Otto Farias estreia nos streamings com “Mais de Ti”

Single chega acompanhado de videoclipe e traz amadurecimento como mensagem

O gosto pela música acompanha Otto Farias desde os nove anos, quando aprendeu a tocar violão. Mas foi após se tornar um artista do selo Habrok Music que viu seu sonho se materializar no single de estreia “Mais de Ti”. “O som conta muito sobre um momento de amadurecimento que vivi. A composição é de um grande amigo, André Piero de Assis. Quando li a letra, ela mexeu muito comigo e ele liberou a canção para eu gravar”, conta ao revelar a relação com o selo musical. “Fazer parte do selo tem sido essencial em todos os detalhes. Eles estão me dando todo o suporte, inspiração e atenção, eu não chegaria até aqui se não fosse a ajuda do selo, eles estão extraindo o melhor de mim”, explica Farias.

Foto: Divulgação

A estreia de Otto vem no tapete vermelho, com direito a clipe no seio de minas na Zona da Mata. “O lançamento será no dia 23 de outubro, está lindo, tenho certeza que a galera vai curtir demais” pontua.

Os próximos meses serão de trabalho para o artista. “Estou finalizando uma canção chamada um lugar pra descansar, um single acústico. Tenho certeza que ele será uma resposta às pessoas que estão cansadas ou sobrecarregadas. Além de outras composições”, pontua.

A estreia de Otto Farias com o single Mais de Ti ocorre nesta sexta-feira, 16/10, em todas as plataformas de streaming. O pré-save da música pode ser feito aqui: http://bit.ly/PreSaveMaisDeTi

O artista faz parte do selo musical Habrok Music, para conhecer a empresa clique aqui:
http://habrokmusic.com/

Link para ter acesso as músicas: https://ONErpm.lnk.to/MaisDeTi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Emicida abre programação online do Festival de Curitiba nesta quinta-feira (17)

A programação do Festival Online, entre 17 e 24 de setembro, será gratuita.
 A abertura será com uma apresentação exclusiva em live do cantor e compositor Emicida

No ano em que a pandemia do Coronavírus mudou os hábitos no mundo todo, o Festival de Curitiba encontrou um caminho alternativo para manter as artes cênicas em movimento, garantindo sua essência de sempre buscar fazer um festival para todos. Entre 17 e 24de setembro, ocorre o Festival Online, uma versão digital e enxuta, que será uma prévia da 29.ª edição do Festival de Curitiba, que ainda deve acontecer presencialmente seguindo todas as orientações sanitárias de segurança, em data a ser confirmada. As atrações serão disponibilizadas, gratuitamente, nas plataformas digitais do Festival de Curitiba.

O aclamado cantor, compositor e rapper paulista Emicida é o convidado para abrir a programação, com o seu projeto “Emicida – Live Show”. O Festival Online contará ainda com o ao vivo infantil do Grupo Triii, em uma ação do Programa Guritiba e com a obra “Antunes Filho: $odoma \G/omorra { TRANSMISSÃO } de Luiz Päetow”. Uma parceria com o Sesc-SP, a peça fazia parte da Mostra da 29.ª edição do Festival e fará, agora, sua estreia em uma transmissão ao vivo, concebida e dirigida por Luiz Päetow, nas redes sociais do Festival de Curitiba e do Sesc-SP. Haverá também uma edição especial do projeto Teatro Vivo em Casa, iniciativa da Vivo para incentivar a cultura e ampliar o acesso à arte durante esta pandemia, com a apresentação do espetáculo “Maternagem”, dia 19, às 20h, com a atriz Amanda Acosta.

A programação se completa com um curso de Paulo de Moraes, diretor da Armazém Cia de Teatro, voltado a atores, diretores e dramaturgos, além de um bate papo sobre Mediação Teatral, com a participação de três especialistas que são referência no tema: Flávio Desgranges, Annie Martins e Robson Rosseto. Os shows de Emicida e Grupo Triii, o bate papo e a oficina contarão com tradução em libras.

O distanciamento social visa preservar a saúde de todos, porém a necessidade de se ‘isolar’ é dispensável. É nisso que a equipe do Festival de Curitiba acredita e quer colocar em prática com a ação online. As artes trazem em sua essência um forte poder de aproximação que ganha nova intensidade com o apoio da tecnologia. As inúmeras transmissões ao vivo pelas redes sociais ao longo dos últimos cinco meses, que mantiveram o teatro e a música pulsando, apesar das dificuldades enfrentadas pelo setor (incluindo algumas promovidas pelo próprio Festival de Curitiba), demonstram isso muito bem. “Em tempos de distanciamento social, as artes têm o poder curativo de aproximar e aliviar as ansiedades. Passamos esses meses buscando formas seguras de levar cultura e entretenimento para as famílias até chegarmos a este formato. O Festival é para todos e, nesse momento, queremos levar pela internet, um dos canais mais democráticos, parte de nossa programação acessível para todos do Brasil e, até mesmo, do mundo”, diz o diretor e idealizador do Festival de Curitiba, Leandro Knopfholz, reforçando que a 29.ª edição do evento está em desenvolvimento e deverá ser um capítulo especial nesta história de três décadas.

CPM 22 anuncia saída do baterista Japinha

A banda CPM 22 anunciou ainda há pouco o desligamento oficial do baterista Japinha.

Em junho, o agora ex-membro teve conversa vazada com menina que disse ter 16 anos. A banda conversou e decidiu pelo desligamento de Japinha, que já estava afastado.

Confira na íntegra:

Ver essa foto no Instagram

BOM DIA FÃS E AMIGOS!!! Por favor, leiam atentamente como se eu tivesse falando e olhando no olho de cada um de vocês!! Em 1995 o Wally me chamou pra montar o CPM que depois se tornaria CPM22. Desde então, isso passou a ser a minha razão de viver, assim como a oportunidade de poder expôr meus ideais, o que acredito, o que me incomoda, o que me deixa feliz, as frustrações, o amor… A banda se tornou profissional, caímos na estrada, foi e está sendo a realização de um sonho, mas com isso, mesmo sendo algo sensacional, vem o desgaste, a convivência e as divergências. Isso é normal, desde que não ponha em risco o principal motivo de estarmos aqui, o CPM22. Cada integrante que saiu da banda, saiu por alguma razão e estamos passando de novo pela mesma situação. Depois de sermos surpreendidos com o teor das questões relacionadas ao nosso baterista Ricardo Japinha, tentamos entender realmente o que significava isso tudo e chegamos à conclusão que esse tipo de conduta NÃO condiz com o que acreditamos e com o que a banda defende. Dito isto, venho aqui comunicar que, após uma conversa franca, entre nós, olho no olho, o Japinha está sendo desligado do CPM22. Nossas decisões sempre foram e sempre serão tomadas para o melhor da banda, como instituição. Todos cometemos erros, mas alguns, infelizmente comprometem uma relação!! Agradecemos de coração e o desejamos sorte!! Quem quiser seguir com o CPM22, vamo com tudo!! Eu amo essa porra, essa banda faz parte de mais da metade da minha vida e às vezes temos que tomar decisões difíceis. Se não tivéssemos enfrentado cada situação, boa ou ruim, com seriedade, não estaríamos completando 1/4 de século de existência!! Bom, é isso, aguardem as novidades!!! Fiquem em paz!! Beijos e abraços!! Badaui

Uma publicação compartilhada por CPM 22 (@cpm22) em

/Foto da matéria: Arquivo Pessoal