Paraná vacinou 86% do público acima de 65 anos

Quase nove em cada dez pessoas com idade acima de 65 anos já tomaram a primeira dose da vacina contra a Covid-19 no Paraná. O Estado vacinou 1.057.518 pessoas nessa faixa etária, 86% de um público que conta com 1.227.551 pessoas, de acordo com o Plano Estadual de Vacinação contra a Covid-19. A meta da Secretaria de Estado da Saúde é completar ainda neste mês a vacinação dos idosos com 60 anos ou mais, para dar continuidade ao cronograma dos demais grupos prioritários previstos no plano.

Quando o Estado iniciou a vacinação de domingo a domingo, a maior parte dos municípios paranaenses estava vacinando pessoas com idade próxima aos 70 anos. Além de reduzir dia a dia a idade de quem é vacinado, três semanas depois o Paraná já aplicou a vacina em 39.762 pessoas com idade entre 60 e 64 anos, faixa etária com a maior população entre os grupos de idosos, compreendendo 554.705 pessoas.

Para o secretário estadual da Saúde, Beto Preto, a prioridade é que todo esse grupo seja vacinado até 30 de abril, conforme o Estado receba as remessas de imunizantes do Ministério da Saúde. “Temos em estoque todos os insumos usados na vacinação e uma estrutura com 1.850 salas nas unidades básicas de saúde, com equipes focadas e a capacidade de vacinar de 150 mil a 180 mil pessoas por dia”, afirma.

“Confiamos que o Ministério da Saúde entregue quantitativos maiores nas próximas semanas, estamos em contato direto com a pasta e a expectativa é que até o final do mês o Brasil tenha mais 11 milhões de doses, das quais em torno de 550 mil devem vir ao Paraná”, explica Beto Preto. “Nossa vontade é que, até 30 de abril, possamos chegar à grande maioria dos idosos com 60 anos ou mais. É uma luta, queremos fazer a vacinação acontecer com os mutirões de domingo a domingo, com o Corujão da Vacinação e no dia a dia das unidades de saúde”, ressalta.  

Até o momento, o Ministério da Saúde enviou ao Estado 2,8 milhões de doses de vacinas, das quais 1.911.307 já foram aplicadas. Na última atualização do Vacinômetro da Secretaria da Saúde, no início da noite desta segunda-feira (19), 1.430.281 paranaenses já tinham recebido a primeira dose, sendo que 481.015 completaram o processo de imunização ao receber a dose de reforço.

FAIXAS ETÁRIAS

Entre o público dos idosos, a faixa etária dos 80 aos 84 anos foi a que teve a maior porcentagem de vacinados, com 98% das 126.822 pessoas recebendo a primeira dose (124.813 vacinadas). Em metade delas (62.946) já foi aplicada a segunda dose.

Atendidos há mais tempo na campanha de vacinação, 96% das pessoas com idade entre 85 e 89 anos foram imunizadas com a primeira dose – 70.584 de um público de 73.362 paranaenses dessa faixa etária. Do total vacinado, 57% (40.605) receberam a segunda dose. Entre os 215.843 idosos de 75 aos 79 anos de idade, 204.399 (94%) receberam a vacina, sendo que em 133.494 já foram aplicadas as doses de reforço, a maior porcentagem entre esse grupo, 65% entre os vacinados.

Na faixa dos 70 aos 74 anos, 298.934 pessoas foram vacinadas, 93% de um público de 321.432. Destes, 33.877 (11% entre os vacinados) já completaram a imunização com a segunda dose. Na população com idade entre 65 e 69 anos, 325.349 receberam a primeira dose do imunizante, 74% de um universo de 439.203 pessoas.

Além desses grupos, o Paraná já imunizou praticamente 100% das pessoas com 60 anos ou mais que vivem em Instituições de Longa Permanência para Idosos. No público com mais de 90 anos o percentual de imunizados está em 65%.

A avaliação da Secretaria da Saúde, porém, é que o número previsto pelo Ministério da Saúde de paranaenses nessa faixa etária é maior do que a realidade. Das 50.889 pessoas que constavam no Plano Estadual de Vacinação, 33.439 receberam a primeira dose da vacina e 29.455 a segunda, 88% dos imunizados desse grupo.

GRIPE 

Além da imunização contra a Covid-19, o Paraná deu início, na semana passada, à campanha de vacinação contra a influenza. A meta é imunizar contra a gripe pelo menos 90% do público-alvo, estimado em 4,4 milhões de pessoas. A vacinação será realizada de forma escalonada, com os grupos prioritários estão distribuídos em três etapas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Paraná confirma mais 5.188 casos de Covid-19 e ultrapassa marca das 23 mil mortes

A Secretaria de Estado da Saúde divulgou nesta quarta-feira (5) mais 5.188 casos confirmados e 258 mortes pela Covid-19 no Paraná. Os números são referentes a meses ou semanas anteriores e não representam a notificação das últimas 24 horas. Os dados acumulados do monitoramento da doença mostram que o Estado soma 960.200 casos e 23.103 óbitos.

Os casos confirmados divulgados nesta data são de janeiro (60), fevereiro (195), março (316), abril (1.011) e maio (3.480) de 2021, e dos seguintes meses de 2020: abril (2), junho (6), julho (5), agosto (3), setembro (76), outubro (9), novembro (4) e dezembro (21).

INTERNADOS – O informe relata que 2.343 pacientes com diagnóstico confirmado estão internados. São 1.880 em leitos SUS (951 em UTI e 929 em enfermaria) e 463 em leitos da rede particular (270 em UTI e 193 em enfermaria).

Há outros 2.441 pacientes internados, 954 em leitos UTI e 1.487 em enfermaria, que aguardam resultados de exames. Eles estão na rede pública e rede particular e são considerados casos suspeitos.

MORTES – A Secretaria da Saúde informa a morte de mais 258 pacientes. São 121 mulheres e 137 homens, com idades que variam de menos de 1 a 100 anos. Os óbitos ocorreram de 20 de julho de 2020 a 04 de maio de 2021.

Os pacientes que morreram residiam em Curitiba (86), Fazenda Rio Grande (13), Campo Largo (9), Londrina (9), Colombo (7), Paranaguá (6), Ponta Grossa (6), Arapongas (5), Araucária (5), Foz do Iguaçu (5), Castro (4), Maringá (4), Umuarama (4), Almirante Tamandaré (3), Ibiporã (3), Paranavaí (3), Pinhais (3), Piraquara (3), Bandeirantes (2), Cascavel (2), Cianorte (2), Francisco Beltrão (2), Goioerê (2), Itaperuçu (2), Jacarezinho (2), Laranjeiras do Sul (2), Marechal Cândido Rondon (2), Marilândia do Sul (2), Piraí do Sul (2), Santo Antônio da Platina (2) e São José dos Pinhais (2).

O informe registra ainda a morte de uma pessoa que residia em cada um dos seguintes municípios: Altamira do Paraná, Andirá, Apucarana, Assaí, Cafezal do Sul, Cambé, Campo Magro, Campo Mourão, Carlópolis, Centenário do Sul, Congonhinhas, Cornélio Procópio, Cruz Machado, Cruzeiro do Oeste, Douradina, Floraí, Guarapuava, Honório Serpa, Inajá, Irati, Itapejara D’Oeste, Jaguapitã, Joaquim Távora, Mallet, Mandaguari, Mandirituba, Marialva, Mariluz, Mariópolis, Missal, Nova Olímpia, Nova Santa Rosa, Paiçandu, Palmas, Palmeira, Pérola, Piên, Pinhão, Pitangueiras, Prado Ferreira, Rebouças, Renascença, Rio Azul, Rolândia, Salto do Itararé, Santa Cruz de Monte Castelo, Santa Fé, Santa Mariana, Santana do Itararé, São Jorge do Ivaí, Tamarana, Tibagi, Toledo e Tomazina.

FORA DO PARANÁ –O monitoramento registra 5.749 casos de pessoas que não moram no Estado. Destas, 146 pessoas morreram.

Confira o Informe completo AQUI.

Curitiba inicia vacinação de pessoas com comorbidades; veja como será o atendimento

Com o encerramento, nesta quarta-feira (5), da imunização dos idosos, a Secretaria Municipal da Saúde começará nesta quinta (6) a aplicação da primeira dose da vacina contra a covid-19 em parte do grupo de pessoas com comorbidades: os pacientes de hemodiálise e as pessoas com deficiência permanente com Benefício de Prestação Continuada. Veja abaixo as datas e os horários.

A previsão inicial da secretaria era fazer, ao mesmo tempo, a imunização para gestantes e puérperas, conforme estabelecido no Plano Nacional de Imunização. No entanto, com o anúncio do Governo do Estado, nesta terça-feira (4), de usar doses deste grupo para antecipar a imunização de professores, o cronograma do município precisou ser ajustado.

“Nossos cronogramas seguem rigorosamente a determinação do Plano Nacional, com controle de primeira e segunda dose para cada grupo imunizado. Fomos surpreendidos com esse anúncio de antecipação de fase, o que diminuiu nossa quantidade de doses previstas”, explica Márcia Huçulak, secretária municipal da Saúde de Curitiba.

Nesta semana, o Estado recebeu 424.260 doses de vacinas Pfizer e Astrazeneca e Curitiba receberá apenas as 32.760 mil da Pfizer destinadas pelo Ministério da Saúde à capital. O município previa receber mais outras cerca de 32 mil doses do imunizante Astrazeneca, podendo assim avançar a imunização também com o grupo de gestantes e puérperas.

As 32.760 doses da Pfizer também serão usadas para Curitiba concluir a vacinação de profissionais de saúde, o primeiro dos grupos prioritários do Plano Nacional de Imunização.

Como será a vacinação nos próximos dias

Pessoas com deficiência com BPC
Quinta e sexta-feira (6 e 7 de maio): serão vacinadas cerca de 6.500 pessoas de 18 a 59 anos com deficiência permanente  cadastradas no Benefício de Prestação Continuada (BPC). A lista de pessoas que se enquadram nesta condição será fornecida pela Fundação de Ação Social às unidades de saúde de Curitiba.
Local: a pessoa com deficiência com BPC deve procurar qualquer um dos pontos de vacinação contra covid (lista abaixo), exceto Pavilhão da Cura (Barigui), Ouvidor Pardinho e Centro de Referência, Esportes e Atividade Física (Creaf) do Guaíra, que estarão vacinando exclusivamente profissionais de saúde. 

Pacientes de hemodiálise
Quinta, sexta e sábado (6,7 e 8 de maio): a vacinação deste grupo será feita por equipes de saúde diretamente nas clínicas, nos três turnos. A estimativa é imunizar cerca de 1.200 pessoas.

Profissionais de Saúde
Quinta, sexta e sábado (6, 7 e 8 de maio): a vacinação deste grupo prioritário dos profissionais de saúde deve ser finalizada nos próximos dias. A imunização para este público é apenas mediante agendamento enviado pelo aplicativo Saúde Já Curitiba.
Local: Pavilhão da Cura (Barigui), Ouvidor Pardinho e Centro de Referência, Esportes e Atividade Física (Creaf) do Guaíra, conforme agendamento enviado pelo celular. 

Repescagem de idoso
Quinta e sexta-feira (5 e 6 de maio): pessoas com 60 anos ou mais e aquelas que completarão 60 anos até 30 de junho de 2021 e não conseguiram se vacinar até esta quarta-feira (5) poderão procurar os pontos de vacinação (com exceção do Pavilhão da Cura no Barigui, Creaf no Guaíra e Ouvidor Pardinho)

Pontos de vacinação

– Para pessoas com deficiência permanente entre 18 e 59 anos cadastradas no Benefício de Prestação Continuada (BPC)
– Repescagem de idosos com 60 anos ou mais e daqueles que completarão 60 anos até 30 de junho de 2021:

LOCAIS FIXOS
Quinta e sexta-feira (6 e 7/5) 
Das 8h às 17h

1 – US Salvador Allende
Rua Celeste Tortato Gabardo, 1.712 – Sítio Cercado

2 – US Parigot de Souza
Rua João Eloy de Souza, 111 – Sítio Cercado

3 – US Vila Diana
Rua René Descartes, 537 – Abranches

4 – US Fernando de Noronha
Rua João Mequetti, 389 – Santa Cândida

5 – Centro de Esporte e Lazer Avelino Vieira
Rua Guilherme Ihlenfeldt, 233 – Bacacheri

6 – US Jardim Paranaense
Rua Pedro Nabosne, 57 – Alto Boqueirão

7 – US Visitação
Rua Dr. Bley Zornig, 3136 – Boqueirão

8 – US Camargo
Rua Pedro Violani, 364 – Cajuru

9 – US Uberaba
Rua Cap. Leônidas Marques, 1392 – Uberaba

10 – Clube da Gente CIC
Rua Hilda Cadilhe de Oliveira

11 – US Vila Feliz
Rua Pedro Gusso, 866 – Novo Mundo

12  – US Aurora
Rua Theofhilo Mansur, 500 – Novo Mundo

13 – US Pinheiros
Rua Joanna Emma Dalpozzo Zardo, 370 – Santa Felicidade

14 – Rua da Cidadania do Tatuquara
Rua Olivardo Konoroski Bueno, s/n

15 – Rua da Cidadania do Fazendinha
Rua Carlos Klemtz, 1.700

DRIVE-THRU (apenas para pessoas com dificuldade de locomoção)
Das 8h30 às 16h30
Parque Barigui (entrada somente pela BR-277)

Para profissionais de saúde, mediante agendamento enviado pelo app Saúde Já:

Quinta, sexta e sábado (6 a 8/5) e segunda e terça (10 e 11/5) 
1 – Pavilhão da Cura
Parque Barigui (entrada somente pela BR-277)

2 – US Ouvidor Pardinho
Rua 24 de Maio, 807 – Praça Ouvidor Pardinho

3 – Centro de Referência, esportes e atividade física
Rua  Augusto de Mari, 2.150 – Guaíra