Pais de alunos fazem carreata em Curitiba pelo retorno às aulas presenciais; vídeos

As atividades escolares foram suspensas devido ao agravamento da pandemia no Paraná, quando só neste domingo eram mais de 156 pacientes na fila de espera por um leito de UTI

O movimento Escolas Abertas Paraná, formado por pais e familiares de alunos do Ensino Fundamental, realizou, na tarde deste domingo (28) em Curitiba, uma manifestação pelo retorno imediato das aulas em todo o estado. Durante o evento, o pedido era para que ninguém saísse dos carros, respeitando as medidas sanitárias da covid-19. Centenas de veículos participaram do protesto pacifico.  As atividades escolares foram suspensas devido ao agravamento da pandemia no Paraná, quando só neste domingo eram mais de 156 pacientes na fila de espera por um leito de UTI (Unidade de Terapia Intensiva).

A concentração aconteceu na Praça 29 de Março com a saída em direção ao Palácio Iguaçu. O movimento acontece dois dias depois do Governo do Paraná suspender até as 5h de oito de março as atividades não essenciais no Paraná, o que incluiu aulas presenciais nas redes pública e privada.

De acordo com postagem pelo movimento na rede social Facebook, a educação precisa ser prioridade. “A educação tem que ser prioridade e nossas crianças não podem mais continuar sendo prejudicadas em meio a esse caos. O vírus e uma realidade em todo o mundo, e nós precisamos nos adaptar a essa realidade, cada Município deve estudar meios de prevenção, de cuidados, investir na área da saúde”, diz trecho da postagem assinada por uma participante do movimento.

Na manifestação, Michele Vigarela, que faz parte do movimento Escolas Abertas Paraná, disse que o objetivo é mostrar a importância do retorno das aulas. “Sabemos do momento complicado da pandemia, mas não vimos critérios científicos para determinar a suspensão das aulas. Queremos que o governador reveja o decreto e mantenha a Educação como serviço essencial. As crianças estão satisfeitos com o retorno e acreditamos que inclusive lá o risco de contaminação é menor”, argumentou.

Sem UTIs

O decreto estadual que suspendeu as aulas por uma semana e determinou o fechamento de serviços não essenciais se dá pela falta de leitos de UTI para a covid-19 no Paraná. Só neste domingo eram 156 pacientes na espera por uma vaga. O governo justificativa que neste momento o lockdown se faz necessário para que não se tenha um colapso ainda maior do sistema de saúde e, assim, vidas possam ser salvas.

Assista aos vídeos da manifestação:

Informações Banda B.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saiba qual cruzamento em que os motoristas mais avançam o sinal vermelho em Curitiba

Em menos de quatro meses, o cruzamento das ruas Antônio Gasparin e Pedro Gusso, no bairro Novo Mundo, foi o que mais registrou avanço do sinal vermelho (entre os cruzamentos com novo radar instalado), num total de 7.973 infrações.

Por mês, a média é de cerca de 2 mil infrações somente por avanço de sinal neste ponto bastante movimentado da cidade, que concentra grande fluxo de veículos, pedestres e ciclistas, e que ainda faz a intersecção com uma via local, a Rua Henrique Schuta.

“A Antônio Gasparin é uma via rápida de escoamento do tráfego para o bairro e importante via de ligação para a CIC. Neste cruzamento com geometria mais complexa e dificuldade de visibilidade, o respeito à abertura do semáforo é ainda mais necessário”, alerta a superintendente da Setran. 

A Rua Pedro Gusso conta com estrutura cicloviária e há grande fluxo de conversão para quem segue sentido CIC/Capão Raso. Além disso, ao lado do cruzamento está localizada a Igreja do Capão Raso, considerada um polo gerador de tráfego e, a poucos metros dali, há uma estação-tubo. Entre os anos de 2015 e 2019, o local registrou 44 acidentes de trânsito, de acordo com dados do Batalhão de Polícia de Trânsito (BPTran).

Multas e pontos acumulados na CNH

Confira as multas e pontos acumulados na Carteira Nacional de Habilitação (CNH) para cada infração fiscalizada pelos radares, conforme previsão do Código de Trânsito Brasileiro (CTB):

Transitar em velocidade superior à máxima permitida em até 20% 
Infração média: 4 pontos e multa de R$ 130,16

Transitar em velocidade superior à máxima permitida em mais de 20% até 50%
Infração grave: 5 pontos e multa de R$ 195,23

Transitar em velocidade superior à máxima permitida em mais de 50%
Infração gravíssima (multiplicada por três): 7 pontos e R$ 880,41

Parar sobre faixa pedestres na mudança sinal
Infração média: 4 pontos e multa de R$ 130,16

Transitar em local/horário não permitido pela regulamentação – caminhão
Infração média: 4 pontos e multa de R$ 130,16

Executar operação de conversão em local proibido pela sinalização
Infração grave: 5 pontos e multa de R$ 195,23

Avançar sinal vermelho do semáforo
Infração gravíssima: 7 pontos e multa de R$ 293,47

Deixar de conservar o veículo na faixa a ele destinada pela sinalização 
Infração média: 4 pontos e multa de R$ 130,16

Com descontos de até 50%, Xiaomi inaugura primeira loja em Curitiba nesta sexta

A gigante da tecnologia, Xiaomi, terá sua primeira loja em Curitiba inaugurada no Park Shopping Barigui com um evento que irá durar desta sexta-feira (24) até domingo (26). Para comemorar a estreia, os clientes terão descontos de até 50% em vários produtos, além do recebimento de brindes exclusivos.

Por conta da pandemia, a entrada de pessoas na loja será controlada para evitar aglomerações. Quem quiser participar da inauguração precisa agendar um horário e chegar 15 minutos antes, sendo o voucher de agendamento pessoal e intransferível.

Além disso, o uso da máscara é obrigatório em todos os momentos, e é necessária a apresentação de um documento de identificação original com foto.

Confira todas as regras do evento clicando aqui.

Xiaomi

A Xiaomi é uma empresa de tecnologia fundada em 2010 pelo empreendedor serial Lei Jun com base na visão de “inovação para todos”. A empresa está no ramo de criação de hardware, software e serviços de internet, e entre alguns itens da linha de produtos incluem smartphones Mi e Redmi, TVs e Set-top-boxes, roteadores, dispositivos inteligentes, tecnologia vestível e outros acessórios.

Os usuários são comumente conhecidos como Mi Fãs e a presença da marca já atinge mais de trinta países ao redor do globo.