Polícia Federal deflagra operação de combate a fraudes no auxílio emergencial no PR

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta terça-feira (6) a Operação Checker, com o objetivo de desmantelar um esquema de fraudes no recebimento do auxílio emergencial do Governo Federal e identificar possível envolvimento de organização criminosa com a defraudação.

Cerca de 12 policiais federais cumprem 2 mandados de prisão preventiva e 2 mandados de busca e apreensão em Umuarama, noroeste do Paraná.

Thank you for watching

Para as fraudes, os investigados faziam uso de programas de computador geradores de CPFs e softwares chamados “checkers” que indicavam os titulares aptos a receber o Auxílio Emergencial.

Os saques eram realizados diretamente no caixa eletrônico, na agência bancária, ou então, quando em valores maiores, por meio de transferência através do sistema PIX.

Estima-se que o prejuízo causado às vítimas das referidas fraudes, bem como aos cofres públicos, apenas pelos levantamentos iniciais, seja próximo a R$ 1 milhão, sem considerar outros potenciais envolvidos, o que será possível investigar a partir da análise dos materiais apreendidos.

Com a atuação dos investigados, além do enorme prejuízo aos cofres públicos, centenas de pessoas deixaram de receber o benefício, justamente no momento mais agudo da pandemia.

O líder do esquema já foi investigado por outros crimes similares, coordenando golpes anteriores na região de Umuarama envolvendo falsificação de documentos e atuava no saque fraudulento do Auxílio Emergencial, com a utilização de softwares desenvolvidos por hackers, desde o início do programa.

Nome da operação

A operação foi batizada de “Checker” em referência ao programa utilizado pelos investigados para obter acesso aos CPFs com potencial saldo em conta vinculada ao Auxílio Emergencial.

A Polícia Federal ressalta que, em razão da situação de pandemia causada pelo coronavírus, foi adotada logística especial de preservação do contágio com distribuição de EPI’s a todos os envolvidos na missão, a fim de preservar a saúde dos policiais, testemunhas e investigados.

Imagens da operação da PF – Divulgação

Informações Banda B

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia Civil apreende quase 700 quilos de cocaína em duas semanas

A Polícia Civil do Paraná (PCPR) apreendeu 681 quilos de cocaína pura em menos de duas semanas. A droga foi interceptada em duas ações, nas regiões Oeste e Norte do Estado. A atuação policial especializada gerou um prejuízo de aproximadamente R$ 56 milhões ao crime organizado. 

A delegada da PCPR Ana Cristina Ferreira Silva ressaltou a complexidade do trabalho de investigação. “Essas apreensões são resultados de investigações de alta complexidade em curso pela PCPR que têm o objetivo de desarticular organizações criminosas, identificar integrantes e responsabilizá-los pelo tráfico de drogas e outros crimes decorrentes”, disse.

PCPR retira quase 700 quilos de cocaína pura do crime organizado em menos de duas semanas – Curitiba, 08/04/2021 – Foto: Divulgação PCPR

Na terça-feira (6), a PCPR e a Receita Federal apreenderam 209 quilos de cocaína que estavam divididos em vários tabletes, escondidos em um fundo falso de um caminhão carregado com papéis reciclados. A ação ocorreu na BR-277, em Cascavel, região Oeste do Estado. O motorista foi preso em flagrante por tráfico de drogas.

Outra apreensão de 472 quilos de cocaína ocorreu no dia 26 de março, quando a PCPR, em uma ação em conjunto com a Polícia Rodoviária Federal, realizou sua maior apreensão da droga dentro do Paraná. A ação aconteceu em Santa Fé, na região Norte do Estado. Na ocasião, também foram apreendidas 2.790 ampolas de maconha líquida e três pistolas calibre 9mm. 

A PCPR prossegue com as investigações para identificar demais envolvidos com o crime.

Mulher vai intervir em briga de casal e acaba esfaqueada no Centro de Curitiba

Uma mulher de 27 anos acabou ferida na perna ao ser esfaqueada durante uma briga de casal, na manhã desta quinta-feira (8), no centro de Curitiba. A vítima contou aos socorristas que tentou intervir na briga e acabou levando uma facada na perna.

A briga aconteceu em uma pensão na Avenida Visconde de Guarapuava esquina com a Marechal Floriano Peixoto. Segundo a versão da vítima aos socorristas, ela estaria descendo a escada quando viu o casal discutindo. Amiga dos dois, resolveu intervir e, no momento em que a agressora tentou dar uma facada no rapaz, ela entrou na frente e acabou recebendo o golpe na perna.

A vítima disse que a intenção da autora era agredir o rapaz. Não foi dito no local a razão da briga.

A mulher de 27 anos foi encaminhada ao hospital. A autora foi presa e levada para a Central de Flagrantes. O rapaz não se feriu.

Informações Banda B