Gestão da Prefeitura terá foco na imunização da população contra covid-19

O prefeito Rafael Greca tomou posse, nesta sexta-feira (1º/1), na Câmara Municipal  de Curitiba (CMC), se tornando o único eleito três vezes para o cargo na história da capital. Greca vai comandar Curitiba de 2021 a 2024.

Segundo ele, nesse início de novo governo, será feito um esforço de gestão para colocar em prática um programa de imunização da população contra a covid-19 e para a retomada econômica.

“Imunize Já. Quem dera eu tivesse aqui um laboratório para fabricar vacinas na Cidade Industrial de Curitiba e um instituto como o Butantan, na Universidade Federal do Paraná. Nós dependemos de outras esferas de governo, mas vamos fazer de tudo para que tenhamos o mais rápido possível os imunizantes para iniciarmos a vacinação”, disse Greca.

“Esperamos que até a Páscoa tenhamos 300 mil pessoas imunizadas, 200 mil pela vacina e 100 mil recuperadas”, projetou.

Greca disse que não poupará esforços para que toda a população possa ser imunizada, dos profissionais de saúde, que deverão ser o primeiro grupo a ser vacinado, até os curitibinhas.

“O ideal é que recebamos tanto a Coronavac, que está sendo trazida pelo governo de São Paulo, como os imunizantes que o governo federal vai comprar”, disse.

Greca e o vice-prefeito, Eduardo Pimentel, foram reconduzidos aos cargos em uma sessão na CMC presidida pela vereadora mais votada, Indiara Barbosa (Novo), e secretariada pelo vereador Tito Zeglin (PDT). Greca assinou o termo de posse acompanhado da primeira-dama, Margarita Sansone.

Em um discurso emocionado, Greca lembrou as três vezes que foi eleito para prefeito da cidade. “Curitiba perguntou três vezes se eu a amava e eu respondi que sim”, disse.

Greca foi prefeito, pela primeira vez, entre 1993 e 1996. Foi eleito, pela segunda vez, em 2016, e iniciou o mandato em 2017.

Reeleito com quase 60% dos votos em primeiro turno na última eleição, em novembro de 2020, ele vai comandar a cidade que abriga hoje 1,93 milhão de habitantes e que terá um orçamento de R$ 9,3 bilhões para 2021.

Plano de Recuperação

Durante seu discurso, o  prefeito lembrou os desafios encontrados quando assumiu a última gestão, em 2017. “ A cidade estava quebrada. Imaginem se não tivéssemos feito o Plano de Recuperação de Curitiba, que colocou as contas do município no azul e permitiu que criássemos um fundo de emergência que hoje nos ajuda a enfrentar a pandemia. Entregamos uma cidade melhor, mais justa e mais bonita. Agora vamos trabalhar para que ela melhore ainda mais e seja mais sustentável, inovadora e ainda comprometida com as causas sociais”, disse.

Greca citou alguns projetos que devem marcar o novo mandato, como o bairro novo da Caximba,  o projeto da Vila Divino, junto ao Rio Atuba, a implantação do novo Inter II, que vai beneficiar 38 bairros, a substituição da iluminação pública por lâmpadas LED, as transposições da Linha Verde, além de um esforço social humanitário, por meio da Fundação de Ação Social (FAS).

Para respeitar os protocolos de distanciamento social e de prevenção da covid-19, a cerimômia contou com um número reduzido de participantes e foi transmitida pelas redes sociais.

Logo após a cerimônia, o prefeito concedeu uma entrevista coletiva virtual e seguiu para uma cerimônia na Capela dos Fundadores da Cidade no Memorial de Curitiba, no Largo da Ordem, para o anúncio da composição do secretariado, com os nomes do primeiro escalão para cada pasta.

Biografia

Curitibano, Rafael Greca nasceu em 17 de março de 1956. É filho de Terezinha Greca de Macedo e do engenheiro Eurico Dacheux de Macedo e casado com a jornalista Margarita Pericás Sansone.

Formado em Economia e Engenharia, com especialização em Urbanismo e membro concursado do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc), Greca foi vereador, deputado estadual constituinte, prefeito de Curitiba, deputado federal mais votado do Brasil e ministro de Estado do Esporte e Turismo. Recebeu inúmeras condecorações e prêmios internacionais. Entre os mais significativos, o Prêmio Mundial do Habitat 1996, ou World Habitat Award 1996, da Organização das Nações Unidas, pelo conjunto de sua obra humanitária.

Escritor, poeta, editor e pesquisador da História, membro da Academia Paranaense de Letras e do Instituto Histórico e Geográfico do Paraná. Presidiu a Companhia de Habitação do Paraná entre 2007 e abril de 2010, quando assumiu mandato de deputado estadual.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saiba qual cruzamento em que os motoristas mais avançam o sinal vermelho em Curitiba

Em menos de quatro meses, o cruzamento das ruas Antônio Gasparin e Pedro Gusso, no bairro Novo Mundo, foi o que mais registrou avanço do sinal vermelho (entre os cruzamentos com novo radar instalado), num total de 7.973 infrações.

Por mês, a média é de cerca de 2 mil infrações somente por avanço de sinal neste ponto bastante movimentado da cidade, que concentra grande fluxo de veículos, pedestres e ciclistas, e que ainda faz a intersecção com uma via local, a Rua Henrique Schuta.

“A Antônio Gasparin é uma via rápida de escoamento do tráfego para o bairro e importante via de ligação para a CIC. Neste cruzamento com geometria mais complexa e dificuldade de visibilidade, o respeito à abertura do semáforo é ainda mais necessário”, alerta a superintendente da Setran. 

A Rua Pedro Gusso conta com estrutura cicloviária e há grande fluxo de conversão para quem segue sentido CIC/Capão Raso. Além disso, ao lado do cruzamento está localizada a Igreja do Capão Raso, considerada um polo gerador de tráfego e, a poucos metros dali, há uma estação-tubo. Entre os anos de 2015 e 2019, o local registrou 44 acidentes de trânsito, de acordo com dados do Batalhão de Polícia de Trânsito (BPTran).

Multas e pontos acumulados na CNH

Confira as multas e pontos acumulados na Carteira Nacional de Habilitação (CNH) para cada infração fiscalizada pelos radares, conforme previsão do Código de Trânsito Brasileiro (CTB):

Transitar em velocidade superior à máxima permitida em até 20% 
Infração média: 4 pontos e multa de R$ 130,16

Transitar em velocidade superior à máxima permitida em mais de 20% até 50%
Infração grave: 5 pontos e multa de R$ 195,23

Transitar em velocidade superior à máxima permitida em mais de 50%
Infração gravíssima (multiplicada por três): 7 pontos e R$ 880,41

Parar sobre faixa pedestres na mudança sinal
Infração média: 4 pontos e multa de R$ 130,16

Transitar em local/horário não permitido pela regulamentação – caminhão
Infração média: 4 pontos e multa de R$ 130,16

Executar operação de conversão em local proibido pela sinalização
Infração grave: 5 pontos e multa de R$ 195,23

Avançar sinal vermelho do semáforo
Infração gravíssima: 7 pontos e multa de R$ 293,47

Deixar de conservar o veículo na faixa a ele destinada pela sinalização 
Infração média: 4 pontos e multa de R$ 130,16

Com descontos de até 50%, Xiaomi inaugura primeira loja em Curitiba nesta sexta

A gigante da tecnologia, Xiaomi, terá sua primeira loja em Curitiba inaugurada no Park Shopping Barigui com um evento que irá durar desta sexta-feira (24) até domingo (26). Para comemorar a estreia, os clientes terão descontos de até 50% em vários produtos, além do recebimento de brindes exclusivos.

Por conta da pandemia, a entrada de pessoas na loja será controlada para evitar aglomerações. Quem quiser participar da inauguração precisa agendar um horário e chegar 15 minutos antes, sendo o voucher de agendamento pessoal e intransferível.

Além disso, o uso da máscara é obrigatório em todos os momentos, e é necessária a apresentação de um documento de identificação original com foto.

Confira todas as regras do evento clicando aqui.

Xiaomi

A Xiaomi é uma empresa de tecnologia fundada em 2010 pelo empreendedor serial Lei Jun com base na visão de “inovação para todos”. A empresa está no ramo de criação de hardware, software e serviços de internet, e entre alguns itens da linha de produtos incluem smartphones Mi e Redmi, TVs e Set-top-boxes, roteadores, dispositivos inteligentes, tecnologia vestível e outros acessórios.

Os usuários são comumente conhecidos como Mi Fãs e a presença da marca já atinge mais de trinta países ao redor do globo.