Google doa R$ 5,5 mi para ajudar no combate à fome durante pandemia no Brasil

O Google.org, braço filantrópico do Google, anunciou nesta quinta-feira (8) a doação de R$ 5,5 milhões para a Gerando Falcões, que aponta como uma das principais instituições à frente dos esforços na luta contra a fome no Brasil. Com o valor doado, o Google.org apoiará diretamente a campanha “Corona no Paredão, Fome Não”, que consiste na doação de cestas básicas digitais por meio de cartões que serão recarregados com R$ 150 mensalmente pelo período de cinco meses.

A expectativa, segundo a empresa, é ajudar mais de sete mil famílias (35 mil pessoas) impactadas pela atual crise humanitária em 40 comunidades carentes nas regiões Norte e Nordeste do País.

“Para o Google, é uma honra apoiar uma instituição comprometida com o Brasil como a Gerando Falcões e poder ser parte dos esforços para o combate à fome no País, especialmente no momento crítico que estamos passando”, afirma Fabio Coelho, presidente do Google Brasil, em nota.

Segundo o grupo, desde o início da pandemia, o Google.org destinou mais de R$ 12 milhões no Brasil para diferentes iniciativas com o objetivo de contribuir com o País visando sua recuperação econômica e social.

Entre os projetos beneficiados no último ano estão o Potência Feminina, do Instituto Rede Mulher Empreendedora (IRME); TRANSformAÇÃO, da Transempregos; Conexão Educativa, da Nova Escola; ProtegeBR, plataforma da Olabi; e o Mapa da Saúde Mental, desenvolvido pelo Instituto Vita Alere.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fiscais fecham 16 estabelecimentos por desrespeito às medidas anticovid em Curitiba

Desde a última segunda-feira (3) até a noite desta quinta-feira (6), as equipes de fiscalização da Prefeitura, em parceria com o Governo do Estado, fiscalizaram 73 estabelecimentos em Ações Integradas de Fiscalização Urbana (Aifus). Percorrendo diferentes bairros, as equipes interditaram 16 estabelecimentos que descumpriam as medidas restritivas do Decreto 730/2021 e lavraram 28 autos de infração que somam R$ 335 mil em multas.

Foram encontradas irregularidades em bares, casas noturnas, tabacarias, restaurantes, distribuidoras de bebidas e boates, que haviam sido denunciados pela população.

Todos foram autuados e terão o direito de recorrer no processo administrativo.

Participam das Aifus equipes da Guarda Municipal, fiscais das secretarias municipais do Urbanismo e do Meio Ambiente, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e Setran.

Dia das mães

Curitiba continua na bandeira laranja (nível médio de alerta para o novo coronavírus) e segue com as medidas restritivas para comércio e serviços na cidade. No entanto, neste domingo (9) em que será comemorado o Dia das Mães, há uma flexibilização de algumas atividades, como o comércio e restaurantes que poderão funcionar desde que seguindo rigorosamente os protocolos sanitários necessários para evitar a contaminação pelo novo coronavírus.

Jussara Policeno de Oliveira Carvalho, diretora de Fiscalização da Secretaria Municipal do Urbanismo, afirma que os fiscais estarão nos bairros para coibir excessos, evitar situações de aglomeração e garantir o distanciamento social e o uso obrigatório e correto de máscara (cobrindo boca e nariz) e do álcool em gel.

“O Comitê de Técnica e Ética Médica da Secretaria Municipal da Saúde abriu uma exceção para o Dia das Mães e algumas atividades poderão acontecer, mas dependem da responsabilidade de todos. As equipes estarão nas ruas para garantir que as atividades aconteçam sem colocar em risco a saúde pública”, diz Jussara.

Desde 5 de janeiro, quando entrou em vigor a Lei 15.799/2021, que responsabiliza e pune quem descumpre as medidas restritivas de enfrentamento à pandemia de covid-19, até esta sexta-feira (30/4), a força-tarefa da Prefeitura lavrou  994 autos de infração, em 2.448 fiscalizações realizadas com a participação dos fiscais da Secretaria Municipal do Urbanismo (nas Aifus e ações com a Guarda Municipal). Somados os autos ultrapassam R$ 10 milhões em multas.

Taxa de transmissão da Covid volta a subir em Curitiba e secretaria vê Dia das Mães com preocupação

Após um mês de queda no número de novos casos, a taxa de transmissão da Covid-19 voltou a subir para 1,06 em Curitiba. O dado é referente ao dia 30 de abril e foi disponibilizado pela Secretaria Municipal da Saúde nesta quarta-feira (5). Como a taxa mostra tendência de alta nos casos, a administração municipal vê com preocupação o Dia das Mães, que é comemorado no próximo domingo (9) e terá restrições menos rígidas de circulação.

De acordo com o diretor do Centro de Epidemiologia de Curitiba, Alcides Oliveira, as confraternizações podem acelerar ainda mais ainda a transmissão.

“Pedimos para que mães, pais e filhos tenham cuidado e não se aglomerem, para que não tenhamos um aumento na transmissão da doença. Nós gostamos e amamos nossas mães, mas precisamos de cuidado, porque histórias trágicas já acompanhamos ao longo de um ano: pais, filhos, parentes falecendo no mesmo dia ou na mesma semana em decorrência de uma festa. Por isso vamos preservar quem nós mais amamos”, diz.

Segundo consta nos boletins da Secretaria Municipal da Saúde, o número de casos ativos na cidade era de 6.108 no dia 29 de abril. Nesta quarta-feira, o número subiu para 6.552.

Oliveira explica ainda que a vacinação não é motivo para reduzir os cuidados.

“Mesmo a pessoa vacinada, ela tem uma proteção contra casos graves e mortes, mas ainda assim pode adoecer pela doença e transmitir a doença. Se você foi vacinado, continue usando máscara e não aglomere”, lembra.

Máscara

Mesmo com um ano de apelo pelas autoridades de saúde, algumas pessoas insistem em não usar máscaras. O diretor do Centro de Epidemiologia explica que a Covid-19 tem transmissão respiratória, o que pode levar o vírus até outras pessoas.

“Ao espirrar, tossir, tocar, a pessoa pode transmitir a doença. Com o uso da máscara frequente da máscara, podemos evitar a propagação em casa ou no ambiente de trabalho”, conclui.

Medidas menos rígidas

Apesar de estar em bandeira laranja, o Comitê de Técnica e Ética Médica da Secretaria Municipal da Saúde abriu uma exceção e algumas atividades poderão funcionar no domingo do Dia das Mães, mas com o apelo de cuidado.

Entre os serviços que poderão abrir estão o comércio de rua, centros comerciais, salões de beleza, shoppings e restaurantes.

Informações Banda B