Putin manda ‘tropas de Paz’ para repúblicas separatistas no Leste da Ucrânia

Por Redação, O Estado de S.Paulo

Kiev, 21 (AE) – O presidente da Rússia, Vladimir Putin, ordenou o envio de “tropas de paz” para Donetsk e Lugansk, duas províncias separatistas no leste da Ucrânia, pouco depois de tê-las reconhecido como países independentes.

De acordo com dois decretos assinados pelo líder russo, os militares irão “garantir a paz” nos territórios até a assinatura de acordos de Amizade, Cooperação e Ajuda Mútua entre Donetsk e Lugansk e Moscou.

O movimento, no entanto, pode ser usado para justificar um ataque russo nessas áreas. Mais cedo, os líderes das duas regiões haviam pedido a Putin reconhecimento e assistência militar, o que pode abrir brechas para uma intervenção militar “legal”. Em discurso televisionado nesta segunda-feira, o mesmo em que anunciou o reconhecimento da independência, Putin acusou a Ucrânia de “genocídio” contra as regiões. Autoridades russas afirmam que Kiev teria planejado ataques militares intensificados nos territórios, o que a Ucrânia nega.

O reconhecimento dos territórios viola o acordo de paz de Minsk de 2015, que foi desenvolvido para restaurar as regiões separatistas ao controle da Ucrânia, mas nunca foi implementado

Ainda não está claro se essas tropas permanecerão no território já controlado pelos rebeldes ou avançarão para locais dessas províncias sob controle do Exército ucraniano. (COM AGÊNCIAS INTERNACIONAIS)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.