Neste sábado, 19 unidades de saúde realizam do Dia D de multivacinação

Neste sábado, 19 unidades de saúde realizam do Dia D de multivacinação. Foto: Ricardo Marajó/SMCS

Fechando as ações da Semana da Criança, a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) de Curitiba realiza, neste sábado (15/10), o Dia D municipal de multivacinação. Serão 19 Unidades de Saúde que vão realizar a vacinação das 9h às 17h, com imunizantes para crianças, adolescentes, adultos e idosos. 

Os endereços das 19 unidades de saúde que participam do Dia D estão abaixo e no site Imuniza Já Curitiba.

Esta é mais uma oportunidade em que as unidades abrem em horários alternativos para que os curitibanos de todas as idades coloquem em dia as vacinas do Calendário Nacional de Imunização, além dos imunizantes contra covid-19 e gripe.

“Nosso objetivo é aumentar as coberturas vacinais, ampliando a barreira de proteção contra doenças que são graves, como a poliomielite, o sarampo, a febre amarela”, explica o superintendente executivo da Secretaria Municipal da Saúde, Juliano Gevaerd.

Quarta edição

Este é a quarta edição do Dia D que a SMS realiza em Curitiba em um período de 126 dias. Somando as vacinas feitas nas três edições anteriores (em 11 de junho, 23 de julho e 20 de agosto ), as equipes da SMS aplicaram 52,2 mil doses de imunizantes nesse horário especial.

Desta vez, o sábado de multivacinação na cidade encerra a programação da Semana da Criança, que teve também vacinação em horário estendido até as 21 horas em dez unidades de saúde (nos dias 10, 11, 13 e hoje, sexta-feira, 14/10).

Além disso, na última quarta-feira (12/10), a SMS realizou a vacinação contra a pólio para crianças de 1 a 4 anos e orientou as famílias sobre a imunização durante a tradicional Festa do Dia das Crianças no Pavilhão do Parque Barigui.

Vacinas disponíveis

Neste Dia D municipal, serão ofertadas as vacinas de rotina, entre elas: hepatite B, pentavalente, VIP/VOP (pólio), BCG, rotavírus, meningo C, febre amarela, tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola), tetraviral (sarampo, caxumba, rubéola e varicela), varicela, hepatite A, dupla adulto, HPV, dTpa adulto, pneumo 10, meningo ACWY e DTP (tríplice bacteriana), aplicadas conforme recomendação do Calendário Nacional de Vacinação.

Também será feita a vacinação contra a covid-19 para as populações elegíveis a este imunizante (a partir dos 3 anos de idade) e contra a Influenza (gripe), a partir dos seis meses de idade.

Vacina contra a pólio

Devem ser levadas às unidades de saúde todas as crianças com menos de 5 anos para receber a vacina contra a poliomielite. A SMS prorrogou a campanha nacional que oferta uma dose de reforço deste imunizante, visto que é necessário ampliar a cobertura vacinal de rotina (86,7%) e também a cobertura da campanha (47,6%).

Para as crianças menores de 1 ano, será feita a atualização da carteira, conforme a situação vacinal encontrada para esquema primário (três doses da Vacina Inativada Poliomielite, a VIP).

Os pequenos de 1 a 4 anos que já receberam as três doses da VIP e duas doses de reforço (aos 15 meses e ao completar 4 anos) com a Vacina Oral Poliomielite (VOP), a famosa “gotinha”, vão receber uma dose extra da VOP.

Caso seja verificado que ainda falta alguma dose do esquema inicial, as equipes de Saúde vão fazer a atualização da carteira vacinal dos curitibinhas.

Vacina contra a covid-19

Também serão ofertadas as vacinas contra a covid-19 para todos os públicos elegíveis, tanto para quem precisa iniciar ou completar o esquema vacinal inicial (primeira e segunda doses) quanto quem tem doses de reforço pendentes. Confira os grupos que têm a vacina anticovid disponível em Curitiba:

    • 1ª dose:  Todos com 3 anos completos ou mais;
    • 2ª dose: Todos com 3 anos completos ou mais;
    • 1º reforço: Todos com 12 anos ou mais;
    • 2º reforço: Pessoas imunossuprimidos com 12 anos ou mais; profissionais de saúde; pessoas de 18 a 39 anos vacinadas na 1ª dose com Janssen, pessoas com 40 anos ou mais;
    • 3º reforço: Pessoas imunossuprimidas com 18 anos ou mais; pessoas com 40 anos ou mais vacinadas com Janssen na 1ª dose; ou profissionais da saúde vacinados com Janssen na 1ª dose;
    • 4º reforço: Pessoas imunodeprimidas com 18 anos ou mais vacinadas com a Janssen na 1ª dose.

Importante: Para receber a 2ª dose ou as doses de reforço é necessário ter completado o intervalo mínimo recomendado. Confira aqui quantas doses de vacina são indicadas para cada grupo da população.

Vacina contra a gripe

A SMS recomenda que os curitibanos que ainda não tomaram a vacina contra a gripe este ano aproveitem os horários alternativos da Semana da Criança para receber este imunizante.

Isso porque, historicamente, Curitiba tem um aumento sazonal na procura de atendimentos de pessoas com sintomas respiratórios na rede municipal de saúde com a chegada da primavera e a imunização contra a gripe é uma ferramenta essencial para proteger, especiamelte as pessoas mais suscetíveis ao agravamento desta doença.

Vacinas para adolescentes

Os adolescentes também devem conferir se tem doses de imunizantes a receber, inclusive daquelas vacinas que foram ampliadas recentemente para esse grupo.

Seguindo a recomendação do Ministério da Saúde, desde agosto a SMS passou a ofertar, temporariamente, a vacina a meningocócica ACWY para adolescentes de 13 e 14 anos completos. Até então esse imunizante era apenas para adolescentes de 11 e 12 anos.

A vacina contra o HPV também ganhou novos públicos: passou a ser recomendada para meninos de 9 e 10 anos, além dos garotos de 11 a 14 anos, igualando a recomendação já feita para as meninas: de 9 a 14 anos.

Consulta doses pendentes

Para verificar se há vacinas pendentes, basta acessar o Aplicativo Saúde Já Curitiba (site ou smartphone), e clicar na opção “Carteira de Vacinação” e escolher a aba “Pendentes”, que irá mostrar as doses do calendário nacional de vacinação em atraso.

Para crianças de 1 a 4 anos, mesmo que não haja doses em atraso, a recomendação é levá-las às unidades de saúde para receberem a gotinha da vacina contra a poliomielite, uma dose extra ofertada em campanha nacional.

No caso das vacinas contra a covid-19, confira aqui quais doses você precisa tomar e quais os intervalos entre uma aplicação e outra.

Oferta permanente

Quem ainda assim não puder atualizar sua situação vacinal nesta Semana da Criança, a SMS lembra que Curitiba oferta a vacinação permanentemente nos horários regulares de atendimento em 107 unidades de Saúde (a Unidade de Saúde Ouvidor aplica apenas doses contra covid e gripe, para pessoas acima de 12 anos), nos horários de funcionamento de cada local.

Confira os endereços e horários de vacinação de todas as unidades no site Imuniza Já Curitiba.

Serviço

Semana da Criança – Multivacinação no Dia D

15/10 (sábado)  – 9h às 17h 

Distrito Sanitário Bairro Novo

Unidade de Saúde Bairro Novo

Rua Paulo Rio Branco de Macedo, 791 – Sítio Cercado

Unidade de Saúde Sambaqui

Rua Roberto Dala Barba, 44 – Sítio Cercado

Distrito Sanitário Boa Vista

Unidade de Saúde Bacacheri

Avenida Erasto Gaertner, 797 – Bacacheri

Unidade de Saúde Bairro Alto

Rua Jornalista Alceu Chichorro, 314 – Bairro Alto

Distrito Sanitário Boqueirão

Unidade de Saúde Visitação

Rua Bley Zorning, 3136 – Boqueirão

Unidade de Saúde Vila Hauer

Rua Waldemar Kost, 650 – Hauer

Distrito Sanitário Cajuru

Unidade de Saúde Salgado Filho

Avenida Senador Salgado Filho, 5265 Uberaba

Unidade de Saúde Iracema

Rua Professor Nivaldo Braga, 1571 – Capão da Imbuia

Distrito Sanitário CIC

Unidade de Saúde Cândido Portinari

Rua Durval Leopoldo Landal, 1529 – Cidade Industrial

Unidade de Saúde Oswaldo Cruz 

Rua Pedro Gusso, 3749 – Cidade Industrial

Distrito Sanitário Matriz

Unidade de Saúde Mãe Curitibana

Rua Jaime Reis, 331 – Alto do São Francisco

Distrito Sanitário Pinheirinho

Unidade de Saúde Ipiranga

Rua Santa Regina, 667 – Capão Raso

Unidade de Saúde Vila Leão

Rua Primo Lourenço Tosin, 21, Novo Mundo

Distrito Sanitário Portão

Unidade de Saúde Santa Amélia

Rua Berta Klemtz, 215 – Fazendinha

Unidade de Saúde Vila Guaíra

Rua São Paulo, 1495 – Vila Guaíra

Distrito Sanitário Santa Felicidade

Unidade de Saúde Bom Pastor

Rua José Casagrande, 220 – Vista Alegre

Unidade de Saúde Campina do Siqueira

Rua General Mário Tourinho, 1684 – Campina do Siqueira

Distrito Sanitário Tatuquara

Unidade de Saúde Monteiro Lobato

Rua Olivio José Rosetti, 538 -Tatuquara

Unidade de Saúde Palmeiras

R. João Batista Burbelo, 12 – Tatuquara

Veja a matéria no site da Prefeitura de Curitiba

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Camisa de Vênus e Velhas Virgens unem forças no palco da Ópera de Arame

Dois dos maiores nomes do rock nacional em todos os tempos unirão suas forças para uma noite inesquecível no palco da Ópera de Arame, em Curitiba. As bandas Camisa de Vênus e Velhas Virgens se apresentam no dia 13 de maio, sábado, em um dos mais conceituados espaços para shows da cidade.

Os ingressos estão à venda pela plataforma Bilheto, com facilidades até dia 15 de fevereiro e possibilidade de parcelamento a qualquer momento, por valores a partir de R$ 85. Também é possível adquirir convites nos pontos físicos de venda; mais detalhes no serviço abaixo.

O Velhas Virgens, com mais de três décadas de estrada, traz a turnê do disco O Bar Me Chama, que além das novas músicas, oferece aos fãs faixas há muito tempo não tocadas ao vivo, incluindo lados B de grande impacto. A banda, formada atualmente por Paulão de Carvalho (voz e gaita), Alexandre Cavalo Dias (guitarra), Tuca Paiva (baixo elétrico), Juliana Kosso (vocal), Filipe Cirilo (guitarra) e Simon Brow (bateria) é conhecida por sempre estar nos palcos por todo o Brasil, o que torna a experiência de vê-los ao vivo algo único.

O grupo oriundo da Bahia, Camisa de Vênus, por sua vez, é uma das mais sólidas instituições do rock and roll nacional. Surgidos no começo dos efervescentes anos 1980, nunca se enquadraram em regras de etiqueta, entregando à sua imensa base de fãs músicas com letras despudoradas e o humor ácido único proveniente da mente criativa do vocalista Marcelo Nova. Mais de quarenta anos mais tarde, o grupo segue compondo, gravando e realizando shows memoráveis.

Serviço
Camisa de Vênus e Velhas Virgens em Curitiba
Data: 13 de maio de 2023 (sábado)
Local: Ópera de Arame
Endereço: Rua João Gava, 920 – Abranches
Classificação etária: 16 anos (acompanhado de responsável legal)
Horários: 19h (abertura da casa), 20h30 (Velhas Virgens), 22h (Camisa de Vênus)

Ingressos

PREMIUM – primeiras duas fileiras em frente ao palco

Lote único (somente 50 unidades) – sem cobrança de taxa até 15 de fevereiro

Solidário R$ 225*

Meia R$ 220**

Inteira R$ 440

PLATÉIA BAIXA

1º lote – sem cobrança de taxa até 15 de fevereiro

Valor promocional único R$ 125

2º lote

Solidário R$ 135*

Meia R$ 130**

Inteira R$ 260

3º lote

Solidário R$ 145*

Meia R$ 140**

Inteira R$ 480

4º lote

Solidário R$ 155*

Meia R$ 155**

Inteira R$ 300

PLATÉIA ALTA

1º lote – sem cobrança de taxa até 15 de fevereiro

Valor promocional único R$85

2º lote

Solidário R$ 95*

Meia R$ 90**

Inteira R$ 180

3º lote

Solidário R$105*

Meia R$ 100**

Inteira R$ 200

4º lote

Solidário R$115*

Meia R$ 110**

Inteira R$ 220

CAMAROTE

1º lote – sem cobrança de taxa até 15 de fevereiro

Valor promocional único R$ 145

2º lote

Solidário R$ 155*

Meia R$ 150**

Inteira R$ 300

3º lote

Solidário R$ 165*

Meia R$ 160**

Inteira R$ 320

4º lote

Solidário R$ 185*

Meia R$ 180**

Inteira R$ 360

* Solidário — limitados e válidos somente com a entrega de 1kg de alimento não perecível na entrada do show.

** Meia-entrada — para estudantes são válidas somente as seguintes carteiras de identificação estudantil: ANPG, UNE, UBE’s, DCE’s e demais especificadas na LEI FEDERAL Nº 12.933. Não será aceita NENHUMA outra forma de identificação que não as oficializadas na lei.

***Todos os setores são por ordem de chegada

Pontos de venda

Online (com taxa de conveniência)

https://www.bilheto.com.br/evento/1184/Camisa_de_Vnus_e_Velhas_Virgens  (em até 12x no cartão)

PONTOS DE VENDA SEM TAXA:

LETS ROCK

(Dinheiro, Débito e Crédito à vista)

(Galeria Pinheiro) Praça Tiradentes, 106 Ljs 03 e 04 – Centro – Curitiba – PR

De Seg. a Sex. das 09h às 19h e sábado das 9h às 15h

Camisa de Vênus

Do seu início nos longínquos anos 1980 até os dias de hoje, o Camisa de Vênus sempre se pautou por textos com grande intensidade poética e também, muitas vezes, pontuados por sarcasmo e ironia. A sonoridade agressiva e muito intuitiva (outra característica do grupo) foi acrescida de um refinamento musical bastante perceptível desde o lançamento do disco Dançando na Lua, em 2016.

Comemorando 40 anos de existência, o Camisa de Vênus vem com seu mais recente álbum de inéditas: Agulha no Palheiro. Produzido por Marcelo Nova e Drake Nova, e gravado durante a pandemia, o novo trabalho contém letras que abordam o assunto sem reservas, como é do estilo do autor de todas elas, o vocalista e líder Marcelo Nova. Na contramão dos compositores e músicos brasileiros que simplesmente ignoram o assunto como se ele não existisse, o Camisa de Vênus bate de frente com o politicamente. Seja resgatando os velhos trabalhos ou se debruçando nos registros mais recentes, não há nada similar na música brasileira. No repertório dos shows, os antigos clássicos estarão presentes, tornando a noite uma verdadeira celebração.

Velhas Virgens

Com mais de 30 anos de estrada e mais de dois mil shows na bagagem, a maior banda independente do Brasil está nos palcos este ano divulgando o novo álbum O Bar me Chama, cujo repertório dos shows conta com músicas novas e outras que andavam fora do setlist e lados B. Além disso, releituras de canções brasileiras do começo dos anos 70 de nomes como Sá, Rodrix e Guarabira, Caetano Veloso e Secos & Molhados com a pegada roqueira característica do Velhas Virgens. “Os shows vão ser panelas de pressão com um viés hippie pesado”, como definem os membros do grupo.

O som de “O Bar me chama” é setentista no timbre, nas passagens, na temática e no peso das músicas, no qual investiram em mash ups, citando riffs clássicos dos anos 70, imortalizados por Alice Cooper, Jimi Hendrix, Neil Young & Cia., e fazendo uma mistura deles com esses clássicos da MPB.

As Velhas Virgens têm muita história para contar e para cantar nesses mais de três décadas de uma longa e tortuosa estrada que rendeu 18 CDs, 7 DVDs, e inúmeros clássicos que permanecem na memória do público rock and roll de todo o país. Além disso, eles têm dois livros, uma gravadora e sete rótulos de cervejas artesanais (cuja receita é do baixista Tuca Paiva). Os números são surpreendentes para uma banda independente: mais de 600 mil seguidores nas mídias sociais e música no YouTube com 2,5 milhões de acessos.

Resumo

O que: Camisa de Vênus e Velhas Virgens

Quando: Sábado, 13 de maio – 19h

Onde: Ópera de Arame – João Gava, 920

Quanto: de R$85 à R$440

Informações: www.abstratti.com e (41) 3355-6072

Foto Velhas Virgens: Rafael Rezende

Foto Camisa de Vênus: Divulgação

Acorda, Pedrinho: Banda Jovem Dionísio faz bate-papo na Oficina de Música de Curitiba

Banda Jovem Dionísio faz bate-papo na Oficina de Música de Curitiba. Foto: Divulgação

Nesta quinta-feira (2/2), às 17h30, a banda curitibana Jovem Dionísio participará de um bate-papo musical, como parte das atividades da 40ª Oficina de Música de Curitiba. No encontro, o grupo falará com os alunos da oficina e com o público em geral sobre suas trajetórias, sua visão sobre a música e sobre seus processos de composição e produção.  

O bate-papo será realizado no Auditório John Henry Newman, na biblioteca central da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR). A entrada é gratuita com inscrição pelo site da Oficina.

Acorda, Pedrinho

A banda, que existe desde 2019, ganhou grande popularidade a partir de 2020, com seu primeiro grande sucesso, Pontos de Exclamação. Mas a música que realmente fez o grupo curitibano estourar foi Acorda, Pedrinho, lançada em 2022. A canção chegou a ocupar a primeira posição nas músicas mais escutadas do país, na plataforma de streaming Spotify, também ficando bastante famosa nas redes sociais.

Este grande sucesso foi inspirado em uma piada interna do grupo, que frequentava a lanchonete Aquarius, na Avenida João Gualberto, também conhecida como o Bar do Dionísio, de onde vem o nome da banda. Neste local, o grupo jogava sinuca com um senhor chamado Pedrinho, que tinha de ser acordado antes, pois dormia após beber no bar.

Com esta recente popularidade, a Jovem Dionísio irá compartilhar algumas de suas experiências na estrada, além de suas impressões sobre música e produção musical, neste bate-papo especial promovido pela Oficina de Música de Curitiba.

Serviço

Bate-papo musical com Jovem Dionísio

Dia 2 (quinta-feira) – 17h30

Local: Biblioteca Central – Auditório John Henry Newman, PUCPR (R. Imaculada Conceição, 1155 – Prado Velho)

Grátis – Inscrição

Veja a matéria no site da Prefeitura de Curitiba

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com