Novembro promete ter chuvas com mais frequência, mas não devem amenizar efeitos do rodízio

Para a primeira semana de novembro, as temperaturas devem variar entre 10°C e 23°C na região de Curitiba

Diante da maior estiagem da história do Paraná, e o consequente rodízio de água que afeta a região metropolitana de Curitiba, a chegada de novos meses são de muita expectativa. Novembro, porém, ainda não deve amenizar os efeitos, segundo previsão divulgada neste domingo (1) pelo Instituto Meteorológico Simepar.

De acordo com a previsão, as chuvas vão se tornar mais frequentes a partir do próximo dia 9, mas o acumulado deve ficar abaixo da média histórica em todas as regiões do Paraná.

“As massas de ar frio ainda vão influenciar o tempo ao longo do mês, como neste final de outubro e início de novembro. As ondas de ar frio não atingem diretamente o Estado, porém se deslocam pelo Oceano muito próximo da costa leste da Região Sul, favorecendo para o predomínio de vento de leste/sudeste como o que estamos vivenciado. Desta forma, ar ligeiramente frio ou menos aquecido mantém as temperaturas amenas em vários momentos do mês”, diz o Simepar.

As ondas de calor mais expressivas são esperadas apenas para áreas ao norte e oeste do estado, contudo não há previsão de ondas de calor tão intensas e prolongadas como foi registrado entre setembro e início de outubro.

Para a primeira semana de novembro, as temperaturas devem variar entre 10°C e 23°C na região de Curitiba.

Informações Banda B.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Curitiba pede ao Governo do Estado igualdade na distribuição de vacinas contra Covid

A Prefeitura de Curitiba solicitou ao Governo do Estado, nesta quarta-feira (16), a correção do desequilíbrio no repasse de vacinas anticovid para a capital paranaense. A distribuição das vacinas enviadas pelo governo federal é realizada pelo governo estadual, por meio da Secretaria de Estado da Saúde.

Um levantamento realizado pela Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba mostra que quase metade dos municípios paranaenses (191 dos 399) já recebeu mais doses, proporcionalmente à população, do que a capital do estado. Curitiba está na 208ª posição entre os municípios que menos tiveram doses proporcionais à população.

Considerando os dados do IBGE, Curitiba recebeu doses suficientes para 51,9% de sua população. Guaraqueçaba, no Litoral do Paraná, já recebeu vacina para imunizar 99% de sua população – lembrando que o imunizante só pode ser aplicado em pessoas com 18 anos ou mais. Altamira do Paraná recebeu 98% e Santa Cecília do Pavão 90% (veja mais na lista abaixo).

“Peço absoluta igualdade e isonomia. Estou pedindo respeito por Curitiba e que seja recomposta a proporcionalidade”, afirma o prefeito Rafael Greca. 

Segundo a secretária municipal da Saúde de Curitiba, Márcia Huçulak, Curitiba vacina também, além de seus habitantes, pessoas que moram na região metropolitana e trabalham na capital, como profissionais da saúde, trabalhadores da educação e das forças de segurança. Por isso, esse quantitativo de doses enviadas à capital precisa ser maior.  

No ranking das capitais, Curitiba também está bem atrás, na 11ª posição na lista das que receberam mais doses. Vitória (ES) já recebeu 78%; Porto Alegre, 70%; São Luís (MA) e Belo Horizonte (MG) receberam 67%.

“Precisamos de um esforço concentrado de vacinação nas capitais para frear a pandemia no Brasil”, avalia Márcia Huçulak.

Segunda doses

O ofício enviado ao Governo do Estado ressalta que 202 municípios que avançaram na vacinação utilizando o estoque da segunda aplicação receberam doses extras para garantir o esquema vacinal. Assim, foram beneficiados, recebendo um montante maior de vacinas proporcionalmente àqueles municípios que seguiram as orientações e guardaram as segundas doses necessárias.  

Correção

Para corrigir a distorção e Curitiba chegar a 62% (média dos municípios com os maiores percentuais de doses recebidas), a capital paranaense precisaria receber 194.555 doses neste momento.

No ofício enviado ao Governo do Estado, o prefeito de Curitiba lembra que o Paraná deve receber nos próximos dias 150 mil doses da vacina Janssen, o que poderia compor o aporte solicitado. As vacinas da Janssen chegarão com um exíguo prazo de validade, mas Curitiba tem condições e infraestrutura para aplicar 30 mil doses por dia, administrando todo o imunizante em menos de uma semana.

Calendário

Em relação ao calendário de vacinação divulgado nesta quarta-feira (16) pelo Governo do Estado, Curitiba informa que tem capacidade operacional para cumprir o cronograma, porém o município depende do repasse dos imunizantes.

Para atender o primeiro grupo proposto até o dia 18 de julho – faixa etária de 52 a 40 anos – a capital precisa receber mais de 253 mil doses de vacina de primeira aplicação.

Segundo Márcia, havendo imunizantes disponíveis, Curitiba teria capacidade para imunizar toda a sua população acima de 18 anos em menos de 30 dias.

Municípios que receberam proporcionalmente mais doses, em relação à população  

Guaraqueçaba –  99%
Altamira Do Paraná – 98%
Santa Cecília Do Pavão – 90%
Santa Inês – 88%
Esperança Nova – 80%
Rio Bom – 78%
Santa Amélia – 78%
Adrianópolis – 77%
Nova Laranjeiras – 77%
Kaloré – 76%
Santo Antônio Do Paraíso – 75%

Ranking das capitais (percentual doses recebidas em relação a população) 

Vitória – 78%
Porto Alegre – 70%
São Luís – 67%
Belo Horizonte – 67%
Rio de Janeiro – 59%
Florianópolis – 56%
Belém – 55%
Recife – 55%
Campo Grande – 54%
Natal – 53%
Curitiba – 52%

Saúde abre vacina da gripe para toda a população

Curitiba antecipou a campanha da imunização contra a gripe e abre nesta quinta-feira (17) a vacinação para toda a população. Nesta etapa podem receber a vacina contra a gripe qualquer pessoa acima de seis meses, em uma das 54 unidades de saúde da cidade (lista abaixo).

A vacina contra influenza não previne o contágio pelo coronavírus, mas contribui para evitar a sobrecarga do sistema de saúde. Além disso, a imunização facilita os diagnósticos da covid-19.

A única recomendação da Secretaria Municipal de Saúde é que as pessoas que se vacinaram contra a covid-19 respeitem o intervalo de 14 dias para, então, receberem a da gripe.

Até esta quarta-feira (16), em Curitiba, haviam sido aplicadas 230.091 doses de vacinas contra a gripe, o que corresponde a uma cobertura de 38% do público-alvo.

Locais para vacinação contra a gripe

BAIRRO NOVO

US Coqueiros
Rua Coronel Victor Agner Kendrick, 80 – Sítio Cercado
Segunda a sexta, das 7h às 19h

US João Cândido
Rua Ourizona, 2250 – Bairro Novo
Segunda a sexta, das 7h às 19h

US Osternack
Rua Miguel Rossetim, 100 – Vila Osternack
Segunda a sexta, das 7h às 19h

US Umbará 1
Rua Dep. Pinheiro Junior, 915 – Umbará
Segunda a sexta, das 7h às 19h

US São João Del Rey
Rua Realeza, 259 – Sítio Cercado
Segunda a sexta, das 7h às 19h

BOQUEIRÃO

US Érico Veríssimo
Rua Expedicionário Francisco Pereira dos Santos, 510 – Alto Boqueirão
Segunda a sexta, das 7h às 19h

US Irmã Tereza Araújo
Rua Maestro Carlos Frank, 785 – Boqueirão
Segunda a sexta, das 7h às 19h

US Menonitas
Rua Domicio da Costa, 52 – Xaxim
Segunda a sexta, das 7h às 19h

US Pantanal
Rua Maria Marques de Camargo, 119 – Alto Boqueirão
Segunda a sexta, das 8h às 17h

US Waldemar Monastier
Rua Romeu Bach, 80 – Boqueirão
Segunda a sexta, das 7h às 19h

US Xaxim
Rua Batista da Costa, 1163 – Xaxim
Segunda a sexta, das 7h às 19h

BOA VISTA

US Atuba
Rua Rio Pelotas, 820 – Bairro Alto
Segunda a sexta, das 7h às 19h

US Barreirinha
Rua Santa Gema Galgani, 353 – Barreirinha
Segunda a sexta, das 7h às 19h

US Jardim Aliança
Rua José Ursolino Filho, 614 – Santa Cândida
Segunda a sexta, das 7h às 19h

US Santa Cândida
Avenida Paraná, 5050 – Santa Cândida
Segunda a sexta, das 7h às 19h

US Tarumã
Rua José Veríssimo, 1352 – Bairro Alto
Segunda a sexta, das 7h às 19h

US Vila Esperança
Rua Cataratas do Iguaçu, 192 – Atuba
Segunda a sexta, das 7h às 19h

US Vila Leonice
Avenida Anita Garibaldi, 6814 – Cachoeira
Segunda a sexta, das 7h às 19h

US Abaeté
Rua Delegado Miguel Zacarias, 403 – Boa Vista
Segunda a sexta, das 7h às 19h

US Santa Efigênia
Rua Voltaire, 139 – Barreirinha
Segunda a sexta, das 7h às 19h

CAJURU

US São Domingos
Rua Ladislau Mikosz, 149 – Cajuru
Segunda a sexta, das 7h às 19h

US Solitude
Rua Isaías Ferreira da Silva, 150 – Solitude
Segunda a sexta, das 7h às 19h

US Iracema
Rua Professor Nivaldo Braga, 1571 – Capão da Imbuia
Segunda a sexta, das 7h às 19h

US Lotiguaçu
Rua Eunice Bettini Bartoszeck, 1287 – Uberaba
Segunda a sexta, das 7h às 19h

US Cajuru
Rua Pedro Bocchino, 750 – Vila Oficinas
Segunda a sexta, das 7h às 19h

CIC

US Jardim Gabineto
Rua Engenheiro João Visinoni, 458 – Cidade Industrial
Segunda a sexta, das 7h às 18h

US Sabará
Rua Pedro Andretta, 3030 – Cidade Industrial
Segunda a sexta, das 7h às 19h

US São José
Rua Piraí do Sul, 280 – Augusta
Segunda a sexta, das 7h às 17h

US Tancredo Neves
Rua Professora Hilda Hanke Gonçalves, 435 – Cidade Industrial
Segunda a sexta, das 7h às 19h

US Vila Sandra
Rua Araranguá, 189 – Cidade Industrial
Segunda a sexta, das 7h às 17h

US Vila Verde
Rua Emílio Romani, 2684 – Cidade Industrial
Segunda a sexta, das 7h às 19h

US Vitória Régia
Rua Paul Garfunkel, 2000 (esq c/ Cyro Correia Pereira) – Cidade Industrial
Segunda a sexta, das 7h às 19h

US Campo Alegre
Avenida das Industrias, 1749 – Cidade Industrial
Segunda a sexta, das 7h às 19h

US Caiuá
Rua Arnaud Ferreira Velloso, 200 – Cidade Industrial
Segunda a sexta, das 7h às 19h

US São Miguel
Rua Des. Cid Campelo, 8060 – Cidade Industrial
Segunda a sexta, das 7h às 19h

MATRIZ

US Capanema
Rua Manoel Martins de Abreu, 830 – Prado Velho
Segunda a sexta, das 7h às 18h

US Mãe Curitibana
Rua Jaime Reis, 331 – Alto do São Francisco
Segunda a sexta, das 7h às 19h

PINHEIRINHO

US Vila Clarice
Rua Eloy de Assis Fabris, 634 – Novo Mundo
Segunda a sexta, das 7h às 19h

US Vila Leão
Rua Primo Lourenço Tosin, 21 – Novo Mundo
Segunda a sexta, das 7h às 19h

US Vila Machado
Rua Laudelino Ferreira Lopes, 2959 – Pinheirinho
Segunda a sexta, das 7h às 19h

US Concórdia
Rua Dilermando Pereira de Almeida, 700 – Pinheirinho
Segunda a sexta, das 7h às 19h

US Fanny Lindóia
Rua Conde dos Arcos, 295- Lindóia
Segunda a sexta, das 7h às 19h

PORTÃO

US Santa Amélia
Rua Berta Klemtz, 215 – Fazendinha
Segunda a sexta, das 7h às 19h

US Santa Quitéria 1
Rua Divina Providência, 1445 – Santa Quitéria
Segunda a sexta, das 7h às 19h

US Parolin
Rua Sergipe, 59 – Vila Guaíra
Segunda a sexta, das 7h às 19h

SANTA FELICIDADE

US Butiatuvinha
Avenida Manoel Ribas, 8640 – Butiatuvinha
Segunda a sexta, das 7h às 19h

US Campina do Siqueira
Rua General Mário Tourinho, 1684 – Campina do Siqueira
Segunda a sexta das 7h às 19h

US Vista Alegre
Rua Miguel de Lazari, 85 Pilarzinho
Segunda a sexta, das 7h às 19h

US União das Vilas
Rua Frederico Escorsin, 314 – São Braz
Segunda a sexta, das 7h às 19h

US Bom Pastor
Rua José Casagrande, 220 – Vista Alegre
Segunda a sexta, das 7h às 19h

TATUQUARA

US Caximba
Rua Delegado Bruno de Almeida, 7881 – Caximba
Segunda a sexta, das 7h30 às 16h30

US Pompéia
Rua João Batista Bettega Jr. s/n – Tatuquara
Segunda a sexta, das 7h às 17h

US Dom Bosco
Rua Angelo Tosin, 100 – Campo do Santana
Segunda a sexta, das 7h às 17h

US Santa Rita
Rua Adriana Ceres Zago Bueno, 1350 – Tatuquara
Segunda a sexta, das 7h às 17h