Lar para idosos em Curitiba recebe primeira dose da vacina: “Estou louca de alegre”, comemora moradora

Publicidade
Publicidade

Ao suspender visitas e adotar todas as medidas restritivas para evitar o contágio, Nossa Casa Moradia para idosos não registrou nenhum caso da doença em meio à pandemia

“Nós vencemos”. É a afirmação de Paula Gomes Loyola, proprietária da Nossa Casa, moradia para idosos, ao ter confirmada a realização da vacinação para os idosos moradores do local, na tarde desta quarta-feira (20), primeiro dia oficial do programa de imunização em Curitiba, promovido pela Secretaria Municipal de Saúde. Ao adotar todas as medidas de segurança recomendadas pelas autoridades sanitárias, a instituição não registrou nenhum caso de contaminação pela Covid-19.

A casa, fundada em 1986, precisou fechar temporariamente em março do ano passado em função da Covid-19. “Foram meses muito sofridos porque as famílias tinham portas abertas aqui na casa, estavam com seus familiares quando tinham vontade de estar. Foi um grande choque para nós ter de viver essa separação”, relembra Paula. A partir da necessidade de isolamento por conta da pandemia, foi preciso suspender todas as atividades.

A casa adotou medidas de segurança, substituindo as visitas tradicionais por encontros à distância, e estabeleceu também vídeo chamadas para que os idosos pudessem conversar com familiares. Mas para quem já tem certa idade, os dois expedientes não se mostraram efetivos. Mesmo diante de apelos de parentes que pediam a retomada das visitas presenciais, a casa decidiu não ceder, explicando que passar imunes ao novo coronavírus exigiria a interrupção dos encontros. A equipe de enfermeiros trabalhou o tempo todo com máscara e escudo de acrílico ao longo de 2020. A Vigilância Sanitária e a Promotoria do Idoso acompanharam de perto todo o trabalho da Nossa Casa durante todo o ano passado.

“Chegou o dia”

“Fizemos pouquíssimas visitas à distância, porque muitas vezes o idoso mal reconhecia o familiar com o uso da máscara”. Felizmente, graças ao cumprimento a risca de todos os protocolos de segurança, a casa não registrou nenhum caso de Covid-19. Com a confirmação dos idosos como grupo prioritário no programa da vacinação, Paula pôde afirmar: “aqui o coronavírus não entrou”.

Marlene Cunha Gomes, de 79 anos, moradora da casa, não vê a família há quase um ano. “Estou louca de alegre”, informou ao saber que seria vacinada nesta quarta-feira. “Faz tempo que estou esperando pela vacina. Estou tão alegre porque, esperar é cansativo. Mas graças a Deus chegou o dia, estou muito feliz”. Assim que estiver pronta, promete dar um abraço em toda a família. “Estou emocionada. Vai dar tudo certo. Deus é bom demais”, comemorou.

Informações Banda B.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Vagas de EstaR são ampliadas no Rebouças incluindo a Avenida Getúlio Vargas

Publicidade
Publicidade

Até a próxima semana, equipes da Superintendência de Trânsito (Setran) devem finalizar os trabalhos de implantação de nova sinalização (placas e pintura no pavimento) delimitando 337 vagas de Estacionamento Regulamentado (EstaR) no bairro Rebouças.

O EstaR passará a valer na Rua Santo Antonio e vias transversais a ela, o que inclui a Avenida Presidente Getúlio Vargas e as ruas Engenheiros Rebouças, Brasílio Itiberê, Almirante Gonçalves, Baltazar Carrasco dos Reis e Chile.

De 15 e 19 de março, agentes de trânsito farão apenas orientações aos motoristas que estacionarem nas vagas sem ativar os créditos obrigatórios. A partir do dia 22, começa efetivamente a fiscalização e o condutor que insistir em não ativar o aplicativo necessário para uso da vaga será multado.

Projeto

A nova sinalização indicará estacionamento para 359 vagas. São 337 para o EstaR: 327 para uso com limite de até 2h, sete vagas para veículos exclusivos de carga e descarga, duas vagas exclusivas para idosos e uma vaga para pessoa com deficiência. Também há sete vagas para motos, sete para estacionamento 15 minutos com pisca-alerta e oito para táxis.

Informações Banda B.

Aplicação de segunda dose da vacina em idosos começa nesta sexta-feira em Curitiba; confira a cronograma

Publicidade
Publicidade

A segunda aplicação da vacina contra a covid-19 para idosos que foram imunizados com a primeira dose começa nesta sexta-feira (5/3). O reforço da vacina será feito por escalonamento de idade começando pelos idosos de 95 anos ou mais.

Não será necessário agendamento. A Secretaria Municipal da Saúde orienta que para tomar a nova dose é necessário que os familiares dos idosos incluídos nesta etapa os levem ao mesmo local onde receberam a primeira 

“É muito importante que esse cronograma seja seguido, para evitar aglomerações e garantir o prazo adequado da aplicação da segunda dose”, explica a secretária municipal da Saúde, Márcia Huçulak.

O cronograma de aplicação da segunda dose continua na segunda-feira (8/3) para pessoas com 93 anos ou mais; na terça-feira (9/3) os idosos de 90 anos ou mais; na quarta-feira (10/3) a imunização será para pessoas de 89 anos ou mais; na quinta-feira (11/3) a vacinação é para pessoas 88 ou mais e na sexta-feira (12/3) é a vez das pessoas com 87 anos ou mais.

A segunda aplicação da vacina contra a covid-19 para idosos que foram imunizados com a primeira dose começa nesta sexta-feira dia 5/03. Foto: Daniel Castellano/SMCS

O escalonamento continua na semana seguinte: na segunda-feira (15/3) serão imunizadas com a segunda dose pessoas de 86 anos ou mais e na terça-feira (16/3) a vacinação será para idosos de 85 anos ou mais. Lembrando que os idosos de 85 anos e mais tiveram duas datas de aplicação da primeira dose. Entram nesse cronograma da segunda dose aqueles que receberam a vacina no dia 19/2.

Naquele dia, a vacinação foi interrompida ao meio-dia por falta de envio de novas doses pelo Ministério da Saúde. Portanto, esta semana, na retomada da vacinação, idosos de 85 anos e mais foram imunizados no dia 1/3. Esses não devem tomar a segunda dose agora, nesse cronograma que está sendo anunciado. A partir dessa faixa etária a imunização passou a ser realizada com o imunizante da AstraZeneca que tem maior prazo para aplicação da segunda dose.

Idosos que tenham sido imunizados com a CoronaVac fora do cronograma de aplicação da primeira dose, deverão atentar para o intervalo entre a primeira e a segunda dose que deve ser de no mínimo 21 dias e no máximo 28 dias para a segunda aplicação. 

No dia, o idoso deve apresentar um documento de identificação com foto, CPF e a carteirinha recebida na primeira dose.

Os idosos acamados receberão a segunda dose nas suas residências dentro do prazo estabelecida para a segunda aplicação, que é entre 21 e 28 dias a contar da primeira dose.

Cronograma da segunda dose para idosos

  • 95 anos ou mais: sexta-feira, 5 de março
  • 93 anos ou mais: segunda-feira, 8 de março
  • 90 anos ou mais: terça-feira, 9 de março
  • 89 anos ou mais: quarta-feira, 10 de março
  • 88 anos ou mais: quinta-feira, 11 de março
  • 87 anos ou mais: sexta-feira, 12 de março
  • 86 anos ou mais: segunda-feira, 15 de março
  • 85 anos ou mais: terça-feira, 16 de março


LOCAIS FIXOS

Das 8h às 17h
1 – Pavilhão da Cura
Parque Barigui
2 – Unidade de Saúde Salvador Allende
Rua Celeste Tortato Gabardo, 1.712 –  Sítio Cercado
3 – US Vila Diana
Rua René Descartes, 724 – Abranches
4 – US Jardim Paranaense
Rua Pedro Nabosne, 57 – Alto Boqueirão
5 – US Camargo
Rua Pedro Violani, 364 – Cajuru
6 – US Ouvidor Pardinho
Rua 24 de Maio, 807 – Praça Ouvidor Pardinho
7- US Vila Feliz
Rua Pedro Gusso, 866 – Novo Mundo
8 – US Pinheiros
Rua Joanna Emma Dalpozzo Zardo, 370 – Santa Felicidade
9 – Clube da Gente CIC
R. Hilda Cadilhe de Oliveira
10 – Rua da Cidadania do Tatuquara
R. Olivardo Konoroski Bueno, s/n
11 – Rua da Cidadania do Fazendinha
Rua Carlos Klemtz, 1700

DRIVE-THRU

Das 9h às 16h
1 – Pavilhão da Cura – Parque Barigui (entrada somente pela BR-277)
2 – Estacionamento do Santuário Nossa Senhora do Carmo – Boqueirão (entrada será feita exclusivamente pelo segundo portão do estacionamento, pela Rua Frederico Mauer)
3 – Paróquia Santo Antônio – Boa Vista (entrada única pela Rua Geraldo Gustavo Oscar Mueller)