MON faz nova edição virtual do programa Artistas do Acervo

Um dos mais tradicionais programas do Museu Oscar Niemeyer (MON), o Artistas do Acervo terá nova edição virtual no próximo domingo (18). O diálogo será entre o professor e curador Paulo Reis e os designers Carol Armellini e Paulo Biacchi, com o tema Conforto em Confronto. Haverá transmissão ao vivo no canal do MON no Youtube, a partir das 16 horas.

A essência do programa é oferecer um espaço de diálogo entre o público e os artistas, o que permite abordar e discutir o conteúdo do acervo com curadores e professores.

Neste mês, a obra em destaque é o Banco R540, uma das selecionadas para a exposição do Prêmio Design do Museu da Casa Brasileira (2009) e que integra o acervo do MON.

A peça remete às cadeiras da década de 1960, pois utiliza o mesmo material em sua estrutura: cordão de PVC, também chamado de espaguete plástico, e metal. O Banco R540 tem a assinatura do Estúdio Fetiche Design, criado em 2008 pelos designers Carol Armellini e Paulo Biacchi, homenageados nesta edição do Artistas do Acervo.

Outra criação da dupla de designers é a Poltrona MON, que integra o mobiliário do MON Café. Seu desenho remete à silhueta do prédio do Olho, projetado por Oscar Niemeyer. A peça foi desenvolvida em madeira Tauari e palhinha natural para o encosto.

O mediador do diálogo com os designers será o professor Paulo Reis, pesquisador nas áreas de curadoria, performance, ações artísticas no espaço urbano e crítica de arte.

As edições virtuais do programa Artistas do Acervo são mensais. A próxima, em novembro, terá a participação da artista e professora Fernanda Magalhães.

O MON – O Museu Oscar Niemeyer abriga referenciais importantes da produção artística nacional e internacional nas áreas de artes visuais, arquitetura e design, além da mais significativa coleção asiática da América Latina.

O acervo conta com aproximadamente 7 mil peças, abrigadas em um espaço superior a 35 mil metros quadrados de área construída, 17 mil deles de área para exposições, o que torna o MON o maior museu de arte da América Latina.

Serviço
Artistas do Acervo – Conforto em Confronto

Com Paulo Reis e os designers Carol Armellini e Paulo Biacchi
Data: 18/10 (domingo)
Horário: 16h
YouTube: http://bit.ly/MONnoYoutube
http://www.museuoscarniemeyer.org.br/mon/monemcasa

Informações AEN.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Vendedor de espetinhos é atropelado e morto na garagem de casa por carro desgovernado

Logo após o atropelamento, dois rapazes saíram a pé, sem prestar socorro ao trabalhador

O vendedor de espetinhos Clóvis Lopes, 49 anos, foi atropelado em frente a casa dele por um carro desgovernado no bairro Tatuquara, em Curitiba. O Fiat Palio arrastou o trabalhador para dentro da garagem e ainda destruiu parte da parede da sala de estar. Socorrisas tentaram reanimá-lo por cerca de 40 minutos, mas ele não resistiu aos ferimentos e morreu. Os ocupantes do Fiat Palio fugiram.

A atropelamento aconteceu em frente a casa do trabalhador, na rua Ernesto Germano Francisco Hanemann, por volta das 22 horas. Ele vendia espetinhos quando foi atingido pelo carro.

Uma ambulância do Corpo de Bombeiros esteve no local para os primeiros socorros, mas Clóvis não resistiu. Socorristas tentaram uma reanimação por cerca de 40 minutos.

O tenente Rocha do Batalhão de Polícia Militar (Bptran) disse que os dois ocupantes fugiram sem prestar socorro. “Infelizmente, não temos muitas informações, uma mulher que passava por aqui viu e avisou a família. Esse homem estava vendendo espetinhos em frente de casa quando esse acidente aconteceu. Segundo informações, dois rapazes saíram correndo logo após o atropelamento. Nem prestaram socorro, se evadiram”, contou o policial à Banda B.

O veículo Fiat Palio não possui alerta de furto e/ou roubo. Com o impacto da batida, a parede da sala de estar da residência foi destruída. Lá dentro, ninguém se feriu.

Informações Banda B.

Paraná chega a 4.998 óbitos causados pelo novo coronavírus

A Secretaria de Estado da Saúde divulgou nesta quinta-feira (22) mais 1.265 casos confirmados e 13 mortes em decorrência da infecção causada pelo novo coronavírus. Os dados acumulados do monitoramento da Covid-19 mostram que o Paraná soma 202.217 casos e 4.998 mortes em decorrência da doença. Há ajuste de caso confirmado detalhado ao final do texto.

INTERNADOS – Nesta quinta-feira são 700 pacientes internados com diagnóstico confirmado de Covid-19: 572 em leitos SUS (261 em UTI e 311 em clínicos/enfermaria) e 128 em leitos da rede particular (39 em UTI e 89 em leitos clínicos/enfermaria).

Há outros 825 pacientes internados, 376 em leitos UTI e 449 em enfermaria, que aguardam resultados de exames. Eles estão em leitos das redes pública e particular e são considerados casos suspeitos de infecção pelo Sars-CoV-2.

ÓBITOS – A secretaria estadual informa a morte de mais 13 pacientes. Todos estavam internados. São oito mulheres e cinco homens com idades que variam de 54 a 86 anos. Um óbito ocorreu em 3 de setembro e os demais em outubro.

Os pacientes que foram a óbito residiam em Maringá (4) e Cascavel (2), além de um registro em cada um dos seguintes municípios: Arapongas, Foz de Iguaçu, Itaguajé, Paranaguá, Paranavaí, Toledo e Umuarama.

FORA DO PARANÁ – O monitoramento contabiliza 2.109 casos de pessoas que não moram no Estado – 49 foram a óbito.

AJUSTES:

Exclusões:

Um óbito confirmado no dia 28/06 em Curitiba (M, 34) foi excluído por erro de notificação.

Confira o informe completo ou acesse direto o arquivo PDF.

Informações AEN.