Paraná soma 8.901 mortes e 488.801 mil casos de Covid

Publicidade
Publicidade

A Secretaria de Estado da Saúde divulgou nesta quinta-feira (14) 5.796 novos casos confirmados e 78 mortes em decorrência do novo coronavírus. Há ajustes de casos confirmados e óbitos ao final do texto.

Os dados acumulados do monitoramento mostram que o Paraná soma 488.801 casos confirmados e 8.901 mortos.

Os casos divulgados nesta quinta-feira (14) são de janeiro de 2021 (5.391) e dos meses de abril (1), julho (1), agosto (3), setembro (7), outubro (4), novembro (32) e dezembro (357) de 2020.

INTERNADOS – 1.364 pacientes com diagnóstico confirmado estão internados. São 1.121 pacientes em leitos SUS (560 em UTI e 561 em leitos clínicos/enfermaria) e 243 em leitos da rede particular (112 em UTI e 131 em leitos clínicos/enfermaria). 

Há outros 1.291 pacientes internados, 488 em leitos UTI e 803 em enfermaria, que aguardam resultados de exames. Eles estão em leitos das redes pública e particular e são considerados casos suspeitos. 

ÓBITOS – A secretaria informa a morte de mais 78 pacientes. São 32 mulheres e 46 homens, com idades que variam de 20 a 98 anos. As mortes ocorreram entre 4 de agosto de 2020 a 14 de janeiro de 2021. 

Os pacientes que morreram residiam em Maringá (12), Londrina (10), Apucarana (5), Arapongas (4), Cascavel (3), Curitiba (3),  Araucária (2), Cambé (2), Faxinal (2), Guaratuba (2), Palmital (2), Ponta Grossa (2), Rolândia (2), Toledo (2) , Umuarama (2).

A Sesa registra ainda a morte de uma pessoa que residia em cada um dos seguintes municípios: Almirante Tamandaré, Campo Largo, Campo Magro, Campo Mourão, Colorado, Cruzeiro do Oeste, Fazenda Rio Grande, Foz do Iguaçu, Francisco Beltrão, Guairá, Guarapuava, Ibiporã, Jacarezinho, Jandaia do Sul, Mandaguaçu, Mangueirinha, Marialva, Paiçandu, Paranaguá, Perobal, Pinhais, Ribeirão Claro e São José dos Pinhais.

FORA DO PARANÁ – O monitoramento registra 3.853 casos de residentes de fora, 75 pessoas foram a óbito. 

AJUSTES 

Um caso e óbito confirmado (M,65) no dia 02/06/2020 em ROLÂNDIA foi excluído por duplicidade.

Um caso e óbito confirmado (F,85) no dia 04/06/2020 em LONDRINA foi excluído por duplicidade.

Um caso e óbito confirmado (M,30) no dia 05/06/2020 em LONDRINA foi excluído por duplicidade.

Um caso e óbito confirmado (M,57) no dia 05/06/2020 em LONDRINA foi excluído por duplicidade.

Um caso e óbito confirmado (F,57) no dia 13/06/2020 em LONDRINA foi excluído por duplicidade.

Um caso e óbito confirmado (F,34) no dia 20/06/2020 em LONDRINA foi excluído por duplicidade.

Um caso e óbito confirmado (F,85) no dia 23/06/2020 em MARMELEIRO foi excluído por duplicidade.

Um caso e óbito confirmado (M,46) no dia 25/06/2020 em SANTA IZABEL DO OESTE foi excluído por duplicidade.

Um caso e óbito confirmado (F,59) no dia 11/07/2020 em NOVA PRATA DO IGUACU foi excluído por duplicidade.

Um caso e óbito confirmado (F,44) no dia 08/08/2020 em DOIS VIZINHOS foi excluído por duplicidade.

Um caso e óbito confirmado (M,60) no dia 13/08/2020 em DOIS VIZINHOS foi excluído por duplicidade.

Um caso e óbito confirmado (F,38) no dia 24/08/2020 em CAMBÉ foi excluído por duplicidade.

Um caso e óbito confirmado (F,46) no dia 03/09/2020 em AMPÉRE foi excluído por duplicidade.

Um caso e óbito confirmado (F,75) no dia 08/09/2020 em FLORESTÓPOLIS foi excluído por duplicidade.

Um caso e óbito confirmado (F,49) no dia 13/09/2020 em DOIS VIZINHOS foi excluído por duplicidade.

Um caso e óbito confirmado (M,93) no dia 16/09/2020 em LONDRINA foi excluído por duplicidade.

Um caso confirmado (F,7) no dia 24/09/2020 em NOVA FÁTIMA foi excluído por duplicidade.

Um caso e óbito confirmado (F,72) no dia 23/10/2020 em ROLÂNDIA foi excluído por duplicidade.

Um caso e óbito confirmado (M,68) no dia 12/10/2020 em LONDRINA foi excluído por duplicidade.

Confira o informe completo clicando aqui.

www.saude.pr.gov.br/Pagina/Coronavirus-COVID-19

Informações AEN.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Paraná registra maior número de mortes por Covid-19 desde janeiro

Publicidade
Publicidade

A Secretaria de Estado da Saúde divulgou nesta terça-feira (2) 6.130 novos casos confirmados e 178 mortes em decorrência da infecção causada pelo novo coronavírus.

Os dados acumulados do monitoramento da Covid-19 mostram que o Paraná soma 651.751 casos confirmados e 11.776 mortos.

Os casos divulgados nesta data são de março (3.205) fevereiro (2.840) e janeiro (47) de 2021 e dos seguintes meses de 2020: junho (1), julho (3), agosto (5), setembro (2), outubro (1), novembro (10) e dezembro (16).

VACINA – O Paraná já aplicou 430.281 doses, sendo 317.461 da primeira dose e 112.820 da segunda até o final da manhã desta terça-feira (2). Portanto, 317.461 paranaenses já foram vacinados.

Ao todo, o Estado recebeu 706.200 doses do Governo Federal até o momento.

INTERNADOS – 1.645 pacientes com diagnóstico confirmado de Covid-19 estão internados. São 1.451 pacientes em leitos SUS (661 em UTI e 790 em leitos clínicos/enfermaria) e 194 em leitos da rede particular (84 em UTI e 110 em leitos clínicos/enfermaria).

Há outros 2.138 pacientes internados, 728 em leitos UTI e 1.410 em enfermaria, que aguardam resultados de exames. Eles estão em leitos da rede pública e particular e são considerados casos suspeitos.

MORTES – A secretaria estadual informa a morte de mais 178 pacientes. São 78 mulheres e 100 homens, com idades que variam de 19 a 98 anos. 16 óbitos ocorreram em 2020 e os demais entre 5 de janeiro a 2 de março de 2021.

Os pacientes que morreram residiam em Curitiba (18), Colombo (10), Ponta Grossa (10), Foz do Iguaçu (8), Londrina (8), Maringá (7), Pato Branco (6), Toledo (6), Arapongas (5), Cascavel (5), Almirante Tamandaré (4), Campo Largo (4), Pontal do Paraná (4), Andirá (3), Cornélio Procópio (3), Itapejara D’Oeste (3), Paranavaí (3), Rolândia (3), São José dos Pinhais (3), Telêmaco Borba (3), Cambé (2), Clevelândia (2), Cruzeiro do Oeste (2), Guaratuba (2), Ibiporã (2), Jaguapitã (2), Pinhais (2), São João do Ivaí (2) e Tibagi (2).

A Sesa registra ainda a morte de uma pessoa que residia em cada um dos seguintes municípios: Apucarana, Arapoti, Araucária, Bela Vista da Caroba, Bituruna, Boa Esperança, Cambira, Carambeí, Chopinzinho, Cianorte, Corbélia, Dois Vizinhos, Faxinal, Fernandes Pinheiro, Flórida, Francisco Beltrão, Guaraqueçaba, Honório Serpa, Ibaiti, Itaperuçu, Lindoeste, Mandaguaçu, Marechal Cândido Rondon, Marialva, Mariópolis, Marmeleiro, Nova Santa Rosa, Palmas, Palmeira, Paranaguá, Pato Bragado, Piraí do Sul, Porecatu, Quitandinha, Ribeirão Claro, Ribeirão do Pinhal, Santa Isabel do Ivaí, São José da Boa Vista, São Mateus do Sul, Sapopema, Sarandi, Tapejara, Tijucas do Sul e Uraí.

FORA DO PARANÁ – O monitoramento da Sesa registra 4.659 casos de residentes de fora, 90 pessoas morreram.

Confira o informe completo aqui: www.saude.pr.gov.br/Pagina/Coronavirus-COVID-19

Informação AEN PR.

Média móvel de casos no Paraná aumentou 48,5% em duas semanas

Publicidade
Publicidade

Em duas semanas, a média móvel de casos confirmados de Covid-19 teve aumento de 48,5% no Paraná. De acordo com o último Informe Epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde, publicado na segunda-feira (1º), em 28 de fevereiro a média móvel era de 3.724 novos diagnósticos por dia, calculada por um período de sete dias.

O aumento no número de diagnósticos é observado desde o início do mês. Na semana epidemiológica 5 (de 31 de janeiro a 6 de fevereiro) foram confirmados 17.651 casos, com um leve aumento na seguinte (7 a 13 de fevereiro), com 17.686 confirmações. Na semana epidemiológica 7 (14 a 20 de fevereiro), o número de casos saltou para 21.612. Na última semana fechada (21 a 27 de fevereiro) já eram 27.090 casos.

Com apenas dois meses completos, o ano de 2021 já concentra um quarto de todas as mortes da pandemia. Até 1º de março, o Paraná somava 645.621 casos e 11.598 mortes. Destas, 3.005 morreram neste ano.

A escalada nos diagnósticos e a ocupação dos leitos foram os motivos que levaram o Governo do Estado a ampliar as medidas restritivas para reduzir os contágios. Também houve aumento na média móvel de óbitos no mesmo período, chegando a 38 mortes diárias na semana encerrada em 28 de fevereiro e 29 mortes por dia, duas semanas antes. Os dados são atualizados constantemente pela Secretaria da Saúde.

“Estamos no momento mais crítico da pandemia, com nossos hospitais trabalhando no limite. O governo está fazendo a sua parte, aumentando o número de leitos, mas a estrutura é finita. Precisamos de um esforço coletivo para derrubar esses números e achatar novamente a curva. Cada vida que tenha condições de ser salva importa muito”, afirma o secretário estadual da Saúde, Beto Preto.

PERFIL – Enquanto mais pessoas jovens se contaminam, as mais velhas são as principais vítimas fatais. Também há mais casos de mulheres que tiveram a doença, mas é maior o número de homens que morrem por causa da Covid-19. Em cada seis idosos com mais de 70 anos que se contaminaram, um morreu por causa da doença. Já na faixa etária entre os 30 e os 39 anos, que concentra o maior número de casos, foi um óbito para cada 450 infectados.

A média de idade entre os confirmados é de 39,56 anos, enquanto as pessoas que morreram tinham em média 68,92 anos de idade. As mulheres respondem por 53% dos casos (344.805) e por 41% dos óbitos (4.791). Já os homens são 47% dos contaminados (300.816) e 59% dos mortos (6.807).

A faixa etária que concentra o maior número de casos é a dos 30 aos 39 anos de idade, com 144.435 diagnósticos positivos. Na sequência, estão as faixas dos 20 aos 29 anos (136.660); de 40 a 49 anos (119.063); de 50 a 59 anos (91.439); de 60 a 69 anos (52.375); de 10 a 19 anos (45.264); de 70 a 79 anos (24.885), de zero a 5 anos (12.389); mais de 80 anos (11.393) e de 5 a 10 anos (7.718).

Entre os óbitos, a maior média é entre os idosos na faixa dos 70 aos 79 anos, com 3.166 mortes. Também morreram 2.916 pessoas com 80 anos ou mais; 2.827 com idade entre 60 e 69 anos; 1.525 pessoas de 50 a 59 anos; 710 com idade entre 40 e 49 anos; entre os de 30 e 39 anos foram 320 óbitos; 102 mortes na faixa dos 20 aos 29 anos; 32 dos 10 aos 19; duas dos 6 aos 9 anos e oito entre crianças de zero a 5 anos.   

LEITOS – Atualmente, 3.650 pessoas estão internadas no Paraná com casos suspeitos ou confirmados, tanto na rede pública quanto na privada. São 2.198 em leitos clínicos de enfermaria e 1.452 em UTIs. Na última semana, o Estado ativou 148 novos leitos exclusivos para atender pacientes com a doença, 55 de UTI e 93 de enfermaria, e prevê ainda ampliar a estrutura com outros 97.

Mesmo com a ampliação, a taxa de ocupação dos leitos de UTI do Sistema Único de Saúde (SUS) no Estado está hoje em 92% – das 1.365 UTIs adulto, 1.257 estão ocupadas. Já a taxa de ocupação nos leitos de enfermaria chegou a 72%, com 1.439 dos 1.985 leitos disponíveis ocupados. A situação mais crítica é na macrorregião Oeste, que tem 97% das UTIs e 79% das enfermarias sendo utilizadas.

Informações AEN PR.