MON abre na segunda-feira de Carnaval com meia-entrada

O Museu Oscar Niemeyer (MON) será uma ótima opção de entretenimento seguro neste inusitado Carnaval 2021, que acontecerá durante a pandemia, com festas e feriado cancelados e medidas restritivas em vigor. Excepcionalmente, o MON estará aberto ao público, inclusive na segunda-feira (15), em horário normal e com valores de ingressos reduzidos a meia-entrada para todos os pagantes.

Nos outros dias de Carnaval, o Museu também estará aberto no horário das 10h às 18h, mas com os ingressos em valores habituais.

“É a nossa maneira de contribuir para que as pessoas tenham uma opção de entretenimento seguro no Carnaval, de acordo com o rígido protocolo de segurança adotado pelo Museu e aprovado pela Secretaria de Estado da Saúde”, explica a diretora-presidente Juliana Vosnika.

Ela afirma que a intenção, ao abrir na segunda-feira e oferecer a opção de um dia a mais para que as pessoas possam usufruir do Museu, é contribuir para o controle de público, que está limitado a 200 visitantes simultaneamente. O MON também opera com limites individuais de público em cada sala expositiva, de acordo com o tamanho de cada uma.

O amplo espaço físico de 35 mil metros quadrados faz com que o MON, maior museu de arte da América Latina, seja uma das opções mais seguras de lazer durante a pandemia.

O funcionamento normal do MON no Carnaval está de acordo com o Decreto 6.766, assinado pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior, segundo o qual todos os órgãos da administração pública estadual direta e indireta terão expediente normal nos dias 15, 16 e 17 de fevereiro.

“Neste momento peculiar que estamos vivendo, a ideia é permitir que o Museu continue sendo um espaço vivo e atuante e que a arte levada até o público possa ter um papel inspirador”, afirma Juliana. “Além de conteúdo, o Museu oferece aos visitantes leveza, entretenimento e descontração de maneira muito segura”.

CONTEÚDO – Várias novas exposições estão em cartaz atualmente no MON. São elas: “Yutaka Toyota – O Ritmo do Espaço”; “Fernando Velloso por ele mesmo”; “Ásia: a Terra, os Homens, os Deuses – Segunda Edição”; “Tony Cragg – Espécies Raras”; “Japonésia”, de Naoki Ishikawa; “A Violência sob a Delicadeza”, de Vera Martins; “O Mundo Mágico dos Ningyos”; “Luz ≅ Matéria”; “África, Mãe de Todos Nós”; “Museu em Construção”; “Espaço Niemeyer”; “Cones” e obras do Pátio das Esculturas.

Devido à pandemia, o MON ficou fechado ao público no período de 17/3/20 a 16/10/20 e de 6/12/20 a 9/1/21. Entre as várias medidas adotadas na reabertura está a substituição do material impresso, como guias e folders, por versões digitais, disponíveis por QR codes. Mais informações sobre isso estão no site da instituição: (https://www.museuoscarniemeyer.org.br/institucional/perguntas_frequentes)

SERVIÇO

Museu Oscar Niemeyer (MON) excepcionalmente aberto na segunda-feira, dia 15.

Das 10h às 18h.

Ingressos a R$ 10 (meia-entrada) para todos os pagantes.

www.museuoscarniemeyer.org.br

Informações AEN.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Filhote de onça-parda vai receber os cuidados do Zoo de Curitiba

O Zoológico de Curitiba ganhou uma nova moradora nesta quinta-feira (14/10). Uma onça-parda filhote, atropelada no Norte do Paraná e tratada pelo Centro de Apoio à Fauna Silvestre (Cafs) de Londrina, vai ganhar um novo recinto na unidade de conservação do Alto Boqueirão.  

A destinação do animal foi feita pelo Instituto Água e Terra (IAT), do Governo do Estado, já que ela não tem mais condições de viver na natureza. “Por se tratar de um filhote e ainda ter pequenas sequelas neurológicas do acidente, ela não iria conseguir sobreviver”, afirmou a chefe do Setor de Fauna do IAT, bióloga Paula Vidolin.

O Zoo foi escolhido por ter espaço físico e equipe capacitada para o tratamento da onça-parda, também conhecida como puma ou sussuaruna. O novo recinto será adequado às suas necessidades, com área aberta e espaço para manejo e fornecimento de alimentação balanceada.

Filhote de onça-parda chega no Zoológico de Curitiba. Curitiba. 14/10/2021. Foto: Ricardo Marajó / SMCS

Antes de conhecer os visitantes, ela vai passar por um período de quarentena e adaptação no setor extra do Zoo, fora de exposição. “São cerca de três semanas, pelo menos, para que o animal possa se ambientar, conhecer a equipe e, principalmente, para reduzir riscos de introdução de patógenos no plantel”, explicou o diretor de Pesquisa e Conservação da Fauna da Secretaria Municipal do Meio Ambiente de Curitiba, Edson Evaristo. 

“Embora diversos exames já tenham sido feitos antes do embarque, o isolamento e a supervisão clínica fazem parte do protocolo de entrada de animais no Zoo de Curitiba”, completou.

Cuidados necessários

De acordo com a chefe do Zoo, Ana Silvia Passerino, no recinto definitivo ela terá espaço para se exercitar e o acompanhamento da equipe técnica.

“No espaço, condizente com o seu porte, ela poderá se deslocar, terá estímulo das atividades de enriquecimento ambiental, cuidados e alimentação balanceada”, afirmou a chefe do Zoológico.

Filhote de onça-parda chega no Zoológico de Curitiba. Curitiba. 14/10/2021. Foto: Ricardo Marajó / SMCS

Em breve, além de conhecer a nova moradora e mais sobre a sua espécie, os curitibinhas poderão escolher seu nome em um concurso promovido pelo IAT e pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Sustentável e Turismo. 

Atropelamentos são risco para a espécie

É a segunda vez que uma filhote de onça-parda é destinado ao Zoo de Curitiba após atropelamento. Desta vez, o animal foi encontrado às margens da rodovia PR-151, próximo ao município de Ribeirão Claro, no Norte Pioneiro. O Batalhão de Polícia Ambiental – Força Verde (BPAmb) encaminhou a onça ao Cafs Unifil para atendimento médico-veterinário. 

Ela foi submetida a uma cirurgia com células-tronco no Cafs, no Hospital Universitário Veterinário da Unifil. Após o tratamento, que incluiu a cirurgia com células-tronco, o IAT definiu o Zoológico de Curitiba como destino da onça-parda

primeira vítima de atropelamento a encontrar abrigo na instituição de Curitiba foi Juma, ainda em 2013, que sofreu o acidente em Goiás e veio encaminhada pelo Ibama. De acordo com o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), a ampliação da malha rodoviária, que causa fragmentação dos habitats e aumenta chances de atropelamentos, é um risco para a espécie. 

Tadeu Schmidt é o novo apresentador do BBB

Ano que vem o Big Brother Brasil 22 terá um novo comandante, o apresentador Tadeu Schmidt. O anúncio oficial foi feito neste domingo (10), durante o Fantástico.

Tadeu assume o reality após Tiago Leifert deixar a Rede Globo. Desde que Leifert anunciou que deixaria a emissora, o nome de Tadeu Schmidt foi tido como um dos favoritos a assumir o BBB, ao lado de Marcos Mion, contratado recentemente pela Globo.

Com a saída de Tadeu do Fantástico, Maju Coutinho irá assumir a apresentação do programa ao lado de Poliana Abritta.