Governo libera R$ 3,8 milhões para combate aos incêndios em MS

Recursos vão custear 37 ações durante 90 dias na região do Pantanal

O Ministério do Desenvolvimento Regional liberou R$ 3,8 milhões para ações de combate aos incêndios florestais que atingem a região do Pantanal, em Mato Grosso do Sul. A portaria que autoriza a transferência de recursos ao estado foi publicada hoje (16) no Diário Oficial da União.

De acordo com o ministério, os recursos vão custear 37 ações, a serem implementadas durante 90 dias. Estão incluídas a contratação de 200 horas de voo para auxiliar o combate às chamas, locação de helicópteros e a compra de equipamentos para a contenção e extinção do fogo, como mangueiras, esguicho, abafadores, sopradores e piscinas flexíveis, entre outras medidas.

Ontem (15), o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, esteve no estado, quando anunciou o repassa, que se soma a mais R$ 562,8 mil já transferidos pela União para auxiliar no enfrentamento às chamas. As cidades de Corumbá, Alcinópolis e Pedro Gomes são as mais atingidas do estado.

estiagem e as queimadas destroem o Pantanal há meses e vêm alterando o cenário florestal em Mato Grosso do Sul e no Mato Grosso, com fumaças encobrindo a paisagem e rios secando. Dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) mostram que há meses, o fogo vêm atingindo o Pantanal. Foram registrados 15.477 focos de incêndio na região, entre janeiro e esta quarta-feira (16). No mesmo período do ano passado foram 5.109 focos.

Hoje, o ministro cumprirá agenda em Mato Grosso, também para tratar dos incêndios florestais. O governo federal também reconheceu situação de emergência no estado, por procedimento sumário – quando a ocorrência, pública e notória, é considerada de grande intensidade.

De acordo como o ministério, nestes casos, para agilizar o atendimento à população, a Defesa Civil Nacional antecipa os trâmites e publica a decisão antes mesmo que as solicitações do município ou do estado sejam oficializadas. A portaria foi publicada no Diário Oficial da União desta quarta-feira.

No mês passado, o governo federal repassou R$ 870,8 mil para o município mato-grossense de Poconé combate aos incêndios.

Informação Agência Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Depois de 60 dias fechado, Ponto Gin retoma às atividades na capital paranaense

Proteção acrílica que separa o staff do público, capacidade limitada e horário reduzido. Essas são apenas algumas das mudanças que o público poderá notar ao entrar no Ponto Gin, bar de alta coquetelaria localizado no Shopping Hauer, em Curitiba.

O bar – fechado há mais de 60 dias devido às medidas restritivas da bandeira laranja – reabre nesta quarta (26) seguindo todos os protocolos de segurança contra a proliferação da Covid-19.

Entre as regras adotadas pelo bar estão: o uso obrigatório de máscara pelos funcionários e clientes – que deverão usá-la ao chegar no estabelecimento e ao circular pelo espaço -, medição de temperatura corporal na entrada e a disponibilização de álcool em gel em todas as mesas. Até mesmo no deck, espaço externo e ventilado, o distanciamento mínimo entre lugares será exigido.

Não será preciso efetuar reservas, mas o atendimento estará sujeito a capacidade de público permitida. Festas e eventos que geram aglomeração não serão promovidos durante este período.

“Com a mudança para bandeira amarela e seguindo à risca as regras sanitárias e de distanciamento, é possível reabrir gradualmente nosso segmento, um dos mais atingidos pela pandemia. Entretanto, a segurança da equipe e dos clientes continuará sendo prioridade neste momento”, afirma Arthur Maia, um dos sócios do Ponto Gin.

Além do atendimento presencial, o delivery volta a fazer parte da rotina do bar: em parceria com o aplicativo de entregas James Delivery, o público poderá adquirir coquetéis engarrafados, prontos para serem consumidos em casa.

Sobre o Ponto Gin

Inaugurado em julho de 2017, o Ponto Gin é o primeiro bar com ênfase em gin de Curitiba. Com uma estrutura voltada para a rua, em cerca de 50 m² contempla um espaço interno de dois andares. A decoração é assinada pelo arquiteto Alexandre Neves e pelo decorador Paulo Peruzzo.

A carta de coquetéis apresenta drinks outside e inside, servidos em bags recicláveis e taças. Todos os drinks são assinados por Vinicius Kodama, que já recebeu o 2° lugar no Grey Goose Viva La Revolucion Regional, no Coffee in Good Spirits Nacional e no Monin Cup Brasil, foi Top 16 no Paraguai Uruguai Brasil World Class Diageo e Top 8 no Beefeater MXLDN; e Ana Carolina Soares, semifinalista do Bacardi Legacy 2019 e 1° lugar na Liga de Bares de Curitiba (Hambre + 1883) com o coquetel Amálgama.

Não nevou, mas Curitiba teve um dos dias mais frios do ano

Mais uma vez não nevou em Curitiba, mas tivemos um dos dias mais frios do ano. A capital paranaense registrou mínima de 3.7 ºC e sensação de 3ºC. Típico frio curitibano que andava “sumido” neste inverno, voltou com tudo nesta semana acompanhado de chuvas.

Amanhã teremos mais um dia de frio. Segundo o Simepar, teremos mínima de 2ºC e máxima de 13ºC e não há previsão de chuva. A partir de domingo, as temperaturas tendem a aumentarem. Confira:

O fotógrafo Ricardo Marajó fez alguns registros do Parque Barigui nesta manhã fria e nos enviou.

Foto: Ricardo Marajó
Foto: Ricardo Marajó
Foto: Ricardo Marajó