Nível dos reservatórios cai em março e Sanepar alerta para necessidade de economia

O nível médio dos reservatórios do Sistema de Abastecimento Integrado de Curitiba e Região Metropolitana (SAIC) ficou em 61% em março de 2021. Foi o nível mais baixo registrado no mês desde 2010, ano em que a Sanepar passou a fazer medição mensal das barragens. Em 2020, a média em março foi de 69% e, em 2019, de 93%.

Nesta primeira semana de abril o índice está ligeiramente abaixo dos 60%. Nesta segunda-feira (5) a marca era de 59,82%. Os resultados de março e do início de abril contabilizam um volume de chuva menor do que o esperado, segundo relatório divulgado pelo Sistema de Tecnologia e Monitoramento Ambiental do Paraná (Simepar). Essa realidade se espelha em todo o Paraná, com maior intensidade em algumas regiões.

A tendência é de que o outono seja mais seco neste ano, conforme os estudos meteorológicos, com chuvas abaixo da média para o período. Esse clima deve se estender até meados do inverno.

“A maior probabilidade ainda é de um cenário com pouca precipitação e com alta irregularidade em sua distribuição espacial para este período, em grande parte do Paraná. Com isso, o cenário segue desfavorável para a ocorrência de chuva acima da média no Estado nos próximos três a seis meses”, aponta o relatório do Simepar.

O instituto informa ainda que a previsão para este mês é de significativa diminuição na precipitação esperada em especial na Região Metropolitana de Curitiba, nos Campos Gerais e em partes do Norte Pioneiro.

Para fazer frente a este cenário, a Sanepar está realizando uma série de ações como a antecipação da obra de transposição do Rio Capivari, em Colombo, que irá incrementar 713 litros de água por segundo à Barragem do Iraí, que compõe o SAIC. Essa obra estava prevista no Plano Diretor para implantação em 2025, mas em função da crise hídrica a Sanepar está antecipando parte do projeto.

Mesmo com a flexibilização do rodízio em Curitiba e Região Metropolitana, a orientação da Companhia é para que a população continue adotando medidas de economia, com o uso racional da água.

Rodízio

A Sanepar iniciou em março um novo modelo de rodízio de abastecimento de água em Curitiba e Região Metropolitana. São 60 horas de fornecimento e 36 horas com suspensão. Os bairros passaram a ser divididos em quatro grupos, com cerca de 900 mil de pessoas em cada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Foragido da Justiça é preso na fila de vacinação do Pavilhão da Cura do Barigui

Nesta quinta-feira (22/07), um homem foragido da Justiça foi preso na fila de vacinação do Pavilhão da Cura do Parque Barigui.

Guardas municipais viram o rapaz tumultuando a fila e foram até ele, que se mostrou bastante nervoso e dizia querer se vacinar o mais rápido possível.

O homem estava sem documentos, mas depois de os guardas municipais levantarem seus dados, foi constatado que tratava-se de um foragido da Justiça com um mandado de prisão em aberto. O suspeito de 45 anos já tinha passagens por dano qualificado, roubo e injúria racial.

Foragido da Justiça é preso fila de vacinação do Pavilhão da Cura do Parque Barigui. Foto: Divulgação

Como não tinha documentos, o suspeito não recebeu a vacina e foi conduzido para a Divisão de Vigilância e Capturas, no Centro.

Starbucks anuncia novas unidades nos shoppings Palladium e Jockey Plaza

A Starbucks, em parceria com o Grupo Tleca, anunciou mais duas novas unidades em Curitiba, nos shoppings Palladium e Jockey Plaza.

“Estamos entusiasmados com a chegada da Starbucks ao Paraná e para uma cidade tão moderna e charmosa como Curitiba.  Estamos confiantes de que nossas lojas serão um ambiente acolhedor, onde nossos clientes curitibanos poderão se conectar com amigos e familiares, enquanto tomam uma xícara de café”, celebra Claudia Malaguerra, diretora geral da Starbucks no Brasil.

As obras no Shopping Palladium já foram iniciadas. Já no Jockey Plaza, o projeto arquitetônico ainda está em desenvolvimento.