Polícia do PR fecha cerco contra quadrilha que usava dados de cartões para aplicar golpes

Os policiais civis têm a missão de cumprir dez ordens judiciais, de forma simultânea, no Paraná e em Goiás

A Polícia Civil do Paraná (PCPR) está nas ruas desde as primeiras horas da manhã desta quinta-feira (15), para desmantelar uma associação criminosa comandada por um homem suspeito de ser um dos maiores estelionatários do país. O bando é investigado por criar falsos sites de vendas de variados segmentos e comercializar dados de cartões de crédito obtidos indevidamente de terceiros.

Os policiais civis têm a missão de cumprir dez ordens judiciais, de forma simultânea, no Paraná e em Goiás. Entre os mandados, cinco referem-se a prisão temporária e cinco a busca e apreensão em endereços relacionados aos alvos.

As investigações tiveram início no mês de abril deste ano, quando o líder do grupo foi preso em flagrante por manter ativo um site falso para venda de máscaras, álcool em gel, medicamentos e respiradores mecânicas. Na época, estimou-se vantagem superior a R$ 100 mil em cima de empresas e pessoas físicas do Paraná, São Paulo em Santa Catarina.

Em continuidade às diligências, a PCPR descobriu que este era só um dos tantos sites criados exclusivamente para aplicar golpes. Além disso, o golpista seria detentor de um site que oferecia cursos para outros estelionatários. Entre as modalidades ofertadas estavam: criação de sites fraudulentos e aquisição indevida de dados bancários para compras em nome de terceiros.

Os demais investigados teriam função de gerenciamento e suporte a outros estelionatários ou até mesmo vítimas. Estes também gerenciavam sites fraudulentos criados pelo líder do bando, com apoio de estelionatários de São Paulo e Ceará. Para cada golpe bem sucedido, os associados a ele recebiam 70% do valor.

As investigações continuam com o intuito de identificar demais pessoas envolvidas com o grupo criminoso.

Informações Banda B.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Secretaria da Saúde confirma 848 casos de dengue no Paraná

O boletim quinzenal da dengue divulgado na terça-feira (20) pela Secretaria de Estado da Saúde totaliza 848 casos, são 107 a mais que o informe anterior, do dia 6 de outubro.

O atual período de monitoramento começou em agosto deste ano e seguirá até julho de 2021. Neste momento, os casos confirmados de dengue atingem 126 municípios; em 111 os casos são autóctones, ou seja, a infecção pelo vírus da dengue ocorreu na cidade de residência.

“Existe circulação do vírus no Estado e o Governo do Paraná está atento alertando os gestores municipais e apoiando ações de combate”, disse o secretário estadual da Saúde, Beto Preto. 
Segundo ele, este enfrentamento não depende apenas dos órgãos governamentais, por isso reitera que a participação da população é fundamental para a eliminação dos criadouros do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya. “A melhor forma de combate é com a remoção de recipientes que possam acumular água nos ambientes internos e externos dos domicílios”, afirmou Beto Preto.
DADOS – O informe publicado na terça-feira confirma uma morte por dengue no município de Cambé; um homem de 69 anos, portador de diabetes e hipertensão arterial. A morte foi confirmada por exame laboratorial.
Cinco municípios apresentam casos de dengue grave: Foz do Iguaçu, com 5 casos, e Marmeleiro, Assaí, Cambé e Jataizinho com um único caso.

O Paraná tem 6.490 notificações para a dengue, que ocorreram em 277 municípios. 
AÇÃO – Em parceria com as Regionais de Saúde e secretarias municipais de Saúde a Defesa Civil, a Secretaria vem realizando mutirões de limpeza em vários municípios, principalmente nos que apresentam maior número de casos. No último final de semana as ações aconteceram em Cambé e Londrina.

Os próximos municípios já agendados pela Coordenadoria Estadual de Defesa Civil são Paranaguá e Apucarana e ainda cidades da região de Foz do Iguaçu.

Informações AEN.

Briga de irmãs paranaenses em aniversário vira chuva de memes na internet: veja vídeo

As imagens, gravadas e divulgadas pela tia das crianças, foram parar nos assuntos mais comentados da web

Um vídeo que mostra uma briga de irmãs durante uma festa de aniversário em Pato Branco (PR) viralizou nas redes sociais na noite dessa segunda-feira (19/10). Nas imagens, a menina mais nova, Maria Eduarda, de 3 anos, estava prestes a soprar as velas do bolo quando a mais velha, Maria Antônia, de 6, estragou os planos dela. O desfecho do episódio foi uma chuva de memes na internet.

Com cara de “poucos amigos”, Maria Antônia resolve soprar a vela antes da irmã, que deveria ser a protagonista do momento. Irritada, a aniversariante vai para cima e puxa os cabelos dela por duas vezes. Os convidados apartaram a briga.

Veja o vídeo:

Informações Banda B.