Estado lança mapa interativo de rodovias paranaenses

O Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER/PR), em parceria com a Companhia de Tecnologia da Informação e Comunicação do Paraná (Celepar), lança o Mapa Interativo do Sistema Rodoviário Estadual, o GeoDER.

Trata-se de uma ferramenta gratuita que traz detalhes sobre todas as rodovias estaduais, federais e concessionadas que compõem a malha viária do Paraná, com base nas informações geográficas do DER/PR.

“O DER está constantemente olhando para frente, para o futuro, se modernizando cada vez mais. Passamos de apenas um mapa rodoviário impresso ou disponível como um arquivo pesado, que muitas vezes travava um computador, para ter também uma opção interativa, ágil e constantemente atualizada” explica o diretor-geral do DER/PR, Fernando Furiatti. “Esperamos que essa nova ferramenta seja bem utilizada pelos paranaenses, para se informar cada vez mais sobre a nossa malha viária”.

O GeoDER traz, ainda, dados complementares como a localização de postos da Polícia Rodoviária Estadual e Federal, de balsas, portos, aeroportos, ferrovias, povoados, municípios e seus limites. Ele pode ser acessado pelo portal do DER/PR ou diretamente no link http://der.mapas.pr.gov.br/

O Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER/PR), em parceria com a Companhia de Tecnologia da Informação e Comunicação do Paraná (Celepar), está lançando o Mapa Interativo do Sistema Rodoviário Estadual, o GeoDER. – Foto: Divulgação DER

SISTEMA – O mapa interativo traz todas as rodovias identificadas pela denominação oficial, bem como pelos códigos utilizados no Sistema Rodoviário Estadual (SRE), documento oficial que organiza a malha rodoviária paranaense. É possível visualizar também as divisões entre regionais do DER/PR, os pontos de início e fim de cada trecho, a situação de cada rodovia (duplicada, pavimentada, e não pavimentada, e se está em andamento a pavimentação ou duplicação).

“Esta iniciativa é fruto de uma grande parceria com o DER, que ilustra como a tecnologia pode trazer informações em um novo formato, cujo resultado é a disponibilização de dados oficiais e atualizados de infraestrutura rodoviária em um ambiente de fácil acesso e visualização”, afirma o presidente da Celepar, Leandro Moura.

O GeoDER conta com integração ao OpenStreetMap, plataforma de mapa de licença aberta e construída por usuários, e aproveita conteúdos da biblioteca JavaScript de código aberto Leaflet, ambas gratuitas.

INTERATIVIDADE – Quanto mais zoom no mapa, mais detalhes são revelados, sendo que todas as informações são opcionais, podendo ser ativadas ou desativadas em um menu no lado direito do GeoDER.

Ao clicar em uma rodovia é aberta uma janela com os detalhes específicos do trecho, como origem e destino, quilômetro inicial e final, extensão, situação, jurisdição e tipo. E ao passar o mouse sobre o mapa aparecem as coordenadas geográficas no canto inferior direito da tela, que podem ser utilizadas em outros serviços de mapas digitais.

Informações AEN PR

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Lobo-marinho é flagrado descansando na praia de Matinhos

Um lobo-marinho apareceu na manhã desta quarta-feira (28), na areia da praia de Matinhos no Litoral do Paraná.

Os moradores da região foram os primeiros a visualizar o animal e avisaram a Guarda Municipal, que isolaram uma parte da praia para avaliação da equipe do Centro de Estudos do Mar (CEM), da Universidade Federal do Paraná (UFPR).

Fotos: Almir Alves | Portal Matinhos Agora

Segundo a bióloga Camila Domit, coordenadora do Laboratório de Ecologia e Preservação (@lecufpr) da UFPR, o animal já estava sendo monitorado pelos centros de estudo, após passar pelo Rio Grande do Sul.

O lobo-marinho apresenta boas condições físicas, sem machucados.

Fotos: Almir Alves | Portal Matinhos Agora

Caso você aviste ou registre qualquer animal marinho vivo ou morto nas praias do Paraná, acione o @lecufpr pelo 0800 642 3341 ou 41 9213-8746.

Turismo em Foz do Iguaçu registra aumento em julho

Com certificados sanitários e muitos lugares ao ar livre para visitar, o turismo dá sinais de retomada. Antes mesmo de fechar o mês de julho, as visitas à Itaipu Binacional passaram de 20 mil turistas. As férias escolares impulsionam a visitação e trouxeram um total de 20.808 pessoas à usina de Itaipu, neste mês. De 1º a 26 de julho, 19.651 turistas passaram pelos atrativos da hidrelétrica, como a Visita Panorâmica e os roteiros no Ecomuseu e no Refúgio Biológico Bela Vista. Movimento é reflexo da campanha Vem para Foz, da Itaipu e parceiros, e da vacinação em massa da covid-19 no município. No Complexo Turístico do lado paraguaio da usina, foram 481 visitantes no mesmo período. As visitas institucionais, que também tinham sido afetadas pela pandemia, já voltaram a funcionar. No lado brasileiro, foram 118 no mês de julho. Na margem paraguaia, 558. O cenário de 2021 é muito diferente do ano passado. Como grande parte dos atrativos de Foz, a usina só voltou a receber turistas em 22 de julho, tendo permanecido fechada para visitação devido a um decreto estadual. Na ocasião, foram 579 visitantes entre os dias 22 e 31 de julho. A recuperação também é sentida em outros atrativos de Foz, como no Parque Nacional do Iguaçu, onde estão as Cataratas, carro-chefe do turismo local. Em junho, foram 27.739 visitantes. O Parque permaneceu fechado de 1º de julho a 3 de agosto de 2020, também em função da pandemia.

Vem pra Foz

Considerado destino seguro pela adoção de práticas sanitárias pioneiras, no ano passado, Foz do Iguaçu saiu na frente e conseguiu mitigar os efeitos da pandemia, promovendo uma visitação segura. A campanha ganhou uma nova edição neste ano e foi lançada neste mês. “Estamos trabalhando cada vez mais para que a atividade turística seja retomada. Além da campanha Vem para Foz, estamos investindo em capacitação dos serviços, oferecendo oportunidade de reciclagem para muitos trabalhadores do ramo”, diz o diretor-geral brasileiro de Itaipu, general João Francisco Ferreira. “Quando tudo voltar ao normal, como já está ocorrendo, o Destino Iguaçu sairá mais uma vez na frente”, completou. A superintendente de Comunicação Social e de Turismo de Itaipu, Patrícia Iunovich, área responsável pela campanha em construção com todo o trade, acredita que o resultado positivo se deve em boa parte à adesão do público de forma geral. A segunda edição da campanha “Vem pra Foz!” começou a ser divulgada em vários veículos de comunicação no último dia 12. Assim como na primeira edição, divulgada em setembro do ano passado, a campanha incentiva a volta dos turistas ao Destino Iguaçu, um dos mais bonitos de todo o mundo e que foi bastante impactado pela crise provocada pelo novo coronavírus. A iniciativa tem o turismo como principal atividade econômica da região de Foz do Iguaçu, cidade-sede da usina de Itaipu. O turismo é um dos pilares da missão da binacional. Com o mote “Natureza, emoção e muita energia. Várias viagens num só destino”, a ideia da campanha é mostrar que a região tem um grande pacote de atrativos, como as Cataratas do Iguaçu, a Itaipu, o Marco das Três Fronteiras, aliados a shows e diversão para toda as idades, boa hotelaria e estrutura de conforto que inclui compras e gastronomia diversificada em uma região que reúne três fronteiras: Brasil, Paraguai e Argentina. A produção é da agência Gpac com argumentação da Comunicação Social e de Turismo de Itaipu.

Destino seguro

Outro ponto positivo é a celeridade na imunização da comunidade contra o coronavírus. Um total de 73% da população de Foz do Iguaçu já tomou a primeira dose da vacina. A cidade deve ser a primeira a vacinar 100% da população adulta (acima de 18 anos) entre os principais destinos turísticos do País. Pesquisas apontam que a preferência do brasileiro, no pós-pandemia, é por destinos turísticos próximos de casa e, por isso, os atrativos de Foz do Iguaçu já figuram entre os mais procurados. A cidade também tem três grandes eventos marcados até início de dezembro e que devem atrair 12 mil participantes. Para informações sobre os atrativos da Itaipu, acesse https://www.turismoitaipu.com.br. Moradores de Foz do Iguaçu a municípios lindeiros ao lago de Itaipu não pagam (confira o regulamento no site).