in ,

#RecomendeUmLivro – As Intermitências da Morte

Que tal aproveitar esse friozinho pra ficar em baixo das cobertas saboreando uma boa leitura?

E no dia seguinte ninguém morreu. É com essa frase que começa essa, que é uma das melhores obras literárias que li em toda minha vida. Certamente a melhor que li nesse ano. José Saramago discorre durante todo o livro o drama de uma nação que se vê do dia pra noite como imortal. A morte resolveu deixar de ceifar vidas por aquelas bandas. Dai em diante tudo começa a virar do avesso. Veja o vídeo que está abaixo, e se curtir aproveite o frio que está na nossa amada Curita nesse fim de semana e se abrace nessa leitura!

Leia a crítica completa aqui.

 

2 moletons por 299

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cinemateca apresenta mostra de filmes sobre refugiados

Sentir frio não é bom