UFPR cria testes rápidos para covid-19, que custam R$ 5 e R$10

Desenvolvidas no Laboratório de Microbiologia Molecular da UFPR Litoral, duas tecnologias que podem substituir o fator que mais pesa no custo nos testes imunológicos para a Covid-19 — os antígenos virais, hoje importados — estão em oferta tecnológica via Agência de Inovação da Universidade Federal do Paraná (UFPR). As tecnologias viabilizam alternativas nacionais aos testes imunológicos, em geral comerciais, que atestam a presença do vírus no organismo por meio dos anticorpos que o corpo produz ao reagir ao microrganismo. Isso ocorre de sete a dez dias depois do contágio.

A proposta das ofertas tecnológicas é criar parcerias com empresas a fim de colocar no mercado kits de diagnóstico para uso laboratorial capazes de constatar o coronavírus por meio de uma gota de sangue. Uma das inovações propõe metodologia nova para um diagnóstico rápido, em 15 minutos, cujo kit teria custo de produção estimado em R$ 10. A outra é uma adaptação para um teste imunológico tradicional, o Elisa (Enzyme-Linked Immunosorbent Assay), que sairia ainda mais barato, cerca de R$ 5.

Na foto, a mudança de coloração que atesta a presenta de anticorpos do coronavírus no corpo. Fotos: Divulgação/Secom-UFPR

“A parceria com empresa permitiria que os kits chegassem a um número maior de pessoas, já que os testes são necessários para o enfrentamento da pandemia no Brasil. A universidade não tem capacidade de produzir kits em larga escala, comercializá-los e nem registrá-los nos órgãos sanitários, porque apenas empresas podem fazer isso”, afirma o professor Luciano Fernandes Huergos, que coordena o laboratório.

Antígenos brasileiros

O laboratório já obteve a produção sintética e em escala dos antígenos, as proteínas usadas para detectar os anticorpos relacionados ao vírus. Foram separadas duas entre as que mais causam reações no sistema imunológico humano. A produção nacional poderia reduzir o custo desse insumo do diagnóstico laboratorial em até cinco vezes, considerando a ausência de câmbio e taxas de importação.

No método novo, cuja oferta tecnológica está disponível até o dia 30, a parte líquida do sangue (soro) é separada e depois incubada com os antígenos de produção nacional e, mais à frente, exposta a um líquido revelador que aponta a presença de anticorpos por meio da mudança de cor. O resultado fica disponível em 15 minutos. Nesse tempo, é possível fazer simultaneamente de dez a 15 testes.

O professor Luciano Huergo e o bolsista de iniciação científica Marcelo Conzentino no Laboratório de Microbiologia Molecular da UFPR Litoral. Fotos: Divulgação

Com isso, a estimativa é que o kit diagnóstico custaria cerca de R$ 10 para ser produzido. Atualmente um kit do tipo é vendido por R$ 90 pelos fabricantes aos laboratórios. A outra opção de testes disponível no Brasil é do tipo RT-PCR, que detecta vestígios genéticos do vírus e é o adotado pelos laboratórios públicos, que têm expertise já sólido no Brasil.

Potencial

Além da redução de custos, a nova tecnologia mostrou capacidade de aumento de precisão. Isso ocorre por meio de uma inovação fundamentada em nanobiopartículas desenvolvidas especificamente para o diagnóstico do coronavírus. Essas partículas ficam dentro de microesferas revestidas de antígeno e, em contato com a amostra de sangue e dentro do processo, tornam o diagnóstico mais preciso.

Segundo Huergo, o sistema permite reduzir os casos de falsos positivos. “Não encontramos no mercado produto similar que seja capaz de detectar dois antígenos com tanta rapidez, escalabilidade e preço. O fato de as proteínas estarem em solução e não fixadas em um substrato seco, como nos testes imunológicos tradicionais, reduz o número de falsos positivos. Além disso, o uso de nanopartículas e de reagentes cromogênios especiais aumenta a sensibilidade de detecção do nosso método”.

Aprimoramento

O laboratório também disponibilizou outra oferta tecnológica de kit diagnóstico para a Covid-19, dessa vez uma adaptação de um teste imunológico tradicional, o Elisa. A capacidade de processamento é de até 96 amostras ao mesmo tempo, com resultado em quatro horas e possibilidade de automatizar o processo.

Outra vantagem do novo Elisa é o custo ainda menor na fábrica, cerca de metade do teste com nanobiopartículas. A explicação para isso é que a análise tradicional também pode fazer uso do antígeno nacional desenvolvido na UFPR Litoral, e ainda possibilita alta escala e automatização. A tecnologia de adequação do método ELISA para diagnóstico de Covid-19 também está disponível para oferta tecnológica. O prazo se encerra em 3 de julho.

Huergo ressalta que os testes baratos e que podem ser feitos em grande escala são importantes para o controle da pandemia, uma vez que permitem conhecer o tamanho da população infectada. “Estamos falando em testar milhões de pessoas, então o preço é muito relevante”.

VIA: UFPR (Colaborou Aline Gonçalves, da Secom/UFPR Litoral)

OS BARÕES DA PISADINHA E ATITUDE 67 EM GUARATUBA

Fenômeno musical do momento, Os Barões da Pisadinha fazem sua estreia na melhor programação de verão do litoral paranaense.  Rodrigo Barão (voz) e Felipe Barão (teclado) desembarcam nas areias de Guaratuba na sexta, dia 21 de janeiro, para animar a galera em uma das noites mais esperadas do Verão 2022 do Café Curaçao (R: Brejatuba, 500). A casa abre às 21h30.

A carreira dos músicos deu um salto nos últimos anos e Os Barões da Pisadinha realizaram recentemente uma turnê pelos Estados Unidos, comprovando o sucesso de hits como “Tá Rocheda”, “Recairei”, “Meia noite”, “Unha de Gel” e “Esquema preferido”, que vão estar no set list do show. No Réveillon 2021, Os Barões da Pisadinha tiveram a música mais tocada no mundo. Segundo serviço de streaming, entre o dia 31 dezembro e 1 de janeiro, “Recairei” foi a canção mais executada no planeta.

E, claro, já são sucesso entre os jovens na internet: com mais de um milhão de ouvintes mensais no Spotify, os Barões estão no Top 100 de artistas dentro da plataforma no Brasil e têm várias músicas com pelo menos 2,5 milhões de plays na plataforma. Além disso, vídeos de usuários no YouTube com a música da banda chegam a 60 milhões de views.

Os Barões saíram de Heliópolis, na Bahia, para conquistar o país: hoje, eles não fazem menos de vinte shows por mês. Só em novembro, foram 33 apresentações marcadas. Em outubro, foram 24 e em setembro, 31. E não há limites geográficos para o sucesso: em Tocantis, na cidade de Porto Nacional, cantaram para mais de 30 mil pessoas; em Parauapebas, no Pará, se apresentaram para um público igual. E até as fronteiras já ultrapassaram: Neymar, em Paris, já dançou ao som de Tá Rocheda, outro sucesso de Felipe e Rodrigo.

Os ingressos estão disponíveis e variam a partir de Pista – R$80,00 (meia-entrada) + taxa adm/ Área Vip – R$160,00 (meia-entrada) + taxa adm. Valores sujeitos a alteração sem aviso prévio.

Enquanto isso no sábado, dia 22 de janeiro, uma mistura de pagode com elementos do samba, rap, reggae e funk vai ditar o ritmo no Café Curaçao Guaratuba (Av. Brejatuba, 500). Atitude 67 vai levantar o público com a grande festa que acontece no beach club. Todo o astral já começa, a partir das 21h30, no deck à beira-mar com músicos convidados.

Se Mato Grosso do Sul tem fama de ser o celeiro do universo sertanejo — de lá vieram nomes como Luan Santana e Michel Teló —, a banda Atitude 67 está aí pra provar que as coisas mudaram. As músicas “Cerveja de Garrafa” e “Saideira” não só caíram no gosto do público como chamaram a atenção de ninguém menos do que Thiaguinho. O cantor é um dos empresários da banda e, inclusive, gravou uma versão de um dos sucessos do Atitude 67, divindo os vocais com os músicos. Além disso, ele gravou uma canção composta pelo grupo (Seu Tom).

Além de apresentarem novo trabalho, não ficarão de fora sucessos como ‘Tudo ao Contrário’, ‘Casal do Ano’, ‘Vou Te Escrever Um Rap’ e ‘Tá Gostando Mais ou Menos’.

Os ingressos estão disponíveis e variam a partir de Pista – R$50,00 (meia-entrada) + taxa adm/ Área Vip – R$100,00 (meia-entrada) + taxa adm. Valores sujeitos a alteração sem aviso prévio.

Os ingressos estão à venda através do www.diskingressos.com.br , bilheteria do Café Curaçao e demais pontos de venda. O pagamento pode ser feito em até 3x pelo cartão de crédito. Pessoas VACINADAS com pelo menos 1 dose pagam meia-entrada. A meia-entrada é para estudantes, maiores de 60 anos, professores, doadores de sangue, portadores de necessidades especiais (PNE) e de câncer. Clientes Clube Prime e Clube Disk Ingressos possuem 50% de desconto na compra de até dois ingressos por associado. Promoções não cumulativas com descontos previstos por Lei.  Valores sujeitos a alteração sem aviso prévio. Os ingressos podem ser adquiridos através do Disk Ingressos (Ventura Shopping – de segunda a sexta, das 11hs às 22hs, aos sábados, das 10 às 22 horas, e aos domingos, das 14 às 20hs), Call-center Disk Ingressos (41) 33150808 (de segunda a sexta, das 9h às 22hs, e aos domingos, das 9 às 18hs), bilheteria do Café Curaçao (das 11 às 20h), Guarasurf (Caiobá e Guaratuba), Crocosfiha (Guaratuba), Red Point (Garuva),  DVICZ (Paranaguá), Maxi Mundial (Praia de Leste,  Caiobá, Morretes e Paranaguá), Óticas Diniz (Joinville, Londrina, Jaraguá do Sul, Francisco Beltrão, Ibiporã, Apucarana, Arapongas, Cambé e Rolândia), Posto Dubai e Canadá (Maringá), Lojas Havaianas (Cascavel), Livraria Verbo (Ponta Grossa), Rede Farma (Umuarama), Casa Ajita (Foz do Iguaçu) e Royal Comércio de Roupas (Campo Largo). É obrigatória a apresentação de documento previsto em lei que comprove a condição do beneficiário na compra do ingresso e na entrada da casa.

SERVIÇO:
VERÃO 2022 CAFÉ CURAÇAO GUARATUBA
OS BARÕES DA PISADINHA
LOCAL: 
Café Curaçao (Av. Brejatuba,500)
OS BARÕES DA PISADINHA
Quando:
 21 de janeiro de 2022 (Sexta)
Horário: a partir das 21h30
Ingressos: variam a partir de Pista – R$80,00 (meia-entrada) + taxa adm/ Área Vip – R$160,00 (meia-entrada) + taxa adm. Valores sujeitos a alteração sem aviso prévio.
Pessoas VACINADAS com pelo menos 1 dose pagam meia-entrada.
A meia-entrada é para estudantes, maiores de 60 anos, professores, doadores de sangue, portadores de necessidades especiais (PNE) e de câncer. Clientes Clube Prime e Clube Disk Ingressos possuem 50% de desconto na compra de até dois ingressos por associado. Promoções não cumulativas com descontos previstos por Lei. 
Valores sujeitos a alteração sem aviso prévio.
É obrigatória a apresentação de documento previsto em lei que comprove a condição do beneficiário na compra do ingresso e na entrada da casa.

ATITUDE 67
Quando:
 22 de janeiro de 2022 (Sábado)
Horário: a partir das 21h30
Ingressos: variam a partir de Pista – R$50,00 (meia-entrada) + taxa adm/ Área Vip – R$100,00 (meia-entrada) + taxa adm. Valores sujeitos a alteração sem aviso prévio.
Pessoas VACINADAS com pelo menos 1 dose pagam meia-entrada.
A meia-entrada é para estudantes, maiores de 60 anos, professores, doadores de sangue, portadores de necessidades especiais (PNE) e de câncer. Clientes Clube Prime e Clube Disk Ingressos possuem 50% de desconto na compra de até dois ingressos por associado. Promoções não cumulativas com descontos previstos por Lei. 
Valores sujeitos a alteração sem aviso prévio.
É obrigatória a apresentação de documento previsto em lei que comprove a condição do beneficiário na compra do ingresso e na entrada da casa.

Forma de pagamento: dinheiro, crédito em até 3x e Pix

Pontos de Venda:  Disk Ingressos (Ventura Shopping – de segunda a sexta, das 11hs às 22hs, aos sábados, das 10 às 22 horas, e aos domingos, das 14 às 20hs), Call-center Disk Ingressos (41) 33150808 (de segunda a sexta, das 9h às 22hs, e aos domingos, das 9 às 18hs), bilheteria do Café Curaçao (das 11 às 20h), Guarasurf ( Caiobá e Guaratuba), Crocosfiha (Guaratuba), Red Point (Garuva),  DVICZ (Paranaguá), Maxi Mundial (Praia de Leste,  Caiobá, Morretes e Paranaguá), Óticas Diniz (Joinville, Londrina, Jaraguá do Sul, Francisco Beltrão, Ibiporã, Apucarana, Arapongas, Cambé e Rolândia), Posto Dubai e Canadá (Maringá), Lojas Havaianas (Cascavel), Livraria Verbo (Ponta Grossa), Rede Farma (Umuarama), Casa Ajita (Foz do Iguaçu) e Royal Comércio de Roupas (Campo Largo).
Censura: 16 anos (de 12 a 16 anos somente com os pais ou acompanhado por um responsável maior de 18 anos).
Informações para o público: 41 33150808 / 41 98117532 (Whatsapp bilheteria)

Limite entre Curitiba e Fazenda Rio Grande pode mudar; entenda

O limite entre as cidades de Curitiba e Fazenda Rio Grande pode mudar, para corresponder oficialmente ao curso do rio Iguaçu, que teve seu canal retificado anos atrás, alterando seu traçado original. Os poderes Executivos dos dois municípios concordam com a alteração, que precisa do aval dos vereadores das duas cidades para ser submetida à ratificação dos deputados da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep). Na Câmara Municipal de Curitiba (CMC), a proposta está sendo discutida nas comissões, para depois ser votada em plenário.

O projeto de lei do Executivo foi recebido pela CMC no dia 8 de novembro e possui apenas dois artigos, referendando o novo limite entre os municípios (005.00297.2021). Na justificativa, assinada pelo prefeito Rafael Greca, a gestão explica que o acordo é resultado de um estudo interinstitucional liderado pela Comec (Coordenação da Região Metropolitana de Curitiba), com a participação do IAT (Instituto Água e Terra), que são órgãos do Governo do Paraná.

O novo limite, conforme o documento anexado à proposição, começaria “no eixo do Rio Iguaçu retificado, na foz do Rio Mauricio, no ponto com coordenadas no sistema de projeção UTM, Datum Horizontal SIRGAS2000, meridiano central 51ºWGr N = 7.162.826,62 e E = 664.667,17, tríplice fronteira entre os Municípios de Fazenda Rio Grande, Curitiba e Araucária. Segue deste ponto a montante pelo eixo do Rio Iguaçu retificado até a foz do Rio Despique, no ponto com coordenadas N = 7.166.515,42 e E = 673.166,28, que representa a tríplice fronteira entre os Municípios de Fazenda Rio Grande, Curitiba e São José dos Pinhais”.

Curitiba e São José dos Pinhais

Há dois anos, a CMC avalizou a mudança de limite entre a capital e São José dos Pinhais, gerando a lei municipal 15.743/2020. Com o ajuste, o Parque São José, que possuía grande parte de sua área dentro de Curitiba, passou a pertencer integralmente a São José dos Pinhais. E a capital incorporou à Reserva do Cambuí, que já fica em seu território, uma área adjacente localizada entre o antigo leito do Rio Iguaçu e o Canal Extravasor (paralelo ao rio).