Saiba como funciona o passeio na Vinícola Legado, eleita como a melhor experiência em enoturismo

Eleita como a melhor experiência em enoturismo do Paraná, colheita das uvas na Vinícola Legado ganha mais dias para entretenimento do público 

Ver as uvas de pertinho, colhê-las das videiras, fazer fotos de tirar o fôlego em junto aos vinhedos, conversar diretamente com os produtores e poder desfrutar de um picnic com uvas ou espumantes em meio aos vinhedos. Esse é um breve resumo da tradicional atividade de colheita das uvas na Vinícola Legado, eleita pelo público a melhor experiência em enoturismo do Paraná. 

A colheita das uvas sempre se dá nos meses de verão e nos últimos anos centenas de amantes do vinho e da natureza puderam vivenciar essa experiência incrível. Em 2021, no entanto, em virtude das limitações impostas pela covid-19, a festa da colheita, que nos anos anteriores se realizava em dois dias, transformou-se em diversos Momentos da Colheita distribuídos nos finais de semana de janeiro e fevereiro. 

“Se por um lado as restrições sanitárias nos fizeram diminuir a quantidade de participantes por dia, por outro lado nos trouxe a visão de ampliar a festa que fazíamos em dois dias para quase dois meses. Assim, acabamos gerando novas oportunidades para que mais pessoas possam ter essa experiência única e de forma mais exclusiva, com a natureza com os Momentos da Colheita”, afirma Heloise Merolli, proprietária da Vinícola Legado. “Tem quem venha para vivenciar o dia a dia de uma vinícola, tem quem queira propiciar um passeio diferente para as crianças ou curtir um momento romântico e quem queira retomar o contato com a terra, então cada um colhe as uvas em seu ritmo, passeando pelos vinhedos e registrando cada momento”, comenta Heloise.

A experiência da colheita já começa na compra dos ingressos. Pelo grande número de dias e de pacotes disponíveis, a Legado criou um site especial com todas as informações sobre a experiência, valores dos ingressos e dias disponíveis. Pelo https://colheitalegado.online/ o participante pode saber tudo sobre o evento e realizar sua compra, simples e direto, consultando ali mesmo as principais dúvidas. As vendas já estão abertas e vale lembrar que nos dois anos anteriores os ingressos se esgotaram rapidamente, então corra para garantir o seu. 


Como funciona

O passeio se inicia na recepção da vinícola para as boas vindas, explicações sobre o processo e para a entrega dos kits com materiais para ajudar na colheita das uvas e o café da manhã para quem escolher a opção com alimentação. Na sequência, os participantes seguem até o vinhedo, onde estarão montadas as áreas de picnic por família para a colher os frutos e desfrutar da natureza

A atividade tem duração de 3 horas com valores diferenciados pelo tipo de experiência e idade do participante. Nos finais de semana de 9 e 10 e 16 e 17 de janeiro a vinícola irá promover o Amanhecer no Vinhedo com a colheita das uvas bordô, base dos sucos de uva Sapienza. Nos finais de semana seguintes até o dia 14 de fevereiro, os participantes terão a experiência de colher as uvas viníferas que formam os vinhos e espumantes finos da Vinícola Legado. Ambos pacotes possuem opcional de café da manhã. Crianças de até 7 anos não pagam.

Serviço:

Momento da Colheita 2021 | Vinícola Legado

Onde? Rod. Raul Azevedo de Macedo 5800, km. 7 (a 20 Km do Parque Barigui), Campo Largo

De 9 de janeiro a 14 de fevereiro

Ingressos e informações: https://colheitalegado.online/

Whatsapp 41 991999744

Sobre a Vinícola Legado

A Vinícola Legado iniciou suas atividades em 1998, quando os proprietários da área receberam de presente 200 pés de uvas Cabernet Sauvignon. O bom resultado obtido com essa experiência motivou a introdução de novas variedades que tivessem potencial para se desenvolver no terroir paranaense. Hoje a Vinícola planta 5 hectares com cinco variedades viníferas – Cabernet Sauvignon, Merlot, Pinot Noir, Fiano di Avelino e Viognier e produz cerca de 12 mil garrafas/ano. 100% da produção é feita com as uvas de seus vinhedos. Eleita Vinícola Revelação na Vini Bra Expo 2017, desde então acumula prêmios em concursos nacionais e internacionais. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Motoristas encerram greve no transporte coletivo de São José dos Pinhais

Motoristas de ônibus encerraram a greve do transporte coletivo de São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC). Com isso, o serviço voltou a funcionar normalmente nesta sexta-feira (15).

A retomada aconteceu depois da categoria aceitar uma proposta da Auto Viação Sanjotur em uma assembleia realizada na quinta (14).

Os funcionários não receberam parte do salário que deveria ter caído na conta na última sexta-feira (8).

A empresa fez proposta aos trabalhadores de na segunda-feira (18) pagar 50% e dia 25 de outubro o restante.

A Sanjotur opera mais de dez linhas de ônibus urbanas e rurais.

Informações Banda B

Motoristas entram em greve e São José dos Pinhais amanhece sem ônibus

Motoristas de São José dos Pinhais, região metropolitana de Curitiba, iniciaram na manhã desta quinta-feira (14) uma greve de ônibus por tempo indeterminado na empresa Sanjotur. Os funcionários não receberam parte do salário que deveria ter caído na conta na última sexta-feira (8).

A empresa opera mais de dez linhas de ônibus urbanas e rurais, portanto não houve parada em coletivos que fazem a integração com a capital e cidades metropolitanas. De acordo com Ricardo Ribeiro, diretor do Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Ônibus de Curitiba e Região (Sindimoc), os trabalhadores não aguentam mais a situação.

“É um problema que se arrasta desde fevereiro. Em maio já houve uma negociação, quando os motoristas aceitaram receber o pagamento em quatro vezes durante o mês. Agora, novamente, este problema grave, porque o pagamento era para ter caído na véspera do feriado e até agora nada”

De acordo com o sindicalista, a greve é por tempo indeterminado e uma nova rodada de negociação está marcada para a tarde.

“É preciso uma solução para essa situação, porque os 85 motoristas da empresa, que não tem cobradores, não aguentam mais. Haverá uma nova rodada de negociação ainda hoje, com a empresa e Prefeitura de São José dos Pinhais, para se buscar uma solução definitiva”

Ainda segundo Ribeiro, a empresa problemas financeiros devido à pandemia de covid-19. O espaço está aberto para posicionamento da Sanjotur e da Prefeitura de São José dos Pinhais.

Informações Banda B