Trânsito na Estrada da Graciosa foi totalmente liberado na manhã deste domingo (3)

Após quatro dias de restrição, a circulação de veículos estará totalmente liberada na Estrada da Graciosa a partir da manhã deste domingo. O trânsito na via estava impedido desde quarta-feira (30/12), das 9 horas às 16 horas, por conta de casos de aglomerações de pessoas, possíveis acidentes e riscos de deslizamentos em razão das chuvas.

A liberação da Estrada da Graciosa ocorre antes do previsto, já que a restrição seria encerrada apenas na tarde de domingo. “O objetivo foi atingido, foi uma decisão importante que adotamos em conjunto com a Secretaria da Saúde e Defesa Civil Estadual. Nosso trabalho continua com orientações e a abordagens policiais, mas a restrição está suspensa”, disse o Secretário da Segurança Pública, Romulo Marinho Soares.

O bloqueio de tráfego compreendia o trecho do Portal da Graciosa até o Trevo São João da Graciosa. Somente veículos de emergência, veículos dos moradores dos municípios de Quatro Barras, Morretes, Antonina e Guaraqueçaba e também para veículos de entrega para os moradores dessa região estavam liberados sem restrição. A partir de agora todos podem circular normalmente.

DEFESA CIVIL – “Durante todo o período de controle de acesso à Estrada da Graciosa pudemos observar a importância da ação, pois a área é vulnerável neste período do ano devido as chuvas frequentes e o risco é muito alto”, explica o coordenador Estadual da Defesa Civil, coronel Fernando Raimundo Schunig. “Tivemos o registro de uma cabeça d’água em Morretes, que poderia ter sido mais grave se houvessem mais pessoas no rio. Para o domingo, o risco é baixo, o que propicia a abertura da via para circulação de veículos”, informa ele.

Informações AEN.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Paranaguá torna obrigatória comprovação de vacinação para entrar em locais públicos e privados

O novo decreto municipal de Paranaguá, Litoral do Paraná, publicado nesta segunda-feira (27) traz novas medidas para frear a disseminação da Covid-19. Considerando que a vacinação é a forma mais eficaz para evitar em especial agravos e óbitos pela doença, a partir dessa data será obrigatória a apresentação de comprovante da vacina para entrar em estabelecimentos públicos e privados de atendimento ao público e para a obtenção de serviços que necessitem de atendimento presencial para sua concessão no município.

Necessitará de apresentação do comprovante da vacina com a primeira, segunda ou dose única conforme o cronograma de vacinação os seguintes locais:

  • Estádios, ginásios esportivos, piscinas, campos de futebol e clubes sociais;
  • Cinemas, teatros, salões de jogos, circos, recreação infantil e pistas de esportes em geral;
  • Atividades de entretenimento, exceto quando expressamente vedadas;
  • Locais de visitação turísticas, museus, galerias e exposições de arte, aquário, parques de diversões, parques temáticos, parques aquáticos, apresentações e drive-in;

Conferências, convenções e feiras comerciais.

Documentos

Serão considerados válidos para os fins comprobatórios de vacinação as anotações constantes dos seguintes documentos oficiais:

  • Certificado de vacinas digital, disponível na plataforma do Sistema Único de Saúde (Conecte SUS);
  • Comprovante/caderneta/cartão de vacinação em impresso em papel timbrado, emitido no momento da vacinação pela Secretaria Municipal de Saúde de Paranaguá, Institutos de pesquisa clínica, ou outras instituições governamentais nacionais ou estrangeiras.

O decreto completo pode ser conferido no site www.paranagua.pr.gov.br no link Coronavirus.

Saiba qual cruzamento em que os motoristas mais avançam o sinal vermelho em Curitiba

Em menos de quatro meses, o cruzamento das ruas Antônio Gasparin e Pedro Gusso, no bairro Novo Mundo, foi o que mais registrou avanço do sinal vermelho (entre os cruzamentos com novo radar instalado), num total de 7.973 infrações.

Por mês, a média é de cerca de 2 mil infrações somente por avanço de sinal neste ponto bastante movimentado da cidade, que concentra grande fluxo de veículos, pedestres e ciclistas, e que ainda faz a intersecção com uma via local, a Rua Henrique Schuta.

“A Antônio Gasparin é uma via rápida de escoamento do tráfego para o bairro e importante via de ligação para a CIC. Neste cruzamento com geometria mais complexa e dificuldade de visibilidade, o respeito à abertura do semáforo é ainda mais necessário”, alerta a superintendente da Setran. 

A Rua Pedro Gusso conta com estrutura cicloviária e há grande fluxo de conversão para quem segue sentido CIC/Capão Raso. Além disso, ao lado do cruzamento está localizada a Igreja do Capão Raso, considerada um polo gerador de tráfego e, a poucos metros dali, há uma estação-tubo. Entre os anos de 2015 e 2019, o local registrou 44 acidentes de trânsito, de acordo com dados do Batalhão de Polícia de Trânsito (BPTran).

Multas e pontos acumulados na CNH

Confira as multas e pontos acumulados na Carteira Nacional de Habilitação (CNH) para cada infração fiscalizada pelos radares, conforme previsão do Código de Trânsito Brasileiro (CTB):

Transitar em velocidade superior à máxima permitida em até 20% 
Infração média: 4 pontos e multa de R$ 130,16

Transitar em velocidade superior à máxima permitida em mais de 20% até 50%
Infração grave: 5 pontos e multa de R$ 195,23

Transitar em velocidade superior à máxima permitida em mais de 50%
Infração gravíssima (multiplicada por três): 7 pontos e R$ 880,41

Parar sobre faixa pedestres na mudança sinal
Infração média: 4 pontos e multa de R$ 130,16

Transitar em local/horário não permitido pela regulamentação – caminhão
Infração média: 4 pontos e multa de R$ 130,16

Executar operação de conversão em local proibido pela sinalização
Infração grave: 5 pontos e multa de R$ 195,23

Avançar sinal vermelho do semáforo
Infração gravíssima: 7 pontos e multa de R$ 293,47

Deixar de conservar o veículo na faixa a ele destinada pela sinalização 
Infração média: 4 pontos e multa de R$ 130,16