Turismo de Itaipu se prepara para reabertura da visitação pós-quarentena

Previsão é que isso ocorra depois da Semana Santa, mas atrativos só serão reabertos ao público depois de uma nova avaliação do cenário.

A reabertura da visitação aos atrativos turísticos da usina de Itaipu está prevista para depois da Semana Santa, mas só depois de uma reavaliação da situação de pandemia do novo coronavírus. Enquanto isso, obras de melhorias estão sendo tocadas dia e noite, para que os visitantes sejam ainda mais bem atendidos e levem a melhor experiência de visita que poderiam vivenciar.

Os atrativos estão fechados para o público desde 18 de março, atendendo a recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS), do Ministério da Saúde e aos decretos de isolamento social implementados pelo município de Foz do Iguaçu, onde está instalada a cidade-sede da usina. Em todo esse período, a usina não parou e tampouco as obras de melhorias do Complexo Turístico Itaipu.

Com os operários na lida, adotando os devidos cuidados para se proteger da contaminação do novo coronavírus, tudo está sendo preparado com carinho para a volta à normalidade, assim que a situação da pandemia da covid-19 estiver controlada. O turismo é uma vocação natural de Foz do Iguaçu e um dos setores mais importantes para a gestão do diretor-geral brasileiro de Itaipu, general Joaquim Silva e Luna. Faz parte da missão ampliada da usina o incentivo ao desenvolvimento da economia da região, onde o turismo é o maior empregador.

Tanto dentro quanto fora da usina, o diretor-geral brasileiro determinou que o segmento recebesse atenção especial. “Os investimentos nas obras estruturantes e na melhoria da logística e da qualidade de atendimento dos serviços buscam colocar o Destino Iguaçu num novo patamar. Quando a crise passar, estaremos em condições de igualdade de concorrer com outros roteiros importantes”, afirma Silva e Luna.

E complementa: “Foz é uma cidade linda, que reúne as Cataratas do Iguaçu, a maior usina em produção de energia do mundo e tantas outras belezas naturais, além de boa hotelaria e gastronomia. O passo que estamos dando hoje é essencial para a Foz que queremos do futuro”, completa.

Externamente, a lista de obras financiadas pela Itaipu inclui desde a nova ponte entre Brasil e Paraguai e a Perimetral Leste até a ampliação da pista de pouso e decolagem do Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu, passando pelo Mercado Municipal e, em breve, a duplicação da Rodovia das Cataratas, a BR-469, entre outras.

Internamente, todo o turismo será reestruturado. O cronograma começou este ano e deve ser concluído até 2022. O Mirante do Vertedouro, uma das principais atrações da usina, por exemplo, já está com cara nova. A primeira etapa, com a parte de terraplanagem, drenagem, pavimentação em paver e setorização dos jardins já está sendo executada. Tudo deve ser concluído até junho.

Já o pacote de projetos executivos e demais documentos para a segunda etapa, com o restante da estruturação prevista para o local, está em fase final de elaboração. A expectativa é que a licitação das obras seja lançada ainda no primeiro semestre, com andamento em setembro.

Em relação ao Mirante Central, que dá uma visão panorâmica da barragem, o pacote de projetos executivos e os demais documentos técnicos estão sendo elaborados. A previsão do início das obras é para novembro.

Já o Ecomuseu, que vai integrar também o Polo Astronômico, hoje dentro da usina, a 200 metros da entrada da Itaipu, passará por uma grande revitalização com adequações, melhorias e ampliações do espaço.

A ideia é promover a integração das iniciativas de turismo com a gestão ambiental da Itaipu e educação, incluindo a transferência das estruturas do Polo Astronômico para o Ecomuseu, o que deverá incrementar ainda mais as atividades turísticas do local. Essas obras devem começar em 2021.

O Centro de Recepção de Visitantes (CRV) também vem recebendo melhorias para a retomada das visitas. Os espaços administrativos e operacionais foram realocados e foi feita a revisão dos fluxos dos passeios, além de ajustes das escalas de trabalho e dos roteiros, tudo para reduzir as aglomerações.

Nesse período de suspensão das visitas e após a reabertura do turismo, o cuidado especial com os protocolos de saúde foi e permanecerá redobrado. A oferta de visitas técnicas continuará reduzida, para evitar circulação de grandes grupos na área industrial. A exibição do filme institucional continuará sendo feita em local aberto. A quantidade de kits de álcool em gel para colaboradores e turistas, em vários locais e nos ônibus, será aumentada, conforme a necessidade. O CTI também mantém um pronto atendimento em ambulatório para atendimento de visitantes.

Os meios de divulgação do Turismo Itaipu estão funcionando normalmente e disponíveis para atendimento e orientações.

Aulas no Paraná continuam suspensas por pelo menos mais 30 dias

O secretário estadual da Saúde, Beto Preto, descartou nesta quinta-feira (24) o retorno às aulas no Paraná por pelo menos 30 dias. Em entrevista concedida à Banda B, ele afirmou que o governo está esperando uma queda na curva ao longo do próximo mês, mas que a discussão de retorno só poderá acontecer se as expectativas epidemiológicas se confirmarem.

“Ao descer esse patamar, talvez possamos estudar o retorno, com calma, respeito, tranquilidade. Em primeiro lugar, vem a segurança de alunos, professores e familiares, já que os estudantes precisam retornar para casa após a aula. Esse tema é tratado com todo o carinho e respeito que o cidadão merece. Não é por pressão desta ou daquela entidade que vamos ceder. Toda a orientação será de ponto de vista técnico, epidemiológico e de saúde pública”, disse o secretário.

Entre as principais entidades que pedem o retorno das aulas está o Sindicato das Escolas Particulares (Sinepe) e um grupo de pais, que marcou uma manifestação para o próximo domingo (27).

Protocolo e plano-piloto

Apesar de a volta ser descartada no momento pela Secretaria da Saúde, a Secretaria Estadual da Educação (Seed) já elabora um plano-piloto para a eventual retomada.

De acordo com o diretor-geral da Seed, a ideia é dialogar e apresentar um protocolo que apresente a segurança necessária a todos os envolvidos. “A ideia é implantar inicialmente em uma região com alto índice de segurança e, para isso, temos uma sinalização de Irati, Guarapuava e União da Vitória. Com esse teste, podemos desenhar um retorno escalonado e seguro”, explicou.

Além do Governo do Estado, há um expressivo número de entidades que participa da elaboração do protocolo, que seria válido para as redes estadual e privada.

Entre os pontos discutidos, está a liberdade para pais que optem por não enviar os filhos às aulas. “Aquela família que entende que não é o momento, vai ter a liberdade de manter o filho dela estudando exclusivamente na modalidade online. Mas, um dos pontos que está no documento é que o ensino será hibrido, ou seja, com estudos presenciais em uma semana e remoto na outra”, disse.

O objetivo do ensino híbrido é garantir o distanciamento social nas escolas.

Informações Banda B.

Governo e Itaipu formalizam convênio para duplicação da BR-469, em Foz do Iguaçu

O governador Carlos Massa Ratinho Junior e o diretor-geral brasileiro de Itaipu, Joaquim Silva e Luna, formalizam nesta sexta-feira (25), às 11h30, no Palácio Iguaçu, uma parceria entre o Estado e a hidrelétrica para a duplicação de 8,7 quilômetros da BR-469, em Foz do Iguaçu.

O investimento estimado é de R$ 139,4 milhões, dos quais R$ 136,3 milhões serão financiados pela Itaipu Binacional e o restante pelo Governo do Paraná, que também será responsável pelo gerenciamento da obra.

O trecho a ser duplicado é conhecido como Rodovia das Cataratas e vai do trevo de acesso à Argentina até o Parque Nacional do Iguaçu. O projeto está sendo concluído e após a aprovação pelo Departamento Nacional de Infraestrutura Terrestre (DNIT) a obra será licitada.

SERVIÇO:

Convênio Governo do Estado e Itaipu Binacional
Data: sexta-feira (25/09)
Horário: 11h30
Local: Palácio Iguaçu – 3o. Andar

ATENÇÃO:

Jornalistas devem fazer cadastro prévio para acompanhar a cerimônia, enviando o nome do órgão de imprensa e dados pessoais (Nome completo e RG) para o e-mail cristianemr@secs.pr.gov.br ou pelo Whatsapp (41) 9136-3512.