Novo decreto libera acesso às praias em todos os dias da semana em Guaratuba

Estão liberados calçadão, areia e o mar

Um novo decreto municipal liberou na última sexta-feira (16) o acesso às praias de Guaratuba, no Litoral do Paraná, em todos os dias, inclusive nos finais de semana e feriados. Estão liberados calçadão, areia e o mar.

A decisão foi defendida pelo Comitê de Gestão de Crise Interinstitucional da Covid-19 diante da dificuldade de impedir o acesso das pessoas, como se verificou no final de semana emendando com o feriado de Nossa Senhora Aparecida, segundo a Prefeitura de Guaratuba.

O decreto foi publicado no Diário Oficial do Município e já está em vigor. Também ficam liberados os demais espaços públicos como praças, parques e campos ao ar livre para atividades esportivas, “mantida de modo redobrado a necessidade de cuidado pela população, no uso de máscara, álcool em gel 70 % e não aglomeração”.

Turismo

A entrada de ônibus e vans de turismo volta a ser permitida, com o cadastramento no Selo Turismo. Os torneios esportivos e eventos presenciais, para serem realizados, terão que ter pedido protocolado para a Vigilância Sanitária, só sendo deferidos se preencherem todos os requisitos sanitários, podendo ser interrompidos ou cancelados se na fiscalização for constatado o descumprimento das exigências da Saúde.

De acordo com o artigo 3º, as medidas “poderão ser revistas a qualquer momento, a partir de critérios objetivos, técnicos e científicos, levando em consideração a transmissão comunitária e a situação epidemiológica da Covid-19”.

O próprio texto traz, nos diversos “considerandos”, os motivos da nova medida. Entre os aspectos considerados está o fato de que “a pandemia não acabou e que com a chegada dos turistas, faz-se necessária a assunção de uma responsabilidade compartilhada pelo poder público, comerciantes, prestadores de serviços e população em geral”.

Informações Banda B.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confira 5 passeios turísticos do litoral do Paraná

O Litoral do Paraná é um local muito tranquilo, com praias super acessíveis, onde a diversão é garantida. E o melhor é a distância, bem pertinho de Curitiba. Além disso, as praias contam com várias opções de bares, restaurantes, entre outros. 

Separamos alguns passeios para você aproveitar melhor o nosso litoral. Bora conhecer!

Cultura

A cidade de Paranaguá é considerada o berço da colonização do Paraná, no município fica localizado um dos maiores portos do Brasil e a Estação Ferroviária, onde fica o Marco Zero da Estrada de Ferro que liga Paranaguá a Curitiba. Lá os visitantes podem conhecer o Centro Histórico da cidade e o Museu de Arqueologia. 

Na Ilha do Mel também é possível prestigiar o turismo cultural, visitando a Fortaleza Nossa Senhora dos Prazeres e o Farol das Conchas. E se o assunto é cultura, não se pode deixar de prestigiar o fandango, dança típica litorânea muito comum em Guaraqueçaba e na Ilha dos Valadares, localizada ficam localizadas no município de Paranaguá.

Já em Morretes, os visitantes podem explorar o Parque Estadual do Marumbi, o Caminho do Itupava, o povoado de Porto de Cima e percorrer o trajeto da bela Estrada da Graciosa. Além disso, a cidade oferece lugares com rios, cachoeiras, sendo alguns deles com estrutura para piqueniques.

Centro Histórico, Morretes – Foto: Priscila Forone / Acervo SEBRAE – Paraná Turismo

Aventura 

Antonina é o local para esportes radicais. Dá pra pedalar numa rota que passa pela Cachoeira do Cedro, fazer rafting no Rio Cachoeira e praticar montanhismo no Vale do Gigante, localizado aos pés do Pico Paraná.

Ecoturismo

Em Guaraqueçaba, a natureza está muito presente no Parque Nacional do Superagui, rico em biodiversidade, e na Reserva Salto Morato, que tem como maior atrativo uma cachoeira de cerca de cem metros.

Outros destaques são o Parque Estadual Rio da Onça, em Matinhos, a Floresta Estadual do Palmito, em Paranaguá e, claro, a Ilha do Mel, um dos mais belos pontos turísticos do Paraná. A ilha é conhecida no Brasil todo.

Praias mansas

No litoral há duas praias sem ondas, bem calmas. E que conquistam os moradores e visitantes. As praias mansas ficam em Caiobá e em Pontal do Sul. Em Caiobá a praia é mais movimentada, pois fica em um região mais central do balneário. Já em Pontal do Sul, no Canto das Pedras, o lugar é mais calmo, quase que uma praia secreta. Muitos banhistas levam currasqueiras até o local e aproveitam para passar o dia na praia. 

Praia Mansa, Caiobá – Foto: Edilson Tadeu Giordano / Pref. de Matinhos

Religioso

Localizada na praça central de Guaratuba, a Igreja Matriz Nossa Senhora do Bom Sucesso é uma construção secular feita por escravos e tombada pelo Patrimônio Histórico e Artístico do Paraná. Outra igreja considerada patrimônio histórico é o Santuário de Nossa Senhora do Pilar, no centro de Antonina. 

Em Guaraqueçaba, o destaque é a Igreja do Nosso Senhor Bom Jesus dos Perdões, com altar em forma de um barco com a base em formato de peixe. E em Paranaguá, encontram-se o Santuário de Nossa Senhora do Rocio, padroeira do Paraná, e a Catedral de Nossa Senhora do Santíssimo Rosário, a mais antiga igreja do município.

Como chegar

Há três maneiras de se chegar ao litoral. Os dois principais acessos à região são pela BR-277, sentido Matinhos ou Paranaguá, e também pela BR-376, sentido Joinville, passando pelo município de Garuva e seguindo pela rodovia PR-412.

Outra dica mais cultural e muito indicada é descer a serra pela Estrada da Graciosa, que utiliza a antiga rota dos tropeiros e liga a parte alta da serra ao litoral.

Suporte aéreo agiliza salvamentos no Litoral

Uma ação rápida e integrada do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar ajudou a resgatar um jovem de 17 anos que estava se afogando neste domingo (8) no balneário Praia de Leste, em Pontal do Paraná, no Litoral do Estado. O irmão mais velho do rapaz e um outro civil que ajudou na busca também foram socorridos.

A operação contou com auxílio do Falcão 8, helicóptero do Batalhão de Polícia Militar de Operações Aéreas (BPMOA) que ajuda as forças de segurança do Litoral. De acordo com o Corpo de Bombeiros, a ação das aeronaves tem sido fundamental para agilizar resgates e realizar o socorro e transporte de vítimas em situação de urgência e emergência.

O Falcão 8 estava em voo à procura de outra vítima de afogamento no Litoral quando foi acionado. Em poucos minutos os policiais militares conseguiram localizar as duas vítimas de afogamento, que haviam sido levadas pela corrente marítima, e a outra pessoa que entrou no mar para ajudar os irmãos. Eles estavam na altura da Associação Banestado.

O jovem de 17 anos já estava inconsciente, o que levou o guarda-vidas a saltar do helicóptero para prestar atendimento emergencial e evitar que submergisse. O civil que ajudou os irmãos também já estava exausto, segundo o guarda-vidas. Enquanto isso outra equipe com moto aquática encontrou o local do atendimento e fez o resgate dos três até a areia da praia (veja vídeo).

“Logo depois do acionamento foram de dois a três minutos de voo até chegar no local. Foi uma ação muito rápida. Chegamos no momento em que a vítima estava quase afundando, o que ajudou a efetuar o salvamento”, disse o tenente Maikon Venancio Correa, piloto e oficial de Comunicação Social do BPMOA. “A maior vitória foi a retirada dos três”.

Logo após o resgate, as vítimas receberam os primeiros socorros dos médicos e enfermeiros do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Um dos irmãos e o civil foram liberados em sequência, com quadros leves, mas o jovem de 17 anos precisou ser entubado e foi encaminhado no mesmo helicóptero até o Hospital Regional de Paranaguá.

Segundo a Secretaria de Estado de Saúde, seu quadro é considerado grave. Ele está na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

SALVAMENTOS – De acordo com o BPMOA, no primeiro semestre de 2020 foram 431 resgates e remoções aeromédicas e transporte de órgãos vitais, além de 572 missões policiais, 441 vítimas atendidas e 1.159 missões realizadas. Em dez anos, a unida especializada da Polícia Militar completou mais de 3,5 mil resgates emergenciais.

OCORRÊNCIAS – Conforme o Corpo de Bombeiros, entre sábado e domingo foram registrados 13 afogamentos no Estado, com duas vítimas fatais. O corpo do adolescente que se afogou no Balneário Perequê, no sábado, e que levou o Falcão 8 a realizar as buscas no domingo enquanto efetivou esse outro salvamento, foi encontrado na madrugada desta segunda-feira (9).

Entre 1º de janeiro e 8 de novembro, o Corpo de Bombeiros do Paraná registrou 539 afogamentos envolvendo 659 pessoas, sendo 50 vítimas fatais. Houve redução de 15% nos casos, 16,9% na quantidade de envolvidos e 18% nos óbitos em relação ao mesmo período do ano passado.

COMO EVITAR – O Corpo de Bombeiros orienta que as principais dicas para evitar afogamentos são perguntar ao guarda-vidas o melhor local para banho, obedecer a sinalização, se certificar da profundidade antes de mergulhar, manter a atenção com crianças, evitar misturar bebidas alcoólicas com banho de mar, evitar os costões e não superestimar a sua capacidade de nadar.

A Sociedade Brasileira de Salvamento Aquático (Sobrasa), entidade que agrega dados e manuais sobre esse trabalho no País, alerta para cuidados com as chamadas correntes de retorno, que pode levar banhistas para longe da praia, em direção ao mar aberto. Esse fenômeno é responsável por 90% dos afogamentos registrados no Brasil.

Informações AEN.