Em três dias, mais de 100 animais marinhos são encontrados mortos ou debilitados em praias do Paraná

Durante a última semana ventos fortes chegaram ao litoral paranaense e com estes muitos encalhes de fauna marinha

A equipe do Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS) encontrou mais de 100 animais mortos ou debilitados que estavam no mar e encalharam na costa do litoral do Paraná. Os registros foram feitos do dia 9 de outubro ao dia 12, incluindo aves, tartarugas e mamíferos marinhos.

Durante a última semana ventos fortes chegaram ao litoral paranaense e com estes muitos encalhes de fauna marinha. Conforme relatou a coordenadora do Laboratório de Ecologia e Conservação da UFPR (Universidade Federal do Paraná), Dra Camila Domit: “Os acionamentos realizados pelos usuários das praias intensificaram devido ao movimento no litoral durante o feriado, mas é importante ressaltar que o registro de encalhes já estava mais alto ao longo desta semana em nossa região”.

(Foto: Reprodução/Facebook LEC – Laboratório de Ecologia e Conservação)

Conforme relatado pela pesquisadora, além de uma quantidade grande de animais, os encalhes também foram bastante diversos ao longo da semana, incluindo aves migratórias vindas do hemisfério norte, como o bobo-pequeno (Puffinus puffinus), migratória do hemisfério sul, como o pinguim-de-Magalhães (Spheniscus magellanicus), e mesmo o registro das cinco espécies de tartarugas marinhas que ocorrem na costa brasileira: tartaruga-verde, tartaruga-cabeçuda, tartaruga-oliva, tartaruga-de-pente e tartaruga-de-couro.

A equipe do PMP-BS na UFPR esteve bastante atarefada em meio a monitoramentos, resgates, necropsias, coletas de amostras e muitas outras ações que são essenciais para garantir que todos os animais sejam registrados, atendimentos e avaliados, gerando bem estar e uma chance de reabilitação aos animais registrados vivos, ou mesmo obtendo o melhor conhecimento sobre a saúde do oceano e sua biodiversidade por meio das carcaças encontradas mortas.

Para que os resultados do projeto e a sua contribuição para a gestão e conservação da fauna marinha sejam ainda melhores, a contribuição da sociedade por meio dos acionamentos é muito importante: 08006423341.

Informações Banda B.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Guaratuba libera calçadão da orla aos finais de semana e esportes coletivos em novo decreto

A Prefeitura de Guaratuba, no Litoral do Paraná, publicou um novo decreto que flexibiliza algumas restrições para a retomada gradativa das atividades. Entre as mudanças está a liberação do acesso ao calçadão da orla aos finais de semana e feriados e a prática de esportes coletivos. As regras entraram em vigor nesta quinta-feira (1).

A liberação do acesso ao calçadão da orla aos finais de semana e feriados tem como fim atividades físicas – caminhadas, sem aglomeração e com uso de máscaras. Permanece proibido o acesso à faixa de areia e à água a partir das 18h de sexta-feira, sábado, domingo e feriados. Areia e água estão liberadas de segunda-feira até as 18h de sexta.

Hotéis, pousadas e similares passam a poder ocupar, nos finais de semana e feriados, 70% de sua capacidade, voltando a 30% nos dias de semana e mantendo a obrigação de quarentena de 72 horas nos quartos após serem desocupados.

Esportes coletivos como basquetebol, voleibol, handebol, futebol de campo ou de salão nas quadras particulares também estão permitidos sob regras estritas.

As medidas levam em consideração que a taxa de transmissão da Covid nos últimos 14 dias tem se mantido inferior a 1, segundo dados da 1ª Regional de Saúde, indicando desaceleração do número de casos e com tendência de queda. Também considera que o fato de a taxa de ocupação dos leitos na Unidade Municipal de atendimento à Covid-19 vem se mantendo abaixo de 32% e que as medidas adotadas estão sendo atendidas pelo comércio e a população em geral.

Informações Banda B.

Polícia Federal apreende 254 quilos de cocaína no Porto de Paranaguá

 A Polícia Federal (PF) e a Receita Federal, em ação conjunta, apreenderam 254 quilos de cocaína no Porto de Paranaguá.

A droga foi localizada em operação de rotina com a utilização de escâner, no sábado (26).

Segundo a PF, o método utilizado pelos criminosos foi o ripon ripoff, em que a droga é colocada no contêiner sem o conhecimento do exportador.

Os fardos de cocaína estavam em um contêiner de bobinas de papel que teria como destino o porto de Algeciras na Espanha.

A droga foi encaminhada para a Policia Federal, em Paranaguá, que continuará com a investigação para identificar e prender os traficantes.

Informações Agência Brasil.