Oscar 2021: Confira a lista completa dos vencedores

A maior festa do cinema mundial chegou a sua 93ª edição. A cerimônia de entrega do Oscar 2021 aconteceu na noite deste domingo (25) e precisou ter seu formato modificado por causa da pandemia.

Veja a lista dos vencedores do Oscar 2021:

MELHOR FILME

Nomadland

MELHOR ATRIZ

Frances McDormand – Nomadland

MELHOR ATOR

Anthony Hopkins – Meu Pai

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE

Yuh-Jung Youn – Minari – Em Busca da Felicidade

MELHOR ATOR COADJUVANTE

Daniel Kaluuya – Judas e o Messias Negro

MELHOR DIREÇÃO

Chloé Zhao – Nomadland

MELHOR FILME INTERNACIONAL

Druk – Mais uma Rodada (Dinamarca)

MELHOR ROTEIRO ADAPTADO

Meu Pai

MELHOR ROTEIRO ORIGINAL

Bela Vingança

MELHOR FIGURINO

A Vos Suprema do Blues – Ann Roth

MELHOR TRILHA ORIGINAL

Soul – Trent Reznor, Atticus Ross e Jon Batiste

MELHOR ANIMAÇÃO

Soul

MELHOR CURTA

Two Distant Strangers

MELHOR CURTA DE ANIMAÇÃO

Se Algo Acontecer… Te Amo

MELHOR DOCUMENTÁRIO

Professor Polvo

MELHOR DOCUMENTÁRIO EM CURTA-METRAGEM

Colette (Time Travel Unlimited)

MELHOR FOTOGRAFIA

Mank

MELHOR MONTAGEM

O Som do Silêncio

MELHOR CABELO E MAQUIAGEM

A Voz Suprema do Blues

MELHOR CANÇÃO ORIGINAL

Fight for You – Judas e o Messias Negro

MELHOR DESIGN DE PRODUÇÃO

Mank

MELHORES EFEITOS ESPECIAIS

Tenet

MELHOR SOM

O Som do Silêncio

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Complexo Turístico Itaipu é finalista em premiação internacional de turismo responsável

O Complexo Turístico Itaipu (CTI) é um dos finalistas da primeira edição do prêmio WTM Latin America Responsible Tourism Awards, a versão latinoamericana do prêmio mundial World Responsible Tourism Awards, que já acontece há 15 anos, em Londres.

O prêmio é uma das mais importantes referências em turismo responsável e sustentável para o mundo e reconhece os melhores esforços pelo desenvolvimento do setor.

 Crédito: Kiko Sierich/Complexo Turístico Itaipu.

O resultado da premiação será anunciado nesta quinta-feira (29), às 14h (de Brasília), com transmissão on-line na plataforma WTM Global Hub (https://www.wtm.com/latin-america/pt-br.html). A primeira edição do evento contou com 53 inscritos de todas a América Latina. Para a fase final foram selecionados 13 destinos.

Além do Complexo Turístico Itaipu, são finalistas nessa premiação: Awake Travel (Colômbia), Awamaki (Peru), Brasil Food Safaris (Brasil), Corredor Turístico Pájaros Pintados (Uruguai), Expediciones Sierra Norte, Pueblos Mancomunados (México), Fundación Teatro del Lago (Chile), Instituto Costarricense de Turismo (Costa Rica), La Mano del Mono (México), Puntacana Resort & Club (República Dominicana), Reserva Biológica Huilo Huilo (Chile), Sitios WAO (Venezuela) e Travolution (Chile).

Para a seleção dos finalistas do WTM Latin America Responsible Tourism Awards foram considerados vários critérios: ações do turismo para promover o desenvolvimento local sustentável; a capacidade de transformar os destinos em lugares melhores para as pessoas morarem e visitarem; atuar em prol da mudança, tornando o turista um agente de criação de empregos locais qualificados; e a contribuição para a preservação cultural e a sustentabilidade da indústria no longo prazo.

Segundo o general Eduardo Garrido, diretor-superintendente do Parque Tecnológico Itaipu (PTI-BR), responsável pela administração do CTI, é uma grande honra estar entre os 13 finalistas do prêmio da WTM Latin America.

“Estar na final é resultado do modelo de gestão que estamos operando no CTI, com foco no turismo responsável e sustentável”, afirma Garrido. “A receita obtida com nossos visitantes garante o pagamento do nosso custo operacional e permite ao Parque Tecnológico direcionar recursos para ciência, tecnologia, empreendedorismo e inovação. Esse reconhecimento internacional possibilita visibilidade ao nosso atrativo e contribuirá para a retomada dos empregos em Foz do Iguaçu, em níveis anteriores à pandemia que atingiu o mundo, desde o ano passado”, diz o diretor.

 Crédito: Kiko Sierich/Complexo Turístico Itaipu.

Investimentos e premiações

O CTI está sendo reestruturado desde o ano passado com investimento em obras de infraestrutura, como a revitalização do Mirante do Vertedouro, Mirante Central, Centro de Recepção de Visitantes e Ecomuseu, proporcionando melhorias em acessibilidade, conforto e embelezamento.

Também está investindo em um novo passeio da Visita Histórica. Trata-se de um novo circuito turístico que vai ligar o futuro Mercado Municipal de Foz do Iguaçu ao Gramadão da Vila A e à Usina, com paradas em pontos históricos que remetem à época da construção de Itaipu, como o Hospital Ministro Costa Cavalcanti e a Vila C.

Em 2020, o CTI recebeu o Selo Travellers’ Choice – TripAdvisor. Esse prêmio, baseado em milhões de avaliações de viajantes internacionais, reflete “o melhor dos melhores” em serviço, qualidade e satisfação do cliente para acomodações, destinos, atrações, restaurantes e experiências.

Também recebeu recertificação da ISO 9001:2015. O CTI foi o primeiro atrativo turístico do Brasil a obter a certificação ISO 9001, que comprova a implantação de um sistema para gerir e manter a qualidade do serviço prestado aos visitantes.

A Itaipu

Com 20 unidades geradoras e 14 mil MW de potência instalada, a Itaipu Binacional é líder mundial na geração de energia limpa e renovável, tendo produzido, desde 1984, 2,7 bilhões de MWh. A hidrelétrica é responsável pelo abastecimento de aproximadamente 15% de toda a energia consumida pelo Brasil e de 90% do Paraguai.

“Nomadland – Sobreviver na América” leva 3 principais prêmios do Oscar

[ad_1]

O filme Nomadland – Sobreviver na América ganhou o Oscar de melhor filme, melhor realização e melhor atriz para Frances McDormand. A cineasta Chloé Zhao torna-se assim a segunda mulher na história a receber o prêmio de melhor realizadora. A 93ª cerimônia dos prêmios da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas ocorreu, na noite deste domingo (25), na Estação Union Station, em Los Angeles, e no Dolby Theatre, em Hollywood, com restrições devido à pandemia de covid-19.

Nomadland – Sobreviver na América era o maior favorito e cumpriu os prognósticos, vencendo nas principais categorias do Oscar, entre elas a de melhor direção, com a estatueta entregue à cineasta sino-americana Chloé Zhao. Ela é a segunda mulher a conquistar esse Oscar, depois de Kathryn Bigelow, em 2010, com Estado de Guerra.

93rd Academy Awards

Vencedoras do Oscar 2021 – REUTERS/Chris Pizzello/Direitos Reservados

É fabuloso ser uma mulher em 2021″, afirmou Chloé Zhao ao comemorar a vitória.

“Sou extremamente afortunada por poder fazer o que gosto”, acrescentou a cineasta nos bastidores da cerimônia de entrega do Oscar, na madrugada de hoje (26). “Se esta vitória ajudar mais pessoas como eu a viverem os seus sonhos, sou muito agradecida por isso”.

Nomadland – Sobreviver na América, considerado o melhor filme, conta a história de uma mulher – Fern, interpretada por Frances McDormand – que viaja pela América como nômade. Vive numa caravana, trabalha em empregos temporários e sobrevive na estrada, na sequência da crise econômica de 2008.

Ao receber o prêmio, Chloé Zhao dedicou-o “a todos aqueles que tiveram a fé e a coragem de se agarrar à bondade em si próprios e nos outros”.

Embora o filme seja uma ficção, inclui testemunhos reais de norte-americanos que vivem na estrada, sempre em trânsito, numa comunidade nómade mais envelhecida e às margens da sociedade. O filme contou inclusive com nômades da vida real.

“Um dos momentos mais felizes para mim esta noite foi quando a Frances [McDormand] ganhou”, disse Chloé Zhao aos jornalistas. “As pessoas podem não saber tudo o que ela fez, como produtora e como atriz, quão aberta e vulnerável foi e quanto me ajudou a fazer este filme. E como ajudou os nômades a sentirem-se confortáveis nas gravações. Ela é ‘Nomadland'”.

Com esse Oscar, Frances McDormand entrou no pequeno grupo de atrizes com mais de duas estatuetas da academia, juntando-se a Meryl Streep e Ingrid Bergman (três Oscars, cada), e a Katharine Hepburn (quatro). Ela conseguiu ainda vencer a indicação de melhor atriz, depois de Fargo (1996) e de Três Cartazes à Beira da Estrada (2018).

Indicado para sete estatuetas, o filme Nomadland completa um percurso de sucesso nos últimos meses, depois de ter ganhado quatro prêmios Spirit, os chamados Oscars do cinema independente: melhor filme, melhor realização, melhor montagem e melhor fotografia.

Por The Father, o britânico Anthony Hopkins, que não esteve presente à cerimônia, conquistou o segundo Oscar de melhor ator, 30 anos após a sua premiação pelo papel em O Silêncio dos Inocentes, de Jonathan Demme.

Veja, a seguir, os ganhadores do Oscar 2021:

Melhor Filme
Nomadland
Melhor Ator
Anthony Hopkins, por Meu Pai
Melhor Atriz
Frances McDormand, por Nomadland
Melhor Direção
Chloé Zhao, por Nomadland
Melhor Ator Coadjuvante
Daniel Kaluuya, por Judas e o Messias Negro
Melhor Atriz Coadjuvante
Yuh-Jung Youn, por Minari
Melhor Roteiro Adaptado
Christopher Hampton, Florian Zeller, por Meu Pai
Melhor Roteiro Original
Emerald Fennell, por Bela Vingança
Melhor Filme Internacional
Durk – Dinamarca
Melhor Fotografia
Mank
Melhor Documentário
My Octopus Teacher
Melhor Documentário em Curta-Metragem
Colette
Melhor Curta-Metragem
Two Distant Strangers
Melhor Animação
Soul
Melhor Curta de Animação
If Anything Happens I Love You
Melhor Canção Original
Fight For You (Judas e o Messias Negro)
Melhor Trilha Sonora Original
Soul
Melhor Edição
O Som do Silêncio
Melhor Figurino
A Voz Suprema do Blues
Melhor Cabelo e Maquiagem
A Voz Suprema do Blues
Melhor Edição de Som
O Som do Silêncio
Melhor Design de Produção
Mank
Melhores Efeitos Visuais
Tenet

* Com informações da RTP – Rádio e Televisão de Portugal