Empresários doam mais de 2 mil metros de tecidos para confecção de máscaras

Dezesseis empresários da Rua Bley Zornig, polo de lojas de tecidos e aviamentos de costura em Curitiba, doaram 2,1 mil metros quadrados de tecidos e 300 metros de elástico para a Prefeitura. O material, que será usado na confecção de máscaras, foi entregue ao prefeito Rafael Greca, nesta sexta-feira (8/5), no Salão Brasil, por dois representantes do grupo.

A doação foi encaminhada para a Fundação de Ação Social (FAS) que ficará responsável pela confecção dos equipamentos de proteção facial.

“Nós temos cinco Liceus de Ofícios com laboratórios de costura. Vamos abrir essas unidades para que costureiras voluntárias possam ajudar na produção das máscaras”, explicou o prefeito.

Greca ressaltou que a ideia é criar uma fábrica curitibana de máscaras para proteger as pessoas do risco de contaminação pelo novo coronavírus. “Não queremos ter ninguém desavisado andando sem máscara na rua e no ônibus, porque esse vírus mata e nós queremos escapar dele. Queremos que a cidade, voltando a funcionar, gradativamente, tenha proteção e proteja, cada pessoa a si mesmo e a todos que lhe são próximos”, disse.

Ação solidária

A quantidade de tecido doada pelos empresários garantirá a produção de até 12 mil máscaras que serão entregues pela FAS a pessoas em situação de vulnerabilidade social.

Foi essa certeza que levou o empresário Nelson Okamura, da Fane Tecidos, a doar 480 metros quadrados de tricoline 100% algodão para o município, mesmo sendo este o produto mais vendido no momento.

“Esse é o melhor produto que tem para se fazer máscara. É o indicado por todos os órgãos de Saúde, mas decidi doar porque sei que a Prefeitura também vai fazer uma boa ação ao entregar para as pessoas mais carentes que não têm condições de comprar uma máscara”, explicou o empresário.

Okamura esteve na Prefeitura acompanhado do empresário José Antônio Souza, da Souza Tecidos, que doou 120 metros de material para a ação solidária.

Participaram da entrega oficial dos tecidos o presidente da FAS, Fabiano Vilaruel, e o administrador regional do Boqueirão, Ricardo Dias, que fez a articulação junto aos empresários para a doação.

Empresários que doaram tecidos

Cleberson Rodrigo Silva – Fortex Malhas e Tecidos

Eduardo Asagra – Inova Têxtil

Emerson Gonçalves – Megatêxtil

José Antônio Souza – Souza Tecidos

Claudio Toso – RVC Tecidos

Vanderlei Kohler – Kolimanhas Linha Íntima

Edilmar Aparecido Messiano – Araucária Tecidos

Alvacir Cubas Ribas – ACR Malhas e Tecidos

João de Souza e Silva – Djohn Malhas

Imperial Tecidos – Gabriel Tacla

Josemar – Paranatex Têxtil

Nelson Okamura – Fane Tecidos

Luciana Leal – Aquarela Aviamentos

Dricor Comércio de Armarinhos

Kilomalhas

Pano & Cia

Polícia Civil e PM prendem 15 envolvidos com tráfico de drogas

As Polícias Civil e Militar cumpriram nesta terça-feira (22) 48 mandados judiciais (11 de prisão e 37 de busca e apreensão) para desarticular associações criminosas que gerenciavam o tráfico de drogas na Capital, na Região Metropolitana de Curitiba e Litoral.

Foram presas 15 pessoas, sendo 11 em cumprimentos de mandado prisão preventiva (destas, seis também foram autuadas em flagrante) e quatro em flagrante. Também foram apreendidas quatro armas de fogo, 87 munições de diversos calibres, R$ 8,3 mil e 5 quilos de drogas como maconha, crack e cocaína.

Curitiba, 22 de setembro de 2020. Operação Lisboa

“Identificamos o tráfico de drogas no bairro e a investigação acabou se expandindo para outros núcleos que faziam o abastecimento da região central de Curitiba. Com a operação, tivemos a apreensão significativa de armas, drogas e a captura de pessoas que tinham mandado de prisão”, disse o delegado da Polícia Civil, Ricardo Casanova.

O comandante do 1º Comando Regional da PM, coronel Hudson Leôncio Teixeira, salientou a importância da integração com a Polícia Civil, que envolveu diversas equipes ao longo de seis meses. “Foi um trabalho intenso, em que muitas vezes os policiais militares e civis trabalharam uníssonos, inclusive trabalhando na mesma viatura, para alcançar o melhor resultado possível”, disse.

INVESTIGAÇÃO – A operação foi feita com base em levantamentos feitos pela Polícia Civil e pelo 1º Comando Regional de Polícia Militar. Ao longo de seis meses, as equipes policiais estiveram nas ruas, buscando informações, identificação de líderes, gerentes, fornecedores e distribuidores que atuavam em pontos de venda, armazenamento e distribuição de drogas. Durante o período, 21 pessoas foram presas, além de duas armas, 170 gramas de cocaína, 2,3 quilos de cocaína e 4,8 quilos de maconha.

As investigações apontaram que o bairro São Francisco era o principal ponto de venda e consumo de drogas de uma organização criminosa. Também foi apurado que os fornecedores estavam instalados em três núcleos: um no bairro Cajuru, em Curitiba, que também alcançava de São José dos Pinhais, outro núcleo no município de Pinhais, e o terceiro no Centro de Curitiba.

LITORAL – Em uma das abordagens, equipes do Batalhão de Operações Especiais (BOPE) deram cumprimento a um mandado de busca e apreensão e de prisão a um casal que coordenava o tráfico no centro da Capital. “A liderança estava homiziada em uma residência em Matinhos, e houve o confronto. Tivemos várias prisões e apreensões por parte das equipes da PM e da Polícia Civil”, disse o coronel Hudson Leôncio Teixeira.

A operação contou com efetivos da Rondas Ostensivas Tático Móvel (Rotam) do 1º CRPM, do Batalhão de Operações Especiais (BOPE), do Batalhão de Polícia Militar de Operações Aéreas (BPMOA) e a Companhia de Operações com Cães (COC) da PM. Diversas unidades da Polícia Civil estiverem envolvidas na ação, além do grupamento aéreo e cães.

Informações AEN.

Curitiba registra 348 novos casos e nove mortes por covid-19

Curitiba registrou nesta terça-feira (22/9) 348 novos casos de covid-19 e nove óbitos de moradores da cidade infectados pelo novo coronavírus, conforme boletim da Secretaria Municipal da Saúde.

As novas vítimas são três homens e seis mulheres, com idades entre 21 e 94 anos. Sete destes óbitos ocorreram nas últimas 48 horas. Os demais foram nos dias 19 e 20 de setembro.

Até agora são 1.213 mortes na cidade provocadas pela doença neste período de pandemia.

Novos casos

Com os novos casos confirmados, 41.717 moradores de Curitiba testaram positivo para a covid-19 desde o início da pandemia, dos quais 36.297 estão liberados do isolamento e sem sintomas da doença.

São 4.207 casos ativos na cidade, correspondentes ao número de pessoas com potencial de transmissão do vírus.

UTIs do SUS

Nesta terça-feira (22/9), a taxa de ocupação dos 334 leitos de UTI SUS exclusivos para covid-19 é de 79%. Todos os pacientes que são internados com quadro de síndrome respiratória aguda grave vão para os leitos exclusivos covid-19 e não apenas os casos confirmados da doença. No momento restam 70 leitos livres.

Números da covid-19 em 22 de setembro

348 novos casos
9 novos óbitos

Números totais

Confirmados – 41.717
Investigação: 670
Recuperados – 36.297
Óbitos – 1.213