Irmãos Cavalera fazem curitibanos se tornarem um só corpo em show matador na Re Concert

A essência do Sepultura pisou no palco da Re Concert, no bairro Prado Velho, na noite desta quinta-feira (13/6). Curitiba foi presenteada com o show dos irmãos Max e Igor Cavalera, fundadores da banda mineira que colocou o nome do Brasil no mapa mundial do metal.

Foto por: Pedro Ribas

O show apresentado em Curitiba foi da turnê Return Beneath Arise. Durante quase duas horas, os irmãos Cavalera tocaram músicas dos discos clássicos do Sepultura, Beneath the Remains (1989) e Arise (1991).

Petardos como Inner Self, Mass Hypnosis, Slaves of Pain, Arise, Dead Embrionic Sells e Infected Voice foram disparados pelos irmãos Cavalera durante o show. “Queremos que vocês tenham uma noite inesquecível de metal”, disse Max no meio da apresentação.

Foto por: Pedro Ribas

A promessa foi cumprida. No bis rolou até Roots Bloody Roots, após a galera gritar em coro. Quem entrou nas rodas de pogo que incendiaram a Re Concert levou as marcas no corpo de Troops of Doom, Refuse Resist e Beneath the Remains. Os clássicos Osgasmatron e Ace of Spades do Motorhead também deixaram a noite mais divertida.

Max e Igor mostraram mais uma vez que são uma das duplas mais mortíferas em cima de um palco. Vida longa aos Cavalera.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Vai soltar fogos de artifício em Curitiba? Saiba o que é permitido na cidade

Apenas efeitos visuais, sem estampido. Esse deve ser o cenário das festas de fim de ano em Curitiba, pelo segundo ano consecutivo de vigência da lei que proíbe o uso de fogos de artifício com efeitos sonoros na cidade. O consumidor que estiver pensando em adquirir o material para as comemorações, deve estar atento. 

Podem ser usados na capital paranaense fogos de artifício com efeitos de cores, os ditos luminosos, que produzem efeitos visuais sem tiro (fogos de vista, sem estampido). 

“É importante lembrar que a comercialização de fogos com efeito de tiro não é proibida. As lojas fazem a sua parte orientando o consumidor, que deve estar consciente na hora da compra”, explica o superintendente de Controle Ambiental da Secretaria Municipal do Meio Ambiente, Marcos Traad. 

A orientação por parte do comércio é uma exigência do mais recente decreto que regulamenta a norma. Ações de fiscalização do município vem acontecendo neste caráter informativo, informa a diretora de Pesquisa e Monitoramento da Secretaria do Meio Ambiente, Erica Mielke. 

“As lojas receberam cartazes com as informações para que o consumidor não fique em dúvida”, reforça. Também é necessário que o estabelecimento mantenha o cadastro dos compradores, informando o tipo de produto adquirido, data, local e horário previsto da soltura. 

Esforço conjunto

Além de distribuir os folhetos informativos, manter a legislação visível e orientar o consumidor, a Associação Industrial e Comercial de Fogos de Artifício do Paraná (Aincofapar) criou selos que diferenciam os dois tipos de fogos para facilitar a identificação na prateleira. O verde está presente nos produtos com uso liberado em Curitiba e o vermelho, nos que não podem ser soltos na cidade.

O presidente da entidade, Rodolpho Aymoré Junior, conta que o projeto é piloto e que os selos estão disponíveis aos associados. Ainda de acordo com ele, a Aincofapar tem uma lista para orientar a identificação, conforme a legislação municipal. “É uma espécie de homologação dos ‘fogos ecológicos’ que possuem uma frequência sonora menor e atendem aos requisitos da legislação”, comenta.

Para o consumidor que está na dúvida, Aymoré explica que os fogos sem estampido mantêm a beleza e a plasticidade, sem prejuízo nenhum ao evento. “Com a vantagem de poderem ser utilizados em qualquer cidade do Brasil”, acrescenta e alerta, ainda, para que a compra seja feita, sempre, por maiores de 18 anos, em lojas devidamente autorizadas.

O que diz a lei

As multas para o cidadão que fizer a soltura ou manuseio dos fogos proibidos variam de R$ 400 a R$ 100 mil, conforme a gravidade da infração. O comércio que não cumprir as normas de orientação e cadastro pode ter o alvará cassado.

Selos desenvolvidos para os produtos para facilitar a venda e orientar os consumidores sobre a legislação municipal. Curitiba, 06/12/2021. Foto: Levy Ferreira/SMCS.

A demanda é, principalmente, da proteção animal, mas também beneficia crianças, especialmente aquelas com Transtorno do Espectro Autista, e os idosos, que também sofrem com os barulhos dos fogos.

A lei foi uma proposta da Câmara Municipal, ainda em 2019, com a motivação, em especial, de proteger animais domésticos, a fauna silvestre, bebês e pessoas portadoras de transtornos do espectro autista. Quem flagrar a soltura de fogos com barulho na cidade, deve fazer a denúncia pela Central 156. 

Curitiba recebe Festival Giro Boêmio neste sábado

A festa acontece no gramado conhecido como “parcão, ao lado do Museu Oscar Niemeyer (MON) e faz parte da programação que marca volta dos grandes eventos a capital paranaense

Curitiba recebe neste sábado (11), das 11h às 19h, no gramado do “parcão”, ao lado do Museu Oscar Niemeyer, o Festival Giro Boêmio. Segundo os idealizadores, esse é um festival plural, com shows, comida de boteco, bebidas variadas e muito mais. As entradas serão LIMITADAS, para garantir a segurança do evento, e já estão disponíveis no aplicativo Giro Boêmio (assinantes do app não pagam). Na hora do evento elas custarão R$20 e quem doar 1kg de alimento não perecível paga meia (R$10). Os alimentos serão encaminhados a instituições de caridade, a fim de promover um Natal com comida na mesa das famílias em situação de vulnerabilidade alimentar.

A música fica por conta de Anne Glober e Banda, Jazz Bop instrumental, Burger Brothers e, ainda, Tony Caster & The Black Mouth Dogs. Para comer, as opções são: Porks – Porco e Chope; Bull Prime; Pão com Bolinho; Dose de Glicose (açaí e churros); Predileta Pizzas; Don Kebab; Sirene – Fish & Chips; Churras Cwb e, ainda, Rafaelato Gelato – com seus picolés gourmets. Para beber, haverá as mais variadas opções e estilos de chopes Bonato, além de 2 espaços exclusivos: Hambre Gin e Bacco Vodka – eleita a melhor vodka do Brasil em 2021.

Ainda tem stand de flash tattoo, com o tatuador Douglas Frasson; Feira de adoção com a Adote com Consciência, Loja de roupas com a Vista Lobo; Bazar vinil com a Joaquim Livros & Discos; Feira de suculentas com a Dona Luíza Orquídeas e Suculentas; Reiki e Aroma Terapia com a Bamboo Terapia; Drinking Games e, por último, mas não menos importante, Espaço Kids, para que pais e crianças possam aproveitar juntos.

E se você acha que a festa acaba aí, ela está só começando. No mesmo dia do festival, será lançado oficialmente o aplicativo e guia de bares Giro Boêmio: “De fácil navegação e totalmente intuitivo, o aplicativo classifica os estabelecimentos de acordo com algumas características, ou seja, além de ajudar o consumidor a escolher onde frequentar, quem faz a assinatura anual do guia (R$120) ainda conta com descontos e promoções exclusivas”, explica um dos idealizadores do projeto Lucas Mazzon Flessak.

Vale lembrar que o app já está disponível em Curitiba, no sistema Android e IOS e, em breve, estará disponível em todo país. A próxima cidade a receber o Festival Giro Boêmio será Recife/PE.

SERVIÇO – FESTIVAL GIRO BOÊMIO

Data: 11 de dezembro de 2021

Horário: das 11h às 19h

Local: Gramado do “parcão” ao lado do MON.

Dúvidas e informações: contato@giroboemio.com.br