Secretaria da Saúde confirma 848 casos de dengue no Paraná

O boletim quinzenal da dengue divulgado na terça-feira (20) pela Secretaria de Estado da Saúde totaliza 848 casos, são 107 a mais que o informe anterior, do dia 6 de outubro.

O atual período de monitoramento começou em agosto deste ano e seguirá até julho de 2021. Neste momento, os casos confirmados de dengue atingem 126 municípios; em 111 os casos são autóctones, ou seja, a infecção pelo vírus da dengue ocorreu na cidade de residência.

“Existe circulação do vírus no Estado e o Governo do Paraná está atento alertando os gestores municipais e apoiando ações de combate”, disse o secretário estadual da Saúde, Beto Preto. 
Segundo ele, este enfrentamento não depende apenas dos órgãos governamentais, por isso reitera que a participação da população é fundamental para a eliminação dos criadouros do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya. “A melhor forma de combate é com a remoção de recipientes que possam acumular água nos ambientes internos e externos dos domicílios”, afirmou Beto Preto.
DADOS – O informe publicado na terça-feira confirma uma morte por dengue no município de Cambé; um homem de 69 anos, portador de diabetes e hipertensão arterial. A morte foi confirmada por exame laboratorial.
Cinco municípios apresentam casos de dengue grave: Foz do Iguaçu, com 5 casos, e Marmeleiro, Assaí, Cambé e Jataizinho com um único caso.

O Paraná tem 6.490 notificações para a dengue, que ocorreram em 277 municípios. 
AÇÃO – Em parceria com as Regionais de Saúde e secretarias municipais de Saúde a Defesa Civil, a Secretaria vem realizando mutirões de limpeza em vários municípios, principalmente nos que apresentam maior número de casos. No último final de semana as ações aconteceram em Cambé e Londrina.

Os próximos municípios já agendados pela Coordenadoria Estadual de Defesa Civil são Paranaguá e Apucarana e ainda cidades da região de Foz do Iguaçu.

Informações AEN.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Matrícula para rede pública estadual começa nesta terça (24)

Começa nesta terça-feira (24) o período de matrícula escolar para o ano letivo de 2021 nos colégios da Rede Estadual. A confirmação das vagas, tanto para matrícula inicial quanto para rematrícula, será online e seguirá até 18 de dezembro.

O processo, que mobilizará pais e responsáveis de cerca de um milhão de estudantes, é orientado pela Secretaria de Estado da Educação e do Esporte em parceria com os Núcleos Regionais de Educação (NREs), Secretarias Municipais de Educação e instituições de ensino.

A confirmação das vagas escolares de estudantes da rede estadual deverá ser feita online, na “Área do Aluno” — uma plataforma da Secretaria para consulta ao boletim escolar, emissão de declaração de matrícula, solicitação do histórico escolar e atualização cadastral. A “Área do Aluno” pode ser acessada em www.areadoaluno.seed.pr.gov.br.
Pais ou responsáveis legais de estudantes provenientes da rede privada, matriculados em instituições que não utilizam o Sistema Escola Web, ou de alunos que vêm de outros estados ou países, devem acessar o formulário destinado à sua região (NRE), disponível nos links abaixo. Depois do preenchimento do formulário, é preciso solicitar a geração do Código Geral de Matrícula (CGM), necessário para acessar a “Área do Aluno”, onde, então, deve ser realizada a solicitação da vaga.
Somente no caso de não possuir celular e/ou acesso à internet, o pai, a mãe, o responsável legal ou o próprio estudante, maior de 18 anos, deverá comparecer na instituição de ensino para realizar esse processo online em computador por ela disponibilizado.
Orientações relacionadas ao processo de matrícula para outras ofertas de ensino disponibilizadas pela Secretaria da Educação podem ser verificadas na Instrução Normativa nº 002/2020 – SEED/DPGE, disponível neste link.

DOCUMENTOS — Na hora de preencher o formulário, será necessário ter em mãos a certidão de nascimento ou carteira de identidade do estudante (se houver), declaração de vacinação, declaração ou histórico escolar, além de um comprovante de endereço e RG do responsável.

CÓDIGO PELO CELULAR – Para efetivar a matrícula na Área do Aluno os responsáveis vão precisar preencher um código que será enviado para o celular cadastrado. Ou seja, é importante ter esse número atualizado. Quem não fez a atualização solicitada anteriormente pelos colégios, vai precisar ir até a escola atual atualizar.

MATRÍCULAS ONLINE — Em 2019, a Secretaria implementou o processo de confirmação online de vagas para a matrícula inicial e para a rematrícula no Ensino Fundamental, Ensino Médio e Educação Profissional. A ação visa otimizar o tempo dos pais e responsáveis legais, bem como o planejamento escolar de toda a rede pública estadual. No ano passado, cerca de metade dos responsáveis e estudantes fizeram o procedimento online.

Links para os formulários de cada NRE e telefones para contato em caso de dúvidas:

APUCARANA: rebrand.ly/cgm-apu – (43) 3420-1600
ÁREA METROPOLITANA NORTE: rebrand.ly/cgm-amn – (41) 3251-6500
ÁREA METROPOLITANA SUL: rebrand.ly/cgm-ams – (41) 3277-7355
ASSIS CHATEAUBRIAND: rebrand.ly/cgm-ass – (44) 3528-8300
CAMPO MOURÃO: rebrand.ly/cgm-cam – (44) 3518-2750
CASCAVEL: rebrand.ly/cgm-cas – (45) 3333-2800
CIANORTE: rebrand.ly/cgm-cia – (44) 3619-8100
CORNÉLIO PROCÓPIO: rebrand.ly/cgm-cor – (43) 3520-5101
CURITIBA: rebrand.ly/cgm-ctba – (41) 3326-2316
DOIS VIZINHOS: rebrand.ly/cgm-dvi – (46) 3581-5100
FOZ DO IGUAÇU: rebrand.ly/cgm-foz – (45) 3520-4000
FRANCISCO BELTRÃO: rebrand.ly/cgm-frb – (46) 3520-4900
GOIOERÊ: rebrand.ly/cgm-goi – (44) 3521-8650
GUARAPUAVA: rebrand.ly/cgm-gua – (42) 3621-7600
IBAITI: rebrand.ly/cgm-iba – (43) 3546-8100
IRATI: rebrand.ly/cgm-ira – (42) 3421-2200
IVAIPORÃ: rebrand.ly/cgm-iva – (43) 3472-5700

JACAREZINHO: rebrand.ly/cgm-jac – (43) 3511-4200
LARANJEIRAS DO SUL: rebrand.ly/cgm-lar – (42) 3635-8900
LOANDA: rebrand.ly/cgm-loa – (44) 3425-8100
LONDRINA: rebrand.ly/cgm-lon – (43) 3371-1300
MARINGÁ: rebrand.ly/cgm-mar – (44) 3218-7100
PARANAGUÁ: rebrand.ly/cgm-png – (41) 3420-7200
PARANAVAÍ: rebrand.ly/cgm-pnv – (44) 3421-1900
PATO BRANCO: rebrand.ly/cgm-ptb – (46) 3220-5300
PITANGA: rebrand.ly/cgm-pit – (42) 3646-8300
PONTA GROSSA: rebrand.ly/cgm-ptg – (42) 3219-5400
TELÊMACO BORBA: rebrand.ly/cgm-tel – (42) 3271-3700
TOLEDO: rebrand.ly/cgm-tol – (45) 3379-7200
UMUARAMA: rebrand.ly/cgm-umu – (44) 3621-8600
UNIÃO DA VITÓRIA: rebrand.ly/cgm-uva – (42) 3521-1800
WENCESLAU BRAZ: rebrand.ly/cgm-wnc – (44) 3621-8600.

Informações AEN.

Estado anuncia ativação de leitos de UTI Covid em Curitiba

O Governo do Estado anunciou nesta sexta-feira (20) a ativação de 38 leitos exclusivos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no Hospital de Reabilitação, em Curitiba, para tratamento de pacientes diagnosticados com a Covid-19.

Há também previsão pela Secretaria de ativação de leitos em outros municípios do Paraná na próxima semana. “O número de casos de coronavírus está subindo e consequentemente aumentou a procura por atendimento médico e em alguns casos a necessidade de internação em leito exclusivo. Por orientação do governador Ratinho Junior, anunciamos a ativação destes 38 leitos na Capital”, disse o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto.
Desde setembro, com a diminuição do número de casos de coronavírus e redução da taxa de ocupação dos leitos, o Paraná estava desativando leitos gradativamente, sem comprometer a assistência aos pacientes, e permitir o redirecionamento da estrutura para atendimento geral às emergências e também atendimento eletivo.

Neste período, 232 leitos de UTI adulto, 447 enfermarias adulto, 27 leitos de UTI pediátrica e 35 de enfermaria pediátrica foram desativados. Na última semana, com o aumento no número de casos, principalmente em Curitiba, e posteriormente aumento da demanda de internamento hospitalar, a Secretaria de Estado da Saúde voltou reativar progressivamente os leitos.
Os contratos com as equipes médicas, de enfermagem e técnicos também estavam finalizando, coincidindo assim com a redução da demanda pelas estruturas hospitalares nas últimas semanas, o que permitiu a diminuição de leitos.

TCE – O secretário Beto Preto, o diretor de Gestão em Saúde da Sesa, Vinícius Filipak, e o diretor do Complexo Hospitalar do Trabalhador, Geci Labres de Souza, também estiveram nesta sexta-feira com o conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE), Fernando Augusto Guimarães, para discutir pontos da continuidade da prestação de serviços pelos profissionais, respeitando as orientações dos órgãos de controle e a legalidade dos procedimentos.

“É importante ressaltarmos que desde o início da pandemia nenhum paranaense que precisou de um leito ficou desassistido. Tínhamos a estratégia de desativação segura com a queda de casos e agora com o novo aumento voltaremos a disponibilizar estes leitos, não só na Capital como no interior do Estado, lembrando que o recurso é finito. A melhor prevenção ainda é evitar aglomerações, respeitar o distanciamento social e manter as medidas sanitárias”, acrescentou o secretário.
EQUIPAMENTOS – A Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) cedeu ainda 12 respiradores e 12 monitores para a Secretaria Municipal de Saúde de Curitiba, possibilitando a ativação de 10 leitos no Hospital Universitário Evangélico Mackenzie nesta sexta-feira (20).

Além disso, a Sesa enviou mais 20 monitores ao Hospital Municipal de Foz do Iguaçu e conseguiu, em parceria com o Ministério da Saúde, 20 respiradores, que irão viabilizar mais leitos de UTI na unidade.
ATENDIMENTO EXCLUSIVO – A Sesa adotou a estratégia de atendimento exclusivo a pacientes suspeitos e/ou confirmados com a Covid-19 em 26 de março. Inicialmente o plano contemplava 264 leitos, sendo 52 de UTI e 212 de enfermaria. Atualmente o Paraná soma 2.199 leitos, sendo 944 de UTI adulto, 1.199 enfermaria adulto, 22 UTI pediátrica e 34 enfermaria pediátrica.

Informações Banda B.