Festival Plá Visita começa neste domingo (14); gratuito e online

Artista de rua mais célebre de Curitiba, o compositor Plá se apresenta com colegas em festival online e gratuito de música

Um festival de música e arte celebra um dos personagens mais importantes da cultura popular de Curitiba: o músico Plá. 

A primeira edição do Festival Plá Visita começa neste domingo (14) com duas LIVES em sequência: a primeira, às 16h, com o anfitrião do evento e a segunda, às 17h, com o convidado Giovanni Caruso, compositor e líder da banda Escambau.

Nesta edição, como o nome indica, Plá visitará os artistas que participam do evento e apresentará lives inéditas, produzidas com exclusividade para o público do festival por convidados mais que especiais.

Poeta, músico, filósofo, artista visual, Plá é também cidadão honorário de Curitiba e muito famoso na cidade por apresentar suas canções na Boca Maldita, na Rua XV de Novembro, desde 1984.

Os shows do Festival Plá Visita rolam aos sábados e aos domingos, sempre às 11 e às 16 horas, de março a abril, a partir do dia 14 de março até o dia 18 de abril.

Na escalação do festival estão grandes artistas da cena da música popular dos pinheirais como Fabio Elias, Wes Ventura, Deisy Parno, Davi Henn, Diego Raimundo, O Tiziu, Beer, Barões de Curitiba, Marina Prado e Fabio Salgueiro, Marx Cruz, Michele Mabelle, além de duas figuras carimbadas da arte da Rua XV: o palhaço Chameguinho e o Homem Aranha que farão participação especial no show de encerramento, no dia 18 de abril.

A mostra de arte de rua foi idealizada pelo produtor cultural Pedro Hey e pelo anfitrião Plá e conta com o apoio da Lei Aldir Blanc e da Fundação Cultural de Curitiba (FCC).

Serviço:

Festival Plá Visita – 1ª Edição 

PROGRAMAÇÃO: 

Domingo, 14 de março: 

16h: PLÁ

17h: GIOVANNI CARUSO 

(Shows especiais de abertura)

Sábado, 20 de março: 

11h: FABIO ELIAS

Domingo, 21 de março: 

16h WES VENTURA

Sábado, 27 de março:

11h: DEISY PARNO 

16h: O TIZIU

Domingo, 28 de março: 

11h: DAVI HENN 

16h: BEER

Sábado, 3 de abril:

11h: BARÕES DE CURITIBA

16h: MARINA PRADO E FABIO SALGUEIRO

Domingo, 4 de abril: 

11h: DIEGO RAIMUNDO 

16h: MARX CRUZ

Sábado, 17 de abril

16h: MICHELE MABELLE

Domingo, 18 de abril

16h: PLÁ, CHAMEGUINHO E HOMEM ARANHA DA RUA XV

(Show especial de encerramento)

——————————-

Classificação: Livre

Evento gratuito.

Fanpage oficial do Festival: https://www.facebook.com/plafestival

Assessoria de comunicação: Sandro Moser – (41) 999250211

“PROJETO REALIZADO COM RECURSOS DO PROGRAMA DE APOIO E INCENTIVO À CULTURA – FUNDAÇÃO CULTURAL DE CURITIBA, DA PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA E DO MINISTÉRIO DO TURISMO”.
Área de anexos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MON completa 19 anos nesta segunda-feira e oferece atividades especiais aos visitantes

Nesta segunda-feira, 22 de novembro, o Museu Oscar Niemeyer (MON) completa 19 anos e oferece uma programação especial aos seus visitantes. Haverá mediação e oficina artística presencial, além de uma palestra com professores de Arquitetura. Durante este mês de novembro, o MON se mantém aberto todos os dias da semana, inclusive segundas-feiras (excepcionalmente), como parte das celebrações de aniversário.

“Temos muito a comemorar nesta data”, diz a diretora-presidente da instituição, Juliana Vosnika. “Os últimos meses foram de grandes desafios e também de grandes superações. Após um período fechado devido à pandemia, o museu reabriu ao público, inaugurou 10 exposições grandiosas, além de duas itinerantes, e recebeu uma importante coleção de obras africanas. O MON recentemente voltou a receber grupos agendados e escolas e retomou a realização de mediações presenciais”.

Juliana destaca ainda que, nos últimos anos, o acervo do MON triplicou de tamanho e conta hoje com mais de 9 mil peças, abrigadas em um espaço superior a 35 mil metros quadrados de área construída, sendo 17 mil metros quadrados de área para exposições.

Maior museu de arte da América Latina em área construída, o MON se consolida como um dos mais importantes do País e abriga referenciais da produção artística nacional e internacional nas áreas de artes visuais, arquitetura e design, além de coleções asiática e africana.

PROGRAMAÇÃO  Como parte das comemorações de aniversário, segunda-feira, às 11h, haverá mediação presencial na exposição “África, Expressões Artísticas de um Continente”, com a equipe do Educativo do Museu. Mais tarde, às 16h30, haverá a oficina artística presencial “Maquetes de Papel”. O ponto de encontro para as duas atividades é em frente à bilheteria do MON (vão-livre) e não é necessário fazer inscrição antecipadamente.

Também na segunda-feira, às 15h, o museu realiza a palestra “Equipamentos Culturais do Século XXI: Museu Oscar Niemeyer 2002-2021”. A atividade será no miniauditório e terá a participação de Juliana Suzuki e Rodrigo Sartori Jabur, professores de Arquitetura.

Juliana Suzuki possui graduação em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Estadual de Londrina (UEL); mestrado, doutorado e pós-doutorado em Arquitetura e Urbanismo pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAUUSP). É professora associada da Universidade Federal do Paraná (UFPR) e colaboradora do Programa Associado de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo das Universidades Estaduais de Londrina (UEL) e Maringá (UEM).

É autora dos livros: “Artigas e Cascaldi: Arquitetura em Londrina” (2003) e “Idealizações de Modernidade: Arquitetura dos Edifícios Verticais em Londrina 1949-1969” (2011), e coautora das obras “Memória do Arquiteto: Pioneiros da Arquitetura e do Urbanismo no Paraná” (2012) e “Residência Belloti: Uma Casa Vermelha em Curitiba” (2015).

Rodrigo Sartori Jabur é professor do Departamento de Arquitetura e Urbanismo da UFPR. Possui doutorado pelo Instituto de Arquitetura e Urbanismo de São Carlos, na Universidade de São Paulo (USP), e realizou doutorado-sanduíche na Universidade Nova de Lisboa. É mestre em Arquitetura e Urbanismo pela USP, na Escola de Engenharia de São Carlos (EESC). Tem como atuação as áreas de História e Fundamentos da Arquitetura e do Urbanismo, com linhas de pesquisa em História e Teoria da Arquitetura e História da Construção, além de trabalhar com temas relacionados à arquitetura tradicional e preservação do patrimônio cultural brasileiro.

SOBRE O MON  O Museu Oscar Niemeyer é patrimônio estatal vinculado à Secretaria de Estado da Comunicação Social e da Cultura do Paraná. No total, o acervo conta com mais de 9 mil peças, abrigadas em um espaço superior a 35 mil metros quadrados de área construída, sendo 17 mil metros quadrados de área para exposições, o que torna o MON o maior museu de arte da América Latina. Os principais patrocinadores da instituição, empresas que acreditam no papel transformador da arte e da cultura, são: Copel, Sanepar, Grupo Volvo América Latina, Vivo, Grupo Focus e Moinho Anaconda.

Serviço

19º aniversário do MON

Segunda-feira 22 de novembro
– 11h, mediação presencial na exposição “África, Expressões Artísticas de um Continente”, com a equipe do Educativo do Museu. Ponto de encontro: em frente à bilheteria.
– 15h, a palestra “Equipamentos Culturais do Século XXI: Museu Oscar Niemeyer 2002-2021”, no Miniauditório.
– 16h30, oficina artística presencial “Maquetes de Papel”. Ponto de encontro: em frente à bilheteria.

Museu Oscar Niemeyer
Rua Marechal Hermes, 999 – Centro Cívico
www.museuoscarniemeyer.org.br

Harry Potter voltará às telonas da Cinesystem em 3D

Exibidora vai comemorar os 20 anos de estreia do filme que marcou o início da saga do bruxo que virou febre em todo o mundo

Em novembro de 2001, o mundo dos trouxas foi completamente modificado pelo universo bruxo. E se você compreendeu bem essa frase, com certeza foi mais um dos impactados pelo fenômeno Harry Potter. O universo mágico que envolve todas as aventuras de Harry, Rony e Hermione se tornou um clássico atemporal, que segue encantando pessoas de todas as idades. E é para celebrar esse fenômeno e comemorar os 20 anos de estreia do primeiro longa da franquia, que a Cinesystem vai exibir “Harry Potter e a Pedra Filosofal” e preparar uma série de surpresas para os fãs da saga.

A ação vai ter um toque a mais de sentimentalismo para a exibidora, que em 2001 ainda não contava com nenhuma sala em operação. As duas décadas foram de muita transformação para a Cinesystem, que hoje conta com 26 multiplex, em 10 estados, com 166 salas, de norte a sul do Brasil.

“Harry Potter faz parte da história do cinema de uma maneira tão intensa, que é até curioso pensar que nós, por exemplo, ainda não existíamos como rede quando o primeiro filme chegou ao público. Duas décadas depois, cá estamos, entre as maiores exibidoras do país e ainda celebrando as histórias de Hogwarts. Vai ser um privilégio poder viver essa experiência única ao lado do público. Será uma sessão nostálgica, mas com sabor de estreia para nós”, comenta Sherlon Adley, diretor Comercial e de Marketing da Cinesystem.

A exibição acontecerá na última semana de novembro, com datas e multiplex ainda a confirmar. Mas para já dar um gostinho do que vem por aí, a exibidora antecipa que a sessão será em 3D, com qualidade ímpar de som e imagem, e que os cinéfilos poderão se divertir muito, mesmo antes do filme começar, com a presença de cosplays e muito mais.