Polícia do PR fecha cerco contra quadrilha que usava dados de cartões para aplicar golpes

Os policiais civis têm a missão de cumprir dez ordens judiciais, de forma simultânea, no Paraná e em Goiás

A Polícia Civil do Paraná (PCPR) está nas ruas desde as primeiras horas da manhã desta quinta-feira (15), para desmantelar uma associação criminosa comandada por um homem suspeito de ser um dos maiores estelionatários do país. O bando é investigado por criar falsos sites de vendas de variados segmentos e comercializar dados de cartões de crédito obtidos indevidamente de terceiros.

Os policiais civis têm a missão de cumprir dez ordens judiciais, de forma simultânea, no Paraná e em Goiás. Entre os mandados, cinco referem-se a prisão temporária e cinco a busca e apreensão em endereços relacionados aos alvos.

As investigações tiveram início no mês de abril deste ano, quando o líder do grupo foi preso em flagrante por manter ativo um site falso para venda de máscaras, álcool em gel, medicamentos e respiradores mecânicas. Na época, estimou-se vantagem superior a R$ 100 mil em cima de empresas e pessoas físicas do Paraná, São Paulo em Santa Catarina.

Em continuidade às diligências, a PCPR descobriu que este era só um dos tantos sites criados exclusivamente para aplicar golpes. Além disso, o golpista seria detentor de um site que oferecia cursos para outros estelionatários. Entre as modalidades ofertadas estavam: criação de sites fraudulentos e aquisição indevida de dados bancários para compras em nome de terceiros.

Os demais investigados teriam função de gerenciamento e suporte a outros estelionatários ou até mesmo vítimas. Estes também gerenciavam sites fraudulentos criados pelo líder do bando, com apoio de estelionatários de São Paulo e Ceará. Para cada golpe bem sucedido, os associados a ele recebiam 70% do valor.

As investigações continuam com o intuito de identificar demais pessoas envolvidas com o grupo criminoso.

Informações Banda B.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Com La Niña, Paraná pode enfrentar prolongamento do período de estiagem

A confirmação de que, pelo segundo ano consecutivo, o La Niña vai atuar na atmosfera, deve prolongar o período de seca no Paraná. O anúncio do fenômeno foi feito pela Administração Nacional de Oceanos e Atmosfera (NOAA), agência climática dos Estados Unidos. Na região metropolitana de Curitiba, os reservatórios seguem com armazenamento mais baixo.

O meteorologista Lizandro Jacóbsen explica que o La Niña deve impactar a quantidade de chuvas principalmente no verão. “O impacto aqui no Paraná é reduzir a quantidade de chuvas, ou seja, bem provável que nos próximos meses tenhamos chuvas abaixo da média climatológica”, disse.

O La Niña, de certa forma, frustra a expectativa paranaense pela normalidade nas precipitações. Na última semana, o estado teve boa quantidade de chuva. Em Curitiba, já são 95 milímetros no mês. Com a previsão para a segunda quinzena de outubro, é bem provável que a cidade alcance a média de 146,5 milímetros. “Essas chuvas contribuíram para recuperar vários mananciais e para aumentar o nível dos reservatórios, como na região da capital”, disse Jacóbsen.

Assim, com o possível prolongamento da estiagem, a Sanepar reforça a necessidade por economia no consumo de água.

Informações Banda B

Seis linhas de Colombo recebem reforço a partir desta segunda-feira

A partir desta segunda-feira (18) seis linhas de que atendem o município de Colombo, na Região Metropolitana de Curitiba, receberão reforço em seus atendimentos. Os novos horários e veículos buscam equalizar a oferta de ônibus com a demanda de passageiros após acompanhamento dos fiscais da Comec e constatação de aumento no número de usuários, em especial na manutenção de 65% da capacidade dos veículos.

Apesar do aumento da demanda, o número de passageiros em Colombo ainda é 66% do habitual, tendo uma média de 11.000 passageiros por dia útil, contra 16.500 antes da pandemia.

Com as mudanças, as tabelas de horários também foram atualizadas.

Confira:

B03-GUARAITUBA/GUADALUPE (via MARAC-ALTO DA XV): passa de 44 viagens para 49, de seis para oito veículos na frota operante em dias úteis.

B11-MARACANÃ/STA.CÂNDIDA: passa de 34 viagens para 50, de dois veículos articulados para quatro da categoria comum em dias úteis, com ajuste necessário de redimensionamento dos veículos articulados para operação na linha B20-GUARAITUBA/CABRAL.

B13-JD.DAS GRAÇAS: passa de 30 viagens para 38, de um para dois veículos na frota operante em dias úteis.

B23-GUARAITUBA: passa de 36 viagens para 43, de um para dois veículos na frota operante em dias úteis.

B28-VILA MARIA DO ROSÁRIO: passa de 31 viagens para 41, de um veículo para dois na frota operante em dias úteis. O reforço se dá mediante aproveitamento do veículo que opera na linha B21-PORTEIRA, cuja demanda estará atendida na linha B28.

B43-RIO VERDE: passa de 24 viagens para 32, de dois para três veículos na frota operante em dias úteis.