Projeto de lei quer obrigar síndicos a denunciarem casos de maus-tratos a animais em Curitiba

O PL é de autoria do vereador Jornalista Márcio Barros (PSD) e está em trâmite na Câmara dos Vereadores da capital

A Câmara Municipal de Curitiba (CMC) está analisando um projeto de lei (PL) que quer obrigar condomínios a denunciarem casos de maus-tratos a animais em Curitiba. O PL é de autoria do vereador Jornalista Márcio Barros (PSD) que explicou à Banda B, nesta quarta-feira (17), o objetivo de aumentar a proteção aos pets e colocar responsabilidade aos síndicos para combater estes crimes.

“Muitas vezes, o síndico não denuncia porque não quer se comprometer pessoalmente com o condômino. Então, nós queremos atribuir a ele, esta responsabilidade. Caso contrário, o administrador também poderá ser responsabilizado. Com a aprovação, a sociedade ganha de todas as formas. O animal porque estará protegido e o síndico que terá tranquilidade ao fazer a denúncia”, iniciou.

Segundo o Radar Pet 2020, organizado pela Comissão de Animais de Companhia do Sindan (Sindicato Nacional da Indústria de Produtos para a Saúde Animal), os animais de estimação estão em aproximadamente 37 milhões de lares brasileiros. Cães são maioria, seguidos pelos gatos, pássaros e peixes.

“A gente percebe que há um aumento considerável no número de animais em residências e, principalmente, nos condomínios. O censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apontou que há mais de 130 milhões de animais no Brasil”, argumentou. “A gente percebe que dentro dos condomínios acontecem maus-tratos e nem sempre há alguém que denuncie”, defendeu Barros.

Segundo o texto previsto na PL, as denúncias devem ser feitas com informações que permitam a caracterização do animal e do local onde ele pode ser localizado. Além disto, a denúncia deve ter identificação do autor e a materialidade da situação. Os síndicos e administradores de condomínios da capital, que presenciarem ou tiverem indícios de maus-tratos contra animais, devem ainda comunicar à Polícia Civil, em até 24 horas.

Multa

Por sua vez, o condomínio que descumprir a medida pode ser multado em um valor de R$ 1,5 mil a R$ 30 mil. Mas, segundo o vereador, ainda não está definida a forma que será cobrada esta punição financeira. “O condomínio não deixa de ser uma comunidade. Então, você coloca a responsabilidade às pessoas para que façam às denúncias”, argumentou.

Iniciativa

Apesar de reconhecer que o projeto levará “um tempo” até que chegue ao plenário, Barros apontou que os condomínios podem pensar em caminhos para que a lei seja aplicada. O vereador citou outra lei que cria casos semelhantes para a comunidade fazer as denuncias.

“A gente tem a lei da violência doméstica. Há critérios e comitês que avaliam estes casos dentro dos condomínios. Então, as situações podem ser trabalhadas da mesma forma para a questão animal. Que os condomínios criem grupos para discutir, e avaliar, o que é mal trato e o que não é. Seria uma iniciativa interessante”, apontou.

Federal

Com a mudança na Lei 1.095/2019, que aumenta a punição para quem praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais, as denúncias aumentaram, e a adaptação tem acontecido de forma gradativa.

“No primeiro momento a impressão é de que o PL não é necessário, pois denunciar maus tratos é mais do que uma obrigação de todo cidadão. Mas na prática a realidade é outra e precisamos proteger os animais, e também mudar hábitos, costumes e mostrar para as novas gerações que agora, mais do que nunca, não são toleradas na nossa sociedade esse tipo de conduta. Não podemos compactuar com animais sendo chicoteados, ou viver acorrentados”, completou Márcio Barros.

Para a conselheira administrativa da Associação dos Condomínios Garantidos do Brasil (ACGB) Karla Pluchiennik More, é preciso levar em conta que muitos síndicos profissionais não residem nos condomínios e que é comum a criação de um comitê, para que a denúncia não entre no âmbito da pessoalidade.

“Observadas essas ressalvas, acho muito válido. Condomínios acabam formando “comunidades” dentro dos municípios. E dentro das unidades acontece muita coisa que foge aos olhos dos poderes públicos”, falou a conselheira.

Karla disse que a Lei será bem vinda, mas que para ser aplicada de forma correta, os síndicos devem ter capacitação para identificar os casos de maus-tratos.

“As campanhas de comunicação sempre são bem vindas. Se o dono do animal souber que será denunciado caso seja identificado maus-tratos, automaticamente já inibe esse tipo de ação”, finalizou.

Informações Banda B.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Segunda unidade do Venice faz sucesso no Champagnat

A mais nova pedida gastronômica do Champagnat já é destaque no bairro. O Venice Carnes & Chopes foi inaugurado no dia 06 de agosto, trazendo uma saborosa opção de bom churrasco. A loja também traz a expansão da marca, criada em 2019. Esta é a segunda unidade do Venice, que fica na Alameda Princesa Izabel (no 1430).

O espaço tem dois pavimentos e área externa, podendo receber 90 pessoas (40 sentadas). Lá, o público pode apreciar os clássicos hambúrgueres e sanduíches preparados na Parrilla, valorizando o sabor típico de churrasco. Destaque para o Sanduíche de Ragu de ossobuco, servido no pão ciabatta com muçarela de búfala e maionese verde.

“Nosso foco sempre foi e sempre será oferecer carnes de altíssima qualidade, preparadas na grelha, em Curitiba. Dos hambúrgueres aos cortes especiais, queremos proporcionar uma experiência gastronômica muito agradável para o nosso público. Tudo isso em um ambiente aconchegante, que tem a nossa cara e a nossa energia. Um bar despretensioso que se torna fascinante pela qualidade de seus produtos e atendimento”, detalha Fernando Souza, um dos sócios fundadores do bar.

O cardápio celebra ainda outras carnes preparadas na grelha, como assado de tira, picanha, pancetta de porco, linguicinha, sobrecoxa de frango desossada e até camarão grelhado. Todos são apresentados com acompanhamentos, entre eles o favorito do público: um chimichurri de receita exclusiva Venice. Aos sábados, é servida feijoada no almoço, com arroz, farofa, couve refogada com bacon, vinagrete e laranja. Para beber, a parceria com a cervejaria artesanal Swamp Brewing garante várias opções de chopes.

O Venice Carnes & Chopes do Champagnat fica na Alameda Princesa Izabel (n° 1430). A casa abre de quarta a sexta, das 17h às 23h; aos sábados, das 11h30 às 23h; e aos domingos, das 15h às 23h. Mais informações sobre o Venice nos perfis oficiais do empreendimento no Facebook (www.facebook.com/venicecarnesechopes) e no Instagram (@venicecarnesechopes).

Raízes Culturais do Paraná é tema do Sunday Funday deste domingo no ParkShoppingBarigüi

As raízes da cultura paranaense são o tema do próximo Sunday Funday que acontece neste domingo, 21 de agosto. O evento é gratuito e aberto ao público. Pratos típicos paranaenses como Pão no Bafo e Barreado estão entre as atrações com muita música, dança, comida, bebida, feira de produtos artesanais e diversas atrações.

O ParkShoppingBarigüi será tomado pelo fogo de chão no estacionamento. Ao som de canções da cultura popular paranaense, o público vai acompanhar preparos de carnes suína, bovina, frutos do mar e outras delícias preparadas na brasa. O fogo fica por conta dos Porcadeiros e da chef Rosane Radecki, comandante do Restaurante Girassol, em Palmeira, e embaixadora gastronômica da cidade. A cultura caiçara será representada com pratos típicos com frutos do mar e apresentações artísticas de fandango. A agenda do dia ainda conta com tenda com brasagem (uma das fases de produção da cerveja) e fabricação de facas artesanais.

Com programação diversificada, o Sunday Funday oferece aulas (inscrições devem ser feitas pelo app Multi), apresentações musicais, dança, atividades esportivas, yoga, feirinha com produtos típicos e artesanais, entre outros.

Feira artesanal e gastronômica

Na feirinha, o público terá a oportunidade de conhecer e comprar outros produtos locais como erva-mate,  pães, geleias, mel, aventais, facas, tábuas e queijos.  Sardinha na brasa, sanduíche de lula, barreado, pão no bafo (unidades limitadas), ostras, bolinho de bacalhau, cafés, doces, cachaças, cervejas artesanais e pasteis são as opções presentes durante todo o dia de evento.

Aulas

A programação traz aulas durante todo o dia. Aulas-show sobre ostras, Pão no Bafo e harmonização de queijos e cerveja precisam de inscrição antecipadamente pelo app Multi, assim como a aula de yoga. Aulas de bike e skate são abertas ao público.Curiosidades

O Pão no Bafo é um prato típico feito com massa de pão cozida no vapor, carne de porco, repolho e cerveja escura e foi tombado como patrimônio cultural imaterial do Paraná. O prato típico pode ser saboreado no Restaurante Girassol, a 80 km da capital paranaense, e já é roteiro obrigatório para quem visita a cidade. Em aula especialmente elaborada para o Sunday Funday, a chef Rosane Radecki ensinará a receita. Os porcadeiros foram os equivalentes aos tropeiros, mas ao invés de levarem gados e mulas, levavam porcos. Esse movimento deu origem a várias cidades paranaenses. Atualmente, os Porcadeiros são conhecidos por entusiastas que se juntam para promover e valorizar a carne suína, especialmente a paranaense Porco Moura. São chefs de cozinha e apoiadores que se reúnem em ocasiões diversas para difundir a carne de porco.

Sunday Funday – Programação completa:

MÚSICA E DANÇA

10h – Musicalização infantil com cantigas tradicionais

12h15 – Música e dança típica caiçara

13h – Samba e MPB

15h30 – Música brasileira e paranaense

ATIVIDADES ESPORTIVAS

11h – Yoga com Yoga no Parque – inscrições antecipadas no app Multi

10h – 16h Aulas de bike

10h – 12h | 14h – 16h Aulas de skate (os participantes deverão levar skate e equipamento de proteção)

AULAS- SHOW GASTRONOMIA  – inscrições antecipadas no app Multi

11h – Tudo sobre ostras (A Ostra Bêbada):  tipos, onde comprar, como abrir ostras e como harmonizar ostras e vinhos

12h30 – Aprenda a fazer o Pão no Bafo (Chef Rosane Radeck)

15h – Harmonização de queijos e cervejas

OUTRAS ATIVIDADES

Feirinha de adoção pet – ONG Fica Comigo e Zeal Petshop

14-16H Dicas de educação pet com Meu Jeito Animal

Serviço:

Sunday Funday -21 de agosto, a partir das 10h

ParkShoppingBarigüi: R. Prof. Pedro Viriato Parigot de Souza, 600 – Mossunguê

Entrada gratuita – em frente ao chafariz.

Inscrições para as aulas-show no app Multi.

Para saber mais sobre a programação, acesse parkshoppingbarigui.com.br ou @parkshoppingbarigui no Instagram.  #sundayfundayPkB