Setembro Amarelo: PUCPR promove evento online para debater saúde mental em tempos de pandemia

Simpósio gratuito reúne renomados especialistas de diferentes áreas do conhecimento e regiões do Brasil para discutir sobre a “epidemia silenciosa”

Ansiedade, depressão, estresse. A pandemia do coronavírus e seu consequente isolamento social vêm afetando de forma significativa a saúde mental da população. Uma pesquisa da Associação Brasileira de Psiquiatria apontou que 89,2% dos profissionais da área perceberam o agravamento de quadros psiquiátricos nos pacientes por conta da pandemia. Já a Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) fez um alerta sobre a “epidemia silenciosa” causada por problemas relacionados à saúde mental em tempos de pandemia – Brasil, Estados Unidos e México seriam os países mais impactados.

Por isso, durante o Setembro Amarelo – mês de prevenção do suicídio por meio da valorização da vida – a Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR), por meio do Serviço de Apoio Psicopedagógico (SEAP), realiza um simpósio especial para discutir estratégias de acolhimento, intervenção e promoção da saúde mental.

 “O tema do suicídio, que por si só já apresenta uma enorme complexidade, torna-se ainda mais desafiador neste período de pandemia. Fatores como o distanciamento social, sobrecarga emocional, crise nos sistemas econômicos, de saúde e educacional, têm gerado impacto de forma transversal em nossa sociedade”, explica Ana Lucia Lacerda Michelotto, psicopedagoga do SEAP da PUCPR.

O simpósio “Setembro Amarelo: Saúde Emocional e Valorização da Vida” acontece de forma online e totalmente gratuita entre os dias 10 e 12 de setembro. O evento reúne especialistas de diferentes áreas do conhecimento e regiões do Brasil para refletir sobre questões como saúde emocional, prevenção ao suicídio, cuidado com profissionais da saúde e relações familiares em tempos de pandemia.

“O objetivo é dar visibilidade a um assunto ainda tabu, responsável pela morte de milhares de pessoas em todo o mundo. Na Universidade, o Setembro Amarelo tem sido tratado a partir de duas perspectivas principais: a primeira diz respeito ao reconhecimento de que pessoas vivem situações de sofrimento psíquico, demandando momentos e espaços de acolhimento e cuidado. A segunda reforça a importância de tratarmos o tema com uma visão positiva de vida, tendo como respaldo aspectos como saúde, espiritualidade, bem-estar físico e emocional”, revela a psicopedagoga.

As inscrições podem ser feitas pelo site do evento e os participantes terão direito a certificado.

Programação

Quinta-feira – 10/09 – das 17h às 18h30

Mesa de Abertura: Setembro Amarelo – Saúde emocional e valorização da vida

Ir. Rogério Mateucci / Pró-Reitor de Missão Identidade e Extensão da PUCPR

Convidados: Táki Cordás / Médico Psiquiatra e professor da USP

Ana Suy / Escritora, Psicanalista e Professora da PUCPR

Mediação: Saulo Geber / Coordenador do Serviço de Apoio Psicopedagógico (SEAP) e professor da PUCPR

Sábado – 12/09 – das 8h30 às 9h50

Prevenção do suicídio: fatores de risco e protetivos

Deivisson Vianna Dantas dos Santos / Médico Psiquiatra (UFPR)

Sabrina Stefanello / Médica Psiquiatra (UFPR)

Mediação: Carla Françoia / Psicóloga, Psicanalista e Professora da PUCPR

Sábado – 12/09 – das 10h às 11h20

Profissionais em tempos de pandemia: Cuidando do cuidador

Claudia Menegatti / Psicóloga e Professora da PUCPR

Tânia Barbieri / Psicóloga e professora PUCPR

Mediação: Cloves Amorim / Psicólogo e professor da PUCPR

Sábado – 12/09 – das 11h30 às 12h50

Laços familiares em tempos de pandemia

Daniela Bertoncello / Psicóloga e Membro da Associação Paranaense de Terapia Familiar (APRTF)

 Vera Risi / Psicóloga e Membro da Associação de Terapia de Família do Rio de Janeiro (ATF-RJ)

Mediação: Ana Beatriz Pedriali Guimarães / Psicóloga, Professora de Cursos de Pós-Graduação da PUCPR e FAE, Membro da Associação Paranaense de Terapia Familiar (APRTF)

Serviço

Simpósio Setembro Amarelo: Saúde emocional e valorização da vida

Evento online, gratuito e aberto ao público

Data: entre 10 e 12 de setembro

Inscrições: bit.ly/simposiosetembroamarelo2020

Informações: @simposiosetembroamarelo2020

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voos de balão no Jardim Botânico passam a ser nas manhãs de quartas e sextas

Os voos de balão no Jardim Botânico vão passar a ser no período da manhã, às quartas e sextas, a partir desta semana. A mudança no horário, prevista inicialmente para começar no dia 15/12, busca reduzir a possibilidade de cancelamento do voo devido ao mau tempo. Os passeios vão ocorrer das 8h às 10h.

A prática do balonismo é realizada em condições climáticas favoráveis, tais como ausência de chuva e vento forte. Nos casos de intempéries, o voo cativo poderá ser cancelado.

Até a semana passada, o passeio estava sendo feito das 17h às 19h, às quartas e sextas.

Nos fins de semana (sábado e domingo), o Voo de Balão Ademicon no Jardim Botânico continuará a ser das 16h às 19h.

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO COMPLETA NO SITE https://natal.curitiba.pr.gov.br/. A programação está sujeita a alterações.

A Prefeitura promove o Natal de Curitiba – Luz dos Pinhais 2021 com o patrocínio das empresas O Boticário, Ademicon, Volvo, Muffato, Electrolux, Condor, Festval,  Consórcio Servopa, Loterias Caixa/Governo Federal, Copel Telecom e ParkShoppingBarigüi. A programação começa no dia 18 de novembro e a decoração poderá ser vista até 9 de janeiro.

Feira traz produtos da agricultura familiar para Curitiba

Com o objetivo de trazer um pouco da agricultura familiar a Curitiba, será realizada, de 8 a 12 de dezembro, a 1ª Feira de Produtos e Serviços da Agricultura Familiar, a Agrifamiliar Paraná 2021. Integrante do Calendário de Natal da Prefeitura de Curitiba, o evento acontece na sede da Federação dos Trabalhadores Rurais Agricultores Familiares do Paraná (Fetaep), no Bairro Rebouças. A feira tem apoio do Governo do Estado, por meio da Secretaria da Agricultura e do Abastecimento e do Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná (IDR-Paraná), e patrocínio da Copel, entre outros.

“Sabemos como poucos plantar, colher e transformar. Nossos produtos são de alta qualidade, preenchem os requisitos para comercialização e as regulamentações sanitárias, e agora queremos aproximar o produtor do comprador”, disse o presidente da Fetaep, Marcos Brambilla, organizador da feira. O objetivo é promover a agricultura familiar sustentável, estimular o consumo consciente, a compra de fornecedores próximos e o reconhecimento de produtos artesanais locais, que impacta diretamente no desenvolvimento da economia regional.

Além de oferecer uma série de produtos com qualidade certificada, como doces, compotas, queijos, mel, hortifrutigranjeiros, temperos, embutidos, cerveja e cachaça artesanais, vinhos, cosméticos e flores, a Agrifamiliar terá uma programação cultural e oficinas relacionadas ao setor agro. Todas as atividades serão na Fetaep (Rua Piquiri, 890).

A programação completa pode ser acessada AQUI.