Itaipu implanta sistema que acompanha atividades no campo em tempo real

As ações de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater) na região Oeste serão monitoradas pelo aplicativo ArcGIS Survey123

A Divisão de Ação Ambiental da Itaipu Binacional implantou nesta semana um sistema de monitoramento das atividades de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater) no Oeste Paranaense. A partir desta quinta-feira (1º), todos os 54 técnicos das instituições parceiras – Biolabore e Capa – poderão utilizar a aplicação ArcGIS Survey123, um sistema que facilita a gestão e fiscalização dos contratos, convênios e todas as atividades de Ater. O sistema foi desenvolvido em parceria com a Divisão de Apoio Operacional e não gerou custos adicionais à Itaipu.

Formas de comercialização da produção rural é um dos temas das assistências prestadas na região. Foto: Alexandre Marchetti/Itaipu Binacional

De acordo com o técnico Ronaldo Pavlak, da MAPA.CD, o público das atividades de assistência técnica e extensão rural, promovidas por Itaipu e parceiros, são os agricultores familiares da região. Eles recebem assessoria para difusão de tecnologias de produção de forma sustentável e orgânica, o que contribui com a segurança hídrica e com os múltiplos usos do reservatório.

Reprodução da tela do ArcGIS Survey123.

“Nosso foco é ajudar os agricultores a produzirem de forma sustentável, com o uso de novas tecnologias de cultivo. Passamos informações em relação ao planejamento da produção e os planos de manejo para certificação de propriedade orgânica. Também atuamos em questões pontuais, como o controle de uma praga, e fornecemos toda a orientação para as agroindústrias familiares, entre outras atividades”, explica Pavlak.

O acompanhamento dessas atividades, até então, era feito todo no papel. O técnico terceirizado ia a campo, interagia com o agricultor e preenchia um formulário. Esse formulário gerava um relatório que, ao final do mês, era entregue aos profissionais da Itaipu.

Agora toda a atividade será preenchida em formulários eletrônicos em tablets. Por meio de GPS, o sistema informa a geolocalização da propriedade. O técnico preenche informações como o tipo de atividade (se é individual ou coletiva), o status do agricultor (se for novo, já preenche o cadastro), o objetivo da assessoria (apicultura, avicultura, bovinocultura, entre várias outras). Ele também pode tirar fotos dos documentos e da atividade em si.

A ferramenta possibilita o controle de carga horária das atividades realizadas, além do registro das orientações e das recomendações técnicas prestadas pela equipe contratada. O técnico pode fazer todas as marcações no modo off-line e, ao final do dia ou assim que estiver com acesso à internet, os trabalhos realizados são carregados ao banco de dados da Itaipu, possibilitando o acompanhamento em tempo real pela área gestora.

“A ideia é unificar o banco de dados e facilitar a nossa gestão interna. Também podemos cruzar informações, ter um banco único e padronizado”, explica Pavlak. “Podemos, ainda, gerar gráficos de acompanhamento para os superiores visualizarem de maneira facilitada e com maior riqueza de detalhes. Isso ajuda na tomada de decisão da alta gestão”, conclui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Com tour virtual, turista já pode visitar o Ecomuseu de Itaipu sem sair de casa

Passeio está aberto a partir desta quarta-feira (14). Iniciativa faz parte das comemorações de 33 anos do Ecomuseu

A partir desta quarta-feira (14), turistas de qualquer parte do mundo poderão visitar o Ecomuseu de Itaipu sem sair de casa. O tour virtual em 360º pode ser feito a partir de links nos sites da Itaipu (www.itaipu.gov.br) e do Complexo Turístico Itaipu (www.turismoitaipu.com.br). Ou diretamente clicando neste endereço: http://ronyfotografias.com.br/worldvirtualtour/ecomuseu_itaipu_binacional/  

Foto: Divulgação

A iniciativa faz parte da programação de aniversário do Ecomuseu, que nesta sexta-feira (16) completa 33 anos. E segue uma tendência mundial: a visita on-line virtual é uma estratégia adotada pelos principais museus e ganhou força, neste ano, por causa da pandemia de covid-19.

Foto: Divulgação

Ao acessar a plataforma, o visitante poderá percorrer os corredores e salas de exposição do Ecomuseu, conhecer detalhes do acervo e saber mais sobre a história da região, desde os primeiros habitantes, o processo de ocupação da terra, até a construção da usina de Itaipu.

Entre os destaques do passeio, estão uma sessão do Ciência na Esfera, com imagens animadas da Terra e de outros planetas, fotos, maquetes, depoimentos de pioneiros e artefatos arqueológicos. Placas informativas instaladas em diferentes pontos do Ecomuseu também poderão ser acessadas – basta clicar no ícone que aparece na tela.

A programação de aniversário começou na última sexta-feira (9) com o lançamento do guia ilustrado do Ecomuseu. O material impresso será entregue aos turistas que visitarem presencialmente o atrativo, contendo informações detalhadas sobre o circuito. Empregados de Itaipu também receberam o guia.

Foto: Divulgação

Na segunda (dia 12), foi lançado o “Itaipu Sustenta-Habilidades”, um jogo de realidade alternativa (ARG, na sigla em inglês) voltado para crianças e adolescentes. O link do game está disponível nos sites e redes sociais da Itaipu, Parque Tecnológico Itaipu (PTI) e Conselho de Desenvolvimento dos Municípios Lindeiros.

Foto: Divulgação

No dia 20, haverá uma cerimônia com a presença de diretores da Itaipu e autoridades convidadas para comemorar o aniversário do Ecomuseu. No evento, será feito o lançamento da websérie “Conhecendo o Ecomuseu” e do kit “Guias pedagógicos da Itaipu Binacional”. Também serão detalhados os projetos de reforma e ampliação previstos para o espaço.

Campanha “Vem pra Foz” dá resultado e principais atrativos registram mais de 28 mil visitantes no feriadão

Resultado representa um aumento de 61% sobre a movimentação de turistas no último feriado prolongado, de 7 de setembro

A campanha “Vem pra Foz”, promovida pela Itaipu Binacional com apoio do trade turístico do Destino Iguaçu, já mostrou resultados neste feriado prolongado de 12 de outubro, dia de Nossa Senhora Aparecida. Os quatro principais atrativos da cidade (o Parque Nacional Iguaçu – PNI, Parque das Aves, Itaipu e Marco das Três Fronteiras) registraram, juntos, 28.348 visitantes de sábado (10) a segunda-feira (12), um aumento de 61% sobre o último feriado, quando registraram conjuntamente 17.886 turistas.

Foto: Rubens Fraulini

No PNI, foram 11.844 visitantes de 10 a 12 de outubro, contra 7.289 de 5 a 7 de setembro. Na mesma comparação, o Parque das Aves recebeu 7.512 turistas, contra 4.105 no feriado anterior. Na Itaipu, aumento de 3.800 para 4.717. E, no Marco das Três Fronteiras, de 2.692 para 4.275.

Foto: Kiko Sierich

Pelo perfil dos visitantes observado tanto no PNI como na Itaipu, a maioria dos turistas é da região ou do estado do Paraná, público que corresponde ao foco da campanha “Vem pra Foz”.

Foto: Kiko Sierich

“Foz do Iguaçu se preparou para receber o turista com segurança, e o movimento crescente é sinal de que o público está respondendo e contribuindo com a retomada gradual da economia regional. Foz oferece opções turísticas ao ar livre, de contato com a natureza, que são bastante indicadas para o momento pós-pandemia”, afirmou o diretor-geral brasileiro da Itaipu, general Joaquim Silva e Luna.

Com os bons resultados obtidos neste último final de semana, a expectativa é de uma movimentação ainda maior no próximo feriado, no dia 2 de novembro, que também cairá em uma segunda-feira.

“O brasileiro demonstrou que está ansioso para viajar, e a cidade mostrou que está preparada para receber. Estamos todos de parabéns. É o turismo alavancando a retomada econômica com responsabilidade”, acrescentou o presidente do Conselho Municipal de Turismo de Foz do Iguaçu (Comtur), Paulo Angeli.

Lançada no final de agosto e produzida pela Itaipu Binacional, a campanha teve como foco inicial o estímulo ao turismo regional e, a partir da segunda fase, iniciada em setembro, conta com o aplicativo Foz com Desconto, uma plataforma para a venda de atrativos, produtos e serviços com condições especiais. Além do Comtur, outras instituições locais como o Instituto Visit Iguassu e a Associação Comercial e Empresarial de Foz do Iguaçu (Acifi) fazem parte da iniciativa.

“A campanha ‘Vem pra Foz’ e o aplicativo Foz com Desconto demonstram efetividade comprovada pelo crescimento do número de visitantes neste feriado de outubro, e deverá  ampliar o movimento no feriado de Finados, inclusive  reiniciando a demanda do turismo receptivo, com a implementação dos novos voos para o Destino”, concluiu o presidente do Visitors Bureau, Felipe Gonzalez.