Em obras: Mirante do Vertedouro da Itaipu começa a ganhar um novo visual

Equipe do PTI-BR desenvolveu todo o projeto, com base em relatos dos visitantes, para garantir um passeio ainda mais agradável na usina

Não tem como competir: aberto, o vertedouro da Itaipu é incomparável como atrativo da usina. E o seu mirante, agora, está passando por uma grande revitalização para fazer jus ao seu atrativo principal. O projeto de repaginação do local, feito pelo Parque Tecnológico Itaipu (PTI-BR), vai proporcionar aos turistas e moradores de Foz do Iguaçu e região uma experiência ainda mais única do espaço. O “novo” mirante do vertedouro deve ficar pronto em março de 2021.

Foto: Divulgação Projeto

Desde o início do ano, o local está passando por mudanças: todo o piso, por exemplo, foi substituído e agora é do tipo paver, pensando em uma melhor acessibilidade aos visitantes – esta parte das obras foi executada pela Itaipu. Em setembro, o PTI, que é responsável pela administração dos atrativos turísticos da hidrelétrica em conjunto com a Itaipu, iniciou um novo conjunto de melhorias no espaço.

Foto: Divulgação Projeto

Todo o projeto foi elaborado pela equipe de profissionais de engenharia e arquitetura da área de Infraestrutura, Segurança e Serviços do Parque Tecnológico. Conforme explica a engenheira Daniele Gotardo Martinez, as ações foram planejadas com base em relatos dos próprios visitantes, para assegurar a excelência no atendimento dos turistas na maior geradora de energia elétrica do mundo.

A área total que está sendo revitalizada é de aproximadamente 400 m², com um investimento de pouco mais de R$ 1,5 milhão. Atualmente, a área próxima ao vertedouro tem uma infraestrutura simples e, por isso, o tempo de parada dos visitantes era restrito – apenas para alguns registros, principalmente no pórtico fotográfico.

Com a revitalização, a intenção é que os turistas desfrutem mais esse espaço, onde estão sendo construídos uma rampa para uma visão mais ampla do vertedouro, com dois metros de altura, bancos, lanchonetes itinerantes, banheiros e estruturas para proteção em dias de chuva, a fim de propiciar um tempo maior de permanência no espaço. Também será edificado um palco que poderá ser utilizado para shows e eventos organizados pela Itaipu e pelo PTI.

Foto: Divulgação Projeto

Novos pontos de ônibus com cobertura serão instalados, com infraestrutura de wi-fi para aos turistas, e os fluxos do transporte serão otimizados, garantindo maior autonomia do visitante durante sua passagem pela Itaipu.

A reforma do Mirante do Vertedouro dá início a uma série de ações que o Parque Tecnológico Itaipu, como gestor do Complexo Turístico Itaipu, pretende promover para incrementar a experiência dos turistas na usina. Estão previstas também obras no Mirante Central, adequações no Centro de Recepção de Visitantes e a inserção de novas tecnologias.

“Entre as atuações do PTI-BR está o desenvolvimento de soluções para o aprimoramento do turismo, atividade que tem importância fundamental para a economia de Foz do Iguaçu e região. Como gestores dos atrativos da usina, estamos comprometidos com a melhoria contínua dos serviços oferecidos aos nossos visitantes”, diz o diretor-superintendente do PTI, general Eduardo Garrido.

Para o diretor-geral brasileiro de Itaipu, general Joaquim Silva e Luna, “essas melhorias vão garantir uma experiência única da nossa gente e de viajantes do mundo inteiro na usina de Itaipu”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Obra da Sanepar interrompe abastecimento em bairros de Curitiba e RMC; confira

A Sanepar irá fazer nesta semana uma obra de interligação da nova adutora da captação do Rio Iguaçu, que irá interromper o fornecimento de água em bairros de Curitiba, Colombo, Piraquara e São José dos Pinhais.

A obra será realizada na terça (6) e na quarta-feira (7), e vai afetar regiões diferentes em cada dia. Mesmo que o bairro esteja repetido nos dois dias, as ruas afetadas são diferentes. Como forma de compensação, a Sanepar irá suspender o rodízio nessas regiões do dia 3 até o dia 10 de abril.

Parada na terça (dia 6), a partir das 6h da manhã, com normalização na quarta-feira (dia 7), às 18 horas:

BAIRROS AFETADOS
Curitiba
: Cajuru, Guabirotuba, Jardim das Américas, Uberaba, Água Verde, Boqueirão, Capão Raso, CIC, Fanny, Fazendinha, Guaíra, Hauer, Lindoia, Novo Mundo, Pinheirinho, Portão, Santa Quitéria, Seminário, Vila Izabel, Xaxim, Pinheirinho, Sítio Cercado, Tatuquara, Prado Velho, Rebouças,  Abranches, Bigorrilho, Bom Retiro, Mercês, Pilarzinho, São Francisco, São Lourenço, Vista Alegre, Cascatinha, São João,  Bigorrilho, Campina do Siqueira, Batel, Centro, Cachoeira, Barrerinha e Santa Cândida.             

Parada na quarta-feira (dia 7), a partir das 6h da manhã, com normalização na quinta-feira (dia 8), às 18 horas:

BAIRROS AFETADOS
Curitiba
: Uberaba, Cajuru, Boqueirão, Hauer, Guabirotuba,  Alto Boqueirão, Ganchinho, Pinheirinho, Sítio Cercado, Xaxim, Ahú, Atuba, Bacacheri, Barrerinha, Boa Vista, Cabral, Centro Cívico, Santa Cândida, São Lourenço, Tingui, Juvevê e Atuba.

Colombo:  Atuba, Guarani, Rio Pequeno, Rio Verde, Campo Pequeno, Alto da Cruz, Mauá, Guaraituba, Palmital, Vila Zumbi, Maracanã, Monza e São Gabriel.

Piraquara: Jardim Tarumã, Vila Lori, Jardim Das Orquídeas, Jardim Tocantins, Jardim Urussanga, Jardim Santa Clara, Vila Mariana, Planta Monte Líbano, Vila Holandesa, Planta Amazonas, Planta Terezinha, Jardim Trianon, Jardim Santa Helena, Bosque Pinheiro e Fazenda Guarituba e Jardim dos Estados.

São José dos Pinhais: Cidade jardim, Guatupê, Ipê, Academia e Cristal.              

A OBRA – Esta é uma etapa da obra de substituição de uma das adutoras que levam água da captação até a Estação de Tratamento de Água (ETA) Iguaçu. Atualmente, o recalque é feito por duas adutoras de 1,5 quilômetro de extensão.

A nova tubulação irá aumentar a segurança operacional de produção de água da ETA Iguaçu, com redução de rompimentos e vazamentos. Com capacidade de produção de 3.600 litros de água por segundo, a ETA Iguaçu é a maior do Paraná. A obra teve início em janeiro de 2020, com investimentos de R$ 6,2 milhões, e a previsão é que seja concluída daqui a seis meses.

Informações AEN PR

Obra da Sanepar irá interromper abastecimento em Curitiba e RMC

A Sanepar vai fazer na próxima semana uma obra de interligação da nova adutora da captação do Rio Iguaçu, que interromperá o fornecimento de água em bairros de Curitiba, Colombo, Piraquara e São José dos Pinhais.

A obra será realizada na terça (6) e na quarta-feira (7) e vai afetar regiões diferentes em cada dia. Mesmo que o bairro esteja repetido nos dois dias, as ruas afetadas são diferentes. Como forma de compensação, a Sanepar suspenderá o rodízio nessas regiões do dia 3 até o dia 10 de abril.

Parada na terça (dia 6), a partir das 6h da manhã, com normalização na quarta-feira (dia 7), às 18 horas:

BAIRROS AFETADOS
Curitiba
: Cajuru, Guabirotuba, Jardim das Américas, Uberaba, Água Verde, Boqueirão, Capão Raso, CIC, Fanny, Fazendinha, Guaíra, Hauer, Lindoia, Novo Mundo, Pinheirinho, Portão, Santa Quitéria, Seminário, Vila Izabel, Xaxim, Pinheirinho, Sítio Cercado, Tatuquara, Prado Velho, Rebouças,  Abranches, Bigorrilho, Bom Retiro, Mercês, Pilarzinho, São Francisco, São Lourenço, Vista Alegre, Cascatinha, São João,  Bigorrilho, Campina do Siqueira, Batel, Centro, Cachoeira, Barrerinha e Santa Cândida.             

Parada na quarta-feira (dia 7), a partir das 6h da manhã, com normalização na quinta-feira (dia 8), às 18 horas:

BAIRROS AFETADOS
Curitiba
: Uberaba, Cajuru, Boqueirão, Hauer, Guabirotuba,  Alto Boqueirão, Ganchinho, Pinheirinho, Sítio Cercado, Xaxim, Ahú, Atuba, Bacacheri, Barrerinha, Boa Vista, Cabral, Centro Cívico, Santa Cândida, São Lourenço, Tingui, Juvevê e Atuba.

COLOMBO: Atuba, Guarani, Rio Pequeno, Rio Verde, Campo Pequeno, Alto da Cruz, Mauá, Guaraituba, Palmital, Vila Zumbi, Maracanã, Monza e São Gabriel.

PIRAQUARA: Jardim Tarumã, Vila Lori, Jardim Das Orquídeas, Jardim Tocantins, Jardim Urussanga, Jardim Santa Clara, Vila Mariana, Planta Monte Líbano, Vila Holandesa, Planta Amazonas, Planta Terezinha, Jardim Trianon, Jardim Santa Helena, Bosque Pinheiro e Fazenda Guarituba e Jardim dos Estados.

SÃO JOSÉ DOS PINHAIS: Cidade Jardim, Guatupê, Ipê, Academia e Cristal.              

A OBRA – Esta é uma etapa da obra de substituição de uma das adutoras que levam água da captação até a Estação de Tratamento de Água (ETA) Iguaçu. Atualmente, o recalque é feito por duas adutoras de 1,5 quilômetro de extensão.

A nova tubulação vai aumentar a segurança operacional de produção de água da ETA Iguaçu, com redução de rompimentos e vazamentos. Com capacidade de produção de 3.600 litros de água por segundo, a estação é a maior do Paraná.

A obra teve início em janeiro de 2020, com investimentos de R$ 6,2 milhões, e a previsão é que seja concluída daqui a seis meses.