Secretaria de Saúde confirma mais 695 casos e 83 óbitos pela Covid-19 no Paraná

A Secretaria de Estado da Saúde confirmou nesta segunda-feira (12) mais 695 casos de Covid-19 e 83 mortes. Os números se referem a meses e semanas anteriores e não representam apenas as notificações das últimas 24 horas.

Os dados acumulados do monitoramento da Covid-19 mostram que o Paraná soma 878.627 casos confirmados e 19.041 mortos pela doença.  

Os casos confirmados nesta data são de julho (1) de 2020 e de fevereiro (2), março (86) e abril (606) de 2021.    

INTERNADOS 

2.385 pacientes com diagnóstico confirmado de Covid-19 estão internados. São 1.888 pacientes em leitos SUS (943 em UTI e 945 em leitos clínicos/enfermaria) e 497 em leitos da rede particular (305 em UTI e 192 em leitos clínicos/enfermaria).  

Há outros 2.530 pacientes internados, 953 em leitos UTI e 1.577 em enfermaria, que aguardam resultados de exames. Eles estão em leitos da rede pública e particular e são considerados casos suspeitos de infecção pelo Sars-CoV-2.  

ÓBITOS 

A secretaria estadual informa a morte de mais 83 pacientes. São 29 mulheres e 54 homens, com idades que variam entre 27 e 93 anos. Os óbitos ocorreram entre 14 de março e 12 de abril de 2021.  

Os pacientes que foram a óbito residiam em Curitiba (20), Ponta Grossa (10), Colombo (8), Apucarana (4), Londrina (4), Maringá (4), Almirante Tamandaré (3), Guaratuba (3), São José dos Pinhais (3) e Salto do Itararé (2).

A Sesa registra ainda a morte de uma pessoa que residia em cada um dos seguintes municípios: Agudos do Sul, Andirá, Arapongas, Assis Chateaubriand, Bituruna, Campo Magro, Cascavel, Clevelândia, Fazenda Rio Grande, General Carneiro, Goioerê, Indianópolis, Lapa, Mariluz, Ortigueira, Palmital, Pato Branco, Piraquara, Primeiro de Maio, Rolândia, São Pedro do Ivaí e Tibagi.

FORA DO PARANÁ 

O monitoramento da Sesa registra 5.438 casos e 118 óbitos de residentes de fora do Paraná.

VACINADOS 

A Secretaria da Saúde possui um vacinômetro atualizado em tempo real à medida que os municípios inserem o número de doses aplicadas no sistema. Até esta segunda, 1.304.932 paranaenses tomaram a primeira dose e 338.291 as duas doses. 

Confira o Informe completo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Paraná separa doses para vacinar mais de 32 mil trabalhadores da educação; veja divisão por regional

O Paraná vai começar a vacinar nos próximos dias 32.760 trabalhadores da educação como parte do processo de retomada gradativa às aulas presenciais da Rede Pública de Ensino a partir de 10 de maio. A confirmação foi feita pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior, nesta terça-feira (04), em entrevista coletiva no Palácio Iguaçu, em Curitiba.

As doses fazem parte da última remessa de vacinas da AstraZeneca/Oxford/Fiocruz que chegou ao Paraná na segunda-feira (3)A distribuição para as 22 Regionais de Saúde será feita nesta quarta-feira (5), com apoio das aeronaves do Governo do Estado.

O quantitativo corresponde a 15,5% dos trabalhadores da educação previstos no Plano Estadual de Vacinação contra a Covid-19, estimado em 210.897 pessoas. O número leva em consideração profissionais das rede pública (estadual e municipal), privada e da assistência social – são em torno de 90 mil educadores e assistentes ligados apenas à Secretaria de Estado da Educação e do Esporte. Neste primeiro momento serão vacinados aqueles com idades entre 55 a 59 anos.

“Estamos felizes por, gradativamente, estarmos conseguindo avançar dentro do plano de vacinação. Agora temos três fornecedores de vacina, a AstraZeneca, Pfizer e CoronaVac, o que nos dá novas possibilidades”, disse o governador Ratinho Junior. “Depois de muito debate interno, chegamos ao momento de voltar às aulas presenciais, mesmo que parcialmente. Algo que pelo nosso planejamento deveria ter ocorrido em fevereiro, mas a nova cepa do coronavírus não permitiu”.

O governador destacou que, além dos mais de 32 mil trabalhadores da educação que serão imunizados nesta semana, outros 8 mil profissionais já receberam ao menos uma dose da vacina. Eles têm mais de 60 anos e integram o grupo prioritário elaborado pelo Ministério da Saúde. “São 40 mil pessoas, o que nos permite dar uma boa arrancada neste começo”, disse.

Secretário de Estado da Saúde, Beto Preto explicou que a partir de agora todas as remessas de vacinas que chegarem ao Paraná terão um porcentual de doses separado para a educação. É essa taxa de imunização, aliada ao diagnóstico diário da circulação da doença e dos números de leitos disponíveis que vai balizar o avanço no retorno presencial de alunos e professores. “O acompanhamento é diário, seguindo o contexto e evolução da pandemia”, destacou.

Ainda segundo o secretário, serão levados em consideração dois critérios nas próximas divisões dentro do grupo de trabalhadores da educação. Além da idade, com a redução da faixa etária conforme a quantidade de vacinas, quem já retomou o trabalho presencial nas escolas passará a ter prioridade. “Esse lote inicial vai ser voltado para os profissionais do ensino fundamental, médio e Centros Municipais de Educação Infantil, os CMEIs”, ressaltou Beto Preto.

PRESENÇAS 

Participaram da entrevista coletiva o vice-governador Darci Piana; o chefe da Casa Civil, Guto Silva; o secretário da Educação, Renato Feder; e o deputado estadual Hussein Bakri, líder do Governo e presidente da Comissão de Educação na Assembleia Legislativa.

Confira a quantidade de doses por Regional de Saúde disponibilizada para os trabalhadores da educação:

1ª RS – Paranaguá – 715 doses

2ª RS – Metropolitana – 10.275 doses

3ª RS – Ponta Grossa – 1.695 doses

4ª RS – Irati – 395 doses

5ª RS – Guarapuava – 1.375 doses

6ª RS – União da Vitória – 500 doses

7ª RS – Pato Branco – 810 doses

8ª RS – Francisco Beltrão – 1.090 doses

9ª RS – Foz do Iguaçu – 1.190 doses

10ª RS – Cascavel – 1.840 doses

11ª RS – Campo Mourão – 920 doses

12ª RS – Umuarama – 920 doses

13ª RS – Cianorte – 340 doses

14ª RS – Paranavaí – 855 doses

15ª RS – Maringá – 2.940 doses

16ª RS – Apucarana – 880 doses

17ª RS – Londrina – 2.835 doses

18ª RS – Cornélio Procópio – 610 doses

19ª RS – Jacarezinho – 820 doses

20ª RS – Toledo – 995 doses

21ª RS – Telêmaco Borba – 370 doses

22ª RS – Ivaiporã – 390 doses

TOTAL – 32.760 doses

Curitiba registra 20 mortes e 537 casos de covid-19

A Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba registrou, nesta segunda-feira (3), 537 novos casos de covid-19 e 20 óbitos de moradores da cidade infectados pelo novo coronavírus. Quinze destes óbitos ocorreram nas últimas 48 horas.

As vítimas são 11 homens e nove mulheres, com idades entre 33 e 84 anos. Sete pessoas tinham menos de 60 anos.

Até o momento foram contabilizadas 4.752 mortes na cidade provocadas pela doença neste período de pandemia.

Novos casos

Com os novos casos confirmados, 193.089 moradores de Curitiba testaram positivo para a covid-19 desde o início da pandemia, dos quais 182.073 estão liberados do isolamento e sem sintomas da doença.

São 6.264 casos ativos na cidade, correspondentes ao número de pessoas com potencial de transmissão do vírus.

Leitos do SUS

Nesta segunda-feira (3), a taxa de ocupação dos 525 leitos de UTI SUS exclusivos para covid-19 está em 91%. Restam 48 leitos livres.

A taxa de ocupação dos 726 leitos de enfermarias SUS covid-19 está em 79%. Há 153 leitos vagos.

Números da covid-19 em 3 de maio

537 novos casos confirmados
20 novos óbitos (15 nas últimas 48h)

Números totais

Confirmados – 193.089
Casos ativos – 6.264 
Recuperados – 182.073
Óbitos – 4.752