Perto de 200 mil casos positivos, Paraná confirma mais 21 mortes pela covid-19

Os dados acumulados do monitoramento da Covid-19 mostram que o Paraná soma 192.657 casos e 4.758 mortos em decorrência da doença

A Secretaria de Estado da Saúde divulgou nesta terça-feira (13) mais 720 casos confirmados e 21 mortes em decorrência da infecção causada pelo novo coronavírus. Os dados acumulados do monitoramento da Covid-19 mostram que o Paraná soma 192.657 casos e 4.758 mortos em decorrência da doença. Há ajuste de casos confirmados detalhados ao final do texto.

INTERNADOS – 795 pacientes com diagnósticos confirmados de Covid-19 estão internados nesta terça-feira (13). São 659 pacientes em leitos SUS (316 em UTI e 343 em leitos clínicos/enfermaria) e 136 em leitos da rede particular (59 em UTI e 77 em leitos clínicos/enfermaria).

Há outros 900 pacientes internados, 393 em leitos UTI e 507 em enfermaria, que aguardam resultados de exames. Eles estão em leitos das redes pública e particular e são considerados casos suspeitos de infecção pelo Sars-CoV-2.

ÓBITOS – A secretaria estadual informa a morte de mais 21 pacientes, todos estavam internados. São 9 mulheres e 12 homens, com idades que variam de 39 a 84 anos. Os óbitos ocorreram entre os dias 3 de outubro e 13 de outubro.

Os pacientes que foram a óbito residiam em: Castro (4) e Cascavel (2). A Sesa confirma também um óbito em cada um dos seguintes municípios: Altonia, Bandeirantes, Brasilândia do Sul, Cambara, Capitão Leônidas Marques, Colombo, Cruzeiro do Oeste, Curitiba, Jandaia do Sul, Jundiaí do Sul, Medianeira, Ortigueira, São Miguel do Iguaçu, Telêmaco Borba e Umuarama.

FORA DO PARANÁ – O monitoramento da Sesa registra 2.035 casos de residentes de fora, 47 pessoas foram a óbito.

Informações Banda B.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Semana começa com 3.491 vagas ofertadas pelas Agências do Trabalhador

As 216 Agências do Trabalhador do Estado ofertam nesta semana 3.491 vagas de empregos com carteira assinada em empresas do Paraná. Destas, 1.458 estão disponíveis nas agências de Curitiba e Região Metropolitana.

As principais vagas disponíveis são para alimentador de linha de produção (275); auxiliar administrativo (255), operador de telemarketing ativo e receptivo (249) e ajudante de carga e descarga de mercadoria (192).

A Agência do Trabalhador de Curitiba disponibiliza vagas, para contratação imediata, para vendedor interno (16 vagas), pizzaiolo (4 vagas), torneiro mecânico (2 vagas), trabalhador de preparação de pescados (1 vaga) e técnico em saúde bucal (1 vaga).

O secretário estadual da Justiça, Família e Trabalho, Ney Leprevost, destaca que a Sejuf tem intensificado o trabalho de captação e intermediação de vagas, procurando estabelecer parcerias com as empresas do Estado. “O melhor programa social que existe é o emprego. O trabalhador precisa ter autonomia e dignidade para sustentar a família”, afirma.

ATENDIMENTOS – Os interessados em algumas das vagas ofertadas devem buscar orientações entrando em contato com a Agência do Trabalhador de seu município. Na capital paranaense, a Agência do Trabalhador de Curitiba voltou a atender o público de forma presencial.

Para evitar aglomeração, e respeitando todas as orientações das autoridades sanitárias, o atendimento é feito somente com horário marcado, das 9h às 17h. Os interessados devem fazer o agendamento pelo site da secretaria através deste LINK.

Líder do governo confirma presença de Bolsonaro em ampliação de aeroporto no Paraná

O líder do governo na Câmara, deputado Ricardo Barros (PP-PR), afirmou por meio de suas redes sociais que, depois do teste negativo para a covid-19, está “confirmadíssima” a presença do presidente Jair Bolsonaro na inauguração da ampliação do aeroporto de Maringá, marcada para esta quarta-feira. De acordo com o parlamentar, serão investidos RS 110 milhões entre obras e equipamentos. “Maringá logo será um hub de cargas aéreas”, previu ele, que já foi prefeito da cidade.

O evento faz parte das comemorações de 1000 dias de governo, que se completam oficialmente neste domingo, mas que serão festejados ao longo da semana em diferentes tipos de celebração. “Muitas inaugurações, em todos os Estados brasileiros. As ações de governo ficam cada vez mais visíveis. Indiscutível a qualidade das realizações do governo”, acrescentou Barros.

O deputado se tornou um dos investigados da CPI da Covid, do Senado, depois de ter sido ouvido pelos membros da comissão na condição de testemunha. Segundo o relator da CPI, Renan Calheiros (MDB-AL), Barros teria participado em negociações de vacinas no Ministério da Saúde por meio do ex-diretor de logística Roberto Ferreira Dias.