Governo lança editais para fomento do setor cultural com recursos da Lei Aldir Blanc

A Secretaria de Estado da Comunicação Social e da Cultura lançou, por meio da Superintendência da Cultura, um pacote de oito editais como parte das ações de fomento do Governo do Estado com recursos da Lei Federal Aldir Blanc para atender o setor cultural durante a crise causada pela pandemia.

Contemplando as mais diversas áreas, da literatura ao artesanato, passando pela música, teatro, cinema, artes visuais, fotografia e patrimônio, sem deixar de lado a pesquisa, as medidas não têm apenas caráter de auxílio emergencial, mas também de reconhecer a importância do papel desempenhado por artistas, técnicos, produtores e todos os profissionais do setor.

“A proposta, com esses editais, não é apenas ajudar, socorrer, mas também não medir esforços no sentido de estimular a retomada da produção artístico-cultural no Paraná. Queremos valorizar os nossos talentos, fomentar novos projetos, dar visibilidade aos já existentes, e agradecer os esforços feitos por toda a cadeia produtiva do setor nestes meses tão difíceis que estamos enfrentando”, afirma a superintendente da Cultura, Luciana Casagrande Pereira. No próximo dia 20 de outubro, às 14 horas, ela fará uma live aberta ao público, pelo YouTube, para falar sobre os editais e a Lei Aldir Blanc no Paraná.

Confira os editais:

Prêmio Jornada em Reconhecimento à Trajetória
O reconhecimento a importantes trajetórias de vida intimamente conectadas ao desenvolvimento artístico ou cultural do Paraná é o objetivo do Prêmio Jornada. Serão selecionados artistas, mestras, mestres, grupos e coletivos do território paranaense que tenham prestado relevantes contribuições ao desenvolvimento cultural do Estado a longo prazo. Cada trajetória contemplada receberá R$ 20 mil.

A premiação será dividida em 20 diferentes áreas, buscando reconhercer o máximo de atuações possíveis: Cultura Tradicional, Cultura de Povos Indígenas e Comunidades Tradicionais, Cultura Afro, Cultura LGBTQIA+, Cultura de Refugiados, Migrantes e Apátridas, Cultura Hip Hop, Fanfarras, Bandas Marciais, Dança, Cultura Alimentar, Teatro, Música, Literatura, Artes Visuais, Circo, Audiovisual, Ópera, Arte Educação e Técnicos.

Para a inscrição, os participantes precisam gravar um vídeo de quatro a dez minutos, contando sua história de atuação no setor cultural do Paraná. Também é necessário encaminhar documentos que comprovem a atuação. Inscrições até 23 de novembro.

Outras Palavras – Prêmio de Obras Literárias
O concurso público Prêmio de Obras Literárias vai selecionar e premiar textos de obras de romance, coletânea de contos e crônicas, coletânea de poesia, roteiro, dramaturgia, coletânea de ensaios críticos, pesquisa de cultura alimentar e livro ilustrado, escritas em língua portuguesa. Cada obra literária selecionada receberá R$ 20 mil. Como contrapartida, as obras premiadas poderão ser publicadas pela Secretaria de Estado da Comunicação Social e da Cultura no prazo de até cinco anos.

Para romance, coletânea de contos e crônicas, coletânea de poesia, roteiro, dramaturgia, coletânea de ensaios críticos e pesquisa de cultura alimentar, serão aceitas obras de 49 a 250 páginas de elementos textuais, seguindo as especificações da (Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) para formatação de texto. No caso de livros ilustrados, serão aceitas obras de 16 a 150 páginas, em tamanho A4, em PDF contendo texto e imagem integrados. Inscrições até 20 de novembro.

Prêmio Registros Fotográficos e Audiovisuais: Difusão de Saberes e Fazeres Tradicionais 
Contemplando registros fotográficos ou audiovisuais de manifestações culturais populares e tradicionais do Paraná, este prêmio tem como objetivo central a preservação da memória e documentação de Povos Indígenas, Comunidades Caiçaras, Comunidades Quilombolas, Ciganos, Faxinalenses, e Povos de Matriz Africana. Cada premiado receberá R$ 4 mil.

Na categoria Registro Fotográfico, a proposta deverá conter um conjunto de fotos que versem sobre um mesmo tema, propondo uma sequência fotográfica lógica, e não foto única. O conjunto deverá ser composto de no mínimo cinco fotografias e no máximo dez. Para a categoria de Registro Audiovisual, a proposta deverá conter os registros com duração de sete minutos e no máximo 120 minutos. Inscrições até 21 de novembro.

Prêmio Produtos Artesanais: Difusão de Saberes e Fazeres Tradicionais
O prêmio vai selecionar bens culturais de natureza material produzidos por artesãs, artesãos, mestras, mestres, grupos e coletivos do Paraná, pertencentes a comunidades e a povos tradicionais do Estado. A premiação tem uma função social de incentivo, promoção e preservação da memória material (cultural e artística) produzida no Paraná.

Serão concedidos prêmios em três faixas distintas – R$ 4 mil, R$ 6 mil e R$ 8 mil, contemplando seis diferentes áreas: Povos Indígenas, Comunidades Caiçaras, Comunidades Quilombolas, Ciganos, Faxinalenses e Povos de Matriz Africana. Os produtos artesanais premiados poderão ser integrados aos acervos dos museus do Governo do Estado, por meio de termo de doação. Inscrições até 21 de novembro.

Prêmio Artes Visuais: Difusão de Saberes e Fazeres Tradicionais
O foco do prêmio será a seleção de obras de artes visuais já produzidas por artistas ou coletivos que pertençam a povos e comunidades tradicionais formadores do Paraná. O objetivo é promover e fomentar as artes visuais produzidas no Paraná, em especial a produção artística de comunidades e povos tradicionais do Estado. Serão concedidos prêmios de R$ 10 mil cada.

Poderão ser inscritas obras nas seguintes categorias de artes visuais: Desenho, Pintura, Escultura, Colagem, Fotografia, Gravura, Videoinstalação, Videoperformance e Videoarte. Todas as obras selecionadas poderão ser incorporadas aos acervos dos museus do Governo do Estado, por meio de termo de doação. Inscrições até 21 de novembro.

Prêmio Pesquisadores Independentes: Difusão de Saberes e Fazeres Tradicionais
Uma grande novidade nas categorias de editais lançados pelo Governo do Estado é o Prêmio Pesquisadores Independentes. Este edital vai selecionar e premiar artigos científicos de pesquisadores acadêmicos sem vínculo empregatício ou bolsa de pesquisa, que tenham um histórico dedicado aos estudos sobre patrimônio imaterial, voltados às expressões culturais tradicionais do Paraná.

Cada pesquisa contemplada receberá R$ 7 mil. Poderão ser inscritos trabalhos nas seguintes áreas: Antropologia, Arqueologia, Sociologia e História. Os artigos deverão abordar saberes e fazeres dos povos e comunidades tradicionais do Estado, como Povos Indígenas, Comunidades Caiçaras, Comunidades Quilombolas, Ciganos, Faxinalenses e Povos de Matriz Africana. Inscrições até 22 de novembro.

Cultura nas Redes – Licenciamento de Conteúdo Digital
A premiação vai selecionar conteúdos digitais de vídeos e áudios artístico-culturais, realizados no Estado para exibição por meio de plataformas de streaming e mídias sociais do Governo e da Secretaria de Estado da Comunicação Social e da Cultura por um prazo de 24 meses. Cada projeto contemplado receberá R$ 2,5 mil.

São aceitos conteúdos em áudio e vídeo, com duração de no mínimo dois minutos e no máximo 59 minutos, como videoaula, oficina, podcast, ações de formação de cunho prático e/ou teórico, teoria, crítica e história, entre outros. Os conteúdos podem se encaixar nas seguintes áreas: Artes Visuais, Audiovisual, Circo, Cultura Popular e Diversidade Cultural, Dança, Economia Criativa, Literatura, Livro e Leitura, Música, Teatro e Técnicos. Inscrições até 21 de outubro.

Cultura nas Redes – Licenciamento de Obras Literárias Digitais
O chamamento para Licenciamento de Obras Literárias Digitais nas Redes vai selecionar livros digitais, e-books, audiolivros e livros falados já finalizados. As obras escolhidas serão disponibilizadas ao público por meio dos sites e mídias sociais do Governo e da secretaria estadual por um prazo de 24 meses. Cada projeto contemplado receberá R$ 5 mil. Inscrições até 21 de outubro.

Curso gratuito sobre projetos culturais
Com o objetivo de dar um maior suporte teórico e técnico aos profissionais da cultura (artistas e produtores em geral) para melhor adesão aos editais e chamamentos abertos, a Secretaria da Comunicação Social e da Cultura divulga o Curso Gratuito de Elaboração de Projetos Culturais, promovido e organizado pela Universidade Estadual de Ponta Grossa, por meio da DAC- PROEX e o Nutead/UEPG.

Ministrado por Alessandra Perrinchelli Bucholdz (Fauepg), o curso será dividido em três módulos. No primeiro será apresentada uma contextualização histórica sobre o caminho percorrido pela lei de incentivo à cultura no Brasil. O segundo módulo apresentará os conceitos principais para elaboração de projetos culturais. O terceiro consiste em uma webconferência promovida pela Secretaria da Comunicação Social e da Cultura do Paraná, ao vivo, sobre o Profice e a Lei Aldir Blanc. As inscrições estão abertas até 23 de outubro, no site http://www.cultura.pr.gov.br

Serviço

Live sobre Editais da Lei Aldir Blanc no Paraná
Data: 20 de outubro, 14h
Onde assistir: YouTube da Superintendência-geral da Cultura do Paraná
Acesse pelo link: http://www.youtube.com/user/SEECculturaPR

Confira todos os editais e chamamentos abertos pela Superintendência-geral da Cultura do Paraná no link http://www.comunicacao.pr.gov.br/Pagina/Editais-da-Lei-Aldir-Blanc

Para mais informações sobre inscrição e detalhes sobre o curso gratuito de elaboração de projetos culturais, acesse http://bityli.com/Re2fI

Informações AEN.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Secretaria da Saúde confirma 848 casos de dengue no Paraná

O boletim quinzenal da dengue divulgado na terça-feira (20) pela Secretaria de Estado da Saúde totaliza 848 casos, são 107 a mais que o informe anterior, do dia 6 de outubro.

O atual período de monitoramento começou em agosto deste ano e seguirá até julho de 2021. Neste momento, os casos confirmados de dengue atingem 126 municípios; em 111 os casos são autóctones, ou seja, a infecção pelo vírus da dengue ocorreu na cidade de residência.

“Existe circulação do vírus no Estado e o Governo do Paraná está atento alertando os gestores municipais e apoiando ações de combate”, disse o secretário estadual da Saúde, Beto Preto. 
Segundo ele, este enfrentamento não depende apenas dos órgãos governamentais, por isso reitera que a participação da população é fundamental para a eliminação dos criadouros do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya. “A melhor forma de combate é com a remoção de recipientes que possam acumular água nos ambientes internos e externos dos domicílios”, afirmou Beto Preto.
DADOS – O informe publicado na terça-feira confirma uma morte por dengue no município de Cambé; um homem de 69 anos, portador de diabetes e hipertensão arterial. A morte foi confirmada por exame laboratorial.
Cinco municípios apresentam casos de dengue grave: Foz do Iguaçu, com 5 casos, e Marmeleiro, Assaí, Cambé e Jataizinho com um único caso.

O Paraná tem 6.490 notificações para a dengue, que ocorreram em 277 municípios. 
AÇÃO – Em parceria com as Regionais de Saúde e secretarias municipais de Saúde a Defesa Civil, a Secretaria vem realizando mutirões de limpeza em vários municípios, principalmente nos que apresentam maior número de casos. No último final de semana as ações aconteceram em Cambé e Londrina.

Os próximos municípios já agendados pela Coordenadoria Estadual de Defesa Civil são Paranaguá e Apucarana e ainda cidades da região de Foz do Iguaçu.

Informações AEN.

Briga de irmãs paranaenses em aniversário vira chuva de memes na internet: veja vídeo

As imagens, gravadas e divulgadas pela tia das crianças, foram parar nos assuntos mais comentados da web

Um vídeo que mostra uma briga de irmãs durante uma festa de aniversário em Pato Branco (PR) viralizou nas redes sociais na noite dessa segunda-feira (19/10). Nas imagens, a menina mais nova, Maria Eduarda, de 3 anos, estava prestes a soprar as velas do bolo quando a mais velha, Maria Antônia, de 6, estragou os planos dela. O desfecho do episódio foi uma chuva de memes na internet.

Com cara de “poucos amigos”, Maria Antônia resolve soprar a vela antes da irmã, que deveria ser a protagonista do momento. Irritada, a aniversariante vai para cima e puxa os cabelos dela por duas vezes. Os convidados apartaram a briga.

Veja o vídeo:

Informações Banda B.