Motoristas não precisam utilizar máscara no próprio carro, apenas em transporte de uso coletivo

O motorista que estiver no próprio carro, sozinho ou acompanhado de familiares, não precisa utilizar a máscara. A dúvida surgiu depois que muitos paranaenses receberam em seus celulares mensagens falsas afirmando que os motoristas sem a proteção contra o coronavírus estariam sendo multados no Paraná. A informação foi desmentida nesta quarta-feira (29) pelo deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB), primeiro secretário da Assembleia Legislativa do Paraná e um dos autores da lei que tornou obrigatório o uso da máscara em ambientes públicos de uso coletivo em todo o estado.

Romanelli explica que a lei é clara ao determinar que o uso da máscara é obrigatório somente nos meios de transporte de uso coletivo. “Onde é obrigatório o uso da máscara: dentro do transporte coletivo, em todos os ônibus que circulam em qualquer cidade paranaense; no táxi tem que usar a máscara; no transporte por aplicativo tem que usar a máscara. Pessoa no transporte individual não precisa usar a máscara, nem no carro nem na motocicleta. Foi criado uma fake news e é importante a gente desmentir isso. A regra é clara: saiu de casa tem que usar a máscara, mas obviamente a pessoa não está expondo ninguém nem se expondo ao usar o automóvel dela”.

Já as multas previstas na lei ainda não começaram a ser aplicadas. “O Poder Executivo está fazendo a regulamentação da lei em relação às multas. No mais, a lei é autoaplicativa. A obrigatoriedade já existe e as autoridades constituídas podem exigir o uso da máscara, apenas a multa que não será aplicada até a regulamentação”.

Legislação – A lei nº 20.189/2020 torna obrigatório o uso das máscaras por todas as pessoas que estiverem fora de suas residências enquanto perdurar a pandemia do coronavírus. A determinação abrange todos os espaços abertos ao público e de uso coletivo, como vias públicas, parques, praças, pontos de ônibus, terminais de transporte coletivo, rodoviárias, portos, aeroportos, veículos de transporte coletivo, táxi, transporte por aplicativo, repartições públicas, estabelecimentos comerciais, industriais, bancários, empresas prestadoras de serviços e quaisquer estabelecimentos congêneres e ainda outros locais em que possa haver aglomeração de pessoas.

Também obriga o fornecimento gratuito das máscaras para funcionários e servidores e a disponibilização de locais para higienização das mãos com água corrente e sabonete líquido ou pontos com solução de álcool em gel a 70%.

Assim que estiver regulamentada a fiscalização, quem não cumprir poderá ser multado com valores que variam de R$ 106,60 até R$ 533,00 para pessoas físicas e de R$ 2.132,00 até R$ 10.660,00 para empresas.

Via: Assembleia Legislativa do Paraná

Prefeitura de Curitiba promove mutirão de recolhimento de lixo eletrônico no sábado

Prefeitura de Curitiba promove mutirão de recolhimento de lixo eletrônico no sábado

No sábado (3/12), os curitibanos têm a última oportunidade do ano de descartar corretamente os aparelhos eletrônicos e cabos fora de uso que estiverem ocupando espaço em casa. O mutirão da Prefeitura de Curitiba acontece em dez pontos diferentes da cidade, das 9h às 15h.

Veja os endereços abaixo.

Podem ser levados computadores, geladeiras, smartphones, fornos elétricos, micro-ondas, aparelhos de som, ventiladores, desumidificadores, torradeiras, batedeiras, aspiradores, mixers, secadores, calculadoras, câmeras digitais, rádios, tablets, notebooks, impressoras, carregadores de celular, entre outros.

O recolhimento é feito pelas associações de reciclagem do Ecocidadão. As peças serão separadas e encaminhadas para darem origem a outros bens. O plástico presente nos aparelhos pode ser usado como matéria-prima para os novos.

A gerente de Educação Ambiental da Secretaria Municipal do Meio Ambiente, Leila Maria Zem, reforça que, levando os eletroeletrônicos aos mutirões, além de colaborar com as famílias dos catadores, e no fortalecimento da cadeia de reciclagem, elimina-se o risco de descarte incorreto. “Em aterros sanitários ou bota-fora irregulares, os compostos químicos podem contaminar o solo e os lençóis freáticos”, explica.

Volta em março

Os recolhimentos mensais voltam a acontecer apenas em março, em função dos meses de férias escolares de verão. Até lá, quem precisar encaminhar o lixo eletrônico pode levar diretamente a um dos Ecopontos Mistos, ou a algum dos pontos fixos das regionais Boqueirão, Tatuquara e Cajuru.

No ICI

Continua disponível o recolhimento do material, também, no  Instituto das Cidades Inteligentes (ICI), no Cabral. Quem faz o recolhimento é a Associar, do Ecocidadão, todas as primeiras sextas-feiras do mês. Inicialmente, a ação foi estendida, além do material gerado no ICI, aos servidores do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc) e moradores da primeira quadra da Rua São Pedro, onde fica o ICI.

Mais informações sobre o descarte correto de resíduos e os serviços disponíveis estão no site coletalixo.curitiba.pr.gov.br e no site da Família Folhas.

Mutirão de recolhimento de lixo eletrônico

Data: 3/12 (sábado)

Horário: das 9h às 15h

Locais

    • Parque Barigui: acesso pela BR-277, no estacionamento em frente ao heliponto
    • Parque Bacacheri: acesso pela Rua Dr. Eurico César de Almeida
    • Administração Regional Cajuru: Avenida Prefeito Maurício Fruet, 2.150
    • Parque São Lourenço: Rua José Brusamolin, 125 – acesso pela Rua Mateus Leme
    • Parque Tingui: acesso pela Rua José Casagrande, próximo à ponte
    • Rua da Cidadania do Pinheirinho: Avenida Winston Churchill, 2.033 (no estacionamento, em frente à UPA)
    • Largo Padre Albino Vico: na frente da Paróquia Santuário São José, com acesso pela Avenida República Argentina
    • Praça Menonitas: Rua Antônio Kosovski, 3.425, c/ Rua Major Theolindo Ferreira Ribas
    • Praça Des. Armando Carneiro: esquina das ruas Lourival Portella Natel e Levino Schier
    • Horto Municipal do Guabirotuba: Avenida Senador Salgado Filho, 947

Veja a matéria no site da Prefeitura de Curitiba

Sabores de Natal chegam nas lojas Café Cultura com café especial e sobremesas

O clima de celebração que dezembro traz é recebido com sabores exclusivos no Café Cultura. A rede catarinense preparou um cardápio com várias opções de bebidas e doces inspirados na festividade, que estão disponíveis nas mais de 30 lojas pelo Brasil. Um blend de café próprio, biscoito natalino e outras surpresas fazem parte das pedidas.

O Santa Blend é um blend exclusivo da rede Café Cultura, disponível apenas durante o Natal. Os grãos selecionados foram cultivados no solo de Alfenas, Minas Gerais. De corpo leve, tem acidez equilibrada e alta doçura, revelando notas de frutas secas e avelã tostado com aroma de butter toffee.

Outra saborosa surpresa da temporada é a Torta de chocolate sem glúten. Ideal para pessoas com restrições alimentares, mantém o sabor do chocolate e ainda leva decoração temática. O biscoito Ginger Bread tem o clássico boneco de gengibre, disponível em uma embalagem que funciona como lembrança de Natal. Ele também é servido com café: é o Ginger Coffee, o tradicional café com leite acompanhado pelo biscoito. Para os dias quentes, a pedida é o Frappè de morango, preparado com a fruta, dose de espresso e leite, além de chantilly.

Para aprimorar o clima, a decoração especial também toma conta das lojas. Os cafés com leite ganham estêncil de canela ou de cacau em pó, e os cafés para levar têm copos com mensagens de Feliz Natal. As sacolas também recebem artes temáticas, o que as deixam ideais para presentear, combinando itens natalinos como o Ginger Bread com copos térmicos da rede, por exemplo.

Sobre o Café Cultura

A rede Café Cultura foi fundada pelo casal Joshua Stevens e Luciana Melo em 2004, em Santa Catarina. A preocupação com toda a cadeia de produção dos cafés é foco da marca, que ganhou projeção nacional com o conceito Farm to Cup, de controle dos grãos da fazenda até a xícara.

A rede Café Cultura conta com seis endereços em Curitiba: ParkShoppingBarigüi (R. Prof. Pedro Viriato Parigot de Souza, 600), Soho Batel (R. Saldanha Marinho, 1050), Batel (R. Coronel Dulcídio, 558), Cabral (R. São Pedro, 696), Pátio Batel (Av. do Batel, 1868) e São Lourenço (R. Mateus Leme, 4715 – Abranches). Para mais informações, acesse o site.