Polícia Civil prende seis suspeitos de envolvimento em roubo avaliado em R$ 1,2 milhões em empresa de Curitiba 

[ad_1]

A Polícia Civil do Paraná (PCPR) prendeu seis indivíduos envolvidos em um roubo de R$ 1,2 milhões contra uma empresa de pneus, na capital paranaense. A ação contou com o apoio da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Os cumprimentos ocorreram em Curitiba e Região Metropolitana, além dos estados de Minas Gerais, Mato Grosso e São Paulo. Cinco dos suspeitos tinham mandado de prisão pelo roubo, dois deles também foram autuados em flagrante por tráfico de drogas.

Os policiais civis também cumpriram 17 mandados de busca e prenderam um homem em flagrante em posse ilegal de munição de uso permitido.

Além disso, apreenderam R$ 41 mil, duas espingardas de calibre permitido, 14 munições de calibre permitido, 538 gramas de maconha, uma balança de precisão, três rádios comunicadores, dois caminhões e três carretas.

Um dos suspeitos não foi localizado e encontra-se foragido.

CRIME

O roubo ocorreu na madrugada do dia 3 de maio de 2020, em uma empresa de pneus, na Cidade Industrial de Curitiba. Na ocasião, os suspeitos fortemente armados invadiram o local e fizeram refém três vítimas. Cerca de 15 homens participaram do roubo e levaram mais de 800 pneus e aparelhos celulares das vítimas. A empresa estima um prejuízo de R$ 1,2 milhões.

Ao serem ouvidas, as vítimas contaram que os suspeitos utilizaram três caminhões grandes, um caminhão baú e uma caminhonete SUV para levar os pneus. Além disso, os homens obrigaram e ameaçaram, para que as vítimas ajudassem no roubo.

INVESTIGAÇÃO

A PCPR fez oitivas, analisou imagens próximas ao local e realizou diversas diligências para identificar envolvidos no crime. Foi solicitado também apoio à PRF para identificar os caminhões utilizados no roubo.

Ainda na investigação, a PCPR descobriu que se trata de uma associação criminosa composta por diversos suspeitos com funções pré-definidas, desde os atos de preparação, de execução e de consumação após a prática dos crimes em apuração. Além disso, a organização possui ramificações atuantes no Paraná, São Paulo, Minas Gerais e Mato Grosso.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia Civil cumpre mandados contra envolvidos em roubos de veículos de luxo em Curitiba

A Polícia Civil do Paraná (PCPR) está nas ruas, desde as primeiras horas da manhã desta terça-feira (5), para cumprir cinco ordens judiciais contra envolvidos em roubos de veículos de luxo em Curitiba.

Ao todo são dois mandados de busca e três de prisão. As ordens judiciais estão sendo cumpridas em Colombo e São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba. 

A PCPR chegou até o grupo criminoso após investigações de alta complexidade. Ao menos 11 veículos foram roubados pelos suspeitos. Os crimes ocorreram em 2020 e 2021.

Mais informações em breve.

Ciclista que foi vítima de assédio tem bicicleta furtada no Paraná

Como se já não bastasse ter sido vítima de um caso de assédio, em Palmas, no interior do Paraná, a ciclista Andressa Lustosa ainda teve a bicicleta furtada nesta quinta-feira (30). Ela compartilhou a situação em seu perfil no Instagram.

“Apesar de tudo o que aconteceu ainda roubaram minha bicicleta”, escreveu a ciclista na publicação, além de pedir ajuda à população da cidade para encontrar a bicicleta.

Em outra postagem, Andressa afirma ter encontrado marcas de pegadas no vaso de flor da mãe e acredita que o furto tenha acontecido durante a madrugada. A bicicleta furtada é uma GTS Aro 26, de cor cinza.

O caso

A ciclista e estudante de direito Andressa Lustosa, de 25 anos, foi assediada enquanto andava de bicicleta. O momento foi capturado por câmeras de segurança e compartilhado por Andressa em suas redes sociais.

Reprodução

Nas imagens, a jovem anda de bicicleta por uma via quando o passageiro de um carro coloca o braço para fora e a apalpa. Ela se assusta e cai.

O carona e o motorista do carro envolvido no assédio estão presos preventivamente e ambos responderão pelos crimes de importunação sexual e lesão corporal qualificada.

Repercussão

Após o episódio, que teve repercussão nacional, Andressa ganhou mais de 100 mil seguidores nas redes sociais. O vídeo que mostra o momento em que o assédio aconteceu já tem mais de 5 milhões de visualizações.

O inquérito policial sobre o caso deve ser concluído amanhã (01) ou até o início da semana que vem.