Gestão da Prefeitura terá foco na imunização da população contra covid-19

O prefeito Rafael Greca tomou posse, nesta sexta-feira (1º/1), na Câmara Municipal  de Curitiba (CMC), se tornando o único eleito três vezes para o cargo na história da capital. Greca vai comandar Curitiba de 2021 a 2024.

Segundo ele, nesse início de novo governo, será feito um esforço de gestão para colocar em prática um programa de imunização da população contra a covid-19 e para a retomada econômica.

“Imunize Já. Quem dera eu tivesse aqui um laboratório para fabricar vacinas na Cidade Industrial de Curitiba e um instituto como o Butantan, na Universidade Federal do Paraná. Nós dependemos de outras esferas de governo, mas vamos fazer de tudo para que tenhamos o mais rápido possível os imunizantes para iniciarmos a vacinação”, disse Greca.

“Esperamos que até a Páscoa tenhamos 300 mil pessoas imunizadas, 200 mil pela vacina e 100 mil recuperadas”, projetou.

Greca disse que não poupará esforços para que toda a população possa ser imunizada, dos profissionais de saúde, que deverão ser o primeiro grupo a ser vacinado, até os curitibinhas.

“O ideal é que recebamos tanto a Coronavac, que está sendo trazida pelo governo de São Paulo, como os imunizantes que o governo federal vai comprar”, disse.

Greca e o vice-prefeito, Eduardo Pimentel, foram reconduzidos aos cargos em uma sessão na CMC presidida pela vereadora mais votada, Indiara Barbosa (Novo), e secretariada pelo vereador Tito Zeglin (PDT). Greca assinou o termo de posse acompanhado da primeira-dama, Margarita Sansone.

Em um discurso emocionado, Greca lembrou as três vezes que foi eleito para prefeito da cidade. “Curitiba perguntou três vezes se eu a amava e eu respondi que sim”, disse.

Greca foi prefeito, pela primeira vez, entre 1993 e 1996. Foi eleito, pela segunda vez, em 2016, e iniciou o mandato em 2017.

Reeleito com quase 60% dos votos em primeiro turno na última eleição, em novembro de 2020, ele vai comandar a cidade que abriga hoje 1,93 milhão de habitantes e que terá um orçamento de R$ 9,3 bilhões para 2021.

Plano de Recuperação

Durante seu discurso, o  prefeito lembrou os desafios encontrados quando assumiu a última gestão, em 2017. “ A cidade estava quebrada. Imaginem se não tivéssemos feito o Plano de Recuperação de Curitiba, que colocou as contas do município no azul e permitiu que criássemos um fundo de emergência que hoje nos ajuda a enfrentar a pandemia. Entregamos uma cidade melhor, mais justa e mais bonita. Agora vamos trabalhar para que ela melhore ainda mais e seja mais sustentável, inovadora e ainda comprometida com as causas sociais”, disse.

Greca citou alguns projetos que devem marcar o novo mandato, como o bairro novo da Caximba,  o projeto da Vila Divino, junto ao Rio Atuba, a implantação do novo Inter II, que vai beneficiar 38 bairros, a substituição da iluminação pública por lâmpadas LED, as transposições da Linha Verde, além de um esforço social humanitário, por meio da Fundação de Ação Social (FAS).

Para respeitar os protocolos de distanciamento social e de prevenção da covid-19, a cerimômia contou com um número reduzido de participantes e foi transmitida pelas redes sociais.

Logo após a cerimônia, o prefeito concedeu uma entrevista coletiva virtual e seguiu para uma cerimônia na Capela dos Fundadores da Cidade no Memorial de Curitiba, no Largo da Ordem, para o anúncio da composição do secretariado, com os nomes do primeiro escalão para cada pasta.

Biografia

Curitibano, Rafael Greca nasceu em 17 de março de 1956. É filho de Terezinha Greca de Macedo e do engenheiro Eurico Dacheux de Macedo e casado com a jornalista Margarita Pericás Sansone.

Formado em Economia e Engenharia, com especialização em Urbanismo e membro concursado do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc), Greca foi vereador, deputado estadual constituinte, prefeito de Curitiba, deputado federal mais votado do Brasil e ministro de Estado do Esporte e Turismo. Recebeu inúmeras condecorações e prêmios internacionais. Entre os mais significativos, o Prêmio Mundial do Habitat 1996, ou World Habitat Award 1996, da Organização das Nações Unidas, pelo conjunto de sua obra humanitária.

Escritor, poeta, editor e pesquisador da História, membro da Academia Paranaense de Letras e do Instituto Histórico e Geográfico do Paraná. Presidiu a Companhia de Habitação do Paraná entre 2007 e abril de 2010, quando assumiu mandato de deputado estadual.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ponto “instagramável” de Curitiba, Praça das Nações é revitalizada

A Praça das Nações, localizada na confluência dos bairros Alto da XV, Tarumã e Cristo Rei, é um desses locais da paisagem urbana chamados de “instagramáveis”: tem um bom plano de fundo para fotos postadas nas redes sociais, especialmente no Instagram. Por estar em uma área alta, a praça oferece uma vista privilegiada do skyline, o horizonte da cidade contornado pelos edifícios. Por isso, é bastante procurada para fotos no por-do-sol e em noites de lua cheia. 

Foto: Daniel Castellano / SMCS

Agora, a praça está ainda mais fotogênica com a revitalização feita pela Prefeitura. O trabalho foi realizado por equipes da Secretaria Municipal do Meio Ambiente (SMMA) a pedidos de moradores da região e frequentadores do local. Incluiu reparos de rachaduras no concreto e correção dos desníveis na calçada.

“Recebemos com atenção os pedidos dos curitibanos para tornar a Praça das Nações ainda melhor. O prefeito Rafael Greca escutou as solicitações e determinou as melhorias, que proporcionam bem-estar aos frequentadores”, destaca a administradora da Regional Matriz, Rafaela Lupion.

Melhorias

Além da correção das rachaduras nos paredões das áreas de estar e do parquinho, feita com concreto armado, as equipes também melhoraram o sistema de drenagem, evitando o acúmulo de água das chuvas.

No parquinho, todos os equipamentos foram recuperados e os acessos foram refeitos, em cimento alisado. 

Foto: Daniel Castellano / SMCS

O calçamento da praça foi restaurado, inclusive com a correção de falhas no meio-fio. O piso em petit-pave do parquinho, da área de estar e junto à Rua Presidente Beaurepaire Rohan também foi reformado.

Trincheira sem pichação

As benfeitorias se estenderam à trincheira que liga a Avenida Victor Ferreira do Amaral (Tarumã) à Rua XV de Novembro (Alto da XV) e faz parte do complexo da Praça das Nações. As paredes receberam pintura antipichação em uma área de 5 mil m², serviço feito pelas equipes da Superintendência de Manutenção Urbana no projeto de revitalização assinado pelo Ippuc.

Foto: Daniel Castellano / SMCS

Múltiplas paisagem

A Praça das Nações oferece ainda outras paisagens para contemplação. Além da vista privilegiada da área central de Curitiba a partiir da Rua XV de Novembro, quem volta olhar em direção oposta, ao Tarumã, enxerga os contornos da Serra do Mar.

Foto: Daniel Castellano / SMCS

Outro atrativo da praça é o painel do artista curitibano Poty Lazzarotto na parede da casa de bombas do Reservatório Cajuru, a Caixa-d’Água do Alto da XV. Este ano, o mural de 23 metros de comprimento por 3 metros de altura completou 25 anos. Ele foi inaugurado como parte das comemorações dos 303 anos de Curitiba, em 1996.

Drive do Zoo de Curitiba vai arrecadar ração para pets resgatados

Quem agendar visitas de carro ao Zoo de Curitiba a partir da próxima semana vai poder colaborar com o Banco de Ração da Rede de Proteção Animal da Prefeitura. No passeio, podem ser doadas rações comerciais para cães e gatos secas ou úmidas, em embalagens fechadas, que serão distribuídas às ONGs e protetores de animais parceiros da Rede. 

Os interessados podem entrar no Agenda Online a partir das 20h desta sexta-feira (18). Serão abertos quatro horários por dia (10h, 11h, 14h e 15h) de terça-feira a sábado. As rações serão entregues na entrada do drive-thru à equipe de recepção dos visitantes.

Foto: Pedro Ribas/SMCS

“Além de matar as saudades dos animais do Zoo e aprender sobre eles de um jeito diferente, a população vai poder ajudar pets resgatados”, diz o diretor do Departamento de Pesquisa e Conservação da Fauna, Edson Evaristo.

O Banco de Ração da Prefeitura de Curitiba existe desde 2019. Até hoje foram distribuídas 107 toneladas de alimento para os animais resgatados.

Leia mais aqui