Foz terá Hun Mundial de Turismo de Saúde, com estrutura viabilizada pela Itaipu e HMCC

A partir de 2023, quando a pandemia de covid-19 estiver finalmente controlada, Foz do Iguaçu deverá contar com o Hub de Saúde das Américas – um espaço especializado e diversificado de serviços médicos, que terá como um dos focos as cirurgias de pequena e média complexidade, como intervenções plásticas, dermatológicas, oftalmológicas e otorrinolaringológicas. Este nicho de mercado, para atender os chamados “turistas de saúde”, pode aumentar o tempo de permanência de visitantes do mundo todo na cidade em até 15 dias.

O espaço é produto de uma parceria entre o Hospital Ministro Costa Cavalcanti (HMCC), mantido pela margem brasileira da usina de Itaipu, com o Day Medical Center. Os recursos são da Itaipu e do HMCC. O Day Medical Center funcionará num prédio de dez pavimentos na Rua Benjamin Constant, nas imediações da sede da Prefeitura de Foz do Iguaçu. A construção já começou e a previsão de conclusão é junho de 2023. O centro oferecerá tratamento personalizado para pacientes particulares e conveniados.

No total, o espaço terá aproximadamente 26 mil metros quadrados e contará com uma filial do HMCC de quase 7 mil metros quadrados, que será voltada a atendimentos de pequena e média complexidade, com um conceito premium.

O Hub de Saúde das Américas deverá integrar um dos novos eixos do programa Acelera Foz, que é parte de um plano de retomada econômica de Foz do Iguaçu e tem a coordenação estratégica do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social de Foz do Iguaçu (Codefoz). Fazem parte do Acelera Foz a Itaipu Binacional, Parque Tecnológico Itaipu (PTI), Prefeitura de Foz, Sebrae, Programa Oeste em Desenvolvimento, Associação Comercial e Empresarial de Foz do Iguaçu (Acifi) e Conselho Municipal de Turismo (Comtur).

Padrão internacional

Com quase 7 mil metros quadrados, a filial do HMCC no Day Medical Center será voltada a atendimentos de pequena e média complexidade. A unidade oferecerá um centro de diagnóstico por imagens, salas especiais destinadas a serviços de check-up executivo, centro de atenção à saúde da mulher, laboratório de análises clínicas e um Hospital Dia, com centro cirúrgico para a realização de procedimentos de baixa e média complexidade, que permitem ao paciente ter alta no mesmo dia.

O centro cirúrgico contará com seis salas para cirurgias, 12 leitos de recuperação anestésica e oito suítes hospitalares. “É uma unidade pensada e formada em conceito de padrão internacional, consolidando a qualidade de prestação de serviços oferecidos pelo Hospital Ministro Costa Cavalcanti, com toda a segurança necessária para nossos pacientes”, explica o diretor-superintendente do HMCC, Fernando Cossa. Um dos diferenciais do Day Medical Center é que contará com a exclusividade de um jardim de cura, um dos primeiros do Paraná.

Histórico

A Fundação Itaiguapy, que administra o HMCC, em parceria com a Itaipu, estudou durante sete meses os projetos, desde a análise de mercado até a viabilidade financeira do Day Medical Center, e percebeu nele uma grande oportunidade de negócio em Foz do Iguaçu.

A cidade passa por uma grande transformação, com a construção de um pacote de obras estruturantes que vão colocar a fronteira num novo patamar e status econômico. Nesse rol estão a Ponte da Integração Brasil-Paraguai, a Perimetral Leste, a ampliação da pista do Aeroporto de Foz do Iguaçu, a duplicação da Rodovia das Cataratas e a finalização do Mercado Público de Foz, entre outras.

 Fotos: Débora Black/HMCC

Todos esses investimentos são provenientes de uma restruturação administrativa e financeira conduzida pelo general Joaquim Silva e Luna à frente da Diretoria Geral Brasileira da Itaipu, em dois anos e um mês de gestão. Os recursos são da ordem de R$ 2,5 bilhões, com geração de mais de 2,5 mil empregos.

“Quando essas obras estiverem prontas, e algumas delas já estão sendo entregues, Foz do Iguaçu deverá ter um grande salto econômico e precisa estar preparada para novas oportunidades. Essa é uma orientação do general Joaquim Silva e Luna e o Day Medical Center vem exatamente nessa direção”, diz Aureo Ferreira, assessor do diretor-geral brasileiro e coordenador do GT Estratégico da Covid-19 da margem brasileira da Itaipu, que investiu mais de R$ 80 milhões no enfrentamento da pandemia, a maior parte voltada para a população mais vulnerável.

“Mais do que nunca, quando a pandemia passar, a cidade precisará estar preparada para entrar num novo ciclo, que, no que depender de nós, será bastante próspero. O caminho para isso já está sendo pavimentado com os bons projetos, programas, ações, iniciativas e obras de Itaipu e parceiros”, complementa Aureo.

Na prática, o impacto na economia de Foz será bastante significativo. As perspectivas são as mais positivas. Entre elas, aumento na oferta de empregos qualificados, movimentação na indústria da construção civil e no turismo da fronteira e, por consequência, em bares, lojas e comércio em geral. Alguns hotéis poderão ser padronizados para acomodação de pré e pós-cirúrgicos dos tratamentos.

Um dos conceitos é incentivar o turismo de saúde, que motiva o turista a viajar para fazer tratamentos médicos, cirúrgicos ou para qualquer tipo de cuidado nessa área num lugar especializado. Normalmente, esses centros são atraentes porque oferecem a “turistas pacientes” e seus acompanhantes acessos a destinos e hospitais com preços normalmente mais baixos que em seus países de origem.

De acordo com dados da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), o número mundial de turistas de saúde já chegou a 50 milhões por ano. Há uma estimativa de aumento anual de 25% para a próxima década.

Sustentabilidade do HMCC

A consultoria responsável pelo desenvolvimento do Day Medical Center tem no portfólio com outros cinco hospitais privados e mais de 2 mil consultórios, em nove medical centers espalhados pelo Brasil.

Para Fernando Cossa, esse novo centro vai contribuir para a sustentabilidade financeira do HMCC, em conjunto com o plano diretor de obras, que já está em execução e vai ampliar os atendimentos de alta complexidade dentro da unidade hospitalar instalada na Vila A, em Foz do Iguaçu.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Obras do Gramadão entram na reta final para receber atrações natalinas em Foz do Iguaçu

Montagem de atrativos como a roda gigante e últimos detalhes da reforma ocorrem de forma paralela

Operários das obras da reforma do Gramadão da Vila A e prestadores de serviços envolvidos com a montagem das atrações do Natal de Águas e Luzes de Foz do Iguaçu atuam de forma coordenada para que tudo esteja pronto para o início dos eventos no local, no próximo dia 4 de dezembro. Ao todo, mais de 100 pessoas trabalham no local. Oficialmente, a programação do Natal terá abertura no dia 1º de dezembro, na Praça da Paz, área central da cidade.

Foto: José Carlos Costa/Itaipu Binacional


As obras no Gramadão estão na reta final e as atenções estão voltadas principalmente para o chafariz que será instalado próximo à Avenida Silvio Américo Sasdelli, junto ao Centro Executivo. Ali, a instalação hidráulica e elétrica dos onze pontos de água e luzes de led já está sendo finalizada. No próximo dia 26, será feita a primeira concretagem do piso de 450 metros quadrados e, no dia 29, a segunda.


“Agora tudo converge para a fonte”, afirmou o engenheiro responsável pela empreitada, Ewton Oda Sartori, da Oda Engenharia, acrescentando que outras atividades ainda necessárias são a desmontagem dos tapumes e mais alguns detalhes finais que estarão concluídos até o dia 3 de dezembro.
Paralelamente, funcionários da empresa Mill Ideias já estão montando a roda gigante e outros atrativos natalinos que vão compor o cenário para a abertura das atividades no Gramadão, com show interativo da Trupe Circense, voo cativo de balão, e apresentações de BMX Freestyle e da Banda Sinfônica do Exército. Além do início da programação do Natal de Águas e Luzes no local, o evento marca o encerramento dos Jogos de Aventura e Natureza – Etapa Lindeiros, e a reinauguração do Gramadão, um dos principais pontos de lazer de Foz do Iguaçu.

Foto: José Carlos Costa/Itaipu Binacional


Para o diretor-geral brasileiro de Itaipu, João Francisco Ferreira, a reinauguração do espaço com tantos atrativos está na contagem regressiva de iguaçuenses e demais moradores da fronteira. “Vai ser uma grande festa de muita magia para toda a população”. Opinião compartilhada pelo prefeito Chico Brasileiro, que está apostando no Natal de Águas e Luzes de Foz para a consolidação de um novo produto turístico na região. “Estamos confiantes de que esse evento entrará no calendário de grandes programações de Natal no Brasil”.


Programação


De 1º de dezembro a 5 de janeiro, o Gramadão da Vila A e a Praça da Paz vão receber grandes espetáculos musicais. O mais esperado é o do cantor Daniel, astro da música pop sertaneja, no dia 19 de dezembro. No dia 22, o padre Reginaldo Manzotti fará uma missa seguida de show no Gramadão.
Nos dias 1º e 2 de dezembro, a Cia Sorriso com Arte fará o espetáculo “Um encanto de Natal”; nos dias 4 e 5, a Banda Sinfônica do Exército se apresenta no Gramadão. O espetáculo de encerramento, no dia 23, será com a Cia Arte & Manhas.


A partir do dia 3 e até o dia 22 de dezembro, a população poderá acompanhar o show diário de acendimento das luzes de Natal, chamado “Encantamento”, como um anúncio da magia do Natal, no Gramadão e na Praça da Paz.
Grupos locais e regionais de cultura popular, dança, bandas e corais também se apresentarão nos dois palcos principais, mas a festa se espalhará pela cidade. “Teremos apresentações nos bairros e na carreta-palco que vai circular pelos bairros”, explica o diretor da Fundação Cultural de Foz do Iguaçu, Juca Rodrigues.


O Natal de Águas e Luzes de Foz do Iguaçu é uma iniciativa da Prefeitura, Itaipu, Fundo Iguaçu e outros parceiros. Outro destaque será a iluminação cênica da Ponte da Amizade, que liga o Brasil ao Paraguai.


Mais informações sobre as atrações do Natal de Águas e Luzes 2021 no site http://www.natalaguaseluzes.com.br.

Uma das sete maravilhas do mundo, Cataratas do Iguaçu celebram dez anos desse título

Principal cartão postal de Foz do Iguaçu, no Oeste, as Cataratas celebram nesta quinta-feira (11) dez anos do título que reconhece o atrativo turístico como uma das Sete Maravilhas do Mundo. O complexo possui 275 quedas que se estendem por quase cinco quilômetros do Rio Iguaçu.

O secretário estadual do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo, Márcio Nunes, participou da solenidade do #CataratasDay, que reuniu autoridades e moradores do município em visita à beleza natural selecionada para fazer parte dos atrativos com este reconhecimento.

As Cataratas do Iguaçu se unem ao grupo de maravilhas do mundo, que inclui o Grand Canyon (Estados Unidos); a Grande Barreira de Coral (Austrália); o Monte Everest (Nepal e China); a Aurora Boreal (Região Polar); o Vulcão Paricutín (México); e as Cataratas Vitória (Zâmbia e Zimbábue).

Foz do Iguaçãu – Cataratas. Foto: Jonathan Campos/AEN

Márcio Nunes lembrou que, por fazerem parte das Sete Maravilhas do Mundo, as Cataratas do Iguaçu são uma oportunidade para que o turismo se desenvolva em toda a cidade, com visitantes de todo o Brasil e de outros países.

“A cidade é uma grande âncora para o turismo do Brasil, em especial do Paraná”, disse. “Esse título reconhece as nossas Cataratas como um exemplo do que é debatido hoje no mundo inteiro: sustentabilidade, preservação, conservação, e recuperação do meio ambiente”.

Ele destacou, ainda, que o turismo de toda a cidade ganha abrigando uma das sete maravilhas do mundo. “Atrativos do entorno do parque acabam também recebendo esses turistas que querem ver esse cenário exuberante de quedas d’água”, afirmou. Como exemplos, ele citou o Parque Nacional do Iguaçu; a Itaipu Binacional; o Parque das Aves; o Museu de Carros Antigos; o Marco das Três Fronteiras; entre outros.

O prefeito de Foz do Iguaçu, Chico Brasileiro, ressaltou que a comemoração deste ano também representa um avanço devido à pandemia da Covid-19. “É muito gratificante ver os moradores de Foz do Iguaçu voltarem a visitar as Cataratas, e ver o turismo voltando com força”, disse.

04/2019 – Foz do Iguaçu – Cataratas Foto: José Fernando Ogura/ANPr

De acordo com ele, a cidade passará, na próxima semana, pelo quarto feriado consecutivo com algumas categorias de hotéis já com 100% de reservas. “Em novembro e dezembro, estamos tendo o retorno de grandes eventos e isso é resultado da vacinação que já alcançou 100% da população do município, e de todas as medidas de biossegurança adotadas em hotelarias, atrativos e comércio”, afirmou. 

CATARATAS DAY – O #CataratasDay é um evento anual que comemora a escolha das Cataratas do Iguaçu como uma das Sete Maravilhas Mundiais da Natureza.

A data relembra os dez anos do título para o maior conjunto de quedas d’água do mundo e convida todas as pessoas que já visitaram o local pelo menos uma vez na vida a compartilhar fotos e vídeos nas redes sociais utilizando a hashtag #CataratasDay.

Além disso, os moradores dos municípios vizinhos ao Parque Nacional do Iguaçu, contemplados no Passe Comunidade, tiveram entrada gratuita para visitar e registrar fotos.