Novo decreto estadual endurece regras de isolamento na Região Metropolitana de Curitiba

Um novo decreto assinado pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior nesta sexta-feira (19) impõe medidas mais restritivas de circulação para 11 municípios da Região Metropolitana de Curitiba que fazem divisa com a Capital e estão no chamado “primeiro anel”. A medida se soma à renovação da Bandeira Vermelha na Capital, que continuará seguindo legislação própria e não se enquadra na normativa estadual. O Decreto 7.145/2021 começa a valer ainda nesta sexta, no final do dia, e vai até o próximo dia 28 de março.

Campo Largo, Campo Magro, Almirante Tamandaré, Colombo, Pinhais, Piraquara, São José dos Pinhais, Fazenda Rio Grande, Araucária, Quatro Barras e Campina Grande do Sul são os municípios que terão que cumprir medidas mais rígidas.

Itaperuçu, Rio Branco do Sul, Bocaiúva do Sul, Tunas do Paraná, Adrianópolis, Cerro Azul, Doutor Ulysses, Lapa, Balsa Nova, Contenda, Mandirituba, Tijucas do Sul, Agudos do Sul, Piên, Rio Negro, Campo do Tenente e Quitandinha devem seguir as medidas com caráter de recomendação.

O novo decreto suspende o funcionamento de atividades comerciais não essenciais e prestação de serviços não essenciais, em qualquer modalidade de atendimento, cujos estabelecimentos estejam localizados em ruas, galerias, centros comerciais ou shopping centers. Também veta o funcionamento de estabelecimentos destinados ao entretenimento, eventos culturais, mostras comerciais, feiras de varejo e eventos técnicos.

Segundo o texto, não podem funcionar bares, tabacarias, casas noturnas e atividades correlatas; salões de beleza, barbearias, atividades de estética, imobiliárias, serviços de banho, tosa e estética de animais; feiras de artesanato e feiras livres; e reuniões com aglomeração de pessoas, incluindo eventos, comemorações, assembleias, confraternizações e encontros familiares ou corporativos.

Há restrições de horários e ocupações para algumas atividades essenciais. São considerados serviços e atividades essenciais aqueles indispensáveis ao atendimento das necessidades inadiáveis da comunidade, e que devem ser atendidos, sob pena de colocar em perigo a sobrevivência, a saúde ou a segurança de pessoas e animais, bem como a segurança ou a integridade do patrimônio.

Confira o Decreto 7.145/2021.

DEMAIS MUNICÍPIOS – Os demais municípios devem seguir as orientações do Decreto 7.122/2021, publicado na terça-feira (16), que estipula medidas restritivas até o dia 1º de abril. Entre elas estão a restrição de circulação de pessoas entre as 20 horas e 5 horas, excetuando-se apenas os profissionais e veículos vinculados a atividades essenciais. Também continua em vigor a proibição da venda e consumo de bebidas alcoólicas em espaços de uso público e coletivo durante o mesmo horário, das 20 horas às 5 horas, em todos os dias da semana.

O documento especifica que serviços e atividades considerados não essenciais devem ser suspensos durante os dois próximos finais de semana. Atividades essenciais (CONFIRA A LISTA), por sua vez, têm seu funcionamento liberado durante todos os dias da semana, inclusive aos finais de semana.

Alguns estabelecimentos comerciais e serviços considerados não essenciais possuem horários de funcionamento específicos, como bares, restaurantes, lanchonetes, shoppings centers e academias. Também há regras para o comércio de acordo com o tamanho dos municípios. Comércios de rua, galerias e serviços não essenciais devem seguir o horário das 10h às 17h, de segunda a sexta-feira, e limite de 50% de ocupação nas cidades com mais de 50 mil habitantes. Já municípios com população inferior a 50 mil habitantes devem seguir a orientação de sua própria regulamentação municipal.

Continuam suspensas atividades que causem aglomerações, de forma a diminuir a contaminação da população pelo vírus e, consequentemente, reduzir o impacto de casos no sistema de saúde. A fiscalização mais intensa das forças policiais continuará até o dia 1º de abril.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Do plantio à colheita, suporte técnico no campo contribui para o crescimento do mercado de biológicos

Os produtos biológicos estão entre as inovações que mais têm se destacado nos últimos anos na produção agrícola, com elevados e consistentes índices de crescimento ano a ano. Parte importante da adoção de biológicos e de produtos à base de extratos naturais na agricultura, deve-se ao maior entendimento dos agricultores quanto às funcionalidades, especificidades e modos de ação desses produtos, adquiridos especialmente nos últimos cinco anos.

Para levar esses conhecimentos, as empresas desse mercado investem, cada vez mais, nas equipes de campo. Exemplo disso é a Biotrop, empresa entre as líderes do setor de insumos biológicos e de extratos naturais, que percebe como fundamentais seus investimentos em geração de demanda, presença no campo e capacitação das equipes que atuam diretamente com os agricultores, fornecendo todo o suporte necessário na venda e no pós-venda. “É um trabalho fundamental, pois os biológicos são produtos ainda novos, que o produtor ainda não utilizou ou utilizou poucas vezes. Então estamos juntos deles para que as nossas tecnologias atendam as suas necessidades, trazendo soluções regenerativas para suas lavouras a custos competitivos”, destaca Carlos Alberto Baptista, diretor nacional de vendas.

A equipe comercial da empresa é formada por 180 profissionais – todos agrônomos e agrônomas, que ao serem contratados são capacitados para se tornarem referência técnica. Eles participam do dia a dia das lavouras, focados em reconhecer os possíveis problemas e indicar as soluções biológicas ideais para cada situação. Esse processo é amplamente acompanhado pelo técnico, do plantio à colheita. Assim, ao final, ele terá conhecimento da efetividade do tratamento indicado. “Quando ainda não há um produto para indicar, a demanda é levada para a área de Pesquisa & Inovação, assim contribuindo para que novos microrganismos sejam testados e novos produtos gerados, ou seja, o time de campo também é protagonista para que a inovação aconteça”, conta Baptista.

Outra importante atuação da equipe comercial são os treinamentos às cooperativas e revendas que trabalham com os produtos da marca, capacitando-os para a venda técnica. “Tanto os nossos técnicos quanto os técnicos dos parceiros que nos representam sabem mostrar ao produtor os benefícios e valor dos produtos, inclusive com análises comparativas de eficiência e resultados, a partir do manejo Biotrop em relação aos tratamentos que eram realizados pelo produtor anteriormente”, explica o diretor.

A Biotrop ainda tem uma equipe de 15 profissionais, que trabalha alinhada ao time comercial e técnico da empresa e que são responsáveis pelo Desenvolvimento de Mercado para as novas tecnologias da empresa – todos com formação acadêmica ampla (especializações e doutorado). “São focados em capturar as necessidades do campo, analisar os nossos produtos de forma bastante técnica e levar para os produtores sempre o melhor manejo, ou seja, garantir que os produtos sejam aplicados dentro das recomendações da empresa. Atendem um menor número de clientes, mas com maior profundidade técnica, do plantio à colheita também”, coloca Baptista. A equipe ainda é responsável por treinamentos periódicos que preparam o time de vendas da Biotrop e dos distribuidores sobre o posicionamento do portfólio.

Baptista completa que a Biotrop é uma empresa altamente preocupada com a qualificação da equipe de campo, pois o objetivo é que, ao estarem junto aos clientes, possam oferecer soluções que façam sentido não só tecnicamente, mas também economicamente. “Nossos produtos têm tecnologia avançada e são eficientes nessa relação técnica-econômica”, garante o profissional.

O suporte técnico na agricultura tropical

A agricultura tropical acontece em meio a muitas particularidades, como o imenso número de doenças e pragas, potencializado por mais de um plantio na mesma área no prazo de poucos meses. Tudo isso traz para o produtor uma série de desafios e, nesse sentido, o suporte técnico qualificado é ainda mais relevante.

Sua importância está justamente na identificação precisa dos problemas e na indicação do que realmente vai resolver. Para Baptista, esse é o diferencial da Biotrop: “estamos no campo para levar soluções aos desafios enfrentados pelos agricultores e não só para negociar”, pontua.

Profissionalização do setor de biológicos

Desde 2020, a Biotrop possui o programa Bioestágio, que prepara estudantes em etapa final da graduação para atuação nas diferentes áreas da empresa. Em 2022, mais de 350 estudantes participaram do processo seletivo, dos quais 33 foram selecionados. Esses jovens profissionais constituem também a primeira turma da UniBiotrop, um programa de capacitação em biológicos inédita no País, realizada em parceria com a Faculdade de Agronegócios de Holambra (Faagroh) e a SmartMip – empresa de pesquisa associada à incubadora da USP/Esalq (EsalqTec).

Para o CEO da Biotrop, Antonio Carlos Zem, o crescimento e taxa de adoção dos biológicos no campo demandam novos profissionais muito bem preparados para dar suporte aos agricultores na prática da agricultura regenerativa. “Nós, da Biotrop, nos antecipamos na tarefa de atrair, desenvolver e reter talentos. Estamos oferecendo ensinamentos sobre o que há de melhor no mundo dos biológicos e esses profissionais irão multiplicar e amparar esse mercado”, relatou.

Sobre – A Biotrop é uma empresa brasileira, fruto da visão e empreendedorismo de um seleto grupo de profissionais apaixonados pelo agronegócio. Atua com foco em pesquisa e desenvolvimento de soluções diferenciadas e inovadoras, com o objetivo de contribuir para uma agricultura mais sustentável, saudável e regenerativa. Com escritório em Vinhedo (SP) e fábrica em Curitiba (PR), a empresa leva ao mercado o que há de melhor no mundo em soluções biológicas e naturais. Acesse www.biotrop.com.br.

“Feijoada e Pagode” vai agitar cidade da região metropolitana neste fim de semana

Neste sábado, 17 de setembro, a partir das 12h, vai acontecer um super evento gastronômico com Feijoada e Pagode em Balsa Nova, região metropolitana de Curitiba. Quem promove é a Negrão Eventos, famoso espaço de eventos da região que também é conhecido por suas festas sazonais.

Feijoada

As reservas estão disponíveis nos telefones (41) 99916-1575 e (41) 99991-8843 e os ingressos são limitados.

LOCALIZAÇÃO:

SOBRE A NEGRÃO EVENTOS:

A Negrão Eventos é uma chácara localizada na cidade de Balsa Nova, a 10km da cidade de Campo Largo e a 25 km de Curitiba. Propriedade da família Negrão, vem para atender a uma demanda de mercado crescente, oferecendo um ambiente agradável junto à natureza e de muita qualidade.

Privilegiada pela localização e pela bela paisagem seu salão de eventos foi aberto para o público em outubro de 2010. O espaço conta com um salão de eventos de 465,13m², com capacidade para 240 pessoas, ampla área externa gramada e arborizada, excelente para fotos e cerimônias externas, casa de apoio a noiva e estacionamento com capacidade para 100 carros.

A Negrão Eventos atende a casamentos, aniversários, formaturas, eventos corporativos e sociais com excelente infraestrutura.

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com