Paraná registra 425 novos casos de dengue

Publicidade
Publicidade

O boletim semanal da dengue confirma nesta terça-feira (23) 425 novos casos da doença no Paraná. O Estado soma 3.129 casos neste período epidemiológico, iniciado em agosto de 2020. Há 344 municípios com notificações para a dengue e 212 apresentam confirmações. São 7.491 casos em investigação.

“A dengue exige atenção de todos, dos gestores das três esferas de governo, mas principalmente da população, pois cerca de 90% dos criadouros do mosquito transmissor da doença estão nos quintais e ambientes internos das residências paranaenses. Esta é uma informação que repetimos sempre, como forma de alerta para que a comunidade nos ajude, eliminando os focos que se concentram em recipientes que acumulam água parada”, ressalta o secretário estadual da Saúde, Beto Preto.

A Vigilância Ambiental da Secretaria de Estado da Saúde vem apoiando municípios de várias regiões nas ações de enfrentamento. “São municípios pequenos que solicitam nossa orientação e apoio no trabalho de campo para a busca e eliminação dos criadouros. Os técnicos percorrem praticamente a cidade inteira neste trabalho de detecção e remoção e aplicação de inseticida”, destacou a coordenadora de Vigilância Ambiental da secretaria, Ivana Belmonte.

Na semana passada a força-tarefa aconteceu no município de Serranóplis do Iguaçu, localizado na 9ª Regional de Saúde, de Foz do Iguaçu, e que apresentou grande aumento de número de casos de dezembro para cá.

A cidade de 4.513 habitantes concentrava os casos nos bairros Flor da Serra e Jardinópolis. Em dezembro essas áreas apresentavam 24 casos, número que subiu para 181 em fevereiro. No total, o município tem 200 casos confirmados de dengue.

“Equipes da vigilância municipal percorreram cerca de 150 quarteirões da cidade com limpeza, remoção de criadouros e aplicação de inseticida com equipamento costal. Passamos todas as orientações para que o município siga com este trabalho de combate”, complementou Ivana.

Confira o informe completo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Aquário de 23 mil metros quadrados será novo atrativo turístico de Foz do Iguaçu

Publicidade
Publicidade

Foz do Iguaçu, na Região Oeste, terá mais um importante atrativo para potencializar o turismo no Paraná. O Grupo Cataratas vai construir um aquário com espécies de água doce e ecossistemas marinhos na cidade. O AquaFoz receberá investimentos de R$ 100 milhões e deverá ficar pronto em 2023, com estimativa de abertura de 250 a 300 empregos diretos. O anúncio foi confirmado nesta terça-feira (02) durante reunião no Palácio Iguaçu entre o governador Carlos Massa Ratinho Junior e representantes da empresa.

Governador Carlos Massa Ratinho Junior durante apresentação do Perojeto Aqua Foz – Curitiba, 02/03/2021 – Foto: Jonathan Campos/AEN

“É mais um grande investimento em Foz, com impacto na geração de emprego e no desenvolvimento da cidade. E, claro, novo atrativo para segurar o turista em Foz, para que ele gaste o dinheiro no comércio e nos diversos pontos turísticos oferecidos pelo município”, afirmou Ratinho Junior.

O governador destacou outras duas ações em andamento, coordenadas pelo Estado em parceria com a Itaipu Binacional, que vão ajudar a impulsionar o setor na cidade: a ampliação da pista do aeroporto internacional e a duplicação da Rodovia das Cataratas.

A intervenção no terminal de transporte aéreo chegou a 85% e deve ser finalizada neste mês. O investimento é de R$ 69,4 milhões, sendo R$ 55,5 milhões da Itaipu, referentes a 80% do valor do contrato. Essa será a maior pista do Sul do País.

A revitalização da Rodovia das Cataratas (BR-469), única via de acesso às Cataratas do Iguaçu e ao aeroporto, atingirá 8,7 quilômetros do trevo de acesso à Argentina até a entrada do Parque Nacional do Iguaçu. A licitação está programada para este semestre, com investimento de R$ 139,47 milhões, dos quais R$ 136,32 milhões serão financiados pela usina hidrelétrica e R$ 3,15 milhões pelo Governo do Paraná – o Estado será também responsável pela licitação, gestão e acompanhamento da obra. “Eu não tenho dúvidas de que Foz do Iguaçu será a grande vitrine turística do Brasil e da América do Sul”, ressaltou Ratinho Junior.

AQUÁRIO – O AquaFoz será construído em uma área de 23 mil metros quadrados, na entrada do Parque Nacional do Iguaçu, ao lado do Centro de Visitantes. Contará com diversos tanques com espécies de água doce e ecossistemas marinhos que somam um volume total de 3,8 milhões de litros de água. A previsão é que a obra comece no segundo semestre deste ano.

“Além da importância como impulsionador do turismo local, é um centro de conservação da biodiversidade. Vai trabalhar amparado no tripé educação, pesquisa e conservação, principalmente focado na conservação das bacias do Rio Iguaçu e Rio Paraná”, explicou o CEO do Grupo Cataratas, Pablo Morbis.

Ele lembrou que além do AquaFoz, o grupo administra na cidade o Marco das Três Fronteiras e o Parque Nacional do Iguaçu, e outros equipamentos espalhados pelo País, com o AquaRio, o maior aquário marinho da América do Sul, no Rio de Janeiro.

MEIO AMBIENTE – Secretário de Estado do Desenvolvimento Sustentável e Turismo, Márcio Nunes também ressaltou a importância do equipamento para colaborar com a preservação do meio ambiente. “Foz é a âncora do turismo paranaense, um turismo de natureza que respeita e preserva o meio ambiente”, disse.

O Aquafoz pretende conduzir, em parceria com universidades, pesquisas sobre ecologia alimentar e reprodutiva, distribuição geográfica, conservação e coibição de espécies exóticas. “Aquário faz sucesso no mundo inteiro. Consolida Foz do Iguaçu como um destino sustentável”, afirmou o prefeito da cidade, Chico Brasileiro.

Informações AEN PR.

Aumento de casos de covid-19 adia rodada no Paranaense

Publicidade
Publicidade

A Federação Paranaense de Futebol informou, nesta segunda-feira (1) por meio de nota, o adiamento dos seis jogos da segunda rodada do Campeonato Estadual de 2021.

Essa decisão foi tomada por causa do avanço da pandemia do novo coronavírus (covid-19) no Paraná. Segundo a secretaria de saúde paranaense, na última quinta-feira (25), o índice de ocupação de UTI’s chegou a 94%.

Desde a primeira hora do último sábado (27) entrou em vigor o decreto 6.983/2021, que prevê, entre outras ações, a suspensão do funcionamento de serviços e atividades não essenciais em todo o estado do Paraná, e a ampliação na restrição de circulação de pessoas, que passa a ser das 20 às 5 horas. O decreto tem validade até as 5 horas do dia 8 de março, podendo ser prorrogado, ou não, a depender do comportamento da pandemia no território paranaense durante o período.

Duas partidas realizadas

O anúncio da Federação Paranaense de Futebol acontece após a realização de apenas duas partidas da rodada inicial, no último final de semana, a vitória de 1 a 0 do Cianorte sobre o Athletico-PR no sábado (27), e o empate de 1 a 1 do Operário com o Azuriz no domingo (28). Os outros quatro jogos da rodada inicial já haviam sido adiados. As novas datas ainda não estão definidas.