Festa da Uva de Santa Felicidade terá drive-thru

Neste ano, devido a pandemia do novo coronavírus, a tradicional Festa da Uva de Santa Felicidade será realizada em formato drive-thru no Bosque São Cristóvão. O evento acontece no próximo domingo, dia 7.

A Festa da Uva, ocorre há mais de 60 anos e desta vez, a deliciosa comida italiana será prepara e distribuída com todos os cuidados e medidas de segurança.

No drive-thru serão vendidos combos: o combo italiano no valor de R$60 serve três pessoas (com frango, polenta, risoto, macarrão e salada). Também serão vendidas uvas, no local.

Foto: reprodução Facebook

Para participar será necessário a compra de tickets, vendidos apenas antecipadamente (não haverá venda no dia).

PROGRAMAÇÃO

9h: Santa Missa em drive-in (Bosque S. Cristóvão)

11h às 14h: Entrega dos pratos (combo italiano) em drive-thru. A entrada dos carros será pela R. Margarida A. Zardo Miranda.

SERVIÇO

Drive-Thru Festa da Uva

Domingo, 07 de fevereiro – Bosque São Cristóvão (Santa Felicidade)

Tickets apenas antecipados: R$60,00 (combo para 03 pessoas)

Venda de tickets:

Paróquia São José e Santa Felicidade – Av. Manoel Ribas, 6252 – Sta. Felicidade (segunda a sexta: 8h às 18h; sábado: 8h às 12h)

Compra online de ingressos:  https://www.diskingressos.com.br/event/1409

CONTATO: (41) 3372 1417

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Canudinho: prato popular em festas infantis ganha releitura em bar curitibano

Com 12 anos de história na cidade de Curitiba (PR) e consagrado como um dos empreendimentos mais tradicionais da gastronomia paranaense, o Bar Quermesse faz com que o visitante tenha a sensação de estar em uma daquelas deliciosas festas que antigamente espalhavam alegria pelo Brasil.

Em um ambiente descontraído, colorido e aconchegante que remete ao clima especial das festas de quermesse do interior, unindo cervejas e bebidas especiais a um cardápio baseado nas tradicionais comidinhas de boteco. Entre os pratos regionais inspirados na cultura  brasileira, um dos que mais se destaca no cardápio é o canudinho de carne-de-onça.

A criação exclusiva une a tradicional receita de canudinho de maionese, comumente servido em festas de aniversário, com a saborosa iguaria curitibana que se tornou patrimônio cultural da cidade e não pode ficar de fora do menu dos bares da capital. Na releitura, a receita clássica ganha ainda mais sabor com o delicioso e crocante canudinho. O preparo é feito com patinho moído e temperado com sal, pimenta do reino, azeite de oliva, cebolinha e cebola.

Cardápio completo

Conhecido nacionalmente pelo cardápio que oferece tradicionais receitas da culinária caseira, a casa ainda conta com opções especiais de caipirinhas, bebidas selecionadas e preparos extremamente saborosos, entre eles a carne de onça, torresmo, bife sujo de alcatra, brusqueta e batata brava. Aos sábados, o Quermesse oferece um almoço especial com preparos como feijoada, barreado e comida mineira, além de massas e 14 tipos de saladas e mais 4 opções de sobremesa.

O Bar Quermesse fica na Rua Carlos Pioli (nº 513), no bairro Bom Retiro, e funciona de terça a sexta, das 17h às 01h, e aos sábados e domingos, das 11h30 às 01h. Mais informações no site www.quermesse.com.br ou pelo telefone (41) 3026-6676.

Morre o cão Benato, mascote da Rua da Cidadania de Santa Felicidade

A semana começou triste para quem trabalha na Rua da Cidadania de Santa Felicidade. Morreu neste fim de semana Benato, o cachorro sem raça definida que foi mascote do local por vários anos. Considerado um companheiro de trabalho, o animal chegava a participar das aulas de ginástica que acontecem no local.

Ninguém sabe dizer ao certo a idade de Benato, que um dia apareceu na Rua da Cidadania e fez amigos. Também conhecido por alguns como Cabeção e Amarelão, ele escolheu o local para ser a sua casa e as pessoas que lá trabalham como família.

Acolhido pela comunidade, foi castrado, tomava banho uma vez por mês e fazia consultas médicas periódicas. Idoso, o animal teve complicações no baço no início do semestre e, a seguir, desenvolveu nódulos na garganta. Abatido pela doença, foi submetido a eutanásia.

Histórias de amizade

A auxiliar de limpeza Isabel Aparecida da Silva, que começou a trabalhar no local há cinco anos, era a mais próxima do cachorro. “Ele que me aceitou como companheira de trabalho. Onde você visse o Benato, podia saber: era ali que eu estava fazendo limpeza”, lembra, emocionada. “Já chorei tanto hoje cedo que deu até dor de cabeça”, conta Bel, como é conhecida e tem a foto do cachorro no perfil do seu Whatsapp.

Bel estava de férias quando recebeu a notícia da morte do amigo, na manhã desta segunda-feira (8/11), e se prontificou a recolher a casinha e as roupas dele para doação. “Era um bicho maravilhoso. Vai ser difícil voltar a trabalhar e não ter ele perto de mim”, define.

Quem também vai sentir falta do mascote é o chefe do Núcleo da Defesa Social na Regional, João Batista dos Santos. “Quando não estava com a Bel, era aqui na frente do nosso Núcleo que ele ficava. Tanto que a casinha e o pote de comida estavam aqui. Estava sempre alerta, era nosso parceiro. Já entrou para a história da Rua da Cidadania de Santa Felicidade”, diz.