Funcionários param e interrompem circulação de 17 linhas de ônibus em São José dos Pinhais

Uma greve de funcionários da empresa Sanjotur, que opera 17 linhas em São José dos Pinhais, região metropolitana de Curitiba, afeta o transporte coletivo na cidade. A greve começou na madrugada desta terça-feira (13) devido à falta de pagamento integral do salário dos trabalhadores.

Os funcionários, com o apoio do Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Curitiba e Região (SINDIMOC), cobram da empresa o pagamento dos atrasados. Por volta das 4h, um ônibus foi deixado na frente da garagem, para impedir a saída dos veículos. A Sanjotur tem 120 funcionários e 38 ônibus e a greve é por tempo indeterminado.

De acordo com Anderson Texeira, presidente do Sindimoc, os problemas com a Sanjotur são recorrentes. “No mês passado o pagamento foi parcelado em vários dias e na semana passada eles deram indicativo do não pagamento do salário, então nós abrimos indicativo de greve, avisando empresa e prefeitura. Infelizmente, não houve o pagamento de forma integral e por isso começamos essa greve”, disse à Banda B.

As seguintes linhas não operam devido à manifestação:

Cachoeira
Campo Largo (Direto)
Colônia Rio Grande
Colônia Marcelino
Contenda (Direto)
Campina
Cotia
Cotia (Via Campo Largo)
Faxina
Jardim Carmem (Parador)
Jardim Itália
Jardim Eldorado
Malhada/Roça Velha
Malhada
São Marcos (Rápido)
São Marcos (Parador)
São Domingos/Aristocrata

Banda B entrou em contato com a Prefeitura de São José dos Pinhais que enviou a seguinte nota sobre a manifestação:

A Prefeitura de São José dos Pinhais tomou conhecimento na última semana sobre a falta de pagamento dos funcionários da Auto Viação Sanjotur, concessionária do Lote 02 no município, a qual opera na área urbana e rural.

A Auto Viação Sanjotur está com uma ação na justiça contra a Prefeitura, visando a possibilidade de recursos referentes a pandemia. Informamos que, também na última semana, a Prefeitura fez uma proposta, a qual não foi aceita pela concessionária. Sendo assim, uma perícia judicial está sendo deferida e a empresa optou por aguardar.

A fim de evitar transtornos aos munícipes nesta paralisação, a Prefeitura de São José dos Pinhais promoveu o chamamento emergencial para veículos escolares, vans, operadores de fretamento e veículos de aplicativos/particulares, com o objetivo de suprir a demanda.

Por se tratar de lotação emergencial e com trajetos longos de muitas linhas em operação, há um teto máximo no valor da passagem, estipulado em 10 reais.

Esclarecemos ainda que a Auto Viação Sanjotur não está cumprindo a obrigatoriedade de operar com o mínimo da frota, conforme consta no documento de indicativo de greve. Sendo assim, a Procuradoria Geral do Município está tomando as medidas cabíveis para que seja cumprida a frota mínima.

Finalizamos a nota ressaltando que a Auto Viação Sanjotur não conta com subsídio da Prefeitura de São José dos Pinhais. É inverdade quando a empresa diz isso, uma vez que tem um processo judicial em andamento, sob alegação de reequilíbrio de valor.

Informações Banda B

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Empresa oferece mais de 50 vagas de trabalho para soldador em São José dos Pinhais

Oportunidade de trabalho! A RH NOSSA, tradicional empresa de recrutamento e seleção, abriu vagas para quem deseja trabalhar como soldador em São José dos Pinhais, região metropolitana de Curitiba.

Para quem possui curso de soldador, a oportunidade está aberta com os seguintes benefícios: Participação nos lucros, refeição no local, vale transporte e estacionamento.

Para se candidatar, basta acessar https://www.rhnossa.com.br/soldador/ e fazer o cadastro.

Terminal Tatuquara entra em fase final de construção

O Terminal Tatuquara, 24.º da Rede Integrada de Transporte Coletivo de Curitiba, começou a receber as telhas que formam a cobertura e entrou na fase final de construção. A entrega das cerca de 400 telhas teve atraso por conta da pandemia e a previsão da Secretaria Municipal de Obras Públicas, que coordena o trabalho, é de que a estrutura do terminal fique pronta até o fim de maio. 

Obras do Terminal do Tatuquara. Curitiba, 13/04/2021. Foto: Pedro Ribas/SMCS

Nesta terça-feira (13), o prefeito Rafael Greca e o secretário municipal de Obras Públicas, Rodrigo Rodrigues, realizaram uma visita técnica para acompanhar o andamento dos serviços. Além do telhado, ainda será concluída a implantação da rede de energia elétrica e da iluminação. Também será instalado nos próximos dias o reservatório de água com capacidade de 23 mil litros que abastecerá o terminal.

“Está ficando pronto o Terminal Tatuquara. Finalmente chegaram as telhas, que são painéis termoacústicos, uma espécie de sanduíche de aço e poliuretano. Elas vão cobrir os mais de três mil metros quadrados desse grande terminal e as pessoas do Tatuquara não precisarão mais se deslocar a outros bairros para ingressarem na Rede Integrada de Transporte Coletivo de Curitiba”, disse Greca.    

Prefeito Rafael Greca vistoria com o secretário de Obras, Rodrigo Rodrigues e o admnistrador da Regional Tatuquara, Marcelo Ferraz, as obras do Terminal do Tatuquara. Curitiba, 13/04/2021. Foto: Pedro Ribas/SMCS

A área do novo terminal é de 3,4 mil metros quadrados e os acessos são feitos pelas ruas Olivardo Konoroski Bueno e Jornalista Emílio de Zola Florenzano. O equipamento público vai permitir que os ônibus de Araucária, de Fazenda Rio Grande e de todos os bairros que compõem a Regional Tatuquara (Campo de Santana, Caximba e Tatuquara) tenham lugar para fazer a integração. Não será mais necessário que passageiros se desloquem até o Pinheirinho, pois irão direto pela Rua Presidente João Goulart para a Linha Verde e, daí, ao Centro de Curitiba.

De acordo com o secretário, o investimento realizado na construção do terminal é de R$ 8,2 milhões e o local oferecerá estrutura de apoio aos passageiros, como bicicletário com 108 vagas, vestiários e lanchonetes. “No fim de maio pretendemos concluir o trabalho de construção e entregar o Terminal Tatuquara aos cuidados da Urbs, que administra o sistema de transporte coletivo de Curitiba”, apontou Rodrigo Rodrigues. 

Obras do Terminal do Tatuquara. Curitiba, 13/04/2021. Foto: Pedro Ribas/SMCS

Dez linhas, entre elas Rio Bonito, Dalagassa, Pompeia, Janaína, Santa Rita, Rurbana e Tatuquara, terão o novo terminal em seu itinerário. Linhas troncais que farão a futura integração com estações estratégicas da Linha Verde – para a ligação direta ao Centro e integração metropolitana – também passarão pelo terminal.

Mural da praça

Em frente ao novo terminal, foi inaugurada em junho de 2020 a Praça Vovô Vitorino, área de convivência para prática esportiva e lazer do Tatuquara. O local também fica próximo à Rua da Cidadania e à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e, ao espaço está sendo agregado neste momento, um mural pintado pelos artistas plásticos Rodolfo Lima, João Paulo Moser, Bruno Ferrari e Caio Caron.  

“A praça e o painel artístico evocam o pioneiro e líder comunitário do Tatuquara, célebre por sua atuação social. A obra liga o ex-plantador de café Vitorino Xavier às lendas desta cidade da gralha azul e das araucárias”, disse Greca.  

Instalada no ponto de encontro das ruas Presidente João Goulart e Jornalista Emílio de Zola Florenzano, a praça conta com quadras de futebol, vôlei e basquete e com parquinho. Para facilitar e proteger esportistas, crianças e demais frequentadores, o local é cercado por alambrados de cinco metros de altura. A praça também foi bem iluminada para permitir seu uso durante a noite.