Pizzaria Mathilda inaugura segunda unidade em Curitiba

Após conquistar o público curitibano com o verdadeiro estilo napolitano de fazer pizza, o empreendimento gastronômico expande seu atendimento com um novo endereço, agora no bairro Juvevê

A segunda unidade da Pizzaria da Mathilda começa a funcionar em soft opening a partir desta semana, no bairro Juvevê, um dos mais tradicionais da capital paranaense, a nova loja funciona na Rua Rocha Pombo (nº 265), ampliando o raio de atendimento em relação à primeira unidade, no Centro. A marca, lançada há pouco mais de 1 ano, é dedicada ao estilo napolitano de pizza, com formatos individuais e um preparo todo especial dos doze sabores disponíveis.

O empreendimento é comandado por três sócios: o empresário Daniel Mocellin, Giuliano Ziliotto e Maurício Ceschini. A nova unidade da Pizzaria da Mathilda abre as portas do salão para atendimento presencial, dependendo do decreto vigente em Curitiba, e funciona com take away e delivery pelo aplicativo Rappi. “Mesmo com a pandemia, funcionando por apenas 70 dias com atendimento no salão da primeira unidade, conquistamos um grande público e chegamos a fazer perto de 30 mil pizzas em 2020. Até nos surpreendemos com o sucesso, que nos permitiu abrir esta segunda loja. Isso comprova a força da marca Pizzaria da Mathilda”, comenta Mocellin, profissional que ganhou destaque no mercado nacional ao fundar a rede WhataFuck Hamburgueria, mais um grande sucesso na cidade.

Divulgação

O ambiente da nova Mathilda conta com 46 lugares (trabalhando com apenas 50% da capacidade, devido às restrições para o combate do coronavírus), quase o dobro da unidade Centro, com 25 lugares. “Eu e o Maurício desenhamos o layout da loja, sem arquiteto, buscando um espaço alegre, despojado e colorido, seguindo o mesmo estilo da outra loja, mas com uma identidade própria”, explica Mocellin.

Divulgação

Pizza Napolitana

Considerada um patrimônio imaterial da humanidade pela Unesco, a pizza tem sua história iniciada no século 18 na cidade italiana de Nápoles. O preparo napolitano é o mais clássico, com regras específicas a serem seguidas do preparo da massa à finalização. Seguindo esta tradição, a Pizzaria da Mathilda faz o preparo artesanal da massa, por meio de fermentação lenta, com temperatura e tempo controlados. O cuidado com insumos frescos de alta qualidade é aliado às receitas assinadas por Daniel Mocellin. Por fim, a pizza é assada em um tradicional forno napolitano. “Achamos um produto fiel à tradição italiana, com insumos italianos, preço altamente competitivo e que conversa com todos os públicos”, afirma.

Outro detalhe da pizza napolitana é a apresentação individual, seguida à risca pela pizzaria curitibana. São doze sabores disponíveis, cada um saindo a R$ 28. A Margherita é um clássico, preparada com farinha italiana, basílico, parmesão ralado na hora, mozzarella de búfala e azeite extravirgem. Levando o nome da casa, a pizza Mathilda tem mozzarela, frango moído frito temperado com páprica defumada e erva doce, cebola roxa, azeitona preta, orégano e molho de tomate. Há ainda pedidas veganas, como a León, de molho de tomate com berinjela em cubos, cebola branca, azeitona preta em pedaços e basílico.

Divulgação

A segunda unidade da Pizzaria da Mathilda está localizada na Rua Rocha Pombo (nº 265) no bairro Juvevê. O horário de funcionamento é de terça-feira a domingo, das 18h às 23h (segundo o decreto atual, não abre para atendimento presencial aos domingos). Também atende para take away e via delivery pelo aplicativo Rappi. Mais informações no perfil do Instagram: @pizzariadamathilda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Panuozzo de Mignon e Cheddar é novidade do Armazém Colônia

Sucesso na cidade italiana de Nápoles, o panuozzo é um sanduíche preparado com massa de pizza assada na hora e recheado com os mais diversos ingredientes. Lançado em Curitiba pela pizzaria Armazém Colônia, o prato ganhou um novo sabor pensado exclusivamente para os curitibanos: o panuozzo de mignon com cheddar, que já é um sucesso de vendas.

Suculento e apetitoso, o novo panuozzo (fala-se panútzo) tem filé mignon puxado no azeite com pimenta do reino moída na hora e sal. Em seguida entra a mozzarella e finaliza com cheddar e orégano. Sai por R$ 39. “Nas pizzas, mantemos a linha clássica, mas nos panuozzos nos permitimos viajar no recheio. E esse é uma verdadeira refeição, que nos remete às ruas de Nápoles”, diz Mauro Sfair, proprietário do Armazém Colônia. O sanduíche é muito leve, pois a massa feita no padrão napolitano leva apenas farinha 00, água mineral, sal marinho e levain, sendo de fácil digestão.

Foto: Divulgação

Outra novidade do cardápio da pizzaria é o pãozinho “Madre”, que é o pão do panuozzo com 140g, assado na hora, e preparado o dia inteiro. Feito com a massa da pizza de longa fermentação natural e alta hidratação, uma delícia tem apenas 25 calorias. Sobre o pão, azeite de oliva extra virgem e um toque de parmesão. Se o cliente preferir, também pode ser feito com parmesão vegano. Sai por R$ 7 cada (preço de lançamento).

E para comemorar os lançamentos, o Armazém Colônia oferece chopp pilsen em dobro, todo dia, o dia todo!

Quem quiser pode saborear os panuozzos e o Madre no restaurante, que está em novo endereço com ampla área externa. Também é possível pedir por delivery próprio nos fones 3024 3737 e 3024 3631, ou por aplicativos de entrega.

O cardápio de Panuozzos está disponível também na hora do almoço, assim como as pizzas, no restaurante ou por delivery.  O Armazém Colônia funciona de segunda a sábado, das 10 às 23h e domingos e feriados, das 16h30 às 23h.

Serviço:

Armazém Colônia

Av. Vicente Machado, 984 – Centro

Delivery: Rappi, iFood, James, Ubereats, 99food

Pedidos diretos: (41) 3024 3737 e 3024 3631

Instagram: @armazem.colonia

Curitiba recebe o 1º Festival de Massas Veganas

O evento vai reunir, entre os dias 23 de julho e 01 de agosto, seis restaurantes da capital paranaense, que vão oferecer preparos exclusivos com descontos

A gastronomia vegana vem crescendo com sucesso em Curitiba, assim como a variedade de pratos. O público conhece cada vez mais variantes de clássicos reinventados e também de criações originais sem uso de ingredientes de origem animal. Celebrando esta riqueza de sabores, a primeira edição do Festival de Massas Veganas vai reunir seis restaurantes da capital paranaense com dez pedidas para aproveitar desta culinária em franca expansão.

Entre os dias 23 de julho e 01 de agosto, os restaurante participantes contarão com um destaque de seus menus com 15% de desconto, valorizando as massas veganas. A promoção será válida tanto para quem pedir para entrega ou retirar no balcão. As massas são vendidas por encomenda, com alguns endereços pedindo antecedência de 48h para a produção e disponibilidade.

Massa Vegana

Para quem ainda não é familiarizado com o veganismo, pode estranhar a elaboração de uma massa vegana. Muitos confundem vegetarianismo com veganismo e acham que, apenas por não levar carne, um prato já é vegano. Na verdade, quem segue este princípio evita comidas (e qualquer material do dia a dia, de roupas a cosméticos) que tenham ingredientes de origem animal ou testados em animais. Muitas massas levam em suas receitas ovos, leite ou derivados de lactose, evitados pelos veganos. Por isso, massas veganas têm uma produção diferenciada, sem uso desses itens.

Participantes

Seis lojas de Curitiba participam da primeira edição do Festival de Massas Veganas. A Alba Cozinha (@albacozinha) selecionou o Sorrentino de mandioquinha com tomate confit, que serve duas pessoas. Com valor original de R$ 60, a porção congelada para duas pessoas sai por R$ 51 no Festival. Podem ser pedidos para entrega ou retirada, com reservas e informações no (41) 9864-8977.

Divulgação

Já a Benzadeusa! (@benza.deusa) participa com o Pierogi, um clássico das cozinhas ucraniana e polonesa. A massa a base de semolina e água é recheada com batata, cebola frita e ricota de semente de girassol, ou batata com chucrute, cebola frita e dill fresco. A porção individual fica a R$ 27,20 e para duas pessoas a R$ 51. Contato pode ser feito no (41) 99269-6646.

Nhoque é o grande destaque do Cozinha Marfil (@cozinhamarfil). Focada em agroecologia, a marca apresenta os nhoques de batata doce roxa, batata doce laranja, banana verde e batata salsa. A massa é vendida congelada a R$ 22,95 (500 gr) no evento. A Cozinha Marfil participa da feira orgânica do Passeio Público aos sábados, ideal para fazer a retirada dos pedidos. Encomendas e pedidos podem ser feitos por telefone no (41) 99145-1900.

A L’artigiana Pastificio (@lartiginapastificio) escolheu seu Ravióli, feito de massa de semolina e beterraba com recheio de queijo meia cura vegano, vendido congelado a R$ 38,45. A porção de 400 gr serve duas pessoas. A marca vende também molhos ideais para acompanhar a pedida, separadamente, como o bechamel com leite de aveia artesanal. Com uma loja física na R. Alberto Bolliger, 553a, pode-se fazer retirada na loja de segunda a sábado, ou pedir para entrega. Informações pelo (41) 98456-4299.

Divulgação

A Pasta di Fiemme (@pastadifiemme) também oferece pedida para duas pessoas. O Mezzalune é recheado de funghi hidratado no vinho, batata e parmesão vegano (de levedura nutricional com castanha-do-pará, sal do Himalaia e amêndoa doce), e sai a R$ 22,10. O restaurante sugere preparar em casa um molho com azeite de oliva com sálvia fresca e alho ou tomate com manjericão fresco. Pedidos são feitos no (41) 98441-6993.

Duas massas estão disponíveis no Veg Urano (@vegurano): o Nhoque orgânico de batata doce com molho de tomate orgânico, ou o Spaetzle tradicional na manteiga vegana. A porção individual de 375 gr sai por R$ 25 e porção para dois (de 750 gr), a R$ 51. Pedidos podem ser feitos no (41) 99630-6228.

Divulgação