Parque Nacional do Iguaçu completa 83 anos; veja fotos

O local abriga as Cataratas do Iguaçu, que estão entre as sete Maravilhas Mundiais da Natureza

O Parque Nacional do Iguaçu completa 83 anos na próxima segunda-feira (10). A unidade de conservação brasileira, localizada em Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, na fronteira com a Argentina, abriga as Cataratas do Iguaçu, que estão entre as sete Maravilhas Mundiais da Natureza.

O Parque Nacional do Iguaçu foi criado em 10 de janeiro de 1939, por meio do Decreto-Lei nº 1.035, do então presidente da República Getúlio Vargas. No ano de 1986, recebeu o título, concedido pela Unesco, de Patrimônio Mundial Natural. Já as Cataratas do Iguaçu, localizadas no interior da unidade de conservação, receberam o título de Maravilha Mundial da Natureza no dia 11 de novembro de 2011.

O Parque Nacional do Iguaçu é um dos mais visitados do Brasil. O local protege uma área de 186 mil hectares de Mata Atlântica e uma rica biodiversidade, com a fauna constituída por mais de 12 espécies de anfíbios, 48 tipos de répteis, 158 espécies de mamíferos, 175 de peixes, 390 espécies de aves e mais de 800 invertebrados identificados.

De acordo com Cibele Munhoz Amato, chefe do Parque Nacional do Iguaçu, a unidade de conservação tem contribuído e cumprido a missão com a biodiversidade.

“Seguimos conversando com todas as entidades e segmentos envolvidos para o desenvolvimento sustentável do parque. O nosso trabalho está pautado em dois eixos: o primeiro é o reconhecimento e valorização de todas as boas práticas, relacionamentos e projetos desenvolvidos; o segundo, seguir estruturando e organizando melhorias para o parque que precisamos e queremos para os próximos anos. Tudo isso nós estamos construindo juntos”, afirma.

Foto: Christian Rizzi / Divulgação

O Parque Nacional do Iguaçu está aberto para visitação todos os dias, das 8h às 16h. Os ingressos para visitar as Cataratas do Iguaçu são vendidos exclusivamente on-line, com agendamento de dia e horário para o passeio, no site.

Geração de empregos

Além de abrigar um dos principais atrativos turísticos do mundo, o Parque Nacional do Iguaçu também possui grande importância para o desenvolvimento regional, gerando cerca de mil empregos diretos e mais de 15 mil indiretos. Em média, por ano, o parque gera R$ 25 milhões de ICMS Ecológico para os municípios do seu entorno. Estima-se que quase 30% da economia de Foz do Iguaçu esteja relacionada à visitação da unidade de conservação.

Incentivo à ciência

O Parque Nacional do Iguaçu também funciona como um grande laboratório a céu aberto, potencializando esforços em favor da conservação por meio de incentivo às pesquisas. Anualmente, o parque atende, em média, mil instituições de ensino, apoiando mais de 30 mil alunos, professores e pesquisadores. Grande parte dos trabalhos científicos relacionados ao parque, cerca de 500, são sobre sua colossal biodiversidade.

Foto: Acervo Onças do Iguaçu

Gestão de referência no Brasil

O parque é administrado pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), órgão federal responsável pela administração das unidades de conservação federais do Brasil. Desde o ano de 1999, o parque conta com gestão dos serviços de visitação turística da concessionária Cataratas do Iguaçu S.A., empresa iguaçuense que integra o Grupo Cataratas.

Após a concessão, o número de turistas foi aumentando, e desde o ano 2000 o parque já recebeu mais de 26 milhões de visitantes, chegando a receber mais de dois milhões de turistas em um único ano. Os constantes investimentos na qualidade de atendimento, combinados com ações de mídia, ajudaram o parque a se consolidar entre os atrativos mais visitados e sonhados do Brasil.

Veja no link fotos selecionadas para celebrar o aniversário do Parque Nacional do Iguaçu.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Parque Nacional do Iguaçu amplia atendimento no feriadão de Finados

Vazão das Cataratas do Iguaçu está acima da média, com 1,8 milhão de litros por segundo na semana do feriado

Visitar o Parque Nacional do Iguaçu é um programa ideal para famílias e grupos de amigos, e este feriado de Finados é uma oportunidade para brasileiros e estrangeiros se conectarem com a natureza do maior conjunto de quedas d’água do mundo. Para garantir uma experiência ainda melhor a todos os visitantes, o parque ampliou o atendimento durante os quatro dias de feriadão, com funcionamento de sábado (30 de outubro) a terça-feira (2 de novembro), das 8h às 16h.

Os ingressos para visitar a unidade de conservação são limitados e vendidos exclusivamente on-line, no site www.cataratasdoiguacu.com.br. A dica é reservar os ingressos para os dias mais tranquilos: segunda e terça-feira (1º e 2 de novembro). Importante: não existe a opção de compra de bilhete físico no Parque Nacional do Iguaçu. O visitante precisa adquirir o ingresso com antecedência no site oficial do atrativo.

Ingressos para brasileiros, Mercosul e estrangeiros – Os visitantes devem comprar o bilhete escolhendo a categoria, conforme sua nacionalidade: Brasileiros, Mercosul ou Estrangeiros. As pessoas que vierem com condução própria podem deixar o veículo no estacionamento oficial do Parque Nacional do Iguaçu, localizado no Centro de Visitantes. https://tickets.cataratasdoiguacu.com.br/home.

Almoce no coração das Cataratas – O Restaurante Porto Canoas, situado no final da Trilha das Cataratas, atenderá o público com seu tradicional bufê da gastronomia brasileira e a vista singular da Maravilha Mundial da Natureza, que encanta visitantes do mundo inteiro. O restaurante atenderá das 12h às 16h, com música ao vivo todos os dias. www.instagram.com/porto.canoas

Passeio de barco nas Cataratas – Mais uma boa dica para o feriado é o Macuco Safari, passeio de barco pelo Rio Iguaçu, no qual o visitante tem a oportunidade de tomar “aquele banho” debaixo das quedas d’água das Cataratas do Iguaçu. O passeio, opcional, é liberado para todas as idades. www.macucosafari.com.br

Sobrevoo de helicóptero – Um dos passeios de helicóptero mais belos do mundo. A bordo das aeronaves da Helisul, concessionária do parque, você poderá apreciar uma das vistas mais raras do planeta. Há a opção de voo de dez minutos sobre o Parque Nacional do Iguaçu e as Cataratas do Iguaçu, e também a opção de 35 minutos sobrevoando o parque, a Itaipu Binacional e o Marco das Três Fronteiras. www.instagram.com/helisulexperience/

Cuidados redobrados – O parque passa diariamente por um minucioso trabalho de sanitização de todo o circuito turístico, oferecendo ainda mais proteção aos visitantes. Durante todo o feriadão, esse serviço será reforçado para garantir uma experiência inesquecível a quem visitar a unidade de conservação.

Dicas e informações – O visitante que quiser receber dicas e informações sobre o que fazer no Parque Nacional do Iguaçu poderá entrar em contato com a Central de Atendimento ao Visitante: +55 (45) 9137-3444 (wa.me/554591373444).

Créditos fotografia:
Visitantes: Alexandre Soto
Macuco Safari: Marcos Labanca
Restaurante Porto Canoas: Marcos Labanca
Helicóptero: Helisul

Serviço
Atendimento no Parque Nacional do Iguaçu – feriadão de Finados
De 30 de outubro (sábado) a 2 de novembro (terça-feira): das 8h às 16h

Informações e ingresso on-line
www.cataratasdoiguacu.com.br
contato@catarataspni.com.br
(45) 3521-4400

Movimento supera expectativa e aquece turismo em Foz do Iguaçu e Litoral no feriadão

O movimento em Foz do Iguaçu e no Litoral, principais destinos turísticos do Paraná, superou as expectativas neste feriado prolongado, alcançando as melhores marcas no ano, equivalentes ao período pré-pandemia. Foz do Iguaçu (Oeste) recebeu mais de 20 mil visitantes de sábado a terça-feira (4 a 7). No Litoral, a estimativa é de que as sete cidades da região tenham recepcionado mais de 150 mil turistas no período.

Nos quatro dias, apenas as Cataratas do Iguaçu atingiram a marca de 19.273 pessoas, número 39% superior à expectativa inicial, com turistas de todas as regiões do País e de 30 diferentes nacionalidades. O complexo da Usina de Itaipu recebeu 7.801 pessoas, superando em 73,3% a previsão inicial de 4,5 mil visitantes.

O secretário estadual do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo, Márcio Nunes, destaca que os atrativos do Oeste, como as Cataratas e a Usina de Itaipu, e do Litoral, principalmente a Ilha do Mel, são portas de entradas de turistas de fora para outros atrativos do Estado. “Os turistas de outros estados e países buscam grandes destinos, como Foz e o Litoral. O Estado trabalha para que esses visitantes conheçam outros atrativos ao redor”, afirma.

Entre as ações para conquistar visitantes aos demais atrativos estão o avanço da vacinação contra a Covid-19 e as campanhas de divulgação realizadas pelo Governo do Estado e também pelo Ministério de Turismo e Itaipu. “O aumento de visitantes será ainda mais acentuado no segundo semestre, com o verão, os próximos feriados e os eventos já marcados”, diz Nunes.

O prefeito de Foz, Chico Brasileiro, enfatiza que os turistas foram recebidos com toda a segurança sanitária. “Nos preparamos para isso”, afirma. “Os primeiros números mostram que Foz do Iguaçu já está sendo um destino muito requisitado e esperamos um segundo semestre acima da média do período pré-pandemia”.

LITORAL – De acordo com dados da concessionária Ecovia, cerca de 110 mil veículos passaram pelas cancelas do pedágio na praça da BR-277, rumo ao Litoral do Estado. O prefeito de Guaratuba, Roberto Justus, destacou o movimento no calçadão, quiosques, Avenida 29 de Abril e nas praças Central e dos Namorados.

Guaratuba, Litoral do Paraná – Foto: Rafael Soveral/Prefeitura de Guaratuba

“Esse eixo forma a grande atração turística da cidade. O parque municipal também foi bastante procurado. O movimento na cidade como um todo foi acima da média e acima do esperado. A cidade esteve movimentada, com bastante reflexo no comércio”, afirma.

O prefeito destacou, também, o trabalho das forças policiais, principalmente com blitzes. “Tivemos ocorrências de pequeno potencial. Foi um trabalho muito sério de fiscalização e de orientação feito pela Polícia Militar. O feriado foi um termômetro, um indicativo para uma excelente temporada de verão”, completa.