Restaurante curitibano vence maior concurso de comida a quilo do mundo

Promovido pela Abrasel e pela Revista Prazeres da Mesa, a 4ª edição do concurso “O Quilo é Nosso” consagrou o restaurante Tomilho Cozinha Cotidiana como grande vencedor

O título de “melhor no que faz” pode significar muito para a divulgação de um negócio. Principalmente se for um troféu nacional, com o respaldo de instituições que são referência no setor. Essa é a oportunidade que tiveram os restaurantes que chegaram a final da  4ª edição do “O Quilo é Nosso”, concurso que elege, anualmente, o melhor restaurante de comida a quilo no Brasil por meio do voto popular e da avaliação de um júri especializado. Em 2020, o evento tem uma função ainda mais significativa: valorizar o segmento na retomada das atividades e mostrar como os restaurantes estão preparados para atender de forma segura neste modelo de serviço, originalmente brasileiro.

Composto por três etapas, o concurso exigia que os empreendimentos participantes criassem uma receita especial, que foi oferecida ao público e avaliada por jurados que visitaram os restaurantes. Os mais bem avaliados participaram das finais estaduais. No Paraná, a final reuniu os 6 estabelecimentos mais bem classificados entre os 17 inscritos no estado que foram avaliados nos quesitos: ambiente, atendimento, limpeza, qualidade geral do buffet, receita e  adequação às normas de prevenção à COVID-19. Os estabelecimentos mais bem colocados nas etapas estaduais avançaram para a final nacional que definiu o título de melhor restaurante de comida a quilo do país.

O grande vencedor da quarta edição do concurso foi o restaurante Tomilho Cozinha Cotidiana, da cidade de Curitiba (PR). O estabelecimento concorreu com os vencedores dos demais estados participantes e conquistou o 1º lugar na final nacional realizada no Rio de Janeiro, no último dia 17 de novembro. Cada participante preparou sua receita para uma banca de jurados, escalada pela revista Prazeres da Mesa e foram  avaliados por chefs e especialistas em gastronomia. O estabelecimento curitibano conquistou o paladar dos jurados e de ganhou a chancela de melhor do Brasil, com uma receita exclusiva de Dumpling de Tilápia.

Mais informações no site www.abrasel.com.br. Acompanhe também as novidades no Instagram no evento @oquiloenosso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rapper curitibano lança DVD gravado no Teatro Paiol de Curitiba

Bernardo Beduino, artista que fundou e apresenta a Batalha das Casinhas
na UFPR, lançou seu DVD “Música Popular Beduína no
Paiol”. A obra foi o único projeto de Rap contemplado no edital Paiol
Musical, da Fundação Cultural de Curitiba, em 2020, um marco
importante para a arte de rua da cidade.


A realização de um projeto grande, com financiamento via leis de
incentivo, é algo muito distante da realidade dos artistas de rua da capital
paranaense. Para Beduino, essa distância surge devido a uma combinação
de fatores estruturais, sendo necessárias duas frentes para superar essa
barreira.

“Acredito que é necessário desmistificar o sistema de fomento,
principalmente facilitando o acesso a informação. Além disso é necessário
que se amplie o leque de obras contempladas nos editais, gerando mais
diversidade de linguagens”, afirmou o artista.

Foto: Paloma Ferroli (@palomaferroli)


Apesar de outros artistas dessa linguagem já terem ocupado esse palco
antes, existem poucos registros audiovisuais dessas apresentações. O
lançamento do DVD Música Popular Beduína no Paiol contribui para
ampliação do acervo desses registros, além de servir de inspiração e
precedente para que mais artistas de rua participem desses programas.


Além disso, o projeto tem o potencial de aproximar o público do Teatro
Paiol de Curitiba, levando um conteúdo audiovisual de qualidade para
dentro da casa das pessoas, através da internet. Beduino mesmo, nunca
tinha entrado no Teatro Paiol até o ensaio geral, um mês antes da
gravação.

Foto: Paloma Ferroli (@palomaferroli)

Sobre o DVD

O DVD Música Popular Beduína no Paiol traz versões exclusivas das músicas mais conhecidas de Beduino, em um formato inédito com banda, que conta com a participação de DJ Bk12 nos tocadiscos; poeta Jaquelivre como voz de apoio e intervenções poéticas; cantora Mayah como backing vocal; multiinstrumentista Renan Loop, como músico de apoio e diretor musical; e Caco, vocalista da banda Notívagos, como convidado especial.

Foto: Paloma Ferroli (@palomaferroli)

A trilha do DVD é composta pelos dois lançamentos mais recentes do artista,
o álbum “Música Popular Beduína”, que mistura ritmos brasileiros ao Hip
Hop e o EP “Normal”, que relata a experiência do rapper na quarentena. O
DVD Música Popular Beduína no Paiol está disponível no canal de Youtube de Beduino e também em todas as plataformas digitais de streaming.

Para assistir o DVD Música Popular Beduína no Paiol é só clicar aqui.

Sobre o Beduino

O curitibano Bernardo Beduino é um dos nomes responsáveis por
movimentar a arte marginal de sua cidade. Além de realizar performances ao vivo do seu álbum “Música Popular Beduína”, o MC é criador de iniciativas como a Batalha das Casinhas, um evento multicultural mensal que busca a integração do Hip Hop com as mais diversas expressões artísticas, e do projeto Poesia Abstrata, em parceria com a poeta Jaquelivre e a Poeta Gabriela, que já reuniu centenas de poetas marginais em torno de vídeos, apresentações, eventos, oficinas, slams, intervenções e saraus. Como
educador, Beduino ministra oficinas de escrita para alunos de escolas
públicas, além de palestras e intervenções em instituições de ensino,
apresentando o Rap como poderoso aliado da Educação.

Edital para concurso da Polícia Rodoviária Federal deve sair em janeiro

Pelo menos 1,5 mil novos agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) devem integrar a corporação em 2021. Segundo o diretor-geral da PRF, Eduardo Aggio, o concurso terá 500 excedentes, além das 1.500 vagas imediatas autorizadas, totalizando 2 mil novos policiais rodoviários. 

Embora o prazo para a publicação do edital de abertura do concurso público seja de seis meses, contados a partir da publicação da portaria, Aggio adiantou que a banca organizadora do concurso será definida ainda este mês para que o edital saia nos primeiros dias de janeiro.

Assim como no último concurso, de 2018, a nova seleção contará com provas objetivas e dissertativas, análise de títulos, testes de aptidão física, avaliação psicológica, avaliação biopsicossocial, avaliação de saúde, investigação social e curso de formação. A autorização para o concurso foi publicada nessa quinta-feira (24) no Diário Oficial da União. 

No Twitter, a PRF comemorou a publicação da portaria com a autorização do Ministério da Economia para o concurso.