guitarra, Junior Dunga – Baixo,  James Bertisch – Teclado, Tiago Brandão – Bateria.

11h – Auditório Bento Munhoz da Rocha Neto R$ 30 e R$ 15 – Compra de ingresso pelo site www.ticketfacil.com.br. (Atenção: será cobrado taxa adicional de + R$ 2,00, pela Ticket Fácil)

Lamusa apresenta: Virgem bela, Virgem Negra

O grupo do Laboratório de Música Antiga da UFPR (Lamusa) apresenta um repertório de composições italianas do século XVII dedicadas à Virgem Maria. Participação de Ana Luisa Vargas – soprano, Matheus Prust – violino, Silvana Scarinci – teorba

12h30- Capela da Glória – Gratuito

Recital de violino solo com Carmelo de Los Santos

No programa, obra de Niccolo Paganini – Caprichos para violino solo

15h – Oratório Bach – Gratuito

Orquestra Paranaense de Tango

A orquestra conta com uma formação tradicional, que remonta aos primeiros grupos típicos de tango e com referências aos anos 40. A orquestra nasceu em 2022, idealizada por Rafael Rodrigues, que se uniu a músicos com carreiras consolidadas no Brasil e no exterior.

16h – Capela dos Fundadores – Memorial de Curitiba – Gratuito

Recital Lírico

Concerto com Ana Paula Brunkow – Soprano, Alexandre Mousquer – Tenor, Thiago Montero – Barítono, Priscila Malanski – Pianista. No programa serão executadas árias famosas de grandes compositores.

18h -. Auditório Regina Casillo – Gratuito

Noite de choro

A Noite do Choro é sempre uma ocasião muito especial e bastante aguardada por alunos e público em geral. Em clima de Roda de Choro os professores da Oficina de Música se encontram para interpretar clássicos do gênero.

19h30 – Teatro Cleon Jacques – Memorial Paranista – Gratuito

Clarissa Bruns – Lançamento do Álbum Tua Pele

Em seu novíssimo álbum autoral, Clarissa Bruns tem como referência o universo da música brasileira, misturada à contemporaneidade de timbres e pesquisas sonoras.  Participação especial de Jaques Morelembaum.

19h – Teatro da Reitoria –  R$ 35 e R$ 17,50 (Compra de ingresso pelo site www.minhaentrada.com.br)

Recital de piano – Mário Laginha (Portugal) 

Com uma carreira de mais de três décadas, Mário Laginha é habitualmente associado ao mundo do jazz. Mas seu universo musical é mais vasto, passando pelas sonoridades brasileiras, indianas, africanas, pela música pop e o rock, e pelas bases clássicas.

Mário Laginha é especialmente patrocinado pela Embaixada de Portugal – Brasil e Camões – Centro Cultural Português – Portugal – Ministério dos Negócios estrangeiros

19h – Capela Santa Maria R$ 35 e R$ 17,50 (Compra de ingresso pelo site www.minhaentrada.com.br)

Palco Itinerante

O palco itinerante patrocinado pelo Sesi percorrerá quatro locais durante a Oficina de Música levando atrações musicais para praças, parques e Ruas da Cidadania.

    • Parque Náutico (Boqueirão)

11h30 – Borogodó dos Pererês

13h30 – Serra Acima Trio

15h30 – Juarez Neto Quarteto

17h – Tupinamblues

CIRCUITO OFF DE BARES E RESTAURANTES

O Brasileirinho

13h – Joãozinho do Pandeiro – percussão, Lucas Melo – violão 7 cordas e Jonas Lopes – violão

Allright Beer

15h – Mário Conde guitarra e Andreas Toftemark sax

Vale da Música

15h20 – Joel Müller – violão, Sérgio Coelho – trombone e Fofo Black – bateria

Don Max

19h – Vinícius Araújo – guitarra e Leonardo dos Santos – gaita harmônica

Casa Verde

19h – Carlos Malta – sax/flauta e Fofo Black – bateria/percussão

Hard Rock Café

19h –  Jam Session com professores da Oficina de Música – Andreas Toftemark – sax, Djalma Lima – guitarra, Bruno Migotto – baixo e Ramon Montagner – bateria

A 40ª Oficina de Música de Curitiba é uma realização do Instituto Curitiba de Arte e Cultura, Fundação Cultural de Curitiba, Prefeitura de Curitiba, Ministério da Cultura, Governo Federal, com apoio master da Pontifícia Universidade Católica do Paraná, e patrocínio da Volvo do Brasil Veículos e Copel Distribuição. Também apoiam o evento: Camões – Centro Cultural Português, Embaixada de Portugal no Brasil, Teatro Colón, Centro Cultural Teatro Guaíra, Escola de Música e Belas Artes do Paraná – Campus Curitiba I da Universidade Estadual do Paraná (Unespar), Universidade Federal do Paraná – Pró-Reitoria de Extensão e Cultura (Proec), Sistema Fiep/Sesi Cultura, Família Farinha, Hard Rock Cafe Curitiba, LAMUSA – Laboratório de Música Antiga, Rádio Educativa 91.7 FM, TV Paraná Turismo, Teatro Regina Casillo e Bicicletaria Cultural.

Projeto realizado com o apoio do Programa Estadual de Fomento e Incentivo à Cultura (Profice) – Secretaria de Estado da Cultura – Governo do Estado do Paraná.

Veja a matéria no site da Prefeitura de Curitiba

Rapper BNegão canta clássicos de Dorival Caymmi na Oficina de Música de Curitiba

Rapper BNegão canta clássicos de Dorival Caymmi na Oficina de Música de Curitiba

As conexões entre os diferentes ritmos e estilos da música popular brasileira se fazem presentes na 40ª Oficina de Música de Curitiba. Nesta sexta-feira (27/1), o rap se une ao samba e à bossa nova no show BNegão canta Dorival Caymmi com a Orquestra À Base de Sopro, uma das principais atrações reservadas para o palco do grande auditório do Teatro Guaíra.

    • CONFIRA A PROGRAMAÇÃO da 40ª Oficina de Música no Guia Curitiba.

Neste encontro, o rapper BNegão interpreta as Canções Praieiras, de Dorival Caymmi (1914-2008), com arranjos baseados no icônico disco do compositor, de 1954. As canções “O Mar” e “É Doce Morrer no Mar”, entre outros clássicos eternizados na voz e no violão do músico baiano, estão no repertório do show, que conta também com a participação especial de Danilo Caymmi, filho do compositor. A direção artística do espetáculo é de Sérgio Albach.

Com uma história ligada ao hip hop, rap, funk e rock, o cantor carioca BNegão é um dos principais nomes da música alternativa. Sua carreira está ligada à banda Planet Hemp, com quem faz shows por todo o Brasil. O músico tomou o repertório sensível e intimista de Dorival Caymmi como um desafio, e transformou-o num projeto musical desenvolvido desde 2018 com o violonista Bernardo Bosísio, também um dos convidados do show.

Capela da Glória no circuito

Nesta sexta-feira (27) começa a série de recitais na Capela Nossa Senhora da Glória. O primeiro, às 12h30, é o Recital de Alaúde – Bach e Weiss, com o norte-americano William Carter, professor de alaúde na Oficina. Carter é uma referência mundial neste instrumento e no cenário da música antiga. Realizou inúmeras turnês pela Europa, Ásia e Américas como solista e com o seu grupo The Palladian Ensemble. Tem uma extensa discografia e atualmente é professor de alaúde barroco na Guildhall School of Music and Drama, em Londres.

Também nesta sexta-feira acontece o recital do renomado pianista polonês Raphael Luszczewski, às 19h, na Capela Santa Maria. O músico, premiado nos mais importantes concursos de piano, já se apresentou em todos os continentes. No programa da noite, ele executará um repertório variado, com obras dos clássicos Claude Debussy, Johann Sebastian Bach, Johannes Brahms e Frédéric Chopin.

No Teatro Cleon Jacques (Memorial Paranista), mais MPB. O violonista João Camarero faz o recital de lançamento do seu álbum solo Gentil Assombro. Aos 32 anos, Camarero participa de inúmeras gravações como músico, arranjador e diretor musical, colaborando com grandes nomes como Maria Bethânia, Paulinho da Viola, Caetano Veloso, Mônica Salmaso, entre outros. Atualmente integra também o conjunto Época de Ouro. Na 40ª Oficina, ele é professor do curso O Violão Solo na Música Brasileira.

40ª Oficina de Música de Curitiba – Programação de sexta-feira (27/1)

12h30 – Capela da Glória – Recital de Alaúde com William Carter. Grátis

19h – Capela Santa Maria – Recital de Piano com Raphael Luszczewski. Ingressos a R$ 35 e R$ 17,50 (à venda no site minhaentrada.com.br.

19h30 – Teatro Cleon Jacques – Recital de violão solo com João Camarero. Grátis

20h – Teatro Guaíra – BNegão, Danilo Caymmi e Orquestra À Base de Sopro. Ingressos a R$ 50 e R$ 25 ( à venda no site ticketfacil.com)

A 40ª Oficina de Música de Curitiba é uma realização do Instituto Curitiba de Arte e Cultura, Fundação Cultural de Curitiba, Prefeitura de Curitiba, Ministério da Cultura, Governo Federal, com apoio master da Pontifícia Universidade Católica do Paraná, e patrocínio da Volvo do Brasil Veículos e Copel Distribuição. Também apoiam o evento: Camões – Centro Cultural Português, Embaixada de Portugal no Brasil, Teatro Colón, Centro Cultural Teatro Guaíra, Escola de Música e Belas Artes do Paraná – Campus Curitiba I da Universidade Estadual do Paraná (Unespar), Universidade Federal do Paraná – Pró-Reitoria de Extensão e Cultura (Proec), Sistema Fiep/Sesi Cultura, Família Farinha, Hard Rock Cafe Curitiba, LAMUSA – Laboratório de Música Antiga, Rádio Educativa 91.7 FM, TV Paraná Turismo, Teatro Regina Casillo e Bicicletaria Cultural.

Projeto realizado com o apoio do Programa Estadual de Fomento e Incentivo à Cultura (Profice) – Secretaria de Estado da Cultura – Governo do Estado do Paraná.

Veja a matéria no site da Prefeitura de Curitiba

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com