Químico de 22 anos com laboratório de drogas em Pinhais é preso junto com dois amigos

Esta foi a segunda fase da Operação Cidade de Deus

Três pessoas, entre elas, um rapaz de 22 anos, apontado como responsável ‘químico’ de uma organização criminosa voltada ao tráfico de drogas, foram presas em uma ação desencadeada nesta sexta-feira por policiais civis da Delegacia do Alto Maracanã em Colombo.

Conforme a polícia, os mandados foram compridos no Bairro Campo Pequeno, em Colombo e Pineville, em Pinhais. Os outros dois presos são um rapaz e uma jovem, ambos de 21 anos.

Nesta segunda fase também foram apreendidos 200 gramas de crack; 700 pedras de crack prontas para comercialização, cocaína e milhares de embalagens que seriam usadas na venda da droga. A polícia destaca que o grupo criminoso era bastante articulado e desde a primeira fase da Operação, mudou um pouco a forma de produção dos entorpecentes, visando menor perda caso fossem novamente flagrados.

O grupo também migrou o laboratório de produção para um endereço em Pinhais. ‘Desde a primeira ação que deflagramos com o intuito de desarticular esta quadrilha nós buscávamos identificar e deter o responsável pela produção das drogas, o que ocorreu hoje’, disse o delegado Herculano Augusto de Abreu.

A polícia não descarta a participação de outras pessoas no crime, e segue com as investigações. Os nomes dos suspeitos não foram revelados.

Primeira fase

A primeira fase da Operação Cidade de Deus foi desencadeada no dia 17 de setembro e resultou na prisão de cinco pessoas, entre elas, o líder da organização. As investigações levaram os policiais a identificarem toda a cadeia responsável pelo tráfico, desde o comando, gerencia e os responsáveis pela distribuição.

Na ocasião foram apreendidos, além de grande quantidade de entorpecentes, sendo crack e cocaína, um fuzil 556; munições para fuzil do mesmo calibre; uma pistola de calibre 9 milímetros, com seletor de rajada; um revólver de calibre 32; grande quantidade de embalagens para comercialização de drogas e três carros.

Informações Banda B.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pinhais inicia vacinação de trabalhadores da Educação contra covid nesta sexta

Pinhais é um dos primeiros municípios da região metropolitana a vacinar profissionais da Educação. Nesta sexta-feira, os trabalhadores desta área, entre 59 e 55 anos, serão vacinados mediante agendamento, também na estrutura montada no Expotrade.

De acordo com a prefeitura, a vacinação dos professores ocorrerá conforme a disponibilidade de doses recebidas. A inclusão dos trabalhadores da educação foi confirmada esta semana pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior, em uma decisão pactuada com os municípios.

As doses fazem parte da última remessa de vacinas da AstraZeneca/Oxford/Fiocruz e estão sendo distribuídas para as 22 Regionais de Saúde do Paraná.

Informações Banda B

Escola municipal da RMC amanhece vandalizada e polícia procura por suspeitos

Uma escola municipal de Colombo, na região metropolitana de Curitiba, foi depredada por vândalos durante a madrugada desta segunda-feira (3). A Escola Municipal John Kennedy fica localizada na Vila Guaraci e imagens de câmeras de segurança podem ajudar a Polícia Civil a identificar os suspeitos.

Segundo a Prefeitura de Colombo, os profissionais da educação fariam um serviço de entrega de materiais a familiares dos alunos, quando encontraram a instituição completamente vandalizada.

“Além da tentativa de incêndio no local, foram destruídos os espaços da direção, Secretaria, coordenação, sala dos professores, salas de aulas e o pátio. Livros foram espalhados pelo chão e houve a destruição de eletrônicos, dentre eles, computadores e televisores. Também fizeram arrombamentos nas portas, pixação de espelhos e em fotos de profissionais da instituição. Todos os extintores foram esvaziados durante a ação criminosa”, informa nota da administração municipal.

Foto: Divulgação Prefeitura de Colombo

O boletim de ocorrência foi elaborado pela equipe técnica da Secretaria Municipal da Educação.

Revolta

O vice-prefeito e secretário Municipal de Educação, Professor Alcione, relatou com tristeza as perdas por ação de vandalismo. “Estamos perplexos com essa situação. Já atravessamos um momento delicado pela perda de vidas para a Covid-19 e chegar aqui e ver tudo isso é muito triste. Tomaremos as medidas para solucionar essa situação e com as imagens das câmeras de segurança vamos tentar identificar quem cometeu esse crime. Contamos também com apoio da população para informações que levem até os culpados”.

Foto: Divulgação Prefeitura de Colombo

De acordo com a diretora Maria Tereza, ainda não é possível mensurar os prejuízos neste momento. “Estamos em choque, chegamos para trabalhar e nos deparamos com uma cena de horror. Além da invasão destruíram os livros e materiais dos nossos alunos”, disse.

Informações Banda B