Informe semanal da dengue confirma 761 novos casos no Paraná

O Informe Epidemiológico da Dengue divulgado nesta terça-feira (23) pela Secretaria de Estado da Saúde registra 761 novos casos da doença. Agora, o Estado soma 5.293 casos confirmados desde o início do período, em agosto do ano passado.

Deste total, 4.517 casos são autóctones, ou seja, de pessoas que contraíram dengue no município de residência. Três municípios apresentam casos autóctones pela primeira vez no período epidemiológico: Cidade Gaúcha, Floresta e São Pedro do Iguaçu.

São 229 municípios com casos confirmados. Desses, 20 registram casos de dengue com sinais de alarme e outros 10 trazem casos de dengue grave.

“Cerca de 90% dos focos do mosquito transmissor da doença estão nas residências e, por isso, reforçamos a orientação para que a população nos apóie neste combate à dengue com a  remoção dos criadouros do mosquito Aedes aegypti, que se formam em pontos e recipientes que acumulam água parada”, afirma o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto.

O Informe registra ainda 42.076 notificações para a dengue em 349 municípios. Outros 9.740 casos seguem em investigação.

Confira o informe completo.

Informações AEN PR

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pfizer entregará 17,6 milhões de doses até 22 de agosto

O consórcio formado pelas farmacêuticas Pfizer e BioNTech informou nesta segunda-feira (2) que entregará 17,6 milhões de doses de vacinas contra a covid-19 até o dia 22 de agosto. Neste mês foram disponibilizadas 2,1 milhões de doses.

As doses serão trazidas em voos de Miami, nos Estados Unidos, para o aeroporto de Viracopos, em Campinas, em São Paulo.  

A previsão do Ministério da Saúde é que o consórcio repasse, no total, 33,3 milhões de doses de imunizantes contra a covid-19 em agosto. Após o dia 22 a Pfizer e a BioNTech devem encaminhar ao Ministério da Saúde os 13,6 milhões de doses restantes dos lotes do mês.  

Para setembro, o acordado com a pasta é que sejam enviadas mais 37,4 milhões de doses. Para o último trimestre do ano a perspectiva é que o consórcio repasse mais 100 milhões de doses.

Universidade do Paraná oferece apoio psicológico gratuito durante a pandemia

Intitulado ‘Aldeia Solidária’, o projeto da PUC do Paraná oferece atendimento psicológico gratuito durante a pandemia de covid-19. A ação é iniciativa dos pesquisadores ligados ao Núcleo de Direitos Humanos da universidade, ao Programa de Pós-Graduação em Direitos Humanos e Políticas Públicas.

O público alvo são pessoas em situação de vulnerabilidade social e psíquica. A iniciativa, que atualmente conta com 23 psicólogos voluntários, começou em maio de 2020 e, de lá para cá, já foram realizadas cerca de 420 sessões, com 140 pessoas atendidas.

Os encontros são agendados de acordo com a disponibilidade da pessoa inscrita e do profissional voluntário e realizados de segunda a sexta-feira, por videochamada, normalmente. Em alguns casos, a conversa ocorre por telefone. As sessões duram de 30 a 60 minutos e a média tem sido de cinco sessões para cada inscrito.

“O momento pelo qual passamos, marcado pela pandemia de covid-19, pode gerar uma grande carga de sofrimento psíquico na sociedade. O cenário no qual estamos inseridos hoje agrava inseguranças, medos e ansiedades. Criamos esse projeto considerando a urgência do momento atual em relação à saúde mental da população”, explica o coordenador do projeto, Rodrigo Alvarenga, professor da PUC-PR.

O serviço é gratuito. Podem participar qualquer pessoa com 18 anos ou mais que necessite de apoio psicológico. Os interessados devem se inscrever pelo site oficial do projeto e aguardar o contato da equipe.