Prefeitura divulga oito editais para concurso público com 905 vagas

 

Os editais do concurso e do processo seletivo público da Prefeitura de Curitiba de 2022 foram publicados nesta quarta-feira (20/7) no Diário Oficial do Município, no site da Prefeitura e no site do Núcleo de Concursos da Universidade Federal do Paraná.

O concurso público será para as áreas de Saúde, Educação, Saúde Ocupacional e Ação Social (vagas exclusivas para a Fundação de Ação Social, a FAS). O prazo de inscrições começa dia 2 de agosto e vai até 12 de setembro.

São 905 vagas (lista abaixo) para 22 carreiras de nível básico, médio, técnico e superior. Duas delas serão empregos públicos (processo seletivo público), ou seja, o vínculo será por CLT (Consolidação das Leis do Trabalho).

Os salários para as carreiras designadas para o concurso variam de R$ 1.708,88, valor que recebem os agentes comunitários de saúde e os agentes de combate às endemias, até R$ 6.627,27, salário de médicos e cirurgiões-dentistas, considerado o vencimento básico e a gratificação de risco de vida e saúde.

“Faremos um dos maiores concursos da Prefeitura para marcar a aceleração econômica em nossa Curitiba. Escolhemos algumas carreiras para as quais não fazíamos concurso público há muitos anos. O maior número de vagas é para a área da Educação. Serão 589 para professores e inspetores, mais de 65% do total das vagas”, disse o prefeito Rafael Greca, ao lembrar ainda que haverá concurso para 13 carreiras da Saúde.

A última vez que a Prefeitura fez concurso público para psicólogos, por exemplo, foi em 2010; para cirurgiões-dentistas, fisioterapeutas e fonoaudiólogos, em 2011.

O mais recente concurso realizado pelo Município foi há três anos, em 2019, somente na área da Educação. Havia vagas para professores de educação infantil e de docência II, incluindo Educação Física, que faz parte do concurso deste ano.

O último concurso para inspetores foi realizado em 2015. Nas três carreiras da Educação, todos os candidatos aprovados foram convocados para nomeação e posse.

Os técnicos de enfermagem interessados no concurso terão a possibilidade de escolher trabalhar na administração direta (Secretaria da Saúde) ou na indireta (Fundação de Ação Social). Os editais são diferentes e as vagas também.

Quando se inscrever

O prazo de inscrições começa dia 2 de agosto e vai até 12 de setembro. A taxa de inscrição varia de acordo com o cargo. Aqueles que vão concorrer às vagas de nível básico (ensino fundamental) pagarão R$ 60, os de nível médio, de R$ 80 a R$ 100, e os de ensino superior, R$ 120.  

A isenção da taxa será concedida aos doadores de sangue e aos que comprovarem inclusão no Cadastro Único (CadÚnico), sistema do governo federal que dá acesso a benefícios sociais oferecidos pelo poder público. O cadastro deve ter sido feito pelo menos 45 dias antes do início das inscrições.

Provas

As provas de conhecimento serão aplicadas dia 27 de novembro. Haverá provas no período da manhã e no da tarde, conforme o cargo escolhido pelo candidato.

A principal recomendação a todos os interessados é para que leiam com atenção o edital conforme a carreira escolhida.

Planejado pela Secretaria de Administração, Gestão de Pessoal e Tecnologia da Informação (Smap), a partir de agora o processo será conduzido pelo Núcleo de Concursos da UFPR, instituição contratada pela Prefeitura de Curitiba, incluindo a elaboração das provas.

A expectativa é que a UFPR possa trazer resultados efetivos quanto à condução das etapas do concurso e à qualificação do processo de seleção.

Além de preencher as vagas deixadas por aposentadorias e falecimentos, o concurso público também garante a renovação do quadro.

Reserva de vagas

Pela primeira vez, o concurso da Prefeitura de Curitiba terá reserva de vagas para candidatos autodeclarados da população negra e dos povos indígenas.

Assim como já acontece no PSS (processo seletivo simplificado) desde o início do ano, uma comissão será designada para realizar o procedimento de heteroidentificação – identificação étnico-racial de um indivíduo a partir da percepção social de outra pessoa.

Como nos concursos anteriores, fica mantida também a reserva de vagas para pessoas com deficiência.

Vagas, nível de escolaridade, carga horária semanal, salários e editais

SAÚDE – 243 vagas

Agentes Comunitários de Saúde (57 vagas)

Nível médio

40 horas semanais

Salário: R$ 1.708,88

Edital 

Agentes de Combate às Endemias (11 vagas)

Nível médio

40 horas semanais

Salário: R$ 1.708,88

Edital 

Auxiliares de Saúde Bucal em Saúde Pública (12 vagas)

Nível médio

30 horas semanais

Salário: R$ 1.753,36

Edital 

Cirurgiões-Dentistas (25 vagas)

Nível superior

20 horas semanais

Salário: R$ 6.627,27

Edital

Enfermeiros (20 vagas)

Nível superior

30 horas semanais

Salário: R$ 4.550,71

Edital 

Farmacêuticos Bioquímicos (5 vagas)

Nível superior

30 horas semanais

Salário: R$ 4.550,71

Edital 

Fisioterapeutas (5 vagas)

Nível superior

30 horas semanais

Salário: R$ 4.550,71

Edital

Fonoaudiólogos (5 vagas)

Nível superior

30 horas semanais

Salário: R$ 4.550,71

Edital 

Médicos – área de atuação Médico (30 vagas)

Nível superior

20 horas semanais

Salário: R$ 6.627,27

Edital 

Psicólogos (15 vagas)

Nível superior

30 horas semanais

Salário: R$ 4.550,71

Edital 

Técnicos de Enfermagem em Saúde Pública (35 vagas)

Nível médio

30 horas semanais

Salário: R$ 2.307,84

Edital 

Técnicos de Saúde Bucal em Saúde Pública (20 vagas)

Nível médio

30 horas semanais

Salário: R$ 2.307,84

Edital 

Terapeutas Ocupacionais (3 vagas)

Nível superior

30 horas semanais

Salário: R$ 4.550,71

Edital 

EDUCAÇÃO (589 vagas)

Professores de Educação Infantil (256 vagas)

Nível médio

40 horas semanais

Salário: R$ 2.792,20

Edital

Auxiliares de Serviços Escolares (175 vagas)

Nível básico

40 horas semanais

Salário: R$ 1.761,25

Edital 

Profissionais do Magistério Docência I (147 vagas)

Nível superior

20 horas semanais

Salário: R$ 2.325,23

Edital 

Profissionais do Magistério Docência II – Educação Física (11 vagas)

Nível superior

20 horas semanais

Salário: R$ 2.325,23

Edital 

ASSISTÊNCIA SOCIAL (67 vagas)

Educadores Sociais (65 vagas)

Nível médio

40 horas semanais

Salário: R$ 2.792,20

Edital 

Técnicos de Enfermagem em Saúde Pública (2 vagas)

Nível médio

30 horas semanais

Salário: R$ 2.307,84

Edital 

SAÚDE OCUPACIONAL (6 vagas)

Médicos Peritos (2 vagas)

Nível superior

20 horas semanais

Salário: R$ 6.627,27

Edital 

Médicos do Trabalho (2 vagas)

Nível superior

20 horas semanais

Salário: R$ 6.627,27

Edital 

Médicos Psiquiatras (2 vagas)

Nível superior

20 horas semanais

Salário: R$ 6.627,27

Edital 

Veja a matéria no site da Prefeitura de Curitiba

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Ernesto Ristorante promove almoço especial de Dia dos Pais

No domingo de Dia dos Pais, 14 de agosto, o Ernesto Ristorante, tradicional restaurante italiano comandado pelo renomado chef Dudu Sperandio, vai promover um almoço especial com couvert, prato principal e sobremesa pelo preço fixo de R$ 125 por pessoa. O propósito é oferecer às famílias um dia inesquecível e com muito sabor.

Para começar, chegará à mesa o couvert da casa, composto por pão artesanal, manteiga de vinho, berinjela marinada, tartare de mignon com mostarda dijon, alcaparras e especiarias, maionese de batata trufada e polenta frita com parmesão. Em seguida, será possível optar entre três sugestões de principais: mignon grelhado com molho de trufas e risoto de funghi porcini trufado; mignon grelhado com maccheroni no molho de grana padano; ou cordeiro cozido no vinho tinto com especiarias e risoto de funghi porcini trufado.

Já para finalizar o almoço especial de Dia dos Pais, o cliente poderá escolher entre o delicioso brownie de chocolate com sorvete de damasco e calda quente de chocolate e o tradicional pudim de leite condensado da vovó como sobremesa.

O Ernesto Ristorante fica na Rua Myltho Anselmo da Silva (nº 1483), no bairro Mercês. O almoço de Dia dos Pais acontece no domingo dia 14 de agosto, das 12h às 16h. Mais informações pelo telefone (41) 4141-5477.

Terminam hoje inscrições do Prouni para o segundo semestre

Terminam hoje (5) as inscrições do Programa Universidade para Todos (ProUni) para o segundo semestre deste ano. O prazo começou na última segunda-feira (1°) e encerraria ontem (4), mas foi prorrogado por mais um dia. Os estudantes interessados devem acessar o Portal Único de Acesso ao Ensino Superior.

O resultado da primeira chamada sai no dia 9 de agosto e as matrículas deverão ser realizadas entre 9 e 17 de agosto. Já o resultado da segunda chamada será divulgado em 22 de agosto, com matrículas entre 22 e 31 de agosto.

De acordo com o Ministério da Educação (MEC), a partir dessa edição, em substituição à divulgação da informação da nota de corte, será divulgada a classificação parcial de cada candidato. O último ranqueamento será divulgado hoje. Com isso o candidato vai poder conferir mais uma vez a sua posição em relação aos seus concorrentes, que são aqueles que selecionaram as mesmas opções de inscrição que ele.

Para aqueles que não forem selecionados nas chamadas regulares, o programa oferece ainda a oportunidade de participar da lista de espera. Para isso, o estudante deve manifestar o interesse nos dias 5 e 6 de setembro. A divulgação do resultado da lista de espera sai no dia 9 de setembro e as matrículas deverão ser realizadas entre 10 e 16 de setembro.

O que é o ProUni

O ProUni é o programa do governo federal que oferece bolsas de estudo, integrais e parciais (50%), em instituições particulares de educação superior. Nesta edição, mais de 190 mil bolsas serão ofertadas.

É preciso que o candidato tenha feito as edições de 2021 ou de 2020, ou ambas, do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), e tenha alcançado, no mínimo, 450 pontos de média das notas e não tenha tirado zero na redação. Outra exigência é a de não ter participado do Enem na condição de treineiro. Será considerada a edição do Enem com a melhor média de notas.

Para ter acesso à bolsa integral, o estudante deve comprovar renda familiar bruta mensal de até 1,5 salário mínimo por pessoa. Para a bolsa parcial, a renda familiar bruta mensal deve ser de até três salários mínimos por pessoa.

O público-alvo do programa é o estudante sem diploma de nível superior. Professores da rede pública de ensino também podem disputar uma bolsa exclusiva para os cursos de licenciatura e pedagogia, destinados à formação do magistério da educação básica. Nesse caso, não se aplica o limite de renda exigido dos demais candidatos.

Ouça também na Radioagência

Fonte: Veja a matéria no site da Agência Brasil